Orlando Tickets Online
 

Do you speak English?

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
Patrícia Parra
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 17/10/2012
 
 
Res: Res: Inglês fluente
postado por: Patrícia Parra

 mensagem postada em 23/05/2013 - 10:05:05hs
 

Patrícia,

Identificação total! rsrsrs
Eu estudei inglês, morei fora, mas pela falta de uso tem horas que o vocabulário some da cabeça.

Estive essa semana mesmo dando uma olhada nesses cursos on line, fiz teste de nivelamento e estou pensando se volto ou não. Preciso do inglês no trabalho mas na maior parte do tempo somente na leitura.

Abs (mensagem de JULIANA ROSA MOREIRA)


Depois que ficamos mais velhos, não temos mais paciência para encarar turma de inglês em escola.

Eu preciso de um prof. particular, já fui até ver. Mas o que falta mesmo é o tempo de ter aula.

Juliana Rosa Moreira
 
Membro
 
 
Brasilia - Df
 
Inscrição: 13/01/2009
 
 
Res: Inglês fluente
postado por: Juliana Rosa Moreira

 mensagem postada em 23/05/2013 - 10:05:02hs
 

Patrícia,

Identificação total! rsrsrs
Eu estudei inglês, morei fora, mas pela falta de uso tem horas que o vocabulário some da cabeça.

Estive essa semana mesmo dando uma olhada nesses cursos on line, fiz teste de nivelamento e estou pensando se volto ou não. Preciso do inglês no trabalho mas na maior parte do tempo somente na leitura.

Abs

Patrícia Parra
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 17/10/2012
 
 
Inglês fluente
postado por: Patrícia Parra

 mensagem postada em 23/05/2013 - 09:05:21hs
 

Eu sempre tive o sonho de conhecer os EUA, eu admiro mto a cultura deles, eu acho o inglês um dos idiomas mais bonitos que existem (em primeiro lugar eu acho o italiano).

Cresci assistindo a muitas séries no canal SONY e WARNER, sempre que dava, eu assistia sem legenda de manhã e a noite quando reprisava, eu assistia legendado, para fixar mais.

Meus pais não podiam pagar por um bom curso de inglês para mim. Meu irmão fazia inglês em uma ótima escola, mto conceituada, e ele não dava valor.

Eu pegava as lições de casa dele para fazer, e assim me aproximar mais do idioma que eu tanto admirava.

Depois de uns 3 anos nessa "vida"...rs, eu finalmente fui matriculada em uma escola de inglês (fraquinha) mas para mim já estava ÓTIMO. Eu tinha uns 12 anos na época. Fiz até o último nível e me "formei" em 1 ano e meio.

Quando comecei a trabalhar, tive contato com estrangeiros, pois eu trabalhava com embarque e desembarque de passageiros de cruzeiros marítimos, achava aquilo sensacional.

Logo depois que entrei na faculdade, quis me aperfeiçoar no idioma, matriculei-me novamente em uma escola de inglês, dessa vez em uma escola conceituada. Fiz um teste de colocaçao e já entrei em um dos últimos níveis.

Meu curso durou 1 ano e meio, meus professores eram nativos, não falam o português, e eu sempre muito interessada em aprender novas palavras, assistir filmes sem legenda, entre outras coisas.

Quando tive a oportunidade de sair do Brasil, fiquei com medo de não saber me comunicar lá fora.

Desci do avião e já na imigração, parecia que eu nunca havia assistido a uma aula sequer de inglês..hahahahaha

Me sentia como em um filme, mas sem a tecla SAP ligada. Sabe, naquele momento, percebi que eu não sabia NADA de inglês...hahahahhaa

Mas felizmente, pude concluir que naquele momento da Imigração, eu estava nervosa e emocionada por estar ali, e tudo fugiu da minha cabeça, mas os dias foram passando (e foram mtos...18 dias), e eu fui me comunicando com mais facilidade e sem pagar tanto mico ao conjugar os verbos e montar as frases.

Eu entendo praticamente tudo o que falam em inglês, o meu grande problema é a fluência para me expressar.

Muitas vezes ficava com vergonha de falar alguma besteira e por isso ficava quieta, não puxava muito assunto com vendedor de loja, garçom, etc.

Daí, da 2ª vez que fui, decidi que ia deixar a vergonha de lado, e botei a cara no mundo...literalmente. Já na imigração comecei a responder tudo sem gaguejar e sem pestanejar, respondi até pelo meu marido, que não sabe falar nem "good morning".

Bati mto papo com o cara da locadora de carro, vendedor de loja, garçom, a menina do hotel...meu marido só concordava com tudo o que eu falava, ria junto quando eu ria...rs

uma comédia.

Hoje eu sei que preciso de um professor particular, para praticar o que eu aprendi a anos atrás.

Costumo dizer que, para uma pessoa que não entende e não fala inglês, Orlando é fácil. O problema é se a pessoa tiver algum imprevisto e tiver que sair da rotina. Ai ferrou-se. Mas hoje em dia, com tantos recusrsos em celulares, para tradução etc...fica fácil viajar p/ o exterior.





