Orlando Tickets Online
 

Voltei - Relato da minha viagem!

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais recente para a mais antiga
 
Índice  
Gabriela Uberti
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 11/11/2013
 
 
Capítulo 7 - Discovery Cove
postado por: Gabriela Uberti

 mensagem postada em 08/01/2015 - 12:01:10hs
 

Parque muito esperado e que correspondeu as minhas expectativas. Posso dizer que foi um dia de muito chororo.
(Eu choro muito. Muito mesmo. Se estou triste, choro. Se estou feliz, eu choro. Se acho algo bonito, choro. Chorei muito durante a viagem. Manteiga derretida total. Mas eu realmente sou discreta. Tanto que o Thiago só percebeu em um dia. Acho que ele não me viu chorando em outro momento.)
Como eu disse antes, eu amo água. E, amo os bichinhos de água. Na verdade, amo animais, em geral. Então, ia ser muito difícil eu não gostar desse parque.
Mas não gostei do parque só por isso. É um parque bem diferente da maioria. Ele não tem brinquedos e o foco é a natureza. Mas é uma experiencia bacana. Deliciosa, na verdade. Eu recomendo que quem for a esse parque, o programe para o meio da viagem. É um parque para você relaxar e curtir.
Uma coisa bem legal é a de comida e bebida serem inclusos no valor. O thiago ficou maravilhado de não ter gastado um real/dolar com comida no dia. Disse que todos parques deveriam ser assim. Rsrs... Mas convenhamos é um parque com ingresso bem caro já e um número limitado de pessoas. Mas realmente o fato desse itens virem inclusos é muito bom. E a comida do parque é boa. Foi o melhor café da manha da viagem. Muitas opções. E as outras refeições valeram a pena. Até bebida alcoólica vem inclusa. Mas confesso que senti dor de cabeça com o frozen que tomei.
Não são só as refeições que são inclusas. Armário, shampoo, condicionador, toalhas a vontade. Tudo incluso. Ah, dica que eu não sabia. O manobrista é incluso também. Não sabíamos e o Thiago parou o carro bem longe, achando que cobravam pelo serviço. =(
Começamos o dia tomando um delicioso café da manha. Fiquei muito feliz. Cheguem cedo nesse parque. Não só para aproveitar. Mas existem certos programas que você aproveitará melhor se chegar cedo. Existe uma fila considerável para você fazer seu check in. E isso vai te atrasar. Eu acho que a primeira coisa que você deve fazer quando entrar é ir ao aviário. Sem tomar café mesmo. Eu fui depois de tomar e não aproveitei tanto. Olha, ver os pássaros é lindo de qualquer jeito. Mas se você deixa para ir depois, várias pessoas já foram e os alimentaram, aí você não fica algo muito interessante. Poucos pássaros continuavam com vontade de comer. E muitos se afastavam dos humanos. Tirei algumas fotos só porque a moça que ajuda com a alimentação me deu outro tipo de comida ai eles me acharam interessante. E mesmo assim só alguns. A maioria continuou afastada. Mas mesmo assim é lindo. Mas chegue cedo. Garanta belíssimas fotos.
Eu gostei muito das atrações do parque. Mas realmente não tem muitas. Mas as que tem são muito boas.
Tem um rio, tipo lazy river, quentinho (porque não tem animais) e você fica boiando lá descansando. É muito legal. Ah, além de gostar de água, eu adoro relaxar.
Tem um outro que é tipo uma piscina natural também, com uma cachoeira, de água bem quentinha. Ótimo para relaxar. Delicia.
Tem, em diversos pontos, espaço para se ver animais e alguns você pode até interagir.
Agora, vou falar do nado dos golfinhos. Ponto alto do parque.
Meu nado foi marcado para as 13. Um pouco antes estávamos lá. Assiste videozinho, recebe instruções e partiu golfinhos.
Chorei muito. Eles são muito emocionantes. Você conhece dois golfinhos. O primeiro interage com você e faz muitas peripécias para ganhar comida. O segundo você nada.
O primeiro na verdade era uma mocinha. Antes, era golfinha de show e agora está no discovery. Mas ela deu um espetáculo para gente. Muito divertida. E ficava interagindo com as treinadoras de outros golfinhos. Morri de chorar. Lembrava o tempo todo dos meus filhos caninos.
Ai chegou a hora de trocar o golfinho e ela não queria ir embora. Ofereceram muita comida mas mesmo assim ela só queria saber de nadar e pular, e comer, é claro. Ai tiraram a gente da piscina para ver se ela ficava menos “amostrada”. Quase uma hora depois ela aceitou entrar. A treinadora explicou que eles não obrigavam os golfinhos a nada. Os golfinhos só faziam as coisas na hora que queriam e se fizessem o que eles desejassem eles recompensavam eles. Se não, esperavam.

Gabriela Uberti
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 11/11/2013
 
 
Capítulo 7 - Discovery Cove - Parte 2
postado por: Gabriela Uberti

 mensagem postada em 08/01/2015 - 12:01:47hs
 

Demorou uma hora para a golfinha resolver ir embora. Ela ficava dando piruetas e queria que as pessoas aplaudissem. Sei que muitas pessoas criticam parques tipo sea world. Mas eu realmente não achei que eles tratam mal os animais. Eles foram bem pacientes com ela... e os treinadores brincavam tentando convencê-la a ir para sua piscina. Soltaram até um golfinho para ver se ela se cansava.
Depois de volta a piscina, chegou o momento do esperado nado. Realmente é bem rápido, mas não tira a magia do programa. Morri de chorar. É uma experiencia única e deliciosa. Vale muiiiiito a pena.
3 observações:
- me arrependo amargamente de não ter comprado o pacote de fotos. O preço é abusivo? Sem, dúvidas. Mas você não ter recordação de um momento único assim é muito ruim. Compra. Você já está gastando uma grana mesmo nessa viagem.
- Falamos para a treinadora que eramos do Brasil e ela nos dava as instruções em espanhol. Deve achar que moramos em Buenos Aires. Mesmo assim, entendi mil vezes o inglês dela (falei que sabia falar) do que o espanhol (e olha que falo mais ou menos.) De qualquer forma, ponto para o discovery preocupado com os turistas de língua estrangeira.
- Depois de chorar muito por causa do nado e da apresentação, no final me emocionei ainda mais. A treinadora pediu para uma menina de uns 9 anos ajudar ela na ultima apresentação do golfinho. A menina foi. Quando o golfinho estava vindo perto da gente, ele estava com algo na boca. Até hoje não sei exatamente o que era, mas estava escrito “happy birthday, fulaninha”. A menina não podia acreditar quando viu. E ficou o tempo todo de boca arregalada. Seus olhos refletiam uma felicidade genuína. Difícil não se emocionar. Ai a treinadora falou que o golfinho tinha descoberto que era aniversário dela e queria parabenizá-la. Depois ela voltou para junto da mãe, chorando, e perguntou se tinha sido ela. A mãe confirmou e as duas choraram muiiito. E eu chorei discretamente de longe também.
Assim, fica a dica para alguém que quiser parabenizar outra pessoa ou fazer alguma surpresa, tipo pedir em casamento. Momento marcante. Ps: chorei também porque era aniversário da minha irmã no dia e ela não foi porque os ingressos para o dia já tinham se esgotado.

Olha, o nado de golfinhos foi muito bom. Mas o grand reef é marcante também. A água é bem gelada (gosto de água, mas não gosto de água gelada). Mas essa sensação passa muito rápido. Nadar lá foi uma das melhores experiencias da minha vida. Você bota um coletinho e snorkel e vai nadando. Parece com o que eu fui no typhoon, mas esse é mil vezes melhor. Ele é bem grande e as arraias são gigantes. Gigantes mesmo. Eu não tenho muito medo de animais, mas acho que quem tem pode se assustar um pouco. Mas é imperdível. Não chorei porque não conseguia parar de sorrir. Parece que você está no fundo do mar do paraíso. Dica: compre gopro e similar e va. Tire fotos, grave, registre essa sensação. Não sabia o que diabos era a gopro nessa época e não comprei antes. Que pena. Quero voltar.
Não sei dizer se esse ou o nado é melhor. Os dois são muito bons e emocionantes. A vantagem desse é que você fica o tempo quiser. O que é muito importante, pois não dá vontade de sair. Destaque para a parte funda em que você vê os tubarões separados apenas por um vidro de você.
Outra dica é o golfinhos de pelúcia que se treme todo e emite sons. Só tinha la. No sea world não tinha. Me arrependo de não ter comprado ele e a edwiges.
Por fim, quero reafirmar que o discovery atendeu minhas expectativas e eu curti muito. É um parque caro, eu sei. Mas vale muito a pena. E se for, faça nado dos golfinhos, pelo amor. E compre uma gopro. E compre o pacote de fotos dos golfinhos. E não se esqueça que o manobrista vem incluso.

Alessandrats
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 14/11/2012
 
 
Gabriela Uberti
postado por: Alessandrats

 mensagem postada em 08/01/2015 - 13:01:21hs
 

Oi Gabriela,

Adorei os relatos do DC... ainda não comprei o ingresso para este parque porque estou esperando o final de semana para ter a previsão do tempo, pois estou com receio de estar frio e não aproveitar o parque.

Quero agradecer pelas ótimas dicas (tipo manobrista) que eu não sabia e vc disse que eles também fornecem toalhas. Estas toalha são para o banho e podem ser levadas para as áreas do parque também?

Desde já super agradeço.

Jé e Rick
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 16/07/2012
 
 
RELATO 2 – PLANEJAMENTO e ROTEIRO
postado por: Jé e Rick

 mensagem postada em 08/01/2015 - 13:01:09hs
 

Planejei a minha viagem sozinha. Bem, na verdade usei a melhor agência de viagens do mundo, a internet. Além do VPO, lia frequentemente outros sites e fóruns, sendo um deles o famoso e extremamente útil TouringPlans.com, tanto o site quanto o blog, que na verdade era o eu preferido. Fiz a assinatura do site com o desconto aqui do VPO e me foi muito útil!

Viajar por conta é um pouco mais trabalhoso do que contratar um pacote em uma agência, porém além de pagar mais barato, você tem muito mais liberdade. Além disso, você é obrigado a ler e a conhecer um pouco mais do seu destino, seu planejamento fica mais completo e você aproveita MUITO mais!

Passei horas lendo sobre Orlando e planejando tudo, e antes de viajar mandei encadernar todas as informações que eu considerava úteis e os documentos que eu mesma criei. Esse “Roteirão” ficava sempre no carro para caso precisássemos. Ele incluía o Roteiro Principal (dia-a-dia), as informações do voo, aluguel de carro, hospedagem, reservas, seguro-viagem, endereços e telefones úteis, mapas em geral, checklists do que levar aos parques, meus roteiros para cada um dos parques com dicas, horários e afins, roteiros e lista de compras, cupons de descontos e várias outras coisas que alguém louca por planejamento como eu poderia colocar! Eu sempre pensava que nada iria dar errado, e se desse, a solução tinha que estar ali! Afinal de contas, eu tive mais que 700 dias para planejar essa viagem.



Comprei e reservei tudo através dos sites oficiais das empresas e dos parques. Pagamos tudo antecipadamente (exceto o carro), pois acredito que viajar com tudo pago e voltar sem dividas é algo impagável (me desculpem o trocadilho...) e que eu humildemente sugiro a todos. Pagar um monte de coisas enquanto se está sonhando é melhor do que pagar algo quando o sonho acabou, rs.

O meu roteiro de 18 dias e 17 noites incluia:
Walt Disney World Resort: Magic Kingdom, Animal Kingdom, Epcot, Hollywood Studios, Typhoon Lagoon, Blizzard Beach, Downtown Disney e Disney’s Boardwalk;
Universal Orlando: Islands of Adventure, Universal Studios e CityWalk;
Sea World Parks and Entertainment: Sea World, Busch Gardens, Discovery Cove e Aquatica;
Kennedy Space Center;
Cirque Du Soleil e Blue Man Group;
Compras;
1 noite em Miami.

Como explicarei adiante, mudamos de planos e não visitamos o Aquatica nem o KSC, mas relatarei todos os demais!







