Orlando Tickets Online
 

Voltei - Relato da minha viagem!

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
Jé e Rick
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 16/07/2012
 
 
RELATO 7 – PRIMEIRA MANHÃ
postado por: Jé e Rick

 mensagem postada em 13/01/2015 - 08:01:19hs
 

Dia 2 – Boma: Flavors of Africa
(16/10/2014 – Quinta-feira)


OOOBA! Eu estava acordando na Disney! Ou melhor, ainda estava sonhando!

Esse era oficialmente o nosso primeiro dia em Orlando e tínhamos que correr para resolver um problema clássico de nós brasileiros em terras do Tio Sam: não tínhamos roupa!
Como a maioria, viajamos com uma mala cada e não tínhamos praticamente nada dentro delas...

Para começarmos bem o nosso dia, fomos tomar café da manhã no Boma – Flavors of Africa que fica localizado no Disney’s Animal Kingdom Lodge.
Eu simplesmente adoro o tema África e sempre que via as fotos desse hotel eu ficava encantada. Ele se enquadra na categoria de hotéis de luxo da Disney, ou seja, para o nosso humilde bolso, algo impossível.
O café da manhã no Boma foi uma desculpa para conhecê-lo e devo dizer que esse é o hotel mais lindo que já vi na vida! Nessa viagem acabamos visitando também alguns restaurantes em outros Resorts de luxo Disney e devo dizer que nenhum chega aos pés do AK Lodge! A decoração é maravilhosa, parece que você está em um país africano mesmo! Vale a visita!





É possível fazer reserva no Boma sem muitas dificuldades, ou até chegar lá e já sentar, pois não há personagens. O serviço é estilo buffet e a comida é muito boa, uma das melhores nesse estilo! Há opções para todos os gostos, lembrando que as opções são bem diferentes do nosso cardápio matinal, ainda assim, além das ‘gordices norte-americanas’ conseguimos encontrar frutas, iogurtes e grãos. As bebidas são servidas na mesa à vontade. Adorei o suco, uma mistura de maracujá, laranja e guava, delicioso. Há muitos pães e bolinhos doces que acabam sendo uma perdição, pois além de deliciosos são super bonitos. Devo dizer que foi aqui que iniciei um dos meus vícios matinais: Waffles com a carinha do Mickey!
O Ricardo, que não é muito chegado em doces, até hoje não consegue entender o porque da minha paixão. Explico, eles são fofinhos, macios e simplesmente deliciosos!!! Geralmente havia uma calda de morango natural, com pedaços de morango, sempre ao lado desse Waffle maravilhoso! Só de lembrar fico com água na boca!







Mais de uma vez a cast member que servia o suco parou em nossa mesa para conversarmos. Ela foi super solicita ao tirar uma foto nossa e estava super interessada no Brasil e em como estava sendo a nossa primeira visita ao WDW. Acho que essa foi a nossa primeira experiência super bacana com um funcionário Disney, que são todos uns queridos!

A conta não é das mais baratas, mas vale pela comida, pelo ambiente muito lindo e bem decorado, e pelo serviço de mesa que é muito eficiente, bacana e simpático!



Comemos bastante, pois seguiríamos para a Ross – Dress For Less e não teríamos tempo para sentir fome.

Falarei como foram as nossas compras no próximo relato!

Jessica

Renatar
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 28/08/2013
 
 
Res: seguro do carro
postado por: Renatar

 mensagem postada em 12/01/2015 - 15:01:39hs
 

Na minha opinião, independente de ser melhor ou não contratar o seguro na locadora eles não têm direito de forçar ninguém a contratar seguro.
Também acho que seguro de cartão é arriscado, mas a escolha é do consumidor.
Renata

Jé e Rick
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 16/07/2012
 
 
Res: seguro do carro
postado por: Jé e Rick

 mensagem postada em 12/01/2015 - 14:01:30hs
 

Celso e Mário, concordo plenamente com vocês, mas infelizmente em uma locação de 18 dias nem sempre é financeiramente viável contratar todos os seguros ou recusar o seguro do cartão... Mas ainda bem que deu tudo certo!!!

Karin Luana Mariano
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 19/05/2014
 
 
Terra da Magia *08/12/2014 - 23/12/2014* - 1ª Parte
postado por: Karin Luana Mariano

 mensagem postada em 12/01/2015 - 14:01:02hs
 

Pessoal, boa tarde!!!

Começo hoje o relato sobre minha 2ª ida a Terra da Magia...

Vou fazer o meu melhor para descrever esses dias maravilhosos, não sou nenhuma expert no assunto, mas farei o melhor possível...rs

Os tripulantes dessa viagem a Terra da Magia foram, minha mãe (Maria, 63 anos), meu irmão (Helton, 35 anos), minha cunhada (Samira, 35 anos) e eu (Luana, 26 anos. E em alguns dias também estiveram conosco minha prima (Paula) e seu esposo (Elder), na faixa dos 30 e alguns...kkk
Nosso voo saiu de GRU dia 08/12/2014 as 01:15 da matina, fomos (e voltamos) de Gol, com 2 passagem por milhas na classe comfort e 2 passagens por $$ na classe econômica. Na classe comfort, fomos minha mãe e eu, meu irmão e cunhada foram na econômica (Mesmo as milhas sendo do meu irmão...rs). Nesse voo, serviram apenas, lanches e bebidas.

Obs.: Não achei a Gol tão ruim como li em diversos lugares, lógico, não é como a primeira classe de uma AA, mas, era o que tínhamos...e sinceramente, não estava ligando pra isso, o que queria era chegar logo na Terra da Magia.

Chegamos pontualmente no horário (09:30), porém aguardamos meus primos chegarem, pois eles foram de AA e chegariam somente as 10:45. Retiramos o carro na Alamo (aceitamos alguns seguros adicionais, pois no momento julgamos necessário e também optamos por entregar o tanque vazio), uma Grand Caravan Branca, linda demais, a mesma que tínhamos ficado em Las Vegas no fim de 2013, então meu irmão já conhecia o carro e não teve problemas para “se acostumar”. Como de praxe, não conseguimos sinal do GPS e ficamos um tempinho perdidos, também ficamos tentando encontrar meus primos no estacionamento (eles alugaram com a Hertz), porém se não achávamos o caminho, quem dirá eles...kkk

Chegamos no hotel (Rosen Inn At Point), com uma chuvinha de leve (nada que pudesse nos atrapalhar), fizemos o check-in, deixamos as malas no quarto (cada um com uma mala que variavam de 11kg a 17kg), e seguimos rumo ao restaurante brasileiro, que minha mãe simplesmente amaaaaa de paixão, eu não gosto muito para ser sincera e também acho que não vale $19 (com Tip).
Comemos, bebemos, passamos na loja ao lado do restaurante, para comprar o Silicon Mix (pois já li muito sobre ele, porém da outra vez não comprei), após comprar o que queria, seguimos rumo ao paraíso chamado... Wal-Mart. Kkkkk

Bom gente, o que dizer? Simplesmente é um paraíso, onde deixei muitasssss obamas, não só no primeiro dia, como tbm nos demais...
Compramos coisas para tomarmos café da manhã no hotel, kit de perfume (Curious da Britney Spears), por $19, maquiagem da “elf”, por $1, $2 e $3, shampoo para usar lá, M&M’s, aííííí gente...muita coisa. Rs
Cansados da viagem e também pq não tínhamos parado ainda...resolvemos jantar na Pizza Hut que tem dentro do estacionamento no próprio hotel, minha mãe ficou no quarto e levamos sopa para ela ($5), e para nós 5 que estávamos no restaurante, Breadsticks, Pizza Pan, Refri, etc...mais ou menos $15 por pessoa.

E assim termina nosso primeiro dia na Terra da Magia....

Obs.²: Irei postar meus relatos de uma forma diferente, não sei se é do agrado de vcs, mas se não gostarem, podem avisar que eu paro...kkk
Postarei primeiro os dias de parque, com a data e relatos do dia, depois postarei os relatos das compras em Orlando, Tampa (Com cassino) e Lakeland (um lugar... mega, ultra, máster, perfeito para compras na Ross, Marshals, TJ Maxx, Target, etc).

Bjs!!!!!

Mario Martins
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 17/09/2012
 
 
Res: seguro do carro
postado por: Mario Martins

 mensagem postada em 12/01/2015 - 12:01:21hs
 

Jéssica, muito bom os seus relatos só acho importante na hora de alugar o carro pagar pelo seguro de terceiros, aumenta pouca coisa o valor e pode evitar uma dor de cabeça grande , seguro é feito pra não usar mesmo mas melhor estar com todos os seguros ainda mais lá que não sabemos todas regras de trânsito.
(mensagem de Celso Nishi)


Concordo com você Celso e ainda vou além: ignorar estes seguros gratuitos de cartão de crédito. Em caso de sinistro quem tem que correr atrás do prejuízo será o locador e não a locadora. Enquanto que se o seguro for feito na própria locadora eles irão resolver tudo.

Celso Nishi
 
Membro
 
 
Sao Paulo - Sp
 
Inscrição: 04/06/2014
 
 
seguro do carro
postado por: Celso Nishi

 mensagem postada em 12/01/2015 - 12:01:34hs
 

Jéssica, muito bom os seus relatos só acho importante na hora de alugar o carro pagar pelo seguro de terceiros, aumenta pouca coisa o valor e pode evitar uma dor de cabeça grande , seguro é feito pra não usar mesmo mas melhor estar com todos os seguros ainda mais lá que não sabemos todas regras de trânsito.

Jé e Rick
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 16/07/2012
 
 
RELATO 6 – ESTÁVAMOS NA DISNEY!
postado por: Jé e Rick

 mensagem postada em 12/01/2015 - 09:01:59hs
 

Dia 1 – Chegada em Orlando
(15/10/2014 – Quarta-feira)


Já estávamos no lindo Pop Century! Estacionamos na área para hóspedes e entramos. O lobby do hotel é realmente bonito, mas estávamos cansados e exploraríamos tudo com calma em outra oportunidade.

Como a nossa estadia seria de 17 noites e o máximo de dias que você consegue reservar nos hotéis Disney é 14, eu tinha 2 reservas (uma com e outra sem ingressos). Já havia solicitado que queria que elas fossem contínuas para que não precisássemos mudar de quarto e ter que fazer check-in e check-out no meio da viagem. Quando a atendente extremamente simpática e solícita nos atendeu, toquei no assunto só para ter certeza que tudo estava nos conformes. Ela confirmou que não precisaríamos trocar de quarto. Ela nos entregou os mapas dos parques, do hotel, nossos botons comemorativos, nos apresentou (de longe!) a praça de alimentação e o gift shop e nos entregou as nossas lindas, maravilhosas e incríveis Magic Bands!



As MBs eram a nossa chave do quarto, cartão de estacionamento, cartão de crédito, identificação, Memory Maker, FastPass+ e acessório fashion do momento, rs! SENSACIONAL! Em função das minhas 2 reservas, recebemos 2 MBs cada, uma para cada reserva. A atendente linkou ambas as reservas apenas nas primeiras, então as outras eu trouxe para casa, sem uso, como lembrança!



Fomos para o nosso quarto que ficava na área do anos 80. As áreas do hotel são divididas usando como tema as décadas de 50 a 90 e a decoração é de acordo, com aqueles ícones gigantescos e muito lindos. O próprio hotel já rende fotos muito bacanas.



Não esqueçamos que ele é de uma categoria simples, ou seja, não há luxo, porém é muito confortável. O serviço é de qualidade, tudo é muito limpo e organizado. Eu queria muito ficar em um hotel Disney e não me decepcionei com esse.

Como alguns devem saber, um casal brasileiro teve o seu quarto arrombado e suas coisas roubadas em um hotel Disney da mesma categoria. Estando hospedados lá, achamos muito difícil alguém que não fosse hóspede entrar no hotel, arrombar um quarto, roubar as coisas, fugir e ninguém ver! Sem contar que as trancas pareciam ser muito fortes. Infelizmente deve ter sido alguém que estava hospedado por lá com a intenção de fazer algo errado, muito triste. O hotel realmente nos passou muita segurança.



Porém, antes de embarcar enviei um email para a Disney questionando a segurança do local. No dia seguinte me ligaram de lá e me acalmaram. Além disso, a atendente, que nem era simpática no padrão Disney, disse que escolheria um quarto pra mim pessoalmente, um em que eu pudesse realmente ficar tranquila. O nosso quarto era no 4º andar, no fim do corredor, onde quase não havia movimento, porém próximo aos estacionamentos, ponto de ônibus (para os parques) e praça de alimentação! Acredito que esse seja um dos quartos Preferred, que são mais caros, e pelo qual não pagamos. Gostei muito do agrado!





O quarto é pequeno, mas o suficiente para 2 pessoas. Acredito que para 4 pessoas (capacidade do quarto) seja desconfortável. Achei uma graça toda a decoração Disney e magia do lugar. EU ADOREI! O Ricardo achou bom, nada de excepcional, mas sem pontos negativos.





Nos acomodamos e fomos ao Walmart comprar algumas coisinhas pra por na geladeira e alguns lanchinhos industrializados. Acabamos comprando MUITA coisa, aquele lugar é um absurdo, tudo extremamente barato. Preparem o bolso, esse é o primeiro parque de diversões!

Depois, nos arrastamos para a Best Buy próxima ao Florida Mall. Não encontrei a câmera que eu queria e achei essa Best Buy muito ruim comparada com a próxima ao Mall at Millenia que possuía muito mais variedade de produtos, e onde consegui comprar a minha Sony DSC-TX30.

Muito mais que exaustos, fomos para o hotel, jantamos uma pizza muito gostosa no Pop, tomamos banho e dormimos! Nossa primeira noite em território Mágico! Dia seguinte era dia de compras!

Até mais,

Jessica

José Brasiliano de Oliveira Neto
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 12/12/2013
 
 
Res: Cap. 5: Desembarque em Miami, imigração e Alamo
postado por: José Brasiliano de Oliveira Neto

 mensagem postada em 11/01/2015 - 18:01:20hs
 

Eu não entendo todo esse terror que as locadoras de carro fazem com a gente... Ano retrasado alugamos na Hertz e a vendedora (uma daquelas americanas enormes), falando metade espanhol e metade ingles, gritava e dizia que se nos nao alugassemos o tal seguro extra sei la o que de ruim iria acontecer com a gente... E ainda jurou de pes juntos que tinhamos que alugar o sem parar porque muitos pedagios em orlando nao tinham guiche (sendo que sabiamos que o trecho que iriamos passar sempre tinha)
(mensagem de Gilson Marcondes)


Pois é!! Chega a destoar em relação ao modo como os americanos tratam os consumidores em geral, que quase sempre é com muito respeito. Nas locadoras você sabe que vão tentar enrolar.

Quem não for preparado para esse terror acaba sendo enrolado facilmente e contratando coisas caras desnecessariamente.

Gilson Marcondes
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 04/12/2012
 
 
Res: Cap. 5: Desembarque em Miami, imigração e Alamo
postado por: Gilson Marcondes

 mensagem postada em 11/01/2015 - 18:01:17hs
 

Eu não entendo todo esse terror que as locadoras de carro fazem com a gente... Ano retrasado alugamos na Hertz e a vendedora (uma daquelas americanas enormes), falando metade espanhol e metade ingles, gritava e dizia que se nos nao alugassemos o tal seguro extra sei la o que de ruim iria acontecer com a gente... E ainda jurou de pes juntos que tinhamos que alugar o sem parar porque muitos pedagios em orlando nao tinham guiche de cobranca manual (sendo que sabiamos que o trecho que iriamos passar sempre tinha)

José Brasiliano de Oliveira Neto
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 12/12/2013
 
 
Cap. 5: Desembarque em Miami, imigração e Alamo
postado por: José Brasiliano de Oliveira Neto

 mensagem postada em 11/01/2015 - 16:01:56hs
 

Quarta-feira, 23 de Outubro de 2014.

Eu criei tanta expectativa para a viagem que comecei a ficar nervoso e isso prejudicou os primeiros dias. Disso veio a primeira lição: não faça overplanning. Planejar é muito importante, mas não coloque o planejamento acima da curtição. Eu estava tão elétrico nos primeiros dias que não estava curtindo direito, chegando até a discutir com minha esposa, pois eu estava obcecado pelo planejamento. Fiquei tão pilhado que minha memória começou a se desligar e tenho dificuldades para lembrar de episódios dos primeiros dias da viagem. Ainda bem que as fotografias ajudam.

Mas vamos lá...

