Voltei - Relato da minha viagem!

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
TAHTA

 mensagem postada em 03/07/2009 - 22:07:08hs
 
 

Olá, Tahta!
Como eu escrevi, não entendo nada dessas coisas. Só vou ver mesmo depois de pronta e realmente são legais.
Os dimmers com controle remoto não existem aqui no Brasil, apenas lá, então, meu marido colocou no nosso apto. dimmer para todos os quartos e sala.
Tem também aqueles adesivos para box ou espelhos que são caríssimos aqui no Brasil e lá, não saem por mais que R$ 15,00 a folha.
Espero ter respondido.
Abraços.

 


 
22/06

 mensagem postada em 03/07/2009 - 17:07:27hs
 
 

22/06 - Levantamos, tomamos café e seguimos para Downtown Disney.
Impressionante a diferença do lugar. No sábado à noite, estava impossivel de andar. Na segunda feira de manhã estava praticamente vazia. Uma delicia.
Fomos na loja da Lego. Preços infinitamente mais baixos do que os do Brasil. Minha filha comprou um lego dos Piratas muito legal.
Depois, fomos na doceria do Pateta. Muitas balas, gomas de mascar e até sobremesas deliciosas. Mas não comemos lá, pois havíamos feito reserva para almoçar no T-Rex.
Fizemos um passeio pequeno de barco e já estava na hora de irmos ao famoso restaurante.
Sinceramente, não sei qual restaurante eu achei melhor: o Sharks ou o T-Rex.
O lugar é incrível. Dinossauros para todo lado. E eles se mexem e gritam. E tem trovões, tempestades, e até o vulcão dá o ar da graça. Me senti na pré-história mesmo. As crianças enlouqueciam lá dentro. Flashes por todos os lados. Tirei muitas fotos do lugar. A comida era um absurdo de grande e deliciosa. A sobremesa dava para 4 pessoas. Era um brownie de chocolate com sorvete e chegou com uma surpresa. Não vou contar para não estragar o prazer de quem vai pela primeira vez ao restaurante.
Só posso dizer para pedirem essa sobremesa.
O preço é praticamente o mesmo do Sharks. u$ 85,00 já com a taxa e a gorjeta. Mas posso garantir que saímos de lá felizes da vida. Valeu cada centavo gasto!!
Depois do almoço, meu marido nos deixou no Flórida Mall e seguiu para uma loja chamada Home Depot. É uma loja tipo Telha Norte, onde acha tudo para a casa e material de construção. Como meu marido trabalha com tecnologia, comprou alguns produtos que não sei bem explicar, mas que fiquei feliz da vida por ter adquirido, tipo lâmpada do banheiro que acende sozinha quando abrimos a porta, ou um painel para colocar na parede da sala que controla a intensidade da luz e controla também a tv, o receiver, etc. Sou completamente leiga nesse assunto. Não entendo nada, mas gosto de ver o quanto é útil após instalado. rsrsrs
Para quem quiser ir nessa loja, o endereço é 13121 South Orange Blossom Trail.
Quis voltar ao Florida Mall para rever algumas lojas que não tive tempo. Na loja da MM, comprei mais algumas lembrancinhas, dei mais uma passadinha na Guess e comprei outra mala, pois já não conseguíamos mais fechar ao outras.
Depois do Flórida Mall, meu marido foi se encontrar comigo na loja Toys R Us. Loja de brinquedos enorme.
Para uma criança de seis anos, ali é o paraíso.
Voltamos para o hotel e como estávamos exaustos e sem fome, resolvemos comer no quarto mesmo donuts e leite.
Fomos dormir cedo para acordar bem disposto para o dia seguinte. Afinal, estava chegando o dia do Magic Kingdom.

