Tia Ginha

por 27 out 2009Artigos


Por certo você já deve ter ouvido falar a respeito de Ginha Nader, ou melhor, Tia Ginha, como tornou-se carinhosamente conhecida.

Ginha, em junho de 1967, sentada na mesa do escritório que outrora pertenceu ao seu marido Nicolau, recebeu uma inspiração divina – “Vá para a Disneylândia” – e a partir deste momento nunca mais parou de estudar e pesquisar sobre a vida e a obra de Walter Elias Disney.

Umas das primeiras obras que Ginha teve acesso foi a biografia escrita pela filha de Walt, Diane, intitulada – “A história de Walt Disney”, cuja leitura fez com que se apaixonasse definitivamente pela filosofia otimista de Disney.

Em 1972, Ginha começou a levar os primeiros turistas brasileiros para a Disney e logo cativou a todos de modo que o seu terceiro grupo já contava com 150 passageiros! Assevera Ginha que a sua determinação é fruto da filosofia de Disney de que “se você pode sonhar, você pode realizar”.

E assim Ginha prosseguiu em sua carreira apresentando ano após ano os parques da Disney para milhares de brasileiros. Em 1982, quando Ginha se preparava para conhecer o novo parque de Walt Disney World, o Epcot, cujo projeto acompanhou por meio de publicações nacionais e estrangeiras, foi convidada para participar do programa “Show Sem Limite”, que era apresentado por J. Silvestre, na emissora TVS (atual SBT – veja o vídeo – clique aqui), onde respondeu brilhantemente a toda as perguntas que lhe foram feitas a respeito da vida de Walt Disney, ganhando o prêmio do programa que lhe possibilitou levar onze crianças carentes que foram sorteadas para conhecer a Disney.

Na década de 80, Ginha Nader também criou o primeiro curso de Promotores de Vendas e Guias de Orlando para os agentes de viagens do Brasil, curso este que veio a se tornar um referencial para todos os profissionais brasileiros de Orlando.

E na década de 90 teve oportunidade de cursar a Universidade Disney, chegando até mesmo a conhecer Dave Smith, o famoso arquivista da empresa*. Ginha foi convidada para integrar as turmas do “Tour Leader Trainning” e “People Management”, onde conheceu amplamente os bastidores dos empreendimentos Disney.

Atualmente, além de escrever livros, Ginha continua promovendo seminários, cursos, palestras, programas de televisão e viajando o Brasil inteiro. Tia Ginha é um exemplo de vida, um exemplo de amor e dedicação a divulgação da história de Walt Disney e do seu legado.

Na semana passada, após visitar o site da Ginha – www.ginhanader.com.br – resolvi escrever para ela indagando-a sobre a possiblidade de conhecê-la posto que gostaria muito de incluir um artigo a seu respeito no Viajando para Orlando. Claro, que a bem da verdade, intimamente, era Luiz Carlos quem gostaria muito da conhecer Tia Ginha pessoalmente, não posso negar.

E assim fui atendido prontamente na minha solicitação e no dia de hoje (26/10/2009) – que guardarei para sempre em minha memória – eu e minha esposa a Greicy pudemos desfrutar de momentos maravilhosos com a querida Ginha.

Durante o final de semana que antecedeu a nossa visita, com o objetivo de me preparar para conhecê-la – já que não conseguia tirar da minha mente que iria conhecer a Tia Ginha “a maior especialista em Disney da América Latina” – procurei reler alguns trechos do seu último livro “A Magia do Império Disney” e outras obras, pois afinal, eu não queria, de forma alguma, desapontá-la com alguma “gafe”.

No entanto, nada disso era necessário, a Tia Ginha nos recebeu com enorme carinho, nunca se recusando a responder qualquer pergunta e sempre demonstrando uma humildade sem tamanho.

É simplesmente contagiante ouvir Ginha Nader falando a respeito de Walt Disney, do seu trabalho, das suas palestras.

Com o objetivo de aproveitar ao máximo a oportunidade que Ginha havia me conferido, preparei inúmeras perguntas sobre a Disney, mas logo nos primeiros momentos da nossa conversa, percebi que a maioria das perguntas que eu houvera formulado poderiam ser facilmente respondidas através da leitura do seu último livro – “A Magia do Império Disney”. Assim, deixei de lado a maioria das minhas perguntas, e passei a desfrutar de um gostoso bate-papo.

