Voltei - Relato da minha viagem!

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais recente para a mais antiga
 
Índice  
 
 
Quinto dia 13/09/2007 – Disney MGM Studios

 mensagem postada em 29/11/2007 - 11:11:03hs
 
 

Acordamos por volta de 9:00hs (ela né), pois eu dormi com um olho e outro estava aberto ovacionando aquilo tudo em minha frente.
Tomamos o café continental que estava incluso na diária (ruinzinho, mais dava para safar algo)
Nos dirigimos a Disney MGM Studios com o nosso vermelhito, pegamos as avenidas indicadas pela nossa Grumelow (nome que demos ao GPS), pois quando nós dávamos start nele, o gajo falava isso.
Chegando no estacionamento da mgm, pegamos o trem para ir até a entrada.
Mostramos os nossos voucher para tickets de 5 dias, pegamos os ingressos , e pronto. Agora sim ninguém segurava mais nós.
Passamos pela revista, pois agora com esta onde de terrorismo, a organização disney faz revistas de pochetes e mochilas na entrada.
Entramos no parque, de cara damos um aquele chapéu azul que há tempos acompanhava apenas por fotos de revista de turismo.
Passeamos, fomos a todas as atrações que julgamos ser interessantes.
Chegamos ao Sci Fi theater para almoçar e tava lotado, mesmo assim fiz minha reserva para mais tarde.
Demos mais algumas voltas pelo parque, batemos foto, filmamos bastante.
Após uma hora voltamos so Sci Fi, e almoçamos no grande estilo americano, cheese burguêr e batata frita com coca cola, muito legal este restaurante, vi estas dicas aqui mesmo no site.
Correndo o dia inteiro e a noite viria o gran finale, que é o Fantasmic.
Chegando o horário do fantasmic, nos dirigimos ao anfiteatro e escolhemos um lugar legal.
Foi um show fantástico, eu nunca tinha visto antes, mesmo estando no parque pela 3° vez.
Valeu a pena cada minuto vivido por nós, ali na MGM.
Após uma pequena demorada para encontrar o nosso vermelhito no estacionamento, saímos em direção ao walmart, para comprar umas coisinhas para fazer no microondas do quarto.
Chegamos no walmart, uma perdição, muita coisa boa e barata.
Apreciamos as novidades e compramos asinhas de frango.
Chegamos no hotel, botei as asinhas de frango no microondas, para a nossa janta.
Na hora da janta vimos que tínhamos comprado asinhas apimentadas, hehehe, meus amigos, foi assim mesmo. Tomamos o estoque de coca cola da geladeira.
Vimos um pouco de tv, contemplei mais um pouco aquela vista do quarto, e fomos dormir pois no outro dia tinha Epcot.

 


 
Quinto dia 14/09/2007 – Mudança nos planos

 mensagem postada em 29/11/2007 - 11:11:02hs
 
 

Tínhamos programado este dia para o Epcot, mais acordamos muidos com aquela andança na MGM, no dia anterior.
Como sempre com um plano B na cartola, convidei a Renata para passear em Daytona.
Tomamos o café no hotel e juntamos as nossas cocas, águas no isopor com gelo, botamos um chinelinho, para dar um ar para as frieiras (hahaha), e nos dirigimos para Daytona.
Chegamos em Daytona acho que eram 11:00 da manhã, paramos em Daytona Internnational Speedway (autódromo), conhecemos um pouco da história, que por sinal este autódromo esta completando 50 anos.
Para quem não o conhece, este autódromo é um dos mais antigos e conhecidos do mundo, pois ali que tem as 500 milhas de daytona, enfim a cidade toda respira automobilismo.
Após conhecer o autódromo, fomos para a praia de daytona, que por sinal é muito badalada na alta temporada.
Estacionamos o carro em um shopping que tem perto da praia, que não me lembro mais o nome.
Fomos almoçar no Domino´s pizza, pois estava afim de conhecer este restaurante, porque usamos ele em um estudo de caso na faculdade.
Almoçamos ali, pizza boa, e fomos conhecer o shopping e passear na praia.
Demos umas voltas ali nas lojas, conhecemos o Bubba Gump Schrimp, que é um restaurante temático do filme forest gump, também tem uma filial no universal city walk.
Passeamos pela praia, fomos até um píer ali perto, tomamos uma cerveja Brahma brasileira, no bar do píer.
Após conhecer Daytona, voltamos para Orlando.
Em orlando, fomos passear no Florida Mall, para ver as novidades das marcas famosas.
Vimos algumas lojas, compramos algumas coisas boas e baratas (tem que garimpar).
Dali fomos para o walmart, para comprar umas coisinhas, (nada apimentado), para a nossa janta no hotel.
Jantamos e caímos na cama duro de cansados, pois conforme os meus estudos, outro dia seria de Animal Kingdom.

 


 
Quinto dia 15/09/2007 – Animal Kingdom

 mensagem postada em 29/11/2007 - 12:11:31hs
 
 

Neste dia acordamos cedo, tomamos café no MC Donalds da international dr (english muffim and coffe), e rumamos para Animal Kingdom.
Este parque é o único que eu ainda não conhecia, passeamos pelas atrações, algumas muito boas como aquela que vce leva um cutucão na -- palavra censurada -- no final, e pensa que esta sendo picado por uma formiga.
Realmente as atrações são de um realismo impressionante, os Imageneers de Disney, estão sempre se superando.
Minha conclusões sobre o parque, Everest (exclente), os animais ali no parque bom, o que eu não fiz foi aquele safári, pois soube depois que estava no brasil.
Afinal, eu não estudei muito aquele parque, pois é um parque que não agrada.
Saímos do parque eram umas 16:00hs, e fomos para o Prime, pois como sou taradomaniaco por roupas tommy, queria comprar algumas coisinhas para min, e a Renata queria também.
Fomso na loja na nike, adidas, tommy, entre outras ali disponíveis.
Preços bons em relação ao Brasil, sendo que aqui em Floripa se compra uma pólo Tommy por R$ 150,00 (eu me nego a pagar), compramos pólos na tommy por $17,00 doleta, calças por 20, a Renata comprou um casaco de moleton com zíper por 25, malas de viagem por 20 tambêm.
Ou seja para quem vai a orlando leve dinheiro para renovar o guarda roupa, pois vale muito mais a pena que comprar em C&A, Renner, aqui no Brasil.
Depois de passear em gastar alguns doletas no prime, fomos ao hotel, pois queria rever downtown Disney, pois quando fui em 94 fiquei em um hotel ali perto o Buena Vista Palace, e me lembro que íamos a pé todos os dias ali, para jantar e nos divertir, era um local fantástico.
Tomamos banho no hotel e nos dirigimos a downtown Disney, chegando lá de cara eu vi que tinha mudado da água para o vinho.
Demos umas voltas, fiquei encantado com as mudanças, a Renata estava com os olhos brilhando.
Fui fazer uma surpresa para ela, levar para jantar no Rainforest café.
Cheguei lá como não conhecia, fiquei mais surpreso que ela, aquela decoração temática, aqueles bixos áudioanimatronicos (Walt E. Disney que inventou, para feira mundial de NY), nossa nós ficamos sem entender, os americanos são uns loucos, eles estão cada vez mais fantásticos no ramo do entretenimento.
Só indo lá para ver isso, por fim, pegamos a nossa senha e demos mais algumas voltas por Downtown Disney, fomos até o circ du soleil, no lado west.
Passamos pelo agito da entrada do Pleasure Island, a loja da lego (a criançada tava enlouquecida lá)
Enfim, passeamos por tudo, e voltamos para o rainforest, para nossa janta.
Nos forneceram uma mesa colado em um aquário gigante com perxes enormes e coloridos.
Comemos muito bem ali e nos divertimos muito com o Voooollllcano, sobremesa servida com um astral muito legal, os garçons falam bem alto quando alguém recebe na mesa.
Uma particularidade: acontece no rainforest café de 20 em 20 minutos, uma tempestade tropical, e aqueles bixos gritam, elefante, leão, macaco salta de galho em galho, olha realmente é só indo lá para ver esta maluquice que inventaram.
Depois de estarmos jantados, fomos para o hotel, pois o outro dia estava reservado para Epcot, o 2 parque preferido.

 


 
Quinto dia 16/09/2007 – Epcot

 mensagem postada em 29/11/2007 - 12:11:41hs
 
 

Uma introdução para enterdermos melhor..

Epcot, ou antiga Epcot Center, foi um plano de Walt, e o objetivo, é que seria um parque onde todas as inovações tecnológicas fossem colocadas ali.
Este projeto foi engavetado pelo Walt, pois o Irmão dele, Roy Disney, achava mais uma loucura dele.
Após o falecimento de Walt a empresa e os parques vinham cada vez mais perdendo popularidade, desta forma Roy desengavetou o projeto Epcot Center.
Nos anos de 80 nasce Epcot Center, sendo que no ato da inauguração estavam presentes Lily (viúva de Walt), os irmãos de walt, filhos, genros e netos.
Perguntaram a Lily o que Walt acharia de Epcot, ela respondeu: Walt iria gostar muito disso aqui..
Enfim nascei Epcot center, e futuramente se tornou apenas Epcot.
Eu e renata lá alguns anos depois vendo aquela história que li e aprendi em alguns livros e internet passar pela minha vida.
Cada passo relembrava de uma parte do meu aprendizado, pequeno eu sei, mais, valia a pena cada minuto, cada passo, cada respirada naquele parque.
Fizemos primeiro o mundo do futuro, visitamos o pavilhão the land, com o soarin, que eu achei fantástico, fabuloso.
Test Track realmente impressiona.
Carroussel do progresso, este é uma atração que Walt E. Disney criou também para a feira mundial de NY, e realmente ele foi aplaudido por isso. Vale a pena ver, pois esta é uma criação dele próprio.
Almoçamos no pavilhão the land, e partimos para outras atrações.
Chegamos a uma parte que acho muito boa, que é o world showcase, sendo que fizemos o trajeto anti horário.
Canadá com o filme 360 renovado, com uma musica empolgante, noruega com um passeio de barco viking, enfim paises fabulosos,e mostras culturais gastronômicas das mais variadas, realmente é uma viagem pelo mundo, em apenas um dia.
Isso que quando o parque estava em fase de captação de patrocinadores a parte do showcase iria ser construído em separado, e quando anunciaram que iriam juntar ao epcot rodeado por uma lagoa, ao patrocinadores se animaram e acabaram patrocinando.
A noite o espetáculo Iluminations, estava sendo preparado, e eu e a Renata fomos garantir um lugar perto do lago.
Ficamos ali enconstados da grade, perto da aera vip para os deficientes e melhor idade, quando um funcionário nos aborda e nos vê com aquele botom de Just Maried que pegamos no MGM, e puxou conversa.
Papo vai , papo vem, o rapaz nos pergunta de onde somos, falamos Brasil.
Ele abriu um sorrizo enorme, ficando todo feliz, e nos disse: eu tenho uma namorada no Brasil, em são paulo.
Pronto conversamos muito, por fim ele nos botou na área vip, de cara para o gol, ou seja, os cast members começam a encantar como sempre.
Ficamos ali, mais de repente o tempo virou, as tochas começaram a se apagar com o vento, caiu uma chuva horrível, com trovões a raios.
Por fim, saímos correndo dali, e mesmo com capa não conseguimos mais ver o show.
Acabamos não vendo o show, que queríamos tanto ver, e um lugar estratégico.
Depois dali, fomos para o hotel encharcados, para que o outro dia seja mágico em Magic Kingdom.

 


 
Sexto dia 17/09/2007 – Magic Kingdom

 mensagem postada em 29/11/2007 - 13:11:31hs
 
 

Acordei animado e juntamente minha animação contagiou a Renata, pois ela sabe que Magic Kingdom, é o meu parque preferido, e a menina dos olhos de Walt.
Magic K, não é apenas um parque, é uma história de vida, que vale a pena ser contada.
Ai vai uma breve introdução:
Após o estabelecimento da Disneylândia em anaheim da califórnia, Walt viu que com a explosão imobiliária em volta do parque, não existia mais espaço para ampliação do parque.
Entristecido e bastante aborrecido, porque não comprou terras antes que acontecesse isso, viu a necessidade de construir um parque mais amplo onde ele pudera aumentar quanto sua imaginação puder.
Por que ele sempre dizia que quando houver Disneyland, nunca ela ficará pronta, isso lhe causou aborrecimento de não poder mais ampliar.
Desta forma botou-se no papel a construção do um novo parque, onde as pessoas só pudessem chegar de barco ou de monorail.
Depois de tanto estudar os locais, ele decidiu que iria ser na Flórida.
Após a compra secreta dos terrenos, ele começou o projeto Walt Disney World.
Fora comprado 170km quadrados de pântano e vários lagos.
Nos anos de 70 fora aberto o Magic Kingdom, cinco anos após a morte de Walt.
A Disneyland da california, hoje cabe no estacionamento do Magic Kingdom.
Ambos os parque tem basicamente as mesmas coisas, mais o de Orlando tem um pouco mais (embora não conheça pessoalmente o da califórnia)
Cada vitral das casas na main street tem um nome, de uma pessoa braço direito ou empresa que ajudou walt a realizar aquele sonho.
A própria main street foi retratada nos moldes da cidade de kansas, onde walt passou a infância.
Gente é muita história tem aquilo, vale a pena saber.
Cada detalhe tem uma história, não esta no parque por acaso.
Enfim, chegamos pelo monorail, passamos por debaixo da estação de trem, cujo Disney também retratou a de kansas, onde ele era apaixonado por ferrovias.
Na entrada, deu um frio na espinha, de estar ali de volta naquele lugar mágico, a main street ali aos meus pés e da Renata, ou seja iria ser um Magical day.
Passamos pelo guest relations, pegamos os nossos translators, botamos no pescoço e fomos para a galera.. hahaha
Começamos pelas loja da main street, e fomos fazendo, liberty square, frontierland, adventureland, enfim todas as 7 terras do mundo encantado.
Splash montain, big thunder railroad, tudo tudo, vasculhei o parque.
Piratas do caribe, continua excelente, agora remodelado para o filme.
Haunted mansion, ainda da sustos.
O ponto principal do parque foi o almoço no cristal palace, onde os americanos dão um show de organização.
No ato de nossa reserva, eles nos deram um aparelhinho que avisa quando sua mesa esta pronta.
De repente aquele negócio começou a tremer e informar, your table is ready. Muito doido aquilo.
Chegamos no cristal palace, nossa mesa estava pronta e o urso pooph nos esperava.
Outro ponto são as paradas, pegamos todas, a da manhã, uma a tarde, o spectromagic, e o wishes.
Magic Kingdom continua lindo, encantador, histórico, e como sempre mágico, e emocionante, pois sempre me emociono em estar lá, pois como todos sabem não é facil...

 


 
Dias 18 e 19 – compras e arrumar malas.

 mensagem postada em 29/11/2007 - 13:11:59hs
 
 

Estes dois dias deixamos para compras de perfumes, pois queríamos comprar um bulgari notte e um hominia, desta forma fomos ao -- palavra censurada -- nd, pois os preços estavam bons.
Roupas tommy, cuéquitas calvim klein, presentes e souvinirs foram todos comprados nestes dois dias.
Jantamos no vittórios, a Renata assistiu novela, eu vi o Jornal nacional, fomos passear no Universal City Walk, e fomos ao circ du soleil, onde pagamos 63 doletas cada, para assistir o show.
Vale a pena ir, pois o show é fantástico, é algo diferente de tudo que você já viu.
E 63 doleta ta mais que bom, não compre mais caro, pois da para ver igual.
Paseamos um pouco apé na international drive, fomos jantar no cicis pizza, eu achei fraquinho, mais para encher o buxo e comer barato ta valendo, principalmente no final da viagem, quando vce não tem mais nada.

 


 
Dia 20 saída de orlando para miami

 mensagem postada em 29/11/2007 - 13:11:15hs
 
 

Saímos bem cedo de orlando, fizemos check out, com aquela dor no coração, pegamos o nosso chevrolet cobalt vermelhito, e tocamos pela turnipike em direção a Miami.
Chegamos em miami por volta das 13:00hs fomos ainda no monumento ao holocausto, demos mais umas voltinhas por lá, Miami é linda, vale a pena passar uns 3 dias lá, aí você conhece tudo.
Passamos novamente no dolphim mall para compra de um flash para um casal de amigos, e nos dirigimos para o bayside.
Lá no bayside, nos encontramos com o nosso amigo e jantamos com ele por ali mesmo.
Nos despedimos e rumamos ao aeroporto.
Miami parecia estar se despedindo de nós, pois o por do sol estava lindo, aquele vermelhão no horizonte sem morros da Flórida.
Saímos dali com saudades de estar em breve de volta, em 2009.
Existem cidades e cidades, mais como as da Flórida não existe, o povo, a beleza, o cheiro, o astral da ocean dr, da lincoln rd, as novidades vistas e conhecidas, os micos passados, enfim, tudo colaboram para uma grande viagem, principalmente de lua de mel.
Valeu a pena, e valerá para sempre...

Obrigado gente...

 


 
2ºdia MGM

 mensagem postada em 30/11/2007 - 19:11:03hs
 
 

hoje acordamos tomamos café e fomos pegar o onibus para ir ao MGM, chegando lá ficamos perdidas não sabia o que fazer primeiro, então entramos no primeiro brinquedo que vimos era o " the great movie ride, depois fomos na area animation courtyard, vimos dois dos shows dessa area pois meu filho estava doido para ir no brinquedo do star wars
então fomos direto para o star tours, estava vazio não tinha fila nenhuma, saiamos do brinquedo já dentro de uma loja só com coisas do star wars meu filho enloqueceu, compramos camiseta, mochila, arma que faz sons, bonequinhos... saindo da loja vimos que ia ter um show em um palco montado do star wars e que o jedi escolhia crianças para subir no palco e lutar com o darth vader, meu filho quis de qualquer jeito ficar para ver se era escolhido, era por volta de 12h15 o calor estava nos derretendo mas ficamos esperando, quando o jedi perguntou quem queria subir no palco meu filho não parou de gritar(em inglês) que queria ir e foi escolhido(que alegria), subiu deram para ele uma roupa de jedi e um sabre de luz, o jedi treinou eles antes,(o mais engraçado era que meu filho fazia tudo diferente pois não estava entendendo nada do que o homem estava falando, ri muito)na hora de lutar com o darth vader ele quase morreu de felicidade, no final até ganhou um diploma de jedi, com isso já valeu a viagem para ele, pois realizou o sonho de lutar com os personagens do star wars que ele ama. repetimos o simulador do star wars 3 vezes.
vimos a parada do high school musical 2, fomos no 3D dos muppets, almoçamos, as 18hs fomos assistir ao fantasmic maravilhoso show lindo, lindo, muito lindo, achamos tão lindo que vimos de novo as 20h.
como esse foi o primeiro parque e ficamos um pouco perdidos não conseguimos ver a parada e nem ir em três shows mas da proxima vez vai dar para fazer tudo é um dos motivos que tenho que voltar logo, hahaha!!!
como não gosto de brinquedo forte, fiquei com medo de deixar o meu filho ir na torre do terror. o parque fechava as 21hs mas com estava hospedada em um resort disney pegamos a nossa pulserinha e ficamos até +/- 23hs. de noite estava linda a area streets of america toda iluminada de natal caindo neve e tocando musicas de natal estava tendo o " the osborne family spectacle of dancing lights" a decoração estava muito linda.
por volta de 23h pegamos o onibus da disney e fomos para o hotel dormir, no outro dia tinha Epcot.
continua...

 


 
18/10 - IOA Parte II

 mensagem postada em 04/12/2007 - 07:12:50hs
 
 

Volteeeeeiiii!!!