 


 
21/06

 mensagem postada em 03/07/2009 - 17:07:40hs
 
 

21/06 - Acordamos, tomamos café no quarto mesmo e seguimos para Sea World.
A primeira coisa que fizemos logo que chegamos foi ir até o restaurante Sharks Underwater Grill e fazer a reserva para 14:30 hs, pois ficamos receosos de que talvez não encontrássemos mesa se fôssemos sem reserva.
E foi ótimo ter feito, pois parece que muitas pessoas também estavam com medo de não poderem almoçar nesse restaurante e havia até uma pequena fila para fazer as reservas.
Reserva feita, fomos assistir ao show Believe com a famosa Shamu, que começava 11:00 hs. Inacreditável!!
Literalmente, ela consegue voar!!!
Esse parque é lindo, muito arborizado. Mas o calor de quase 40 graus estava nos matando.
Foi até gostoso o banho que levamos da Shamu.Deu para refrescar um pouquinho. E haja água e refrigerante.
Vimos os golfinhos bem de perto, assim como belugas e pinguins.
A fila da atração Manta estava enorme. Resolvemos não encará-la, pois o calor estava insuportável.
2 horas da tarde resolvemos ir até o restaurante Sharks, pois só queríamos um pouco de ar fresco. Nem nos importamos com uma espera de 15 minutos. Afinal, havíamos chegado meia hora antes do combinado e aquele frescor do lugar estava delicioso.
Quando a recepcionista nos chamou e entramos no restaurante, ficamos de boca aberta. O lugar é impressionante.
Só tubarões e raias na nossa frente. As mesas são dispostas em frente ao aquário e eles ficam nadando de cá e de lá, sem se importar com as pessoas que não sabem se comem ou se olham os tubarões.
Os pratos também estavam excelentes. Eu pedi um salmão grelhado com salada, meu marido também pediu o mesmo e minha filha pediu um peixe assado com batatas. Gastamos por volta de u$ 80 dólares, mas valeu cada centavo. Minha filha de 6 anos ficou encantada. (Apenas o restaurante T-Rex teria um efeito mais impressionante para ela do que o Sharks).
Após nosso magnífico almoço, fomos ver o show do leão marinho. O palhaço que antecede o espetáculo é um show à parte. Faz graça para todos que passam. Graças a Deus estávamos sentados e não tivemos que passar pelo mico enorme dele nos atazanando. rsrsrs
Quem for ao Sea World, não deixem de ver essa atração. Dura mais ou menos 20 minutos mas vale a pena.
Eram mais ou menos 16 hs. e a Daniela nos disse que não estava mais aguentando de tanto calor.
Para poupá-la um pouco (afinal, ela só tem 6 anos), resolvemos ir para o hotel e nos refrescar em uma deliciosa piscina.
Qual nossa surpresa ao chegar no estacionamento e ver que muitas pessoas também estavam indo embora. Também não estavam aguentando essa temperatura infernal.
Não pudemos assistir ao show da Shamu à noite, mas preferi poupar minha filha do calor.
Brincamos muito na piscina e depois, fomos novamente na Waffles House.
Voltamos para o hotel e cama. Mudamos o plano para o dia seguinte. Iríamos ao Magic Kingdom, mas como vimos que a Daniela realmente tinha se cansado muito nesse dia, resolvemos que iríamos para Downtown Disney, na esperança de encontrá-la um pouco mais vazia e poder visitar o lugar com calma.

 


 
ROSANE

 mensagem postada em 03/07/2009 - 17:07:38hs
 
 

Olá, Rosane.
Meu hotel, como já escrevi antes foi o Radisson Lake Buena Vista.
Uma delícia de hotel. Lindo e super limpo. Quarto enorme com controle remoto nas camas para deixar os colchões mais ou menos macios. Um mimo!!!
A Waffle House fica do lado dele.

 


 
Patricia - Filas e Horários parques

 mensagem postada em 03/07/2009 - 13:07:12hs
 
 

Li seu recado no VPO só agora. A volta das férias é complicado...
Mas vamos lá.
Agora em junho os parques já estavam cheios, devido as férias dos americanos. Para evitar algumas filas, digo algumas, pois é inevitável pegá-las, sugiro que chegue no portão do parque na hora da abertura. Não me dei conta como às vezes é distante o estacionamento da entrada dos parques, e ainda existe o procedimento de revisão de bolsas na entrada de cada parque, que acaba atrasando sua entrada. Tem também a questão de que na entrada de todos os parques têm fotógrafos profissionais da Disney, e todos nós ficamos tentados a tirar fotos nos pontos estratégico, e acabamos não resistindo e não indo direto para os brinquedos mais procurados. Acho que na média chegava nos brinquedos mais procurados 1 hora depois da abertura do parque. O tempo médio de espera em cada atração diria que era de 1 hora. Mas não esquenta, pois as filas fazem parte do show.
Não sei se vce conhece o procedimento do fast pass. Ele serve para um intervalo de hora de 1 hora, por exemplo de 12:00 às 13:00, e você só pode pegar outro fast pass quando vence o 1o horário. Acontece que dependendo do roteiro que você faça, você perde mais tempo tentando pegar outro fast pass, e entre trajetos dentro do parque, pois normalmente, os brinquedos são distantes um do outro.
Já para a Universal e o Island, o esquema é outro: você paga uma valor para ter prioridade nas filas. Não sei de quanto é este valor, mais talvez valha a pena pegar. Eu vi muitas pessoas usando e economiza tempo. A dica é entrar no parque ver se está cheio, e comprar o passe em alguma loja.
Bom, vamos ao tempo de filas e brinquedos mais procurados.
O que percebi é que as pessoas ficam loucas para ir nos brinquedos mais procurados logo que chegam nos parques, e durante toda manhã, pois é a hora que todas as crianças tb estão no parque. Percebi que na hora que as pessoas estavam parando para almoçar, tipo 13:00, e mais a tardinha, as filas diminuiam. Difícil é segurar a ansiedade de ir.
Não sei elencar quais brinquedos vce deve pegar o Fast Pass, pois depende do roteiro que irá traçar, da hora que chegou no brinquedo, do tempo de fila naquela hora, e a para que hora vale o fast pass. Como falei dependendo do roteiro, não valerá a pena pegar um fast pass e ter que atravessar o parque todo de novo para ir neste brinquedo. Eu decidia meio que na hora se valia a pena. Uma coisa que posso dizer por experiência é que não vale a pena ficar correndo atrás de pegar todos os fast pass, pois pode acabar perdendo mais tempo. Acho interessante chegar pegar 1 fast pass e fazer o roteiro de acordo com o horário dele.
Vou dividir por parque a minha experiência de filas e fast pass:

MAGIC - Não peguei fast pass. Cheguei no Fantasyland lá pelas 10 horas e peguei uma fila de 50 minutos no Dumbo. Tempo igual estava para o brinquedo da Branca de Neve, para o Small World e para ver a Ariel, não consegui ter tempo para nenhum destes 3 . Não sei se vce vai com criança, mas este lado do parque pela manhã fica cheio. Se tiver criança sugiro ir logo bem cedo nesta área do parque. De lá fui para a Xícara, que estava sem fila, e para a Toontown, ver a casa do Mickey e da Minie e tirar foto com as Princesas (tempo de espera mais de 30 minutos). De lá fui para Casa Assombrada (40 minutos de fila). Vi a parada das 15 perto da Frontierland, para já ficar perto da Montanha russa da Mina e da Splash Montain. Peguei uma fila de 20 minutos na da Mina, uns 40 na Splash. Considerei um tempo bom. De lá fomos ao Piratas do Caribe sem fila. Depois para Tomorrowland, pegando todos os brinquedos com menos de 15 minutos de fila. Não peguei fast pass.

DHS - Conforme já tinha lido, fui direto para o Toy Story, chegando lá mais ou menos umas 9:50. Fila de espera indicando 2 horas. Entrei numa fila de 25 minutos de espera para pegar o fast pass com horário para as 13-14h. Não fui direto para os mais radicais, pois vi que o show da Ariel estava vazio. Cheguei na Torre do Terror e no Rock'n Roller, é um ao lado do outro, lá pelas 10:40. Fila de 90 minutos para o Rock'n Roller e 60 min para a Torre. Fast pass para o Rock'nRoller já estava para as 19h. Peguei fast pass para a Torre para as 16h, e fui ver outras coisas. Star Wars com 40 minutos de fila. Depois de ir na Torre vi que a fila da Rock estava com 40 min de espera. Encarei a fila. O tempo estava meio apertado pois queria ver o show Fantasmic, que obriga vcê a parar 2 horas antes com as atrações. Caso não queira ver este show, o início da noite em diante é perfeito para ir nestas atrações que mais enchem.

ANIMAL - Fui direto para Arvore da Vida (sem fila). Depois fui assitir ao show do Nemo. Fomos ver as atrações ali perto e fomos no Dinosaur (tempo de 30 minutos). De lá, por volta das 11horas fomos para o Everest que estava com fila de 60 minutos, Resolvemos pegar fast pass para as 16:00, e ir ver outras coisas. Demais atrações fomos normalmente.

EPCOT - Fui direto para o Soarin (fila de 30 minutos). Foi o último parque que fomos, então já estava escolada de ficar indo para lá e para cá, então fiz o roteiro para visitar depois as atrações perto dele. De lá fomos para o Test Track que estavacom fila de 70 minutos. Valia a pena pegar o fast pass que estava para 12:00 às 13:00, mais ou menos 1 hora de espera, menos que a fila. Fui então ver outras coisas, Missão Marte e para o Spaceship Earth.

SEA WORLD - Chegamos as 9:30. Fomos direto na Manta com fila de 40 minutos. Guardamos a manhã e o início da tarde para os shows que têm horários definidos, o que já limita bastante. Lá pelas 16:00 fomos para a Atlantis (fila de 60 minutos de espera) e Kraken sem fila.

UNIVERSAL - Fomos direto para o Sherek (fila de 30 minutos) - logo depois que saimos do brinquedo estava com fila de mais de 60 minutos. Tentamos ir antes do almoço no Simpsons e no MIB, mas as filas estavam com mais de 70 minutos. Voltamos no final da tarde e estavam com fila de 30 minutos cada um. Neste parque não tem fast pass, valendo a pena ver o custo x beneficio de comprar o Express que dá direito a prioridade. Não comprei pois éramos 3 pagantes. Montanha Russa da Mumia tem Single Rider que é muito bom.

ISLAND - Montanha Russa do Hulk logo de manhã com fila de 30 minutos. Demais brinquedos mais procurados levamos entre 40 e 60 minutos de espera.

Resumindo: pela manhã os brinquedos mais procurados são mais cheios. Se deixar para a tarde é bom saber sobre a previsão de chuvas, que geralmente no verão ocorrem no final do dia, e se muito forte, fecham as atrações.
Fast Pass veja se vale a pena na hora em que estiver na atração e de acordo com seu roteiro, pois não tem como saber como está o horário de retorno.
Em todos os parques tem pontos centrais com informações de tempo de espera de todas as atrações atualizados.
Uma coisa que me surpreendeu tanto na Disney quanto na Universal foi a indicação de tempo de espera que atualmente não é tão exata quanto quando eu fui a 10 anos atrás.

Qualquer dúvida que tenha, entre em contato. espero tê-la ajudado.
Abs

 


 
20/06

 mensagem postada em 02/07/2009 - 23:07:56hs
 
 

20/06 - Acordamos 8:00 hs. rumo ao Kennedy Space Center. A viagem dura mais ou menos uma hora e meia, mas a estrada é um tapete.
Achei esse passeio fantástico. Gostei muito da palestra que assistimos com um astronauta que já foi 3 vezes ao espaço, inclusive, em uma das vezes, com a astronauta indiana Kalpana Chawla, que morreu juntamente com a tripulação do Columbia em fevereiro de 2.003. Hoje, esse senhor é diretor da escola de astronautas em Orlando.
Fomos até o Cabo Canaveral, onde agora em julho vai ser lançado um foguete e visitamos prédios da Nasa.
Saímos de lá às 17:00hs. Lugar lindo para tirar muitas fotos.
De lá, como ainda era cedo, fomos para Downtown Disney. Estava lotado. Parecia a rua 25 de março. Um horror. Talvez por ser sábado.
Tentamos ir ao restaurante T-Rex sem sucesso. Todos os horários estavam reservados. O atendente nos deu o número do telefone e pediu para que fizéssemos uma reserva antecipada. A Dani ficou decepcionada, mas meu marido ligou na mesma noite e reservou nosso almoço para o dia 22.
Fomos na loja da Disney. (é a maior loja da Disney) Crianças e adultos ficam loucos lá. Compramos muitas coisinhas como broche da Sininho que acende no escuro lindinho por U$ 10,00, um álbum maravilhoso para colocar fotos do Mickey por U$ 25,00, sem contar canetinhas e lápis fofos, um relógio da Minnie para a Dani por U$ 15,00 e antenas topper para colocar na antena do carro por U$ 3,00. E tem muitos anéizinhos, brinquinhos, pulseiras para as crianças.
Como não deu para jantar ali, fomos na Waffles House que fica ao lado do nosso hotel. Uma delícia de waffle. Tem para todos os gostos.
Voltamos ao hotel e cama.

 


 
19/06

 mensagem postada em 02/07/2009 - 22:07:52hs
 
 

19/06 - Acordamos lá pelas 9:00 hs, tomamos café no quarto e eu e minha filha seguimos em direção ao parque Universal. Para mim, um dos melhores parques. Não achei o parque lotado.
Primeiro brinquedo: Shrek 4-D. Adoramos. E o melhor, com muito pouca fila.
Após fomos ao Twister. Minha filha ficou um pouco apreensiva ao ver placas, carro e vaca voando, mas achei muito interessante.
No Jaws fomos 4 vezes. Praticamente uma vez atrás da outra. O inocente passeio de barco termina com uma big surpresa.
Na atração Revenge of the Mummy minha filha na hora H não quir ir. Tive que voltar toda a fila e sair. Mas coitada, ela só tem 6 anos e fez coisas surpreendente para a sua idade.
Um brinquedo que amamos foi o The Simpsons Ride.
Genial. É tipo aquele brinquedo que o Playcenter tinha cine 180 graus, só que mil vezes melhor.
O Man in Black também é imperdível. Muito gostoso atirar no alienígenas. E na lojinha após a saída do brinquedo, encontra-se muitos artigos relacionados ao filme. Comprei um imã de geladeira do cachorrinho da raça pug vestindo black-tie por U$ 7,00.
Um brinquedo bem bobinho foi o Disaster. Ficamos uns 40 minutos na fila e nos decepcionamos muito.
Legal o brinquedo do ET. Você voa nas bicicletas como no filme, alguém se lembra dessa cena????
Comemos um hamburguer no Mels Drive-In. O hamburguer é bem fraquinho, mas vale visitar o lugar porque é a lanchonete do filme American Graffitti. Quem é cinéfila como eu, vai gostar.
Ficamos no parque até fechar, ou seja, até 20:00 hs.
Depois, fomos para o hotel e meu marido estava nos esperando para jantarmos no Red Lobster.
Já comentei sobre esse restaurante fantástico. Gostei tanto que pedi o mesmo prato. Para quem for, só não peça o cafézinho. Não é expresso, então, tirem suas conclusões. rsrsrs
Voltamos para o hotel e cama.
Dia seguinte: Kennedy Space Center.

 


 
CAROL

 mensagem postada em 02/07/2009 - 21:07:02hs
 
 

Olá, Carol.
Nooossaaa, é tanta coisa pra fazer após a viagem...
Só agora tive um tempinho para continuar a relatar mais um pouquinho.

18/06 - Pra variar, tomomas café no quarto e chegamos ao Animal Kingdom por volta de 10:00 hs. Confesso que chegamos meio tarde e não deu para aproveitarmos até o fim, principalmente, porque por volta das 14:30 hs, veio uma tremenda chuva e a Mickeys Jammin"Jungle Parade foi cancelada. Uma pena!!
Mas o parque é bom (confesso que não foi o que eu mais gostei). Imperdível o show em 3-D Its tough to be a Bug! e o Finding Nemo - The Musical. As crianças ficam enlouquecidas com os personagens do filme.
Há um brinquedo, o Dinosaur em alta velocidade e muitas curvas que é alucinante. Não encontramos fila grande em nenhum brinquedo.
Como estava muito calor, foi muito bom assistir ao Festival of the Lion King. Fantástico (mas confesso que o que achei melhor foi o ar condicionado do lugar, rsrsr).
Infelizmente, por causa da chuva forte, também não fomos no Expedition Everest, que acredito eu, deve ser um dos melhores brinquedos do parque.
Que chato!!! Agora vou ser obrigada a voltar só para ir nesse brinquedo. hahahaha.
Na hora da refeição, achei que este foi o pior parque para comer. O cachorro quente estava ruim, apesar de termos sido atendidas por uma brasileira, que no lugar de uma salsicha, colocou duas. (Brasileiro com brasileiro sempre se entende).
Enfim, não tenho muito o que dizer desse parque. Mas não estava lotado, não. Deu para inclusive, ir 3 vezes no Dinosaur.
Após o parque, que fechou as 19:00 hs, fui encontrar com meu marido que estava no seu segundo dia de feira no Outlet Prime.
Pessoalmente, achei muito melhor do que o Premium, mas volto a insistir que tive sorte de ter ido na loja da VS em Miami. Pois no Prime também não havia muita coisa de interessante.
Comprei a minha máquina de waffle em uma loja chamada Le Gourmet Chef pelo preço de U$ 31,94 incluindo a taxa. Aliás, os que gostam de cozinhar vão encontrar coisas maravilhosas nessa loja. Vale a pena fazer uma visita.
A loja Tommy Hifiger também estava com preços bons.
Meu marido comprou uma jaqueta muito linda por U$ 60,00. Aqui no Brasil, não sairia por menos de R$ 400,00.
Na Polo Ralph Lauren também compramos camisas pólos masculinas por U$ 35,00 cada. Mas de um material muito bom.
Fiz a festa na loja da Loccitane. Havia muitos produtos com a promoção compre 2 e leve 3, ou mesmo, produtos de U$ 1,00, como sabonetinhos para lavabo e banheira. O creme para as mãos honey & lemon de 75 ml que aqui no Brasil custa R$ 60,00, encontrei por U$ 14,00. Levei 4 cremes. Também é excelente para os pés.
Jantamos em um restaurante italiano e fomos para o hotel dormir.
Dia seguinte: Universal Studios.

 


 
Fabiana

 mensagem postada em 02/07/2009 - 16:07:29hs
 
 

Fabiana, Eu programava para chegar nos parques as 9 quando abria, mas fazia tempo que não ia a orlando e me esqueci como os estacionamentos são longe da entrada dos parques, e acabava entrando mesmo lá pelas 9:30, fora o deslocamento até as atrações, pois no caminho vce acaba parando para tirar fotos. O caso que falei do DHS da fila do Toy Story, eu entrei no parque as 9:30, mas ficamos tirando fotos na entrada - tem agora muitos fotógrafos da Disney em pontos estratégicos que tiram fotos -e acabamos chagando na fila lá pelas 9:50, e aí a fila já estava de 1 hora, com fast pass para as 13.
mesmo que chegue exatamente as 9 somente pegará sem fila 1 brinquedo específico, pois enquanto estará num brinquedo, os outros acabam enchendo. Depois que vce pega um fast pass, o outro só pode ser pego depois do horário marcado, por isso falei que vale a pena concentrar em pegar 1 fast pass, pois como emdeterminados parques as filas são grandes, acaba-se perdendo tempo correndo atrás de fast pass.
Quanto aos cupons, vce apresenta seu cartão de fidelidade do shopping ou o Magicard nos Guest Informations sim. Valem a pena

 


 
Relato de viagem

 mensagem postada em 02/07/2009 - 11:07:44hs
 
 

Pessoal,
Quase não escrevo no site, mas li tudo antes de viajar e me foi muito útil, logo vou dar minha contribuição com o relato de minha viagem.
Lá, nem sinal de que existe uma epidemia de gripe, nenhuma máscara a vista. Só me lembrei disso na volta quando tivemos que preencher um formulário no avião (se tinha algum sintoma, telefone de contato, ...). Acho essa diferença de comportamento muito estranha, aqui todo esse estardalhaço e logo lá que costumam ser super rigorosos, silêncio total.
Fomos em 3, todas com mais de 50 anos e confirmo que é um mundo mágico para qualquer idade. Eu já tinha ido várias vezes, mas para as outras era a primeira vez e elas amaram.
Voamos pela American Airlines (Rio/Miami Miami/Orlando), chegamos a Orlando dia 08/06 e saímos de lá em 22/06, ficamos no All Star Music e achei muito vantajoso, pelos motivos que explico depois. Fomos para o hotel pelo transporte da Disney sem nenhum problema, já tínhamos avisado ao hotel o horário da nossa chegada e eles já estavam esperando pela gente, super prático e eficiente.
Ficamos no último bloco do hotel e era uma boa caminhada até o restaurante e os pontos de ônibus, mas, para compensar, era super tranqüilo e silencioso. Nos blocos mais próximos à entrada era a maior algazarra, as pessoas ficavam na piscina até a madrugada. O preço da comida no hotel é bem puxado, mas como não estávamos de carro e não tínhamos geladeira no quarto, não nos sobravam muitas opções.
Estava um calor danado (e olha que sou do Rio), de não agüentar ficar no parque entre 14:00 e 17:00hs, então voltávamos para o hotel e retornávamos lá pelas 18:00hs. Essa a principal vantagem de estar dentro de um dos hotéis da Disney, íamos e voltávamos rapidinho no ônibus do hotel ( sair e voltar ao mesmo parque no mesmo dia conta só como um ingresso) . Escolhíamos os parques com Extra Magical Hours à noite e pudemos aproveitar bastante, conseguimos andar tranqüilo mesmo nos brinquedos mais disputados.
Na primeira semana ficamos só pelos parques da Disney, logo não precisamos alugar carro. O transporte de ônibus entre os parques é super eficiente, embora nem sempre dê para ir sentado, mas é tudo perto e não chega a ser um problema.
Compramos os tickets de 4 dias com direito a mais 3 de graça. Fomos a todos os parques (AK, DHS, MK e Epcot e repetimos os últimos dois) e também no Blizzard Beach. Em minha opinião não valeu a pena pagar a mais para ter direito ao parque aquático, em comparação aos parques convencionais Disney achei bem fraquinho.
Fizemos algumas comprinhas nas lojinhas dos parques e do hotel e depois achamos várias delas bem mais baratas nos shoppings, principalmente na loja da Disney no Florida Mall. Esse é um problema de deixarmos as compras para depois, acabamos comprando logo algumas lembrancinhas com medo de não acharmos depois.
Na segunda semana já havíamos reservado um carro na Álamo que fica na própria Disney e pedimos na recepção que eles solicitassem para virem nos buscar, uma dica é fazer essa solicitação logo ao acordar; o hotel ligou para lá as 8:30 e a próxima condução era as 10:10hs, tivemos que ficar fazendo hora na portaria até a chegada deles, devíamos ter feito o pedido antes do café da manhã. Para pegar o carro foi tranqüilo, eles queriam empurrar uns itens a mais, como passagem direta pelos pedágios, gasolina sem reposição, ..., mas recusamos e eles não insistiram. Nosso carro tinha GPS padrão da Álamo (com opção para português de Portugal), muito fácil de usar e facilitou bastante nossa locomoção.
