Orlando Tickets Online
 

Alfândega - Relatos

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais recente para a mais antiga
 

O objetivo do presente tópico é o de servir de espaço para que possamos postar - relatos - sobre as nossas experiências com a alfândega (exclusivamente). Peço que questionamentos sobre a "cota de isenção" sejam reservados para o seu tópico específico - Alfândega - Cota de Isenção.

leia essas informações
 
Índice  
Alessandraantunes
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 22/08/2011
 
 
Para Meire Lúcia
postado por: Alessandraantunes

 mensagem postada em 23/02/2012 - 23:02:12hs
 

Calma, Meire.
Isto ocorreu no aeroporto do RJ (GIG) e falei tudo em português com o fiscal brasileiro, por isso que pude conversar com ele, se fosse em inglês provavelmente teria pago a taxa, porque meu inglês não dá para debates.
Eu tenho certeza que me pararam porque minha família passou sozinha na Alfândega e 5 pessoas juntas com todas as malas.
Se você puder não perca tempo com o Duty Free ( se o aeroporto estiver vazio) e passe junto com o povo, se vc tiver com mais alguém maior de idade e com muitas malas, passem separados e nem se falem, se alguém for parado e o outro não, passe direto e encontre lá fora. Eu deveria ter feito isso com a minha mãe e meu marido.
Divida os perfumes nas malas despachadas, nenhuma na de mão, pq líquido acima de 100 ml não pode. Eu tirei as etiquetas de algumas roupas que comprei lá, divida-as tb nas malas.
Quanto ao seu wii tá tranquilo, só leve a nota com você.
Eu tenho tb a impressão de que o fiscal fez se colar colou, sabe. Mas como eu não estava acima da cota conversei educadamente com ele, que tb era muito educado e liberou após só alguns questionamentos.
Se for parada, fique calma, responda tudo com segurança e só abra a mala se ele pedir. Só vi minha família mesmo ser parada num vôo todo. E lá nos EUA não nos perguntaram nada sobre malas. Fique tranquila.
Beijos e boa sorte,
Vai dar tudo certo,
Alessandra

Jose Carlos Dmj
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 18/03/2011
 
 
Alfândega GIG
postado por: Jose Carlos Dmj

 mensagem postada em 24/02/2012 - 00:02:15hs
 

Olá, pessoal. Voltei agora, dia 17 mas só estou postando agora por causa do carnaval.

Cheguei em plena sexta-feira de carnaval. O aeroporto estava bem cheio. Meu vôo tinha chegado com outros que vinham de dallas, buenos aires e atlanta.

Passamos pela imigração (que dá vergonha de ver os estrangeiros entrando naquela fila em comparação com a quantidade de guichês que temos à disposição nos aeroportos americanos...) e logo depois pegamos as malas.

Minha esposa quis passar no duty free. Juro que não vi nada lá que achasse atraente, mas não custa dar uma olhada se ainda restou alguma coisa pra comprar.

Fomos para a fila de nada a declarar. Estava com duas malas grandes, mais uma de mão. Minha esposa estava igual a mim.

Um fiscal estava no final da fila observando todos que passavam.

Eles estavam parando TODOS que estavam com três malas.

Quem passava com uma mala grande (despachada) e uma de mão, passava direta. Quem tinha duas malas despachadas, mais uma de mão era parado.

Todos com muita educação e gentileza, pediram para esperar e depois passar as malas (inclusive a bolsa com carteira, passaporte e documentos que estava com a minha esposa) pelo raio x.

Ao final, o fiscal me perguntou, muito educadamente, se eu havia passado da cota. Disse que não. Ele então disse que havia na bagagem bolsas de mulher (ele identificou a Michael Kors), além de tênis e relógios.

Reafirmei que estava tudo dentro da cota que poderiamos trazer. O restante era roupa (estava tudo sem etiqueta). Se ele quisesse, eu abriria as malas sem problema nenhum, mas que tinha sido muito cuidadoso e não tinha passado. (e não tinha mesmo.)

Ele tentou ainda argumentar, dizendo que muita gente se confundia com os valores, mas fui firme: não tinha passado da cota e estava inteiramente à disposição para a revista.

Ele, então, disse que estava liberado e podia sair.

Pronto.

Não posso negar que fiquei apreensivo, mas daria três conselhos:

1) se puder dividir malas com alguém, faça. Ou coloque uma pessoa para passar com apenas uma mala e que nela esteja algum item que vc acha podem implicar. Tente passar com uma mala, mais uma de mão.

2) NUNCA deixe de tirar a etiqueta das roupas. Eles conseguem ver que as roupas estão com etiquetas e, tudo bem, a gente sabe que é pra uso pessoal, mas evita ter que ficar explicando o que é novo e o que é usado.

