Voltei - Relato da minha viagem!

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais recente para a mais antiga
 
Índice  
 
 
9# Viagem Noturna cont.

 mensagem postada em 17/01/2015 - 10:01:30hs
 
 

Agora um problema de real dimensão é a distância entre uma poltrona e outra. Foram com certeza pensada para hobbits e minions! Assim não é possível ficar em mais do que 4 posições na poltrona. Caso suas pernas sejam bem longas você pode optar por sentar nas poltronas do corredor, onde sempre pode-se esticar um pouco mais, só cuidado para não bloquear a passagem de pessoas e carrinhos de comida. E não deixe seu colega do lado tomar muito refrigerante para que , vc que é muito bem educado, não precise se levantar a cada 5 minutos. Outra opção são as poltronas das saídas de emergência, elas possuem espaço dobrado e seus pés quase não conseguem tocar a poltrona da frente. O único inconveniente e que não se pode ficar com nenhuma bagagem de mão embaixo das poltronas, todas tem que ir nos compartimentos acima por motivo de segurança. Daí vc calcula tudo que tem que usar e pega logo de cara para não ficar levantando de tempo em tempo ou usa todos os itens do "kit boa-noite" que os comissários distribuem no início do vôo. Use o kit, ele é bom e ajuda a não ficar com bafo-de-onça depois de acordar!
Dos acontecimentos vergonhosos, foram até escassos. Apenas esqueci de trancar a porta do banheiro ao usá-lo (sorte que para escovar os dentes e nenhuma cena mais escandalosa foi vista). Ao usar o banheiro TRANQUE-O. E o Sr. Oliveira que quase encostou o nariz no chão numa desastrosa saída da aeronave. Ao desembarcar cuidado com os semi-dregrais que existem ali!

 


 
Res: RELATO 11 – DISCOVERY COVE: NADO COM GOLFINHOS

 mensagem postada em 17/01/2015 - 12:01:54hs
 
 

Mell,

O DC nada mais é do que um lugar paradisíaco, então acho que você consegue arrastar todo mundo pra lá sim. Quem não quiser interagir com os animais pode relaxar tomando sol, caminhando pela areia branquinha, nadando e fazendo o percurso de água quentinha do Wind Away River e se empanturrar de comida, pois é tudo all-inclusive! O ingresso pra quem não nada com os golfinhos é até mais barato!

Boa sorte e boa visita!!!

Jessica

Nossa seus relatos atiçaram minhas vontades de ir lá!!! Amo animais e sou uma das pessoas mais bichentas aqui da família, só a Sra. Oliveira - que detesta qualquer ser vivo abaixo dos homo sapiens, e às vezes até alguns deles - disse que "não Têm vontade nenhuma de ir". Acho que vou deixar ela no outlet e ir sozinha mesmo. rssss
(mensagem de Mell)


 


 
Res: RELATO 8 – COMPRAS

 mensagem postada em 17/01/2015 - 12:01:48hs
 
 

Tayna,

Fui apenas em duas Best Buy pra achar essa câmera. Na primeira, próxima ao Flórida Mall, eles tinham apenas a rosa, mas eu queira a preta. Essa loja da
Best Buy era muito ruim, não tinha várias coisas.

Então fui a loja próxima ao Mall at Millenia e achei facilmente. Paguei 199 dólares.

Espero ter ajudado!

Jessica

Jéssica, você comentou que comprou a câmera Sony DSC-TX30/B. Você achou fácil para comprar em lojas físicas? Se importaria em dizer o quanto pagou lá?

Obrigada
(mensagem de Tayna Fidelis)


 


 
RELATO 12 – DISCOVERY COVE: O FIM

 mensagem postada em 18/01/2015 - 11:01:22hs
 
 

Dia 3 – Discovery Cove: Fotos, Almoço e Despedida!
(17/10/2014 – Sexta-feira)


Após o nado com os golfinhos, era hora de receber uma apunhalada nos bolsos: as fotos. Uma coisa é fato, todo mundo quer ter as fotos dessa experiência, eles sabem disso e cobram caro por elas. Pagamos cerca de 150 dólares pelo pacote que inclui o CD com todas as fotos, algumas delas impressas, 2 chaveiros e um porta retrato. Esse pacote é o que mais vale a pena. Também existe a opção com o DVD contendo a filmagem do nado, mas o valor consegue ser ainda mais absurdo. Você escolhe o pacote e quais as fotos que quer impressas e no chaveiro, e apenas na saída do parque você paga e recolhe tudo!

Depois de todos esses momentos inesquecíveis, resolvemos tirar as roupas de nado, que são um pouco desconfortáveis, tomar uma ducha e ir almoçar. Os banheiros são cheios de toalhas limpinhas a sua espera, há xampu e condicionador a disposição, além de saquinhos para colocar as roupas molhadas e secador de cabelos.






O almoço é servido até as 15h. As opções são bem gostosas, mas é um pouco confuso escolher o que se quer, pois as comidas ficam dispostas atrás de um balcão de vidro que fica embaçado pelo calor. No geral, a comida é saborosa, mas nada memorável.




Arrumamos as nossas coisas e fomos buscar as nossas fotos para partir. Todo mundo busca as fotos antes de ir embora por isso quase perto do parque fechar as filas são gigantescas, mesmo partindo um pouco antes do fechamento, já pegamos uma fila um pouco longa. Ou seja, quanto antes for buscar as fotos, melhor.
Além das fotos do golfinho recebemos uma foto cortesia que é tirada na entrada do “parque”. O atendente checa o CD junto com você para que não haja erro ou fotos faltantes.

Era hora de partir, mas eu estava feliz da vida!





À noite iriamos ao Downtown Disney, jantaríamos no Rainforest Café e assistiríamos LaNouba do Cirque du Soleil! Contarei um pouco disso no próximo relato.

Abraços,

Jessica

 


 
Res: RELATO 12 – DISCOVERY COVE: O FIM

 mensagem postada em 18/01/2015 - 11:01:35hs
 
 

Jéssica,

seus relatos estão ótimos!!!! Continue... Eu vou pela terceira vez e nunca fui no DC. Dessa vez ja marquei e me empolguei ainda mais com seus relatos. Pena que ainda não vou poder fazer o sea venture, minha filha esta com 6 anos. Só vamos fazer o nado com os golfinhos. Fica pra próxima
Renata

 


 
RELATO 13 - DOWNTOWN DISNEY: CIRQUE DU SOLEIL E RAINFOREST CAFÉ

 mensagem postada em 18/01/2015 - 17:01:10hs
 
 

Dia 3 – Rainforest Café e Cirque Du Soleil
(17/10/2014 – Sexta-feira)


Após nossa visita ao DC tínhamos uma reserva no Rainforest Café de Downtown Disney. Em função das reformas, estacionamos fora de DD, no prédio Team Disney. Esse prédio é muito bonito e cheio de detalhes Disney, e é lá que fica toda a parte administrativa do WDW Resort.
Contamos com a ajuda de vários cast members para atravessar as ruas e chegar finalmente em DD. Tudo estava um caos. Fazer uma visita ao complexo infelizmente não foi algo tão prazeroso, tudo estava muito lotado e com várias áreas de circulação limitadas, locomover-se foi difícil.

O Rainforest é um restaurante realmente muito bonito e diferente de tudo que temos aqui no Brasil. Mas durante a nossa visita, o restaurante estava muito cheio, erramos no pedido e fomos acomodados em uma mesa terrível. Ou seja, não gostamos!




Por estar lotado era realmente difícil conversar, não ouvíamos nada que o outro queria dizer, mal conseguíamos ouvir o garçom que em função da lotação também não conseguiu nos atender bem e a nossa mesa era terrível.