Era por volta de cinco da manhã, quando saímos do avião em um ritmo mais acelerado, pois eu já sabia que a fila da imigração era grande. O ritmo, apesar de frenético, não impedida de apreciarmos o aeroporto de Miami. Cara, aquilo é gigante. Entre dezenas de metros de caminhada e dezenas de metros de carona em esteiras, chegamos na imigração. Dica: se você acha que vai ter vontade de ir ao banheiro, vá antes de ir a imigração, pois lá a fila é grande.

Chegou a nossa vez. A atendente perguntou quanto tempo ficaríamos nos EUA e onde ficaríamos. Perguntou se dormiríamos todos os dias em Orlando. Quando falamos que estávamos em lua-de-mel, ela abriu um sorriso, deu parabéns e falou que tudo estava ok e que podíamos seguir. Seguimos para a alfândega, que é basicamente entregar o formulário que recebemos na imigração. Saímos dali e começávamos a maratona rumo ao Rental Car Center. Centenas de metros caminhando, outras centenas em esteira e finalmente pegamos o famos MIA MOVER, metrôzinho que leva ao RCC. Apesar do caminho ser longo, não há como se perder, basta basicamente seguir a linha roxa.



Chegando ao Rental Car Center foi fácil descobrir onde era a Alamo: é onde tem mais gente. MUITO mais gente que as demais locadoras. Resumindo, é a única que tem fila. Pegamos a fila e de pronto já levamos uma bronca: só pode ficar uma pessoa na fila. Minha esposa saiu e ficou com cara de cão perdido enconstada na parede guardando as malas. Deve ter demorado uns 15 minutos e a atendente me chamou. A locação do carro foi o item que mais quebrou minha cabeça durante o planejamento e eu não estava conseguindo ficar tranquilo enquanto não o retirasse. Minha reserva tinha sido paga antecipadamente e eu me preocupava se a Alamo iria me cobrar em duplicidade e o quanto seria bloqueado no meu cartão de crédito como pre-autorização.



Ao chegar no guichê, chamei minha esposa para colocá-la como motorista adicional. Dei a reserva, nossas CNHs e meu cartão de crédito. A atendente tentou empurrar outros seguros (minha reserva já incluía CDW e EP), neguei de pronto e começava o terrorismo: dizendo que os seguros que eu havia reservado não cobririam caso o carro fosse arrombado por ladrão. Eu disse que não tinha problema e que só queria o que estava na reserva. Ela respondeu em tom de deboche “ok, o problema é seu, boa sorte”. O contrato foi impresso, pedi pra ler e o li na íntegra. Estava tudo nos conformes, inclusive as “estimated charges” em 0.00, o que validava que a reserva estava de fato pré-paga. Assinei o contrato, peguei as minhas vias e ela disse para ir para o andar da garagem e fazer a retirada do carro.

Peguei o elevador e cheguei no andar da garagem da Alamo. Minha reserva tinha sido feito para um carro da categoria midsize (Corolla). O responsável pela garagem pegou o contrato e falou “qualquer carro da fila 5”. Comecei a caminhar, enxerguei a fila e estranhei: o primeiro carro que vi foi um Hyundai Sonata. Eu tenho um conhecimento razoável sobre automóveis e obviamente sabia que o Sonata está em uma categoria bem superior ao Corolla. Pesquisando depois, vi que o Sonata é da categoria fullsize.

Mas se estava ali, então eu podia pegá-lo. Olhei para os demais da fileira e só vi uns Ford Focus um pouco fracassados. Não pensei nem mais 5 segundos. Vai ser esse Sonata mesmo! Peguei a chave do carro, abri o porta-malas – nossa e que porta-malas!!! – tirei as tradicionais fotos, entramos no carro, liguei e saí dirigindo aquele carro como um criança com brinquedo novo. Seria meu brinquedo pelos próximos 15 dias.



Mas eu ainda estava muito nervoso e achava que quando fosse passar pela portaria, o funcionário fosse me barrar dizendo que eu tinha pego um carro de uma categoria que eu não tinha reservado. Mas fui tudo tranquilo e rapidamente eu já estava do lado de fora da garagem da Alamo. Começava então uma das coisas mais difíceis da viagem: sair do aeroporto de Miami sem o GPS ainda estar funcionando...

 
Enquanto você caminha pela casa da Minnie em Mickeys Toontown Fair ouça a sua secretária eletrônica, pois o Mickey e o Pateta deixaram mensagens para ela enquanto ela estava fora.