Escolha uma Página

Fundo de Conservação SeaWorld e Busch Gardens garante mais de $1,2 milhão

  • Notícias
  • Fundo de Conservação SeaWorld e Busch Gardens garante mais de $1,2 milhão

Fonte: SeaWorld & Busch Gardens Conservation Fund

Noventa e Três Projetos de Conservação da Vida Selvagem, da Antártica à Flórida, receberão este ano mais de $ 1,2 Milhão do Fundo de Conservação do SeaWorld & Busch Gardens

Orlando, FL (10 de Outubro de 2013) – Animais selvagens do mundo todo – dos pinguins da Antártica aos filhotes de tartarugas das praias da Flórida – serão beneficiados com mais de $ 1,2 milhão em doações realizadas este ano pelo SeaWorld & Busch Gardens Conservation Fund, organização sem fins lucrativos. Noventa e três projetos, incluindo pesquisas da vida selvagem, proteção de habitats, resgates e programas de educação ambiental, irão receber esse apoio financeiro.

Esses subsídios irão ajudar pesquisadores que estão estudando o movimento migratório das espécies de pinguins da Antártica, programas que garantem a segurança da jornada dos filhotes de tartarugas nas praias e projetos de monitoramento do bem estar dos golfinhos em um dos ecossistemas vitais deles na Flórida.

Desde que foi criado há 10 anos, o Fundo já garantiu mais de $ 10 milhões em doações para projetos de conservação da vida e dos ambientes selvagens.

Além disso, o SeaWorld e o Busch Gardens fornecem suporte direto ao Fundo por meio da colocação da equipe de zoológico em campo para trabalhar ao lado de pesquisadores em projetos apoiados pelo Fundo.

O SeaWorld Parks & Entertainment arca com todos os custos administrativos e de desenvolvimento, bem como pessoal e infraestrutura. Com isso, 100 por cento das doações vão para os esforços em campo na conservação da vida selvagem.

Confira alguns projetos e organizações que foram beneficiadas pelo fundo neste ano:

  • Rastreamento da Migração dos Pinguins – Para onde os pinguins vão no inverno? Pesquisadores juntamente com a Woods Hole Oceanographic Institution estão usando geolocalização (GLS) para marcação e estudos de isótopos estáveis para identificar as dietas de inverno e os movimentos de migração dos pinguins da espécie Adélia e Pinguim-de-barbicha na Península Antártica. Os dados serão de fundamental importância para definir as futuras prioridades na gestão para essas espécies.
  • Projeto de Iluminação – Tartarugas Marinhas – As iluminações nas praias de desova de tartarugas podem desorientar filhotes e levá-los para longe do oceano. Pará ajudar esses animais em uma passagem segura entre a areia e o oceano, o Sea to Shore Alliance criou um método de medição, mapeamento e registro dos níveis de iluminação nas praias. Essas informações permitem que gestores da vida selvagem rapidamente comparem, observem e localizem as áreas com Iluminações excessivas. Ao identificar pontualmente essas Iluminações os gestores podem agir rapidamente e proteger melhor os filhotes de tartarugas.
  • Monitoramento de longo prazo de golfinhos – O Instituto de Pesquisa Hubbs-SeaWorld está realizando um estudo de longo prazo para controlar a abundância, população e estrutura de habitat dos golfinhos da espécie Nariz-de-garrafa que habitam o Indian River Lagoon, na Flórida. Os dados que estão sendo coletados ajudarão a tomar decisões de gestão desses animais, além de auxiliarem na melhor avaliação dos riscos que enfrentam essa espécie.

“Nenhum animal está imune às ameaças que a vida selvagem oferece hoje”, disse o presidente e diretor executivo do  SeaWorld & Busch Gardens Conservation Fund e diretor de Zoológico do  SeaWorld Parks & Entertainment, Brad Andrews. “O trabalho em campo de pesquisadores, reabilitadores de animais e educadores é fundamental para ajudar aos animais do nosso planeta não apenas a sobreviver, mas a prosperar.”

Para mais informações sobre o SeaWorld & Busch Gardens Conservation visite www.swbg-conservationfund.org ou www.facebook.com/seaworldbuschgardensfund.


Sobre o SeaWorld & Busch Gardens Conservation Fund

O SeaWorld® & Busch Gardens® Conservation Fund, organização 501(c)3 sem fins lucrativos, apoia pesquisas da vida selvagem, proteção do habitat, resgate de animais e educação para a conservação nos EUA e em outros países ao redor do mundo. O Fundo é uma oportunidade que os visitantes dos parques têm de ajudar diretamente na proteção da vida selvagem. Pelo fato do SeaWorld Parks & Entertainment ™ fornecer todos os custos administrativos e de desenvolvimento, bem como de pessoal e infraestrutura, o Fundo tem a chance de garantir 100 por cento das doações para os esforços de conservação da vida selvagem em campo.


Luiz Carlos Pantoja Filho

Luiz Carlos Pantoja Filho

Proprietário e Webmaster

Criador e Webmaster do site Viajando para Orlando (carinhosamente conhecido como VPO), advogado, apaixonado pela obra de Walter Elias Disney e pelos parques de Orlando, pai da Manuella, marido da Greicy Pantoja...

NOTÍCIAS RELACIONADAS

A nova atração Ray Rush será inaugurada no parque Aquatica Orlando no dia 12 de maio de 2018

A nova atração Ray Rush será inaugurada no parque Aquatica Orlando no dia 12 de maio de 2018

8 de maio de 2018 - Novidade oferece três experiências em uma só atração, com diversão para todas as idades Orlando, FL (7 de maio de...
Boyce Avenue abre Fan Fest da Florida Cup no Universal Orlando Resort

Boyce Avenue abre Fan Fest da Florida Cup no Universal Orlando Resort

18 de dezembro de 2017 - Serão duas noites de música e entretenimento, nos dias 13 e 14 de janeiro no parque Universal Studios Florida A...
Walt Disney Presents será o novo nome da atração Walt Disney: One Man’s Dream

Walt Disney Presents será o novo nome da atração Walt Disney: One Man’s Dream

1 de setembro de 2017 - Fonte: TouringPlans.com - The Blog Segundo Rikki Niblett publicou no blog do site TouringPlans.com, conforme já era aguardado, a atração Walt...

%d blogueiros gostam disto: