Voltei - Relato da minha viagem!

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
SABBA'S FAMILY.

 mensagem postada em 05/08/2009 - 07:08:29hs
 
 

Vcs são incríveis!!!
Só por este primeiro vídeo, dá pra sentir o quanto de bão ainda virá!! Pleaseee...só n demorem, pq a expectativa da galera vai ser grandeeeeeee pras cenas dos próximos capítulos!!! M A R A!!!!!!Vcs são apaixonantes, que família linda!!!!


Meus parabéns especial a Mami's Sabbag's, vc é uma mulher afortunada!!! Deus abençoe vcs!!

Abç.
Gi

 


 
Top Five

 mensagem postada em 04/08/2009 - 23:08:11hs
 
 

Vivaaaaaaa,enfim chegou a hora da atração top five do VPO: Relatos da família Sabbag, e ainda com vídeos!!!
Agora é só diversão!
Grande abraço para vocês!!!
Continua firme, não encurta, começou não pode parar!

 


 
SABBAG'S STUDIOS APRESENTA 1o. RELATO

 mensagem postada em 04/08/2009 - 23:08:08hs
 
 

Noite de 08/07/09. Chegou o dia do embarque. Como todos já sabem, a Angela embarcou com o Gustavo (19) e Guilherme (16) 02 dias antes de mim, pois tive que adiar minha viagem devido problemas profissionais. Fui deixá-los em Cumbica. O vôo da Copa 758 partiria as 3:50 hs do dia 09/07. O coração estava apertado e ao mesmo tempo feliz por estarmos começando a realizar um sonho de mais de 01 ano de planejamento. Entramos na contagem regressiva com 497 dias para o embarque. Nesse meio tempo fomos olhando tudo que gostaríamos de trazer, elaborando nossa lista de compras, planejando os parques a serem visitados, nosso roteiro, quantos dias seriam necessários para um passeio tranqüilo sem pressa.
Chegando no aeroporto, percebi que a Angela e os meninos estavam meio que tristes, meio calados, sem tanta euforia como horas antes. É natural, sempre fizemos todos os programas juntos. Fomos conversando tentando fazer passar aquela angústia que estava dentro de todos nós. Fomos fazer um lanche e depois chegou a hora da despedida. Eram só 02 dias que nos separavam. Depois a Angela então revelou que seu coração ficou pequeninho e apertado. Viagem internacional sem o Feres...ai, ai, ai. Os meninos deram uma força...coragem mamãe, não chore. O Gui estava arrasado. O Gu, fortão, escondia os sentimentos. Aos poucos foram relaxando, pois como diria a avó da Angela...o que não tem remédio, remediado está.
Quando abriu o balcão da Copa às 0:40 hs, os meninos resolveram fazer uma corrida de carrinho com as bagagens, pois o saguão estava bem vazio. Como havíamos feito o web check-in, o despacho das malas foi bem rápido, inclusive existe fila especial.
Quase 1 hora da manhã, não eram os únicos com sono. As agentes da Polícia Federal estavam quase dormindo em pé, tanto que pegaram os passaportes e cartão de embarque da Angela e do Gui, além da autorização de viagem do Gui, e só devolveram a segunda via da autorização, os passaportes e o cartão de embarque do Gui...epa, cadê meu cartão de embarque?...disse a Angela. As duas se olharam com aquele ar de cachorro que fez caca na porta da igreja e começaram a procurar. Acharam no canto do balcão.
Após mais essa etapa, os meninos voaram para o duty free. Experimentaram todos os perfumes possíveis. O nariz da Angela já não sabia mais o que estava cheirando...mãe pra cá, mãe pra lá...cheira esse!... olha esse vidro que legal!...o cheiro desse é bom?...Depois de algum tempo seus olhos ardiam e o nariz coçava de tanto cheirar perfume.
Lá pelas 3hs, começaram a chamar os passageiros para o embarque, começando pela classe executiva e depois fileiras do fundo do avião. O vôo foi normal, apertado e cansativo. A Angela e o Gui até dormiram um pouco, mas o Gu nem pregou os olhos. Ficou o tempo todo com o ipod nos ouvidos balançando a cabeça conforme o ritmo da música (só rock pauleira). Quando serviram o café, comeu até o mamão, coisa que ele nunca comeu, de tanta fome que estava.
Chegando no Panamá, escala de pouco mais de 1 hora, dá tempo de esticar as pernas e passar no pipiroom. O embarque foi no mesmo gate da chegada. Iniciado o embarque, houve uma pequena confusão, pois fizeram um “cambio en los assientos”, apesar de termos os assentos reservados, incluvise confirmado no web check-in. Não adiantou bater boca, colocaram um em cada canto. Mais 2hs50min de vôo até Orlando. Quando começaram a preencher os formulários da imigração americana, a Angela que estava no fundo do avião chamava o Gustavo que estava no meio do avião para chamar o Gui que estava na frente do avião. Uma verdadeira zona. Eis que um simpático casal percebeu o infortúnio, para nós e para eles, e amavelmente cedeu o lugar para todos sentarem juntos ao lado da Angela.
Pousado em Orlando, chegou a hora de enfrentar a temida imigração americana. Uma fila enooorrrrmmee, descomunal. Mais ou menos 1 hora para vencer mais essa etapa. Foi tranqüilo. Perguntas respondidas, entrada liberada.
Pegaram a bagagem e passaram pela aduana. Quando saíram, um funcionário do aeroporto pede para colocarem as malas numa esteira, ao lado da escada rolante, que as conduz até o outro terminal, antes de pegar o trenzinho. E a bagagem não chega no terminal... o pessoal começa a ficar preocupado... cadê essas malas que não chegam?...passados 30 minutos eis que aparecem na esteira 12. Ufa! Já estavam indo fazer a reclamação.
Foram até o balcão da Álamo retirar o carro reservado. Depois de aguardar um pouco, foram atendidos pelo indiano Opache que queria empurrar de todo jeito um Hummer ou um Escalade, além de seguros adicionais. O Gu conferiu item por item do voucher da reserva com o que o Opache emitiu. Nahin, Nahin, Nahin, não queremos nada disso. Pode tirar tudo isso...só queremos o que foi contratado...carro, seguro completo, GPS e motorista adicional. O Opache fez uma cara de quem não gostou, mas acabou cedendo.
Confiram sempre o que contrataram com aquilo que oferecem. Se assinar, já era...é débito no cartão.
Receberam o GPS incluso e foram escolher o carro. Uma Toyota Highlander (SUV). Grande e espaçoso para 7 passageiros. O Gui ficou responsável de se entender com a “Elvira”, nosso GPS. No começo discutiram um pouco, mas logo se entenderam. Foram para o hotel Hampton Inn South Universal (7110 S Kirkman Rd) por uma rota que evitava pedágios que demorou quase 50 minutos. Realmente não pegaram pedágios, mas acho que a economia não compensa (1 pedágio de $1 e mais 02 de $0,75). A dica da Angela para quem dirigir carro automático pela primeira vez é sentar encima do pezinho esquerdo. Acho que deve dar uma dorzinha, mas sei lá. Cada um com sua mania. Conheceram o verdadeiro “american style”. Passaram por cada beco...Já eram quase 6 PM. O vôo chegou às 2:20PM. Eu já estava aqui no Brasil agoniado que esse pessoal não dava notícias. Já havia ligado para o hotel e para o Ronaldo, pois ficaram de passar lá primeiro para retirar os tickets. Resolveram passar antes no Ronaldo devido ao horário. Ao chegarem no Ronaldo, ele já foi falando que eu havia ligado para saber notícias. Bateram um papo, pegaram os tickets e foram para o hotel. No hotel também receberam o recado da minha ligação. Já eram 7PM em Orlando e 20hs aqui no Brasil e eu agoniado. Eis que toca o telefone...que alívio...chegaram todos bem.
Se ajeitaram no quarto e saíram para o Walmart fazer as primeiras comprinhas “básicas”. Pegaram algumas comidinhas e foram comer no quarto do hotel. Todos exaustos foram dormir.
Assistam o segundo vídeo da série...