Como já tínhamos ido a 7 parques seguidos, demos uma folga e fomos às compras(4 dias inteirinhos). Fomos a todos outlets (inclusive o Lake Buena Vista, que li a dica aqui no site e achei que valeu a pena, não tão grande quanto os outros, mas muito mais vazio, só devem estar atentos porque ele fecha as 21:00hs e não as 23 como os outros, chegamos tarde e tivemos que voltar no dia seguinte para finalizar a gastança) e também ao Florida Mall.
Pessoalmente, entre os outlets, prefiro o Premium, é mais compacto e tem quase todas as lojas, o que facilita bastante para a primeira jornada de compras (ou seja um montão de coisas), deixei os outros outlets para os itens que ficaram faltando.
No Prime o destaque era a loja da Victoria Secret que embora não tivesse todos os produtos (aliás para ser sincera, quase nenhum), serviu para trazer os cremes para presente, cada um saiu a 3 dólares. Tinha oferta de sutiãs por 9 dólares e um monte de camisolinhas em oferta, fiz a festa para minha filha (21 anos) que adorou. Tem também a loja da 5ft Avenue, calças 7 e Diesel por 129 dólares (caro, mas por aqui passa de R$1.000,00), ainda bem que comprei logo porque no Florida Mall quase não tinha opção de tamanho e modelo.
No Florida Mall compramos nas lojas que não tem nos outlets (Apple, Abercrombie, Sears, Macys...) e logicamente na Vitoria Secret para o que ficou faltando.
No Wallmart, as mesmas coisas de sempre, isso não quer dizer que não valha a pena ir... o grande destaque são os remédios, tinha uma encomenda de um tal de Cramberrie que aqui o frasco com 100 comprimidos é RS$150,00, lá foi 7 USD. Tem também aqueles mais comuns, como vitaminas, antigripais,..., por excelentes preços. Minha mala veio parecendo uma farmácia.
Não sei exatamente o preço de cada coisa, mas se quiserem saber algo específico e só perguntar que procuro nas notinhas. Fui com uma mala dentro da outra com 26 quilos, voltei com 2 malas com 31 quilos cada uma, notinhas é o que não falta.
Alguns itens que lembro são:
.Camisetas de manga curta Pólo Ralph Lauren feminina e masculina por 13 USD no Premium;
.Camisetas de alcinha na GAP por 4 USD no Lake Buena Vista (essa era uma super oferta, comprei uma de cada cor para minha filha e ainda trouxe algumas para dar de presente);
.Relógios Timex por 9 USD (esqueci o nome da loja, mas é uma relojoaria em frente à Fóssil) no Premium;
...
Nos 3 dias que faltavam fomos a Universal, Island e Sea World, deixamos o Bush Garden de fora, achei que era um pouco demais pras quinquentonas.
Devolvemos o carro no dia da volta (mesmo esquema, levamos o carro a Álamo e eles nos trouxeram para o hotel) e fomos para o aeroporto no ônibus da Disney.
O vôo, tanto na ida quanto na volta, foi excelente, embora eu tenha verdadeiro pavor de avião, não tive o reclamar.
O freeshop estava uma porcaria, pouquíssimos perfumes e bebidas. Fiquei arrependida de não ter trazido os perfumes dela, fiquei com medo de quebrarem na mala, mas da próxima vez vou arriscar.
Sem problema algum na alfândega, passamos todas direto, embora dessa vez não tivesse nenhum item tachável.
Bom, em resumo, Orlando continua tudo de bom, acho mais proveitoso ir com uma temperatura mais amena (nas outras vezes fui em janeiro e confesso que foi bem mais agradável e a disposição maior) e recomendo ficar (se conseguir pegar uma promoção, como no nosso caso) nos hotéis Disney.
Se tiverem alguma dúvida é só perguntar e no mais, já estou começando a planejar a próxima viagem!!!

 


 
 
Observe enquanto você assiste o vídeo que antecede a atração Soarin (Epcot) o número do vôo 5505. Trata-se de uma homenagem a data da sua inauguração oficial que ocorreu em 05 de maio de 2005.