Oi Pessu! Desculpe a sumida, mas essa época de fim de ano no trabalho está de matar e não tenho tido tempo. Ainda mais para mim, que gosto de contar tudo nos “mínimos detalhes”! Então você vai ter que voltar muitas páginas para ver meu último relato, do IOA para entender a continuação, falou? Procura aí vai!
Continuando o IOA, saindo do River Adventure já fomos para a Dueling Dragons. Olha gente, vocês podem até não concordar, é claro, mas pra mim é a melhor montanha russa dos parques, principalmente a azul, ICE, melhor que do fogo.Também fomos quatro vezes e a sensação para quem vai na fila da frente é incrível, isso porque tem uma hora que parece que você vai bater de frente com o muro de pedras e é sensacional! Não percam por nada, nada mesmo!
Aí bateu a fome e decidimos seguir o conselho de Claudia C. que havia indicado o restaurante The Oak Tavern, em frente à Dueling Dragons, como o melhor almoço dentro dos parques. Realmente a comida é boa, mas a quantidade é para um Ogro com fome! Quando você está na fila para pedir, o olho é maior que a barriga, aí já viu, né? Pedi dois pratos que tinha: costela de porco, uma sobrecoxa com asa de ema, ops, de frango, batata frita, broa de milho e uma espiga de milho. Pessu, é tudo isso num só prato, dá para acreditar?! Conclusão, a gente deu uma mordida em cada coisa e o resto foi para o lixo, infelizmente, mas não tínhamos o que fazer. Não é bom exemplo, mas agora já era, Inês é morta! Se você for comer lá e se não come muito, um prato só para um casal dá e chega.
Com a pança lotada de comida, achamos melhor dar uma descansada e entramos no Voyage of Simbad, um show muito simpático, para dizer a verdade, um dos melhores de lá. É ótimo para descansar e fazer digestão!
Indo em frente tem o Poseidon´s Fury e eu estava louca para ir nesta atração. O cenário é deslumbrante, o prédio enorme e fantástico, mas a fila... Peguei uma fila de pelo menos 40 minutos, ficou todo mundo lá sentadinho no chão, congelando no ar condicionado. Gente, pra você que vai com criança, leva uma blusinha, um cobertozinho, sei lá qualquer coisa, porque a criançadinha passa frio, e tem uns pais americanos que não ligam pros filhos, cara! Cheguei a ficar revoltada, porque via aquelas crianças de um mês, dois meses de idade, ou torrando no sol, ou congelando no ar condicionado, só de regata, macaquinho sem perna, uma judiação. Cuidado também com estes carrinho ultra baratos do Wal Mart, pois eles até podem servir para crianças de 3 ou 4 anos que ficam cansadas de andar, mas para bebês, por favor, não utilizem este carrinhos, que eles ficam numa posição péssima e não tem cobertura adequada para evitar o sol forte.
Para evitar o frio e não ter que carregar moletom ou jaqueta, levei uma canga e um desses lenços, tipo pashimina. Não ocupa espaço e se faz frio, você se embrulha nele e depois guarda na mochila. Quebra um galhão!
Voltando à atração, depois do serviço de utilidade pública, te digo que não gostei! Não sei se é porque fiquei atrás de todo mundo e como sou formada em pintura de rodapé, não consegui ver a atração em tudo que ela, talvez, poderia me oferecer. A melhor parte é do túnel de água. Mas você não vai deixar de ir, é claro!
Seguindo em frente, vem a área do gato no chapéu (Seuss Landing), que é para crianças, mas as filas são para gente grande! Caramba, não sei se era porque tava chovendo aquela hora, mas é muita gente pra brincar nos brinquedos. Aqui tem muita coisa legal para comprar e é onde tem as camisetas do Thing 1 e Thing 2, que várias pessoas compram. Tem doceria, e as lojas com os souvenirs do Cat in the Hat e do Grinch são lindas e super legais. Vai gastar dinheirinho aqui...rsrsrs
Após ficar no Seuss Landing, voltamos para o início do parque e fizemos novamente o Doctor´s Doom, Spider Man, River Adventure e Dueling Dragons. Aí fomos embora, para curtir o City Walk. Passadinha e fotos no Hard Rock, naturalmente, e naquele dia ia ter Halloween na Universal. Sinceramente, não sabia se a festa era dentro ou fora do parque. Ô povo feio! Ficamos sentados numa mureta, vendo o povo chegar na Universal e parecia um desfile de horror. Isso porque ninguém pode ir fantasiado ou maquiado nesta festa, para não se confundir com os atores!
Foi um show de horror e o mais engraçado é que uns vão de chinelo havaianas e outros vão de roupa de festa! Kákakákáká! Desculpa, mas foi uma atração à parte ver aquele mundaréu de gente indo para a festa (parecia um mar de gente mesmo).
Demos uma volta no City Walk e depois fomos jantar no Bubba Gump. Recomendo muitíssimo se você comer um delicioso linguini ao molho de limão com camarões. É espetacular, fora que o tamanho dos camarões não deixa a desejar, chega a enjoar e pasmem, até fica uns no prato! É porque aqui em Sampa, em alguns restaurantes, você paga o olho da cara por um prato com camarões e vem só os filhotes deles, tem comer com uma lupa para você conseguir achar um dentro do prato!
Então, vá no Bubba Gump, custa em torno de U$ 19,00 este prato e vale cada centavo!
Depois, fomos embora para o hotel que já estávamos cansados, né! Bjs.