3) Se for para a fila do raio x fique calmo. Eles são educados e gentis. Demonstre que conhece a lei, sabe da cota que tem direito e não está trazendo nada além.

Bom, acho que é isso. Espero ter ajudado!

Carolina Pestana
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 13/01/2012
 
 
Alfandega GIG
postado por: Carolina Pestana

 mensagem postada em 25/02/2012 - 11:02:54hs
 

Passei pela Alfandega no Galeão na quarta feira de cinzas (22/02) as 10h da manha (eramos para ter passado bem antes mas o voo atrasou pra sair de orlando), junto com outros 4 voos: Roma, Paris, Caracas e um outro q não lembro
Pegeui as malas e dei uma passadinha básica no Duty Free.
Eramos 2 adultos e 1 criança, tinhamos 1 mala grande, 2 malas médias, 1 mala pequena, 1 mala tipo bolsa (média), duas mochilas (uma com cada adulto). Dividimos as malas em dois carrinhos e passamos juntos, um atras do outro. Tinha bastante gente saindo ao mesmo tempo mas noa tinha fila alguma, o labirinto de cordas da receita estava cheio de cgente mas todos andavam, não chegava nem a parar. Tinha um fiscal no final das cordas mas ele estava no maior bate papo com outra pessoa e não parou ninguem enquanto a gente passava. Na minha frente passou uma mulher com 3 malas empilhadas e uma criança sentada em cima delas jogando um Ipa, e nem assim foi parada.
Olhando lá pra dentro eu vi muita gente com malas abertas e sendo fiscalizada mas enquando eu passava ninguem foi parado.
Se contar só eletronicos estavamos dentro da cota, mas se fosse contabilizar roupas, tenism brinquedos e cosmeticos passariamos muuuito da cota...

Alessandro Barroso Benevides
 
Membro
 
 
Rio de Janeiro - Rj
 
Inscrição: 06/01/2009
 
 
Alfândega GIG
postado por: Alessandro Barroso Benevides

 mensagem postada em 26/02/2012 - 00:02:39hs
 

Passei pela alfândega do Rio na sexta pela manhã junto com minha esposa, meus dois filhos mais velhos e minha filha (bebê). Estávamos com seis malas grandes e uma cadeira para carro da minha filha. O agente apenas me perguntou se tínhamos compras individuais acima de US$500, e como eu disse prontamente que não, ele mandou a gente sair. Tudo muito tranquilo.

Liliane Maroni
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 04/07/2011
 
 
Relato GIG
postado por: Liliane Maroni

 mensagem postada em 26/02/2012 - 13:02:34hs
 

Fiz um relato enorme e perdi tudo. Agora vou resumir.

Cheguei no galeão dia 21/02 bem cedo. A Alfângeda não aliviou ninguém. Todos, independente da quantidade de malas passaram pelo raio-x.

Viajamos apenas com uma mochila. E voltamos com 6 malas. As malas que foram despachadas pediram para passar 2x no raio-x. Fui questionada sobre uns objetos redondos dentro das malas. Perguntaram se era disco de freio, falei que eram pratos. Os fiscais morreram de rir e liberam.

Eu dei sorte de não pedirem para eu abrir as malas e nem passar minha bolsa e a mochila do meu marido no raio-x. Pegaram apenas os laptops que estavam nas malas de mão. Eu tinha um samsung galaxy, uma câmera nova e um gps na bolsa e ele uma câmera levada aqui do Brasil, Kindle e uma filmadora.

Um casal na nossa frente apresentou TODAS as notas, ninguém sabe porque fizeram isso! Mas eles pararam o aeroporto. Eles berravam. A multa ficou em 4 mil reais. Até nota do walmart, target, walgreens entrou no meio. O casal fez um escândalo, teveram as malas abertas.

Isso atrasou bastante, chegamos nesse ponto perto das 6 da manhã e saímos de lá as 8h.

Todos que não arrumaram problema, foram liberados do pagamento da multa. Pagamos apenas 50% do valor que excedeu os $500.

Muitas pessoas tiveram as malas abertas e os fiscais estavam questionando roupas e tênis. Uma grávida foi taxadas nas roupinhas de bebê.


O clima estava muito tenso por lá.

Herica Nunes
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 30/01/2012
 
 
Alfandega BrasilxOrlando
postado por: Herica Nunes

 mensagem postada em 27/02/2012 - 14:02:18hs
 

Ola pessoal, alguem pode me ajudar?
Bom primeiro gostaria de saber se quando vc vem embora de Orlando tem alfandega tbm para fiscalizar suas compras?

Segundo estou indo só, e pretendo trazer varios perfumes, bolsas, roupas, oculos mas nenhum eletronico, alguem pode me dar alguma dica de quando chegar aqui no brasil.

Por ultimo vou sair daqui com uma mala grande e queria comprar outra lá, é viavel?


obrigada

Roberval Taylor
 
Membro destaque
 
 
 
Inscrição: 13/01/2012
 
 
Herica - alfandega
postado por: Roberval Taylor

 mensagem postada em 27/02/2012 - 14:02:51hs
 

Oi Herica,
Quando vc sai de Orlando (ou de qualquer cidade dos EUA) não tem alfândega na saída. A mala só passa no RX e pode ser aberta ou fiscalizada pelo serviço de segurança, apenas para ver se tem algum explosivo ou algo que coloque o voo em risco.

Você tem uma quota de US$ 500 para trazer de mercadorias, o que passar, vc paga uma taxa de 50% de imposto (acima dos US$ 500).
Você não deve trazer grande quantidade do mesmo produto, pode trazer vários perfumes mas desde que não seja mais de 10 unidades do mesmo.
Tire as etiquetas de tudo o que trouxer (inclusive roupas e tenis) e não deixe nada dentro de caixas.
Você tem direito a trazer uma máquina fotografica e um relógio, além de 1 telefone celular (uso próprio).
Lá na international drive vc encontra várias lojas que vendem malas com excelente preço e qualidade. Também em supermercados como o Walmart, Target e Ross, vc vai encontrar malas. Espero ter ajudado. Sds.

Lygia Maria Lopes de Oliveira
 
Membro
 
 
Sao Paulo - Sp
 
Inscrição: 12/02/2010
 
 
Como está a fiscalização em GUARULHOS?
postado por: Lygia Maria Lopes de Oliveira

 mensagem postada em 28/02/2012 - 16:02:48hs
 

Pessoal, irei para NYC em 07.04 e retornarei a SP de Orlando em 29.04, junto com meu marido. Ao todo, eu passarei 24 dias nos EUA e meu marido 15 dias.

Como está a fiscalização na alfândega de GUARULHOS??? Em SP eles também estão passando o "pente fino"???

Pergunto isso, pois meu marido vai comprar muitos eletrônicos e, para não termos problemas, vamos declarar o excedente...contudo, fico preocupada com as minhas compras - bolsas, tênis, roupas, relógios e maquiagem - tendo em vista os relatos que vi por aqui, de que os fiscais estão implicando com esse tipo de coisa.

Será que em razão da quantidade de tempo em que estarei lá, mais o fato de que vamos declarar o excedente, os caras vão dar uma aliviada??

Outra pergunta: são só as malas despachadas, de mão, bolsas e mochilas que passam no raio X ou a gente também é inspecionado??

Aguardo seus comentários!

Roberta Poletto
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 16/06/2010
 
 
FISCALIZAÇÃO COMO ESTÁ????
postado por: Roberta Poletto

 mensagem postada em 29/02/2012 - 13:02:09hs
 

ALGUEM QUE TENHA VOLTADO RECENTEMENTE PRINCIPALMENTE POR MANAUS...
VOU EM ABRIL E QUERO IR ME PREPARANDO...
MAS VOU CONTAR UM RELATO DE UMA AMIGA...
UMA AMIGA MINHA VOLTOU EM FEVEREIRO DE MIAMI POR GUARULHOS E FALOU QUE A FISCALIZAÇÃO APERTOU BASTANTE, QUE PAGARAM IMPOSTO SOBRE O IPAD E TODAS AS MALAS PASSARAM NO RAIO X .OS PAIS DELA PAGARAM MAIS POIS PAGARAM SOBRE UM MACBOOK E SOBRE O IPAD O QUE EXCEDEU. MAS DISSE QUE TUDO COM MUITA EDUCAÇÃO E E MELHOR NÃO COMPLICAR E PAGAR NA BOA A DARF.

Marcelo Pinto Cruz
 
Membro
 
 
Sao Caetano do Sul - Sp
 
Inscrição: 26/03/2010
 
 
VOLTEI DIA 24/02
postado por: Marcelo Pinto Cruz

 mensagem postada em 29/02/2012 - 16:02:56hs
 

Voltei por GRU pela AA às 11:00, tudo tranquilo.
Éramos em 4, eu minha esposa e duas filhas
8 malas despachadas, 2 de mão e mais as mochilas das meninas.
O fiscal tava sentado de lado na cadeira, só olhando.
Não vi ninguém parando, nem na minha frente nem quem vinha atrás.

abs.