Pelo que senti, poderíamos falar dias a respeito desse assunto que tanto nos apetece – Disney – conversamos muito sobre Walt, bem como tive a honra de conhecer a sua vasta coleção de livros, objetos, fotos, diplomas e o seu maravilhoso escritório – que é um sonho para todo o Mickeyro.

Ao longo da nossa conversa, tomei ainda a liberdade de fazer algumas poucas perguntas, que passo agora a reproduzí-las.

A primeira delas foi: – Ginha quando pela primeira vez lhe veio o pensamento – “Vá para a Disneylândia” – você imaginava que um dia viria a se tornar uma autoridade sobre o assunto?

Ginha, imediatamente respondeu que naquela época, 1967, estava mais interessada em apresentar a obra de Walt para os seus filhos.

Contudo, em virtude de dificuldades financeiras, foi orientada por um proprietário de uma agência de viagens a formar grupos, pois assim poderia, realizar o seu objetivo de levar os seus filhos para Disney.

O primeiro grupo que montou tinha apenas cinco passageiros, o segundo dezoito, e logo no terceiro grupo montado viajaram 150 passageiros, passando a ganhar enorme notoriedade, de maneira que os próprios clientes passaram a lhe procurar interessados em conhecer a Disney com Ginha Nader.

Perguntei também qual havia sido a sua reação ao adentrar pela primeira vez num parque da Disney e ela disse houvera ficado maravilhada, encantada e que seu sentimento maior era “eu quero voltar”. Impossível deixar de notar como o assunto Disney faz os olhos de Ginha brilharem!

Quando criei o Viajando para Orlando, o meu maior objetivo foi o de trazer informações sobre os parques temáticos em Orlando para os brasileiros, bem como informações como preparativos de viagem, como tirar o passaporte, o visto e outras questões.

Assim, conversando com a querida Ginha, informei que muitos usuários do site ainda estão conhecendo Orlando pela primeira vez e também que muitos viajam “por conta”, razão pela qual, muitas vezes visitam os parques temáticos sem a orientação de um guia (mais comum em excursões) para lhes contar a respeito dos detalhes, das histórias sobre os parques, sobre as atrações e outras curiosidades.

Após discorrermos bastante sobre o assunto, restou claro que para tais pessoas, que viajam “por conta”, ainda mais importante do que o bom planejamento da sua viagem é a leitura de guias, de obras como “A Magia do Império Disney” (fruto de 40 anos de pesquisa) e sites especializados. Enfim, para conseguir aproveitar a viagem é necessário estudar um pouquinho antes.

A esse respeito, peço licença para reproduzir um fragmento tirado do seu livro – “Walt Disney – Um século de sonho – Volume I”, onde expõe esse tema de forma brilhante:

“Hoje, depois de ter organizado e acompanhado um grande número de pessoas ao Walt Disney World ao longo desses anos, ter ministrado muitos cursos para guias e agentes de viagens por todo o Brasil e feito várias conferências para empresas e universidades, posso afirmar que a maioria dos turistas não usufrui nem um décimo do que poderia aproveitar se conhecesse a emocionante história que está por trás de cada rua, cada fachada, cada atração dessa que é hoje uma megacidade, uma fábrica de sonhos para crianças e adultos de tudo o mundo. A outra, e mais importante razão que me levou a escrever este livro, é tentar passar a lição de vida deste sonhador que acreditou em suas idéias e não descansou enquanto não conseguiu torná-las realidade”.

Para aqueles que não conhecem o trabalho dessa pessoa incrível e maravilhosa, segue abaixo uma lista de algumas das suas obras publicadas:

  • A Trilogia Walt Disney Um século de Sonho
  • O Guia dos guias de Orlando
  • Walt Disney Prazer em Conhecê-lo
  • A Magia do Império Disney

Quem se interessar sobre os seus livros, ou mesmo sobre os treinamentos que ministra pode acessar o site: www.ginhanader.com.br ou mesmo escrever para [email protected].

Agradeço – de coração – a querida Ginha a oportunidade que me foi conferida – e que guardarei como uma das minhas maiores realizações. A certeza que tenho que é Tio Walt está muito bem representado aqui no Brasil.

* Dave Smith – nascido em 13 de outubro de 1940 é fundador e responsável pelo Walt Disney Archives – localizado no edifício Frank G. Wells – Walt Disney Studios – Burbank, California. Dave já escreveu inúmeros livros, dentre eles: Disney the First 100 years e Disney A to Z a que fui apresentado por Ginha Nader quando da minha visita.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MacroBaby VIP
Booking.com
%d blogueiros gostam disto: