Voltei - Relato da minha viagem!

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Obrigada ;D

 mensagem postada em 25/08/2016 - 11:08:21hs
 
 

Oi Beto, Marcia e e Camila!
Que bom que estão gostando (:
Vou colocar um novo agorinha. Já tenho vários escritos, então vou soltando aqui (só não coloco tudo de uma vez por que demora um pouco para separar os textos HAHAHAH).

Eu resolvi postar aqui por AMO esse tópico e também acho triste ele mortinho.
Vamos revivê-lo

 


 
Trio em Orlando - Dia 3: Sea World (final)

 mensagem postada em 23/08/2016 - 11:08:15hs
 
 

Acredito de verdade que sem este show o parque fique perfeito!! Se eu voltar a visitá-lo, com certeza não farei a menor questão de assistir a este show (inclusive, deu para notar que muita gente não faz questão, porque o auditório estava bem mais vazio que o dos golfinhos). E sei que é estranho falar isso só deste show, mas no outro não senti os animais tão tensos assim. Talvez pela estrutura toda ser diferente também.

Enfim, não quero polemizar. MAS, não gostei! Estragou um pouco o clima todo do dia para mim. Fiquei com lágrimas nos olhos algumas vezes #drama #masérealjuro

Saindo do parque partimos rumo ao shopping (por volta das 17h). Depois de muito pensar, decidi comprar o iphone 6 (e aproveitar o desconto por que o 6s logo mais sairia), já que o que eu queria não tinha em lugar algum. Aliás, este telefone foi roubado 2 semanas depois que voltei de viagem e antes de dar tempo de fazer seguro. Sim, triste. Tenso. Fiquei chateadíssima. Mas né? Não vamos lembrar disso aqui. hehehe...

O que fizemos depois não me lembro com clareza absoluta. Se muito não me engano, fomos comer no Olive Garden. Meu restaurante do coração! <3 <3 AMO este lugar, gente. A comida é delícia, comemos super bem e a conta deu ridiculamente barata. Pedimos 1 prato de massa para dividir (noivo e eu) e minha mãe pediu uma entrada que comeu só metade (ela se alimentou porcamente nessa viagem) mais as bebidas e aquele pão DIVO que é cortesia. Acho que o total foi menos de 10 dólares para cada um!



Aqui, só para não gerar baixas expectativas: para pedir 1 prato para 2 pessoas, é necessário pedir uma entrada ou algo extra. Por que apesar de o prato ser grande, ele não é enorme. Inclusive, acho que reduziram um pouco ou pedimos uma opção menos bem servida. Por que tinha memórias mais abrangentes de entrega. eeheh... Mas dá sim para não gastar horrores indo no Olive. A comida é deliciosa, é comida de verdade e tem o pão delícia. Da última vez, teve uma saladinha também, desta não. Não sei se é por que dividimos o prato ou o que. Mas nem precisou.

De lá, fomos para o hotel. Banho e caminha, por que o dia seguinte era dia de madrugar (para acordar e para dormir), por era dia de Magic Kingdom divo! <3

Será que conseguimos chegar a tempo da abertura do parque?
Estava lotadão? Conseguimos aproveitar? E conseguimos ver o Kiss Goodnigth que eu queria tanto?

 


 
Trio em Orlando - Dia 3: Sea World (p4)

 mensagem postada em 23/08/2016 - 11:08:36hs
 
 

Seguimos então para para a Wild Artic. Que, DEOS, nunca irei novamente. O brinquedo é datado demais, o simulador é só um monte de balançar louco e doido. Eu nunca fico enjoada em simulador e tive que fechar os olhos em alguns momentos para não vomitar. Foi tenso. Não recomendo. Ah, fomos no "forte". Acho que se for no fraco você tem só o filminho.

O legal desta atração é que tem a baleia beluga no final! Gente, que baleia FOFA! Queria abraçar com ela e rolar por morrinhos de neve. Mas não deu, infelizmente.

Seguimos então para a REPRISE DA MANTA! Mua haha. Dessa vez noivo não foi e mamãe resolveu ir - após básica pressão social e noivo dizer que era de boa e ele repetiria se não estivesse meio enjoado. Agora, a dica de ouro: se você chegar ao parque e a fila estiver muito cheia, deixe ela para lá um pouco e vá aproveitar a atração no final do dia.

Acho que por ser o PRIMEIRO brinquedo do parque e um dos mais disputados, ele fica lotadão no início do dia. Todavia, o parque não é exatamente longo e muita gente faz ele rápido para ir fazer mais coisas depois. Então, quando voltamos para o remember, a fila tinha APENAS 10 minutos. Não demorou, no entanto, nem 5. Foi apenas o tempo de andar e chegar lá. Tanto que sentamos no meio, com um assento vago de cada lado nosso. Já que não tinha quase ninguém para ir.

Minha mãe quase me xingou quando o banquinho virou, mostrando a quem eu puxei. Foi xingando até a subida. Quando o brinquedo terminou, ela amou! E ficou toda orgulhosa por ter ido. (:



De lá, partimos para xamar o shamu. Comprei meu sorvetinho de bolinhas (deli!) e sentamos no estádio.

Honestamente, terminar o parque com este show foi uma escolha ruim. Achei o show desnecessário e com um ar de que aquilo era errado. Não sei explicar exatamente. Acho que foi o mix de muitas coisas, dentre elas o vídeo inicial que fica falando sobre como eles amam as baleias, mais o fato de que o show é focado 100% nos animais, não deixando tempo para eles descansarem nem nada, mais a situação de os adestradores aparentarem um EXTREMO desconforto com aquela situação. Além da visível sensação de que as baleias não querem fazer aquilo.

Não sei explicar. Amei o resto do parque, incluindo o show dos golfinhos. Todavia, nele, os animais aparecem pouco, há uma interação direta com os adestradores e você vê que todos estão confortáveis. Mas no show das baleias, todos parecem com medo. Os adestradores quase jogavam basquete com os peixes para jogar na boca das baleias. Muitas coisas saiam claramente fora do programado por que as baleias não queriam fazer nada do que era indicado. Antes, não havia baleias bebês nos shows, agora têm. Acredito que como incentivo para que os animais façam as ações.

 


 
Trio em Orlando - Dia 3: Sea World (p3)

 mensagem postada em 23/08/2016 - 11:08:40hs
 
 

A fila estava em torno de 30m, mas 'bora encarar. Minha mãe não quis ir, então fomos o noivo e eu. Gente, a hora que você senta e o carrinho te abraça e você vira de barriga para baixo. DEUS! Comecei a xingar ali mesmo. O que raios eu estava fazendo naquele lugar, por que me submetia àquilo. NOSSA, que idéia péssima. Ai a bichinha começou a subir, subir e eu rezando que não tivesse nenhum brasileiro naquele brinquedo para entender o que eu estava falando. A sensação de liberdade era maior ainda por que fui na ponta, já que o boy era novo nesta coisa de emoção e eu fui caridosa com ele. Estava agarrada naquela trava de segurança (antes do brinquedo sair, apertei ela bem apertadinha), mas a hora que a queda começou eu notei a delícia que é este brinquedo.

Sério, o ingresso vale a pena se você quiser ir somente nela. Eu ficaria facilmente repetindo este brinquedo over, and over again. Em looping infinito. A montanha-russa é super suave, não dá nenhum tranco e tem uma sensação incrível. ÓBVIO que gritei como louca (a sensação do looping é ótima!), mas amei! Saí com aquela adrenalina deliciosa que só uma boa montanha-russa pode nos dar.

Então, saímos e fomos em mais algumas atrações. Passamos por uma que esqueci o nome, mas que você entra em uma enorme sala redonda, coloca um óculos 3d e "vira" uma tartaruguinha. Adorei! Fofa. E mais animais em seus habitats, alguns resgatados com ferimentos e eventualmente um ou outro funcionário do parque alimentando-os e explicando a situação de cada bichinho.

Paramos para comer (lanchinhos de pão-queijo-peitodeperu, água e chocolate) em algum momento e fomos para o show dos golfinhos. Gente, que show lindo! Gostei por que os golfinhos não aparecem 100% do show (na verdade, acho que não aparecem sequer por mais de 50% do tempo) e há um mix de atores, com circo, aves e tudo mais. Gostei muitomuito! (:



Saindo de lá, fomos para a ala direita do parque (olhando pelo mapa) que ainda não tínhamos explorado. Fomos naquele tanque subterrâneo muitíssimo incrível onde passamos por peixinhos e tubarões. Deixamos o show (que nem lembro do que era. Ia falar Nemo, mas acho que não era) para lá, tiramos foto na estátua da Shamu e passamos pela área infantil (com vontade latente de entrar naquele monte de água jorrando do chão <3, mas resistindo bravamente). Ali decidimos que finalizaríamos o dia vendo o show da Shamu - que era por volta das 17h.

