Visualizando 1 resposta da discussão
  • Autor
    Posts
    • #39421
      AvatarLuciana Moraes
      Participante
        0

        Gente boa, quero saber tudo sobre o Voo Com a Avianca! Vou com crianças, as aeronaves tem entretenimento individual? E a comida? e essa conexão em Lima, de menos de 1hora será que dá? Como é essa aeroporto de Lima, é muito grande? Quem já foi, por favor….Saido do Rio de janeiro

      • #45123
        roberval taylorroberval taylor
        Participante
        0

        Gente boa, quero saber tudo sobre o Voo Com a Avianca! Vou com crianças, as aeronaves tem entretenimento individual? E a comida? e essa conexão em Lima, de menos de 1hora será que dá? Como é essa aeroporto de Lima, é muito grande? Quem já foi, por favor….Saido do Rio de janeiro (mensagem de Luciana Moraes)
        Luciana,
        Vou reproduzir abaixo a experiência de quem já voou avianca, mas a partir de São Paulo. Creio que não deve ser muito diferente do voo que sai do Rio.
        “A Avianca Brasil opera voos regulares desde 2002. Atualmente atende 22 destinos domésticos e dois no exterior – os voos semanais de Fortaleza a Bogotá, na Colômbia, e, agora, os voos diários de São Paulo para Miami. A empresa opera com modelos da Airbus, oferece entretenimento individual e refeição de bordo gratuita. Como o membro brasileiro da Star Alliance, a Avianca Brasil conecta passageiros a mais de 1.300 aeroportos em todo o mundo, por meio de voos de 27 parceiras internacionais.
        Resumo do review
        Destaques positivos: variedade de opções no sistema de entretenimento, serviço de bordo com refeições saborosas
        Pontos a melhorar: falta de legendas nos filmes e séries, falta de wi-fi
        Embarque
        O embarque estava previsto para ocorrer às 17h55, exatamente uma hora antes da partida do voo. Pouco depois deste horário, me aproximei do portão de embarque e, no entanto, não havia qualquer movimentação. Pessimista que sou, logo pensei: pronto, perdi o voo! Que nada… o voo estava com baixa ocupação e o embarque viria a ocorrer, sem tumultos, somente às 18h20.
        Cabine
        Pois bem, entrei no avião. Passei pela segunda área da classe Executiva e cheguei à minha poltrona na classe Econômica, a 11C – que curiosamente estava ao lado da A e separada da D por um corredor. “O que fizeram com as poltronas B, gente do céu?”, foi o que pensei logo que larguei minha mochila no bagageiro. Mas logo me esqueci deste detalhe. Vou contar o porquê: as poltronas na classe Econômica estão dispostas no formato 2x4x2. Boa parte dos passageiros estavam sentados nas laterais, onde estão as poltronas duplas. Ou seja: havia toda aquela leva de assentos do meio, reunidos em quatro, que poderiam virar camas improvisadas!!! Poderiam… e viraram. Hê!
        Os assentos são equipados com monitor touchscreen de 9 polegadas, controle para navegação no sistema de entretenimento, luz individual, tomada USB, porta-copos, o cestinho onde está a revista da companhia e uma mesa ajustável (ela pode ser aproximada do passageiro, caso necessário).
        Fiz minhas refeições, assisti a um filme e dormi durante boa parte do voo na poltrona. O conforto é bom, se comparado com classes econômicas de outros voos. Claro que lá pelas tantas o corpo vai parecer já não se encaixar no assento e alguma dor (ai, minha lombar!) pode querer aparecer. No meu caso, apareceu,. Foi quando resolvi aproveitar que o voo estava vazio e fui para minha cama improvisada em quatro poltronas, onde me estiquei por cerca de duas horas, até o café da manhã.
        Serviço de bordo
        Pouco depois de uma hora de viagem, o jantar começou a ser servido na classe econômica. A comissária que me atendeu pela maior parte do tempo ofereceu duas opções:
        – Massa ou carne?
        Encerrei a conversa um pouco decepcionado, pedindo o prato com carne. Poxa vida, éramos pouquíssimas as pessoas na Econômica, não custava ter estudado um pouco mais o menu e oferecido as opções com um pouco mais de detalhes. Talvez eu esteja sendo muito “cricri”, mas a parte da comida para mim é sempre especial. E acho que esse momento deve ser tratado com a importância que tem! Hehe.
        Então vieram cubos de carne de gado, que parecia uma carne de panela. Ao lado, estavam cubinhos de batata e um refogado de vagem com cenoura. Tudo bem agradável. Para acompanhar, foi oferecida uma salada de folhas verdes com tomates cereja e muçarela de búfala – ainda melhor do que o prato principal. E estavam na bandeja um pãozinho bem seco e gelado, margarina (mesmo, não era manteiga), sal, pimenta e um molho para salada. Para a sobremesa havia um um cheesecake de maçã supergostoso! Nham.
        O café da manhã foi servido às 3h15, horário de Brasília, cerca de uma hora antes do pouso. Havia novamente duas opções: omelete com champignon ou um combinado de frios. Escolhi a omelete, que estava bem agradável. Desta vez, talvez pelas horas de voo, o pão já estava menos gelado e mais macio. Vieram também frutas (melão picado e uva), margarina, uma geléia de morango e um cupcake com frutinhas que pareciam mirtilo.
        Amenidades
        Do que experimentei, posso dizer: as 8 horas entre Miami e São Paulo passaram voando – e com alguns trocadilhos! “
        Espero que tenha ajudado !
        SDS.

    Visualizando 1 resposta da discussão
    • Você deve fazer login para responder a este tópico.
    No momento: 0 usuários e 1 visitantes online
    No users are currently active
    Atividade recente: 24 horas: 2 usuários e 1 visitas
    roberval taylor, Patricia Rahal
    Saudações para o novo membro: Silvana Apolinario
    Booking.com