Abs.,
Família Sabbag
ps: prometo encurtar no próximo.

 


 
Khim

 mensagem postada em 30/07/2009 - 20:07:21hs
 
 

Estamos indo para Miami/Orlando/NY agora em agosto. Estamos em dúvida entre comprar tudo em Orlando ou deixar para comparar em NY.
Vale a pena comprar tudo em Orlando, então?
Vc foi no Woodbury, que fica próximo a NY?
Nem lá vale a pena comprar?
Abraço.



Leandro.

 


 
Voltei depois de 16 dias

 mensagem postada em 29/07/2009 - 14:07:19hs
 
 

Em primeiro lugar quero agradecer as inumeras dicas que pude absorver desse site maravilhoso. Por ter sido minha primeira vez em Orlando, quase me senti em casa, pois tudo ja me era familiar devido aos comentarios de voces.
A viagem de ida foi tudo bem pela Continental Airlines,sem atrasos, com tv individual, so foi muito cansativa pois meu filho de 8 anos se mexia muito e eu nao consegui dormir.
O aeroporto de Orlando e uma loucura, muita gente e tudo muito grande. Para pegar as malas e preciso pegar um mini trem e procurar muito, pois os 2 terminais sao iguais e confunde muito. Depois fomos procurar o Disney Magical Express que nos levou ate o Hotel Pop Century, MARAVILHOSO!
O hotel e lindo, encantador. A tarde fomos ao Downtown Disney, quase enlouqueci com as lojas, luses,fomos ao Disney Quest, mas este ja nao gostei muito, mas meu filho adorou, la era escuro e nem tinha lugar para sentar, afinal de contas eu estava muito cansada.Fomos dormir super tarde, alias todos os dias.
O primeiro parque que fomos foi o Animal Kingdon, gostamos de todos, meu marido nao se cansava de fazer elogios a organizacao, limpeza, atencao e cuidado de todos da Disney.
Sofremos um pouco com a comida, nao que fosse ruim, mas como somos meio naturebas, foi dificil ficar sem o arroz, o feijao e um vegetal.Para o meu filho estava otimo, batata frita, nuggets e refrigerante, macarrao foi o que nos salvou.
No meio da semana deu uma vontade de ir ao Wal Mart, entao fomos ate o Downtown Disney e la pegamos um taxi que nos levou por 14 dolares.Que loucura, tudo muito barato, tinha lembrancas da Disney pela metade do preco. Para voltar, o taxista nos deixou na porta do hotel por 20 dolares, foi otimo pois estavamos com muitas sacolas.
Depois de uma semana na Disney, tinhamos que trocar de hotel para um mais proximo da Universal e International Drive. Pegamos o onibus do hotel ate Downtown Disney e de la fomos a pe com malas ate o Hotel Plaza Blvd buscar o carro alugado da Avis. Foi tranquilo, tivemos que andar o equivavente a 2 quarteroes(+\-).
Como ainda era cedo para entrar no hotel, fomos primeiro no Premiun Outlet, muito bom recomendo, e nao esquecam dos cupons, funcionam mesmo.
No dia seguinte, domingo, fomos as compras mas essa e uma segunda etapa que depois eu volto para contar.
Pessoal me desculpem a falta de acentos, o computador e novo e eu nao sei como coloca-los.Bj.
Andreia

 


 
15 dias Orlando-Nova Iorque

 mensagem postada em 27/07/2009 - 16:07:43hs
 
 

Bom galera voltei.. viajem mto cansativa foi correria todo dia e uns dos parques que eu mais gostei foi o seaworld e o busch gardens pq o resto animal kingdom muito ruim...e qm for pra la vale apena assistir o circo de soleil axei mto legal tbm..fikei no hotel wall star MOVIES mto bom tbm..fiz muitas compras tudo mto barato nos outlets sem comparaçoes fui no Prime, Premium, e no Florida Mall..compensa mto compra nos outlet doq em nova york pra qm for..nova york tudo karo e nao axei nada de interessante..

 


 
Para TATI

 mensagem postada em 24/07/2009 - 16:07:27hs
 
 

Realmente como falou a Maysa Freitas, a loja Miami Ink é bem pequena, e quase não dá para perceber se passar muito rápido de carro pela rua onde ela está localizada.

Da mesma forma, quando passei pro lá apenas tirei uma foto da porta de entrada, ou seja, não cheguei a entrar nela.Estávamos com pressa nesse dia, pois tinhamos que ir para o aeroporto. ma como curiosidade vale a pena entrar.

 


 
TATI MARIA

 mensagem postada em 24/07/2009 - 12:07:26hs
 
 

È meio decepcionante o Miami Ink, não entrei, mais minha filha desceu do carro e tirou uma foto na porta. È uma portinha bem pequena, se nao for com o nr certo, nem vai perceber, realmente não vale a pena, só se por a caso vc for mesmo fazer uma tatoo.

 


 
Miami Ink

 mensagem postada em 24/07/2009 - 11:07:24hs
 
 

Oi Vince...

Então Miami Ink, é o studio de tatuagem que faz o programa de televisão com o mesmo nome, passado na People and Arts... fica na whashinton Av, atras da Collins...

Vi na net que o pessoal que foi achou legal, mas não sei se vale a pena ir la conhecer...

Se alguem foi.. conte..

beijos

 


 
Tati.

 mensagem postada em 24/07/2009 - 11:07:13hs
 
 

Não sei o que é Miami Ik, então provavelmente não fui. Mas Miami é muito legal mesmo. As praias são bonitas, os prédios art -- palavra censurada -- de South Beach, as tais ilhas (Star, Palm, Hibiscus, entre outras) com mansões literalmente de cinema. O pessoal andando na rua bem à vontade, de roupa de praia, completamente diferente de Orlando. A Rua Lincoln, à noite, é um shopping aberto, com restaurantres e bares muito legais, fomos numa pizzaria chamada Sosta. O Cocowalk, em Coconut Grove, que alguém aqui tinha recomendado também é interessante. Em resumo, valeu a pena, principalmente por ter nos dado um descanso depois de Orlando para enfrentar a volta para casa.

 


 
 
Na atração Haunted Mansion - mais especificamente no salão de baile - o órgão lá existente trata-se de uma réplica daquele utilizado no filme 20.000 Léguas Submarinas.