Juliana e Fabio
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 26/05/2009
 
 
Dica
postado por: Juliana e Fabio

 mensagem postada em 22/05/2013 - 21:05:21hs
 

Se você quiser dar uma aprimorada, ou até mesmo aprender inglês, vai aí um site muito bom! duolingo.com
Dá para conectar pela conta do Facebook ou Twitter, assim não precisa se cadastrar.
Além do site, há o app da Apple e em breve para Android.




Good luck!
See u

Larissa Pereira de Araujo
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 25/02/2013
 
 
Latinos
postado por: Larissa Pereira de Araujo

 mensagem postada em 02/05/2013 - 08:05:54hs
 

A Flórida e a Califórnia, hoje, fala-se 70% em espanhol.

A influência latina fez com que o idioma natural deles diminuísse a cada ano... hoje é muito mais comum escutar sotaques espanhol e até mesmo portugues em qualquer passeio pelo outlet.

Não há menor dificuldade para quem não conhece a lingua inglesa...mesmo falando em inglês correto e fluente, as pessoas insistem em falar espanhol!

Rafaela Severino
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 01/03/2011
 
 
Falando portugues
postado por: Rafaela Severino

 mensagem postada em 01/05/2013 - 16:05:58hs
 

Oi gente...

Fui pela primeira para Orlando em 2008 e de lá para cá voltei todos os anos.... agora em 2013, notei como tem aumentado o numero de brasileiros em Orlando.... nos shoppings e mercados praticamente só dá a gente!!!!! Não há mais dificuldade alguma em se comunicar.... Nessa minha última viagem minha mãe foi comigo pela primeira vez....ela não fala nem Sorry em inglês e achou que ficaria dependente de mim para tudo, mas que nada.... no terceiro dia ela se comunicava em portugues mesmo, meio que por gestos e todo mundo entendia... isso é muito bom.....

Até no Olive Garden uma garçonete falou em portunhol com a gente e nós perguntamos onde ela tinha aprendido e ela disse que como havia muitos brasileiros em Orlando, ela estava aprendendo no próprio trabalho.....

Abraços

Rafael Dias
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 08/03/2013
 
 
Janatrajano
postado por: Rafael Dias

 mensagem postada em 27/03/2013 - 18:03:00hs
 

eu falo inglês, mas o pessoal lá insistia em falar em espanhol comigo, eu perguntava algo em inglês e algumas pessoas me respondiam em espanhol daí eu tinha que pedir pra falar em inglês kkkkkkkkk essa minha cara de latino me mata

Marcelo Henrique B Ferreira
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 11/11/2009
 
 
Americanos aprendendo portugues
postado por: Marcelo Henrique B Ferreira

 mensagem postada em 07/02/2013 - 01:02:23hs
 

amigos, desta vez dei uma pequena contribuição aos americanos, ensinando duas palavras a eles.

Uma mulher me vendeu um relogio com defeito na Fossil e eu não pretendia voltar ao shopping tão rápido, mas tive que fazê-lo por conta disto. Ao americano que recebeu minha reclamação falei que no Brasil isso se chama "palavra censurada" (Não foi um palavrão, por que não falo, mas foi um termo popular. Ele ainda repetiu algumas vezes para ter certeza.

A outra foi \"mulambada\", que eu gentilmente expliquei para a aeromoça americana que torce para um time aqui do RJ. Eu falei o nome carinhoso dado à torcida dela. Ela ficou toda feliz com a novidade mas eu quase apanhei no avião.

sds,

Marcelo Ferreira

Thais Helena Martins Veneri
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 10/09/2011
 
 
Nely
postado por: Thais Helena Martins Veneri

 mensagem postada em 05/02/2013 - 14:02:33hs
 

realmente seu marido tem razao.... kkkkkkkkkkkkk inclusive da ultima vez que fui foi um americano de nome Felipe quem nos atendeu todas as vezes que fomos ao best buy... ouvir ele falando tablet era muito engracado..... e nas lojas do outlet entao... os americanos se esforcando para nos entender.. fiquei ate feliz.. embora eu fale ingles quase nem precisar gasta-lo.... kkkkkkkkk. e isso ja faz mais de 1 ano.. acho que agora a coisa vai estar bem melhor.... alias.. quanto mais a crise aperta mais o povo gosta dos brasileiros por la.

Michelli
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 17/01/2009
 
 
Erika
postado por: Michelli

 mensagem postada em 04/02/2013 - 23:02:13hs
 

olá
tb não falo inglês e já fomos 3 vez (2 para Orlando e 1 para Miami)
lógico que alguns apuros passamos sim, mas, graças a Deus tiramos de letra (viram grandes "micos" depois).....alugamos carros, fomos para Tampa, fomos em restaurantes, por falta do inglês não passamos vontade de nada.....nossa preocupação era na imigração, mas os agentes percebem que não dominamos a lingua e falam pausadamente...ainda bem......
abraço
Michelli

 
Assim que você adentra ao Magic Kingdom perceba que o chão é avermelhado, trata-se de uma idéia de Walt Disney visando dar a impressão aos visitantes do Reino Mágico que um tapete vermelho está estendido para eles, mostrando a importância da sua presença.