Alfândega - Relatos

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 

O objetivo do presente tópico é o de servir de espaço para que possamos postar - relatos - sobre as nossas experiências com a alfândega (exclusivamente). Peço que questionamentos sobre a "cota de isenção" sejam reservados para o seu tópico específico - Alfândega - Cota de Isenção.

leia essas informações
 
Índice  
 
 
Mariana Salles e Lucas

 mensagem postada em 21/04/2011 - 00:04:55hs
 
 

Mariana, olha não sou expert nisso mais até onde eu sei não especifica modelos e tipos de maquinas, eu acredito que possa passar sim, eu arriscaria assim como vou arriscar com uma semi profissional agora no mes de maio.

Lucas se vc esta dentro da cota de 500 não precisa declarar a não ser que vc queira nacionalizar o item que vc comprou.

quanto a ultrapassar em 100 dolares o limite, eu não acredito que o fiscal vai te taxar por 100 dolares porem se ele aplicar a lei vc vai pagar um imposto já com multas de 100, sendo que foi 50% do exedente de imposto e outros 50% pela multa de ter optado por não declarar.

as cotas são individuais , portanto 500 seu e 500 da sua esposa não pode ser junto.

 


 
Dúvida!

 mensagem postada em 20/04/2011 - 17:04:14hs
 
 

Pessoal, se alguém puder me esclarecer agradeço!
Por Exemplo : Comprei produtos dentro da cota de isenção, eu preciso declarar?Ou é só colocar naquele papel que dão no avião de nada a declarar?
Outra dúvida : comprei diversas coisas e ultrapassei por exemplo, $ 100 da minha cota, caso eu coloque nada a declarar e o fiscal me pegar, o que vai acontecer?
Irei viajar eu e minha esposas, temos juntos $ 1000 para gastar ou é separado?Por exemplo o que tiver na mala dela não pode ultrapassar os $ 500 e vice e versa?

Obrigado!!!

 


 
Rodrigo Garijo

 mensagem postada em 20/04/2011 - 17:04:54hs
 
 

Abusando mais um pouco da sua boa vontade... se eu comprar lá uma máquina de retrato dessas semi-profissionais ela não entra na cota dos U$ 500,00? Ah! Estou adorando os vídeos, sua filha é uma graça.

 


 
É isso...

 mensagem postada em 20/04/2011 - 12:04:45hs
 
 



A todos, muito obrigada pela colaboração.
Pesquisei tudo que era possível, mas é isso mesmo, pra viajar tranquila só levando a Nota Fiscal.

Particularmente acho um absurdo tal exigência, pois quando comprei os equipamentos já paguei os impostos, se for novamente cobrado ocorrerá a bitributação.

Vou levar a filmadora (sem a nota) e quando voltar conto como foi.

Abraços a todos

 


 
Mariana Salles

 mensagem postada em 20/04/2011 - 00:04:47hs
 
 

a maquina fotografica vc pode levar porque de acordo com as novas regras é permitido uma maquina ao viajante, quanto ao nootbook é um risco principalmente se aparentemente ele estiver novinho rsrsr, já ouvi gente falando pra tirar foto de jornal junto com o noot e outras coisas para faezr porem é o risco.

das ultimas 5 viagens que eu fiz aos eua em somente uma delas tive problemas com a alfandega e ainda assim pq eu estava completamente errado rsrs

 


 
Milena e demais

 mensagem postada em 19/04/2011 - 18:04:06hs
 
 

No outro tópico sobre cota de isenção este assunto foi bem discutido...
Hoje não há mais Declaração de Saída Temporária mas se voce tiver alguma antiga continua valendo e pode usar.
Algumas coisas ficaram isentas da cota como UMA máquina fotográfica, UM relógio e UM celular (este desde que esteja funcionando com alguma operadora nacional - mas pode ter entendendimento pessoal do fiscal). Isto é por pessoa. Levar um e voltar com dois significa que um deles vai ser isento e outro taxado.
Outras ( notebook/computador/iPad, filmadoras ) continuam na cota.
Pra não ser taxado por algo que voce esteja trazendo de volta ( já saiu do Brasil com voce ) ou este produto tem um selo da Anatel ou é feito no Brasil ou voce apresenta uma NF de que comprou de alguma loja brasileira (e portanto esta pagou para nacionalizar o produto) na hora do desembarque/volta.
Alguns fiscais fazem vistas grossas para equipamentos "antigos" mas não é regra geral.
Os fiscais tem acesso à internet de onde pesquisam os valores de cada equipamento para colocar na taxa a ser cobrada.

 


 
Rodrigo Garijo

 mensagem postada em 19/04/2011 - 16:04:47hs
 
 

Obrigada pela informação. Mas como faço se não tenho mais as notas fiscais? Em janeiro vou viajar e não tenho mais as notas fiscais do meu computador e da máquina de retrato. Você saberia me responder? Fiquei preocupada.
Abraços

 


 
Mariana Salles

 mensagem postada em 19/04/2011 - 14:04:01hs
 
 

Mariana a Alguns meses a lei mudou e não existe mais a declaração de saida temporaria de bens, portanto a unica forma de provar que vc já os tinha é através de nota fiscal ou de algum selo da industria brasileira.

 


 
Milena Marsola

 mensagem postada em 19/04/2011 - 14:04:54hs
 
 

Oi Milena! Não sei sem em Guarulhos é igual a BH. Aqui nunca precisei da nota fiscal. Antes de embarcar vou até a receita federal e declaro os itens que estou levando. Preencho o recibo com o produto e o número do serial. O funcionário da receita federal confere e carimba. Por duas vezes foi parada na alfândega, mostrei a declaração e pronto. Não me pediram nota fiscal e me liberaram. Espero ter ajudado. Abraços.

 


 
Eletrônicos sem nota fiscal

 mensagem postada em 19/04/2011 - 13:04:23hs
 
 

Olá!

Alguém, recentemente, embarcou em Guarulhos com equipamentos eletrônicos (notebook, GPS, filmadora) sem a nota fiscal?
Segundo a Receita (informação por telefone) tenho que apresentar as notas fiscais, caso contrário ficarei sujeita a tributação quando retornar.
Gostaria de informações neste sentido, pois, sendo assim, não vou poder levar nada, porque perdi todas as notas fiscais.

Obrigada

 


 
 
As figuras que se parecem com leões na porta de entrada do restaurante Be Our Guest - Magic Kingdom - foram denominadas "golions" pela equipe de design da Disney, uma combinação de cabra e leão. Já as figuras acima das portas de entrada, águias com caudas de serpentes, são denominadas "sneagles".