Visualizando 3 posts - 1 até 3 (de 3 do total)
  • Oi Pessoal

    Antes de começar os relatos de minha ida a Orlando de 27/04 a 14/05 de 2015, vou contar como foram os preparativos.
    Em 2013, eu e minha irmã resolvemos ir para Orlando, levando a filha dela.
    Pelo que pesquisamos, achamos melhor ir em maio, pois não seria tão quente, e nem tão frio, podendo fazer parque aquático; e como a minha sobrinha estaria com 8 anos e na 3ª série do Ensino Fundamental, portanto, sem provas ainda, achamos que seria a melhor época. Além disso, os parques não costumam estar cheios nesse período.
    Descobri o VPO e tornou-se meu vício diário. Tantas informações, tantos comentários e relatos que não tem como não gostar. Obrigado Pantoja pelo Site, aos patrocinadores e a todos que, de uma forma ou outra, contribuem para que esse site se torne cada vez melhor.
    Em janeiro de 2014 fomos para o RJ passar as férias e aproveitamos para fazer o visto. Sei que foi com muita antecedência, mas queríamos evitar a correria caso fosse negado. E com os vistos “em mãos”, podia planejar a viagem mais sossegado.
    Quando a Azul começou a vender as passagens para Orlando, aproveitei o preço e comprei. Antes disso pesquisava todos os dias pela TAM, que tinha voo direto. E a Azul, além de também ser voo direto, estava com preço ótimo.
    Com as passagens compradas, tinha mais de 7 meses para planejar tudo.
    Fiz o roteiro baseado nas opiniões de vocês, pelos sites que indicavam os horários e ocupação dos parques (sites gratuitos) e o próprio site da Disney. Consegui fazer tudo como o planejado.
    Marquei o Discovery Cove com antecedência para garantir a vaga, já que ele tem um número máximo de visitantes.
    Todas as informações que colhia, colocava em uma pasta arquivo com plásticos, para ficar melhor organizado e não me perder com tantas informações. Nessa pasta tinha um plástico para cada parque da Disney, da Universal e do Sea World, com uma relação das atrações, reservas de restaurantes, horários de encontros com personagens, horários de shows e paradas. Além disso ainda tinha plásticos para: aluguel do carro, roteiro, parte aérea, endereços(parques, restaurantes e shoppings), notas fiscais do que estava levando(tablet, máquina fotográfica), ingressos(vouchers), reserva do hotel, confirmação de translado, horário do Ifly, lista de compras, cupons de desconto e relação de restaurantes dentro e fora dos parques.
    Comprei os ingressos dos parques da Disney e Universal no OTO, também fiz o aluguel do carro com eles. Marquei os restaurantes e fast-pass com um mês de antecedência.
    No próximo relato conto mais detalhes.
    Minha irmã se chama Beatriz e minha sobrinha Gabriela.

    Olá Hilton

    Que bom! Teremos novos relatos por aqui, junto com os da Juliana, agora que os da Mariana chegaram ao fim.

    Ri muito com a descrição da sua “pastinha”. Sempre levo uma assim também, apesar do meu marido salvar tudo “na nuvem”. Eu mesma também salvo o que eu acho importante, mas não adianta, gosto de levar tudo no papel também. E quase sempre, quando é necessário, recorremos à nossa pasta mesmo.

    Abs,
    Maria Teresa

    Hilton, eu tb sou psica da pastinha, você não está só hahaha
    As vezes nem uso metade das coisas que deixo tão bem organizado, mas é o único jeito de fazer a viagem sair dentro do planejado. Já animada pra ler seus relatos!

Visualizando 3 posts - 1 até 3 (de 3 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.

Viajando para Orlando

Share via
Copy link