 


 
Trio em Orlando - Dia 3: Sea World (p2)

 mensagem postada em 23/08/2016 - 11:08:44hs
 
 



Primeiro que o negócio acaba em questão de segundos. Segundo que não tem nadica de mais. É fofinho, mas não é extraordinário. Se não fosse por um detalhe ou outro e o 3D de qualidade, poderia ser um brinquedo que estava lá há anos, na minha opinião. O ponto forte é ver os pinguins sem vidro nenhum! <3 <3 Apesar do fedô de peixe, valeu a pena e foi lindo. O frio nem foi tão frio assim. Acho que a fila foi tão rápida que nem deu tempo de tremer de verdade.



De lá, saímos rumo a Journey to Atlantis. GENTE! Que brinquedo le-gal! Sério, amei. Os efeitos são ruins, muito ruins. Mas a emoção dele em si é incrível. Várias quedas e o mix entre montanha-russa e splash que você não acha em outra atração. Além desta surpresa, veio a de que este brinquedo realmente molha. Molha mesmo. Eu falei para ninguém se preocupar, achei que fosse tipo a Splash Moutain. Mas enganei a todos (e a mim!). Ele não chega a te encharcar como os da Universal, mas molha bem, principalmente o tênis.

Devidamente molhados, seguimos para a Kraken! Primeiro brinquedo radical. Eu gostei da montanha-russa, mas não amei. Ela é muito forte e dá uma tremida meio feroz. Não foi minha favorita e nem fiz questão de repetir. Rolou aquela pequena dor de cabeça.

De lá, mamãe parou para fumar e ficamos passeando um pouco, passando pelas atrações do parque que são animais sem atração nenhuma relacionada. Aproveitando o ar condicionado digno deste lugares. Partimos então para Manta! Enfim!



 


 
Trio em Orlando - Dia 3: Sea World (p1)

 mensagem postada em 23/08/2016 - 11:08:05hs
 
 

Nosso terceiro dia seria enfim de parque! YUPI!!!

Eu sempre dou preferência a começar uma "rota de parques" pelo MK para entrar no clima, deixar a magia entrar em nosso coração e tudo mais. Todavia, por motivos de Festa de Halloween e calendários de previsão de lotação, preferi colocar um na frente. Fomos então ao SEA WORLD.

Ano passado assisti ao documentário BLACKFISH e desde então dei uma consumida meio louca em materiais sobre o parque. Muita coisa falando que o filme distorceu depoimentos e dando vários pareceres. Muita opinião divergente e pontos de vista diversos. Eu realmente fiquei cogitando não ir ao parque, todavia, eu queria muito conhecê-lo novamente (por que, né? 99 nem me lembro de nada a não ser alimentar os golfinhos), e meu foco era a Manta! Antes de qualquer coisa. HAHHA. Decidi ir e tirar minha conclusões com base nas informações todas que havia consumido. Além disso, o parque estava incluso no pacote do Discovery Cove.

Então acordamos não tão cedo assim, por que o parque abria somente as 10h e fomos lá. Do nosso hotel chegamos rapidamente (coisa de 15 minutos). Aconteceu uma coisa engraçada que achamos que acontece sempre. Na hora de selecionar o destino, apenas pesquisamos no Waze "Sea World" e pronto. Eis que o danado nos mandou para a entrada de FUNCIONÁRIOS do parque ao invés da entrada principal. A hora que o noivo desceu do parque para perguntar, o funcionário respondeu antes mesmo de ele dizer um "ah". E essa é uma dica que dou: SEMPRE confirme o endereço que o Waze te deu. Olhe no mapa o lugar final para onde ele está te levando. Caso contrário, você pode acabar em um lugar inesperado. Lembre-se desta dica e, se não acreditar nela, lembre-se que mais para frente no relato vou fazer você acreditar.

Então chegamos com nossos voucher impressos, passamos na catraca (e entramos com nossos alimentos sem problema! Estava com medo por que ouvi gente falando que lá não podia levar comida, mas ninguém falou nada) e aproveitamos para tirar algumas fotos.




Eu queria correr para a Manta e já aproveitá-la, mas a galera estava com medinho. Queria começar light, já que era o primeiro parque. Nada de brinquedo tão radical logo de primeira, disseram. Acatei!

Olhando o mapa, decidi começar pelas atrações mais concorridas que sabia que ficariam lotadas e que naquele momento estavam lindas e vazias. Eu usei o app do UndercoverTourist para ver as lotações de filas (tinha de todas, menos do Busch Garden).

Corremos então para a Antártica. Na verdade não corremos não, pois o parque estava tranquilo, aquelas sombrinhas deliciosas estavam tranquilas e a gente foi na paz. E logo estávamos naquela área linda e toda fingindo ter neve. A fila do brinquedo foi super rápida. Nem 5 minutos (isso sem contar as salinhas que, para mim, já são o próprio brinquedo, ok?). Optamos por ir na opção mais agitada, por que eu TINHA que invejar adrenalina naquela gente! Mas gente, entendi o que todo mundo fala deste brinquedo. Que coisinha mais sem graça!

 


 
Trio em Orlando - Dia 2: Comprinhas e passeio (P2)

 mensagem postada em 23/08/2016 - 10:08:48hs
 
 

(...)


Maquiagens, shampoos, comidas e lembrancinhas da Disney. Gente, adoro! Por mim, eu viveria feliz indo apenas no Walmart e na Target. Sempre coisinhas ótimas por precinhos camaradas. Meu destaque da vez vai para potes IMENSOS e família de shampoo que comprei por lá e são excelentes. Como queria poupar, resolvi testar estes ao invés de comprar shampoos menores. Levei Loreal e Herbal Essences. Recomendadíssimo! O Herbal Essences é uma marca que vende aqui, o preço não é tão caro, mas paguei em um pote de 1litro o que pagaria em um de 300ml aqui. Lá, 2 potões tamanho para o ano todo sairam entre 5-7 dólares cada. O de coco (uma embalagem azul) deixa o cabelo uma seda só.

Claro que já garanti minha dose de Aussies (sim, eu amo esse condicionador gente! Apenas o Moist). E MONTANHAS de docinhos, entre eles meu favorito da vida: MMs de menta e Lindt bolinha (lá, um saquinho, 3-4 dólares. Aqui? 50-60 reais o MESMO)! <3 <3 Aproveitamos também para comprar pão e frios para nossos lanchinhos nos parques. Optamos por pegar peito de peru e american cheese já embalados.

Com nossa montanha de sacolas, partimos para o hotel para tomar aquele banho e irmos para o jantar! (:

O plano era chegar mais cedo na Disney Springs e passear por lá, mas não deu certo por que nos perdemos nos rolês (que aliás nem lembro se foi só isso ou se fomos em mais lugares! ahah), então apenas estacionamos - naquele novo estacionamento DIVINO e maravilhoso! - e partimos para o Planet Hollywood \o/ ~~



Como queria fazer um jantarzinho "especial" de primeira noite, reservei o restaurante. Eu nunca tinha ido. Achei a atmosfera bem bacana. Adoro filmes e foi muito legal ver maquetes, figurinos e objetos usados em cena. A única coisa que me incomodou um pouco foi a música. Muito alta e atrapalhando um pouco a conversa.

Pedimos uma entrada para começar e no fim, paramos por ali mesmo. Veio MUITA comida e mesmo sem termos comido nada além de salgadinho e chocolate, o prato foi bem suficiente para 3 pessoas (principalmente por que minha mãe mal comia). Esse creme de espinafre dele é DOS DEUSES! A conta deu algo em torno de 13 dólares/pessoa.

Notei que o lugar fica bem cheio em decorrência do Dinning Plan. MUITA gente com pulseirinha comendo o combo prato + sobremesa. Metade levando quase tudo para viagem. ehehhe.... Minha dica é pedir a limonada deles. É bem gostosa e é refil.



 


 
Trio em Orlando - Dia 2: Comprinhas e passeio (P1)

 mensagem postada em 23/08/2016 - 10:08:39hs
 
 

Como havíamos nos cansado bem no dia anterior e dormir era necessário para manter a beleza do ser, dormimos até umas 09 horas e corremos para tomar o café da manhã do hotel. Como citarei melhor na resenhinha do hotel, o café da manhã era bem simples, mas servia ao propósito. Era, na realidade, mais próximo ao nosso café do que o americano.

Devidamente ajeitados, partimos para o rolê de boa do dia: comprinhas!

Como comprar litros não está rolando, decidi pegar o primeiro dia para começar de leve, visitar as lojinhas mais baratex, fazer aquela compra de mercado e aproveitar a cidade um pouco. Assim a gente já teria noção de preços mais baratos, vendo o que realmente valia e o que não nos outlets.

O hotel fica DO LADO do outlet Premium e daquele centro de lojinhas que têm Ross, TJ MAX, Dollar Tree e Bed Bath and Beyond. Em menos de 5 minutos de carro estávamos lá. Começamos da direita para a esquerda. Fizemos a festa na Dollar Tree (muita coisa inútil, mas coisas legais como utensílios de cozinha, saquinhos ziplock para levar lanches para os parques, potinhos, velas e afins) e passamos pela Ross e TJ Maxx. Eu tenho um pouco de preguiça destas lojas, por que você tem que estar disposto para caçar coisas. Eu não estava muito, mas comprei um vestido LIN-DO da Antropology por 20 dólares. Em outro dia acabei tendo mais sucesso, mas neste dei uma olhadona por cima.

A BBB é um lugar legal para você achar coisas diferentes para o dia-a-dia, mas a loja não é barata. Com o dólar atual, não achamos nada que compensasse comprar lá. Todavia, se você busca algo específico, você achará.

Do centrinho, partimos para a Best Buy. Não achei absolutamente nada do que eu procurava lá. Queria comprar um celular, um microfone de lapela e uma lampada para a minha câmera. O celular estava esgotado em tooooodo o mundo (nem no site tinha mais!), o microfone de lapela só em outra loja e a luz também. Chateada. No fim, acabei comprando um roteador mais potente para o lar e o chromecast que meu tio me deu dinheiro para comprar. Minha mãe comprou um telefone sem fio com ramal.

Como eu tinha ido sem celular, perguntei para o vendedor se havia algum lugar onde eu talvez pudesse achar o aparelho que queria. Ele sugeriu ir no Florida Mall e procurar por lá. No fim, não achamos foi nada. Gente, como assim só existe a BestBuy de loja de eletrônicos? Fiquei chocada e chateada. Lágrimas de sangue. Mas, né? Fazer o que.

Pegamos o carrinho e corre para o Walmart. Aqui sim já fizemos uma grande festa! E amo fazer festa no Walmart, por que você consegue comprar muita coisa que precisa e não gastar muito. Óbvio que você sempre tem que pensar que "passar para comprar 1 coisinha rapidinha" praticamente não existe neste lugar, ok? Só se você for MUITO objetivo mesmo (como acabamos sendo em um outro dia). Assim, ficamos mui-to tempo lá. Já estávamos ficando verde de fome quando decidimos que era hora de partir.

 


 
Trio em Orlando - Dia 1: Chegada (pt2)

 mensagem postada em 23/08/2016 - 10:08:52hs
 
 

A hora que descemos para o estacionamento estava uma chuva RUDE. Com raios, trovões e aquela sensação de que o tio Vitor (assistidores de Castelo Ra-tim-Bum lembrarão) estava bravo. Enfiamos as malinhas no porta malas e fizemos aquilo que todos dizem para não fazer: partimos para Orlando.

Como nosso voo foi diurno, achamos melhor partir logo para Orlando e já estar devidamente instalados no dia seguinte. Eu tinha contado um tempo para todo o procedimento até o carro, mas lógico que demorou mais. Acho que só por volta das 20horas estávamos saindo. E aquela chuva tensa.

A viagem foi bem tranquila. Isso depois de uma sofrência básica descobrindo onde ficava o farol, onde ficava o limpador de para-brisas e de quase começar a usar o GPS do carro por que a internet não pegava no Waze. Mas tudo deu certo no fim. Minha mãe aprendeu a setar a velocidade automática do carro e depois de uma paradinha em uma das plazas pelo caminho nosso pique melhorou, ficamos mais dispostos e nem deu vontade de dormir (citando apenas mamãe e eu, por que o boy coitado, estava acordado desde o voo do dia anterior!).

Achei o sistema de plaza bem bacana. A Ju já havia comentado no relato dela, mas eu não tinha compreendido. É realmente bastante prático ela ficar no meio da estrada e evitar que você tenha que realizar retornos e afins. Nossa estréia alimentícia foi um lanche do Wendy's. Gostei bastante do sabor, só me arrependi de ter pedido um lanche de frango apimentado (demais!) ao invés de um Baconator. Mas depois a gente come esse quilo de bacon. O mocinho do caixa entendia mais ou menos português e saiu elogiando meu inglês, o que foi ótimo para tirar aquela barreira inicial de "DEOS, vou falar tudo errado neste país!". HAHAHAH... Eu falo inglês bem, mas sempre rola aquela tensão, né?

Enfim chegamos em nosso lar provisório pelos próximos dias.