Em Orlando vivenciamos algo comum para casais viajando sozinhos: as mesas apenas para 2 pessoas! Essa mesas são horríveis e geralmente ficam localizadas no meio do caminho. São apertadas e desconfortáveis. E não, não tem como pedir para sentar em uma mesa maior quando o restaurante está cheio, pois tentamos e fomos negados.

Pedimos uma costela para dividirmos, pensávamos ser parecida com a que comemos no Outback aqui do Brasil, mas não, era horrível! Havia muita gordura, muita mesmo, e pouquíssima carne, ou seja, odiamos!



Felizmente visitamos o Rainforest do AK posteriormente e tivemos uma experiência incrível. Apesar dos restaurantes serem idênticos parecia que estávamos em um lugar completamente diferente! Relatarei isso posteriormente! Mas o principal é: o restaurante estava vazio! Então sim, eu indico o Rainforest, e torço pra que ele esteja vazio em sua visita!

Após o jantar, fomos à tenda do Cirque Du Soleil para assistirmos ao espetáculo La Nouba! Lá estávamos nós em nossos assentos cerca de 25 min antes como deve ser feito em qualquer espetáculo, porém algo que achamos que não aconteceria na Disney aconteceu!
Várias pessoas atrasadas foram autorizadas a entrar mesmo com o espetáculo já começado. Uma falta de educação tremenda com os artistas que conseguem enxergar a movimentação e também com os demais que já estão sentados tentando assistir ao show, pois o “passa-passa” realmente incomodou e obstruiu a visão algumas vezes. Nada que tenha atrapalhado a beleza do espetáculo, mas realmente achei um absurdo.

Em relação aos lugares, todos são muito perto do palco. As pessoas que estavam sentadas nas primeiras fileiras devem ter amanhecido com dor no pescoço de tanto que olharam pra cima, pois há muitas acrobacias aéreas e espalhadas por todo o palco.

Escolhi os lugares 1 e 2 da Seção 205, Fileira AA. Na verdade quem escolhe os lugares pra gente é o sistema, de acordo com a categoria pela qual pagamos. O sistema segue a ordem de numeração das cadeiras. Porém antes de comprar os meus ingressos, analisei o mapa e escolhi quais seriam os melhores lugares para nos sentarmos. Então começou a minha saga!
Com o meu tablet selecionei alguns ingressos, mas não concluí a compra. Fiz o mesmo com o tablet do Ricardo. Dessa forma, por cerca de 15 minutos ocupei os assentos que eu não queria e ao tentar comprar pelo computador obriguei o sistema a me oferecer os lugares desejados. Fiz exatamente a mesma coisa ao comprar os ingressos para o Blue Man Group e sentei exatamente onde eu queria.

O espetáculo é realmente maravilhoso. Havíamos assistido apenas a um espetáculo do Cirque em 2013, Corteo, que é lindo e apaixonante. Mas La Nouba superou tudo! Eu e o Ricardo ficávamos fascinados a cada ato!
O espetáculo tem cerca de 90 min de duração. É inesquecível, sensacional e uma das melhores atrações de toda a Disney! Eu nunca fui muito fã de circo, mas Cirque de Soleil é muito mais que isso, é um show com música ao vivo, cenário maravilhoso e figurinos encantadores! Acho que a experiência Disney não está completa para ninguém sem esse espetáculo que sugiro fortemente a todos!

Ao fim do espetáculo, sorrindo de orelha a orelha, resolvemos seguir direto para o hotel, sem dar nenhuma olhada nas lojinhas, pois no dia seguinte era dia de MK e eu queria acordar BEM cedo!

O dia já tinha sido maravilhoso, nadamos com os golfinhos, arraias e peixes lindos. Assistimos a um espetáculo encantador e no dia seguinte visitaria o símbolo do meu sonho. Deitei e só dormi, deixaria pra sonhar no dia seguinte.