Como planejei tudo com bastante antecedência, e atendendo aos pedidos da minha criança (e lombriga!) interior, fiz reservas para diversos restaurantes. Tentarei relatar a nossa experiência em cada um deles.
Magic Kingdom: Cinderella’s Royal Table, Be Our Guest e The Crystal Palace;
Animal Kingdom: Tusker House e Rainforest Café;
Hollywood Studios: 50’s Prime Time e Sci-Fi Dine-In;
Epcot: Akershus e Via Napoli;
Downtown Disney: T-Rex, Planet Hollywood e Rainforest Café;
Outros: Chef Mickey’s, Cape May Café, California Grill, Bubba Gump, Olive Garden e etc.





Ficamos hospedados por 17 dias no Disney’s Pop Century. Ficar dentro do complexo Disney é realmente muito bom, pela localização, pela segurança e principalmente pelo excelente atendimento e cuidado dos funcionários. Tudo é lindo, limpo e organizado. Ficar hospedada dentro da Disney também fazia parte do sonho!



Bom, acho que já me prolonguei muito, nos próximos falarei sobre a viagem em si.



Um beijo grande a todos,

Jéssica

Alessandrats
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 14/11/2012
 
 
Elena e demais "relatistas"
postado por: Alessandrats

 mensagem postada em 08/01/2015 - 13:01:30hs
 

Elena, adorei os seus relatos dos quais pude obter muitas dicas, mesmo já conhecendo Orlando. Você escreve muito bem e transmite muita emoção no que escreve. Fiquei triste por ter acabado!

Gostaria de parabenizar todos os que tem desprendido o seu tempo para nos contar sobre a viagem, para quem está na fase de planejamento ajuda muiiito além de amenizar um pouco a ansiedade.

Agradeço demais... e por mais 11 dias, continuarei a ler TODOS os relatos.

Um grande abraço.

Reginable
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 01/11/2011
 
 
Res: Elena Bessa)
postado por: Reginable

 mensagem postada em 08/01/2015 - 14:01:37hs
 

Elena, quero agradecer por duas coisas ,sua gentileza em me responder (,e um detalhezinho ,vc pediu para alguém do Wallmart te chamar o taxi ?)e a segunda é a verdade de seus relatos, eu também estou tentando levar meu marido ,já fui várias vezes com minha filha ,minha irmã,,ele me ajuda muito no planejamento ,fica me motivando, mas ir lá ,ele fala que é velho, que é coisa pra criança (aliás ele acha que eu sou),mas a verdade é que ele moooooorrre de medo de avião só viaja na marra à trabalho,mas eu não desisto,quem sabe um dia eu o consigo.
Obrigada bjs Regina

Thais de Vito
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 09/04/2014
 
 
Res: RELATO 2 – PLANEJAMENTO e ROTEIRO
postado por: Thais de Vito

 mensagem postada em 08/01/2015 - 14:01:11hs
 

Nossa, estou aguardnado ansiosamente seus próximos relatos! Vc é muito organizada!!

Como vou ficar no mesmo hotel que vc e reservei praticamente os mesmos restaurantes, quero muito saber o que vc achou!

Malena
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 25/10/2013
 
 
Res: RELATO 1 – APRESENTAÇÃO
postado por: Malena

 mensagem postada em 08/01/2015 - 15:01:36hs
 

Jéssica acho que não é o mesmo então o que eu falei é esse, achei o link.

Video: O futuro já vem...

Esse vídeo sempre foi a minha inspiração pra conhecer a Disney, assistia inúmeras vezes no VHS e chorava e ainda choro quando assisto.

Malena e Cristina,

O vídeo do VHS mostrava o Monorail passando por dentro do Contemporary e falava de cada um dos parques brevemente! Emprestei a fita ainda na infância e nunca mais me devolveram... queria muito rever essa propaganda!


(mensagem de Jé e Rick)

Thais de Vito
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 09/04/2014
 
 
Res: Cap. 1: Um Sonho Frustrado
postado por: Thais de Vito

 mensagem postada em 08/01/2015 - 15:01:51hs
 

Também me emocionei com seu relato!
Eu mesma tive a oportunidade de ir algumas vezes com meus pais... mas sabe qual foi a última vez que fui? Em 1995!! Bem na época da crise mesmo...

Eu acabei até desencanando de voltar pra lá, fui duas vezes para a Europa, uma sozinha com minha prima, e uma em lua de mel, até que a maternidade reacendeu em mim o desejo de voltar pra lá.