Ficamos no SUPER 8 da American Way. Falarei mais do hotel em uma "resenhinha" só dele, mas já antecipo que olhando as fotinhos dele eu não ficaria lá. Todavia, uma amiga do trabalho havia visitado Orlando em Novembro e disse que o hotel era digno e justo e seguro. Dada a situação do dólar e o cenário inexplicável onde TODOS os Rosen Inn estão sempre esgotados em todos os lugares (gente, por que isso, me expliquem!), resolvi reservar lá mesmo. Tinha uma indicação de confiança e sabia que eles não cobraram nada de taxa de resort.

Fizemos o check-in rapidamente (recepção funcionando mesmo de madrugada), tomamos banho e capotamos lindamente. Ansiosos para o nosso primeiro dia de verdade ((:

 


 
Trio em Orlando - Setembro/16 - Dia 1: Chegada

 mensagem postada em 23/08/2016 - 10:08:12hs
 
 

Oi pessoal,
já está fazendo quase 1 ano da minha última viagem a Disney. E essa proximidade me estimulou a terminar meus relatos.
Ainda faltam alguns, mas já tenho vários escritos, então, 'bora lá. Espero que gostem. Acho que já havia postado o começo dessa viagem há mui-to tempo, então vou postar tudo de novo.

Enfim, depois de planejamento, escolhas e horas lendo conteúdo sobre a Disney (aquela linda!), o grande dia havia chegado. Ou mais ou menos, apenas para um dos integrantes. Meu noivo acabou tendo que ir antes de nós por motivos de: comprou a passagem muito depois, se danou.

O ponto de ir sozinho nem era tão problemático. Era mais a aventura que ele viveria depois de chegar, pois teria que nos esperar por 12 horas (mas depois peço para ele fazer um relato sobre a experiência!).

Então, dia 19, por volta das 18 horas levamos o boy para o aeroporto. Aproveitamos para fazer uma ondinha, ver o novo terminal lindo de Guarulhos e ele comeu um lanche antes de partir. No dia seguinte, lá estávamos novamente, bem pela manhã para pegar nosso aviãozinho.

Voamos de TAM. O voô foi tranquilo, a comida foi aquela comida de avião, o entretenimento foi ok. Aquela coisa de classe econômica, né? Triste. Não demos sorte e um cara sentou na terceira poltrona, logo, sem espaço extra desta vez Mas fomos tranquilo e sem problemas.

Nosso voô foi GRU-MIA, direto e sem escalas.Chegamos um pouquinho antes do previsto e corre para a imigração. Gente, que fila, DEOS! Nunca peguei uma fila tão grande, nem em New York. Acho que esperamos uns bons minutos (acho que deu mais de 1 hora). O policial nem perguntou nada, só carimbou o passaporte, pediu a digital e já era.

Pegamos nossas malas (já fora da esteira, só esperando) e 'bora maratona. Gente, sério. Eu fico pensando como era esse aeroporto antes do MiamiMover. Se com este trenzinho você já anda como um condenado, sem ele as pessoas faziam como? Será uma estratégia do aeroporto para que a circulação das suas pernas voltem com sucesso? Porque, olha. Nem as esteiras rolantes ajudaram (principalmente por que estávamos sem carrinho, já que custava 5 dólares e 20 reais não está dando para jogar fora assim, e tivemos que puxar a mala no muque mesmo).

Enfim, chegamos a área de locadoras de carro. Esperamos um pouco, tentamos entrar no WIFI do aeroporto (que, achei um absurdo, só dura 30m) e tudo mais para falar com meu boy, mas ele logo apareceu, já todo trabalhado no pique praia.

Tentei usar o totem da Hertz para pegar o carro, PORÉM, ele não é um totem, ele é um atendimento telefônico. E este atendimento é só para quem NÃO TEM reserva. Logo, se já estiver com tudo fechado, espere na fila mesmo. Não gaste tempo como eu! Reservei o carro pela -- palavra censurada -- e não tive problemas. Tudo o que está prometido na hora da contratação foi cumprido. Não me forçaram nenhuma contratação.
(...)

 


 
 
Num único dia aproximadamente 210 pares de óculos são perdidos em Walt Disney World. Estima-se que desde a sua inauguração em 1971 mais de 1.65 milhões de pares de óculos já foram enviados para o departamento de achados e perdidos ("Walt Disney World Lost and Found "). Outros itens que os convidados costumam perder são os seguintes: telefones celulares (+ 6.000/ano), câmeras digitais (+ 3.500/ano), bonés (+ 18.000/ano) e caderninhos de autógrafos (+ 7.500/ano).