Um beijo a todos,

Jessica

 


 
Res: RELATO 12 – DISCOVERY COVE: O FIM

 mensagem postada em 18/01/2015 - 18:01:41hs
 
 

Renata,

Com certeza sua visita será maravilhosa! Aproveite bastante! Vocês ficarão encantadas!

Um beijo!

Jéssica,

seus relatos estão ótimos!!!! Continue... Eu vou pela terceira vez e nunca fui no DC. Dessa vez ja marquei e me empolguei ainda mais com seus relatos. Pena que ainda não vou poder fazer o sea venture, minha filha esta com 6 anos. Só vamos fazer o nado com os golfinhos. Fica pra próxima
Renata
(mensagem de RenataR)


 


 
Tô devendo...

 mensagem postada em 18/01/2015 - 23:01:09hs
 
 

Gente, estou super em dívida! Ainda não terminei meus relatos!!! Faltam poucos dias, acho que termino essa semana ainda. Confesso que estou adiando esse momento porque os relatos ajudam a superar a DPD! E mesmo já tendo voltando de viagem há quase três meses, ainda estou sofrendo de DPD rs!!!

Débora, que bom que você começou seus relatos!!! Acompanhei os seus de 2013, você acompanhou os meus, e agora estou acompanhando os seus de novo rs!!! Que susto esse tornado, hein! Eu tinha voltado há uns três dias de lá e li os relatos da chuva e vi fotos em uma grupo que acompanho no FB. Tenso!!!!!!

Jessica e Leo, adorando os relatos!

Mah, você também está devendo!!!! Volta logo!!!

Cláudio, estou ansiosa pelos seus relatos! E aí, viu o Fluzão apanhando em Orlando rs????

Beijos a todos!!!!

 


 
RELATO 14 - MAGIC KINGDOM: CHEGADA

 mensagem postada em 19/01/2015 - 09:01:39hs
 
 

Dia 4 – Magic Kingdom: Chegada
(18/10/2014 – Sábado)


Era hoje! O dia de visitar o símbolo de Orlando, o símbolo do meu sonho, o Reino mais Mágico de todos os reinos! Era dia de Magic Kingdom!

Acordamos cedo, pois o parque abriria às 9h, mas tínhamos café da manhã no castelo da Cinderela às 8h! E eu queria aproveitar um pouco a Main Street vazia sem nos atrasarmos pra o café. Ou seja, acordamos e saímos do hotel BEM cedo!
Seguindo as placas do Pop ao MK, chegamos sem problemas ao estacionamento e eu estava em êxtase!



Como hóspedes do complexo, não precisamos pagar estacionamento, era só apresentar a permissão para estacionar recebida no check-in.



Estacionamos bem pertinho do Ticket and Transportation Center. Ao lado há um gift shop onde é possível comprar as famosas orelhinhas da Minnie, que eu já tinha comprado em Downtown Disney pra já chegar com elas, então entrei rapidinho apenas para comprar uma caneta (grossa, para os personagens conseguirem segurar) e um livrinho de autógrafos para usar logo no café da manhã! Só depois que eu vi que tudo isso era vendido em qualquer hotel Disney, inclusive no meu!



Eu estava usando o botom de Feliz Aniversário que ganhei no hotel e já de cara recebi diversos “Parabéns”! Estávamos visitando o parque no dia 18/10 e meu aniversário era apenas no dia 02/11, mas como voltaríamos para casa um dia antes, escolhi aquele dia para comemorar!
Eu amava receber todos os parabéns que recebia, mas o Ricardo toda vez me olhava dando risada e falava, “Não vale, é mentira!”. Acho que bem no fundo ele também queria estar usando o botom.

Escolhemos que chegaríamos ao parque de balsa, que além de ser linda nos faria avistar a aproximação do castelo de maneira triunfal e mágica! Subimos para o andar de cima e nos posicionamos de frente para o castelo, que estava bem pequenininho ao fundo. Meus olhos não queriam parar de olhá-lo. Olhos estes que já começaram a lacrimejar e em seguida a chorar. A chorar muito! Tentei disfarçar no começo, pois havia algumas poucas pessoas a minha volta... EU ESTAVA ALI!
A sensação quando a balsa começa a se mover e o castelo vai ficando cada vez mais perto é incrível. O Ricardo sugeriu que filmássemos, mas não, não quis. Aquele momento era único e não deveria ser visto através de uma lente ou tela. Abraçados curtimos aquele momento juntos, momento lindo e único! O momento dos meus sonhos!



Quando chegamos, acabei com o glamour puxando o Ricardo loucamente para a entrada, enquanto ele me pedia calma!

Na entrada fomos autorizados a ingressar no parque cerca de 80 minutos antes da abertura oficial. Apenas confirmamos os nossos nomes e horário da reserva que estavam em uma lista.

Agora estávamos na tão famosa e linda Main Street com o castelo mais famoso do mundo a nossa frente! Segurei o choro e segui em frente com um sorriso mais largo do que a minha boca! Os meus olhos estavam devorando tudo! Nos sentimos extremamente privilegiados pois o parque estava praticamente vazio. Havia uma ou duas famílias seguindo para o café do castelo e alguns cast members circulando de um lado para o outro.



A melhor parte era que os fotógrafos do maravilhoso Memory Maker já estavam posicionados! A todo momento parávamos para tirar fotos com eles e devo dizer que TODAS elas ficaram lindas! Eles são extremamente solícitos e simpáticos, e a todo momento dão sugestões de poses fofas que vão além dos famosos magic shots! Eu e meu marido não somos nada fotogênicos, mas saímos muito bem em todas as fotos, não sei o que acontece naquele lugar!

Uma das coisas mais legais é que só nós aparecemos nas fotos, mais nada e ninguém! Os fotógrafos da Disney capricharam escondendo sempre a uma dúzia de pessoas que dividia o parque com a gente naquele horário. Acho que marcar uma refeição antes da abertura já vale só por isso. O Ricardo brinca que as fotos parecem montagem, pois somos só eu, ele a Main Street e o castelo, SENSACIONAL!

Cruzar a Main Street em direção ao castelo é realmente incrível, tudo é lindo e maravilhoso, o coração bate muito forte e a sensação de estar sonhando o melhor sonho do mundo é deliciosa! É o tipo de sensação que você quer que todas as pessoas que você ama também tenham! É mágico! Como pode, né? Eu parecia uma completa boba, e o Ricardo olhava pra mim e sorria!



Até o próximo,

Jéssica

 


 
Res: Magical Days 2014 - Dia de Compras e Tornado a vista!

 mensagem postada em 19/01/2015 - 10:01:40hs
 
 

Débora Christina Ferreira Pinto


hahahahahaa obrigado pela parte que fala do meu video. realmente é um pouco assustador esses possíveis tornados, mas o que eu achei mais incrível é que realmente todos obedecem os avisos. Ao contrario do quarto da débora o nosso era no sexto andar e dava para ter uma vista da international dr e realmente não passava nenhum carro e não havia nenhuma poça d'água, imagina se fosse aqui no Brasil. Depois qd saímos vimos várias árvores que tinham acabado de plantar jogadas no chão, por isso os avisos e o respeito das pessoas, imagina se uma arvore dessa cai em cima do seu carro... Mas como estávamos num grupo grande alguns ficaram com medo outros como sempre brincavam com a situação mesmo mantendo o respeito, mas isso vcs vão ver no próximo video que estou acabando de editar e essa semana ainda coloco aqui pra vcs. enquanto isso vejam os tres primeiros videos:

video 1
video 2
video 3

 


 
 
São gastos US$35.000 (trinta e cinco mil dólares) com fogos de artifício a cada noite com o show Illuminations.