 


 
OS MICOS DE VICTOR E RENATA

 mensagem postada em 04/12/2007 - 18:12:56hs
 
 

Bom pessoal, já que pediram vamos lá.

1° Mico: Depois de termos passado por aquela loucura toda dos americanos na imigração e alugado o carro, fomos contudo para as estradas maravilhosas de Miami.
Ficamos perdidos por uns 40 minutos até entramos em um supermercado chamado Windixie, para comprar pasta de dente, escova de cabelo, desodorante, sabonete e xampu, pois naquela correria de dormir em hotel na noite de núpcias, e confusão de malas para as duas coisas, acabamos deixando no Brasil.
Enfim, chegamos ali, e entramos no windixie para começar a dar um abraço no capeta.
Fizemos as compras daquilo que faltava, e quando chegamos ao setor dos caixas, dona Renata minha esposa, me inventa de passar por um caixa que não possui atendente. Hahaha, pra quê...
Lá tava nós de bobo naquele caixa inteligente de primeiro mundo, de repente aquilo começa a marcar duplicado as mercadorias, e um senhor americano que estava com pressa atrás de nós, começa falar rápido demais e eu não conseguia entender nada.
Fim de tudo, tivemos que apertar o botão da maquina e chamar a atendente, para poder finalizar a compra, e saímos do supermercado rindo feito dois matutos de floripa.

2° Mico: Estávamos saindo do Wall Mart em Orlando, quando o GPS nos indicou uma rota, entramos na avenida, quando nos deparamos com um pedágio só para moedas exatas.
Meus amigos, chegando lá não tínhamos moedas contadas, acho que era 75 centavos, e nós não tínhamos.
Falei: Renata se passamos aqui e não pagarmos vamos ganhar multa de uns 100 doletas, ai ela pensou e falou: é 100 doleta eu faço um estrago na Victoria Secrets, então Victor engata a ré ai e vai pelo acostamento até sair da avenida.
Dito e feito meus amigos, fui de ré até a metade da rua, quando me aparece outro carro maior cheio de gente, sendo que paramos os carros um ao lado do outro e ele perguntou em inglês porque estávamos fazendo aquilo.
Senti um sotaque meio brasileiro na conversa, e indaguei: vocês são Brasileiros. Hahha dito e certo.
Por fim, os nossos colegas brasileiros foram de ré conosco porque também não tinham moedas trocadas.

3° Mico: Comprar panquecas e coxa de frango no wall mart, e depois de tudo pronto, morrendo de fome, descobrimos que era apimentada.
Nunca compramos tanta água e refrigerante na vida.


4° Mico: Na volta de Miami para o Brasil, estávamos lá eu e a Renata na área de embarque do aeroporto, quando me deu uma vontade de fazer pipi, bom procurei os banheiros naquela área, e todas as informações me diziam que teria que subir um andar.
Tava escrito Bathroom Upstairs, bom, peguei dona Renata que também estava querendo ir ao banheiro, chegando na porta da escada que dava ao piso superior, toco na maçaneta e me toca um alarme ensurdecedor em todo o aeroporto de miami.
Pensei agora nós vamos presos, hahaha, gente, eu sei que pegamos as bagagens de mão e fomos sentar na frente do vidro do portão 6, sendo que o nosso portão era o 29.
Ficamos ali uns 40 minutos com aquilo nos ouvidos, e depois alguém desligou.

Pessoal, se eu me lembrar mais de alguma coisa eu postarei, com certeza terei mais para contar..

Abraços a todos

Victor Veras

 


 
 
No pavilhão do Marrocos, logo na entrada do Tangerine Cafe, você encontra algumas palavras escritas em árabe que traduzindo significa: "informações para turistas", ou seja, nada relacionado ao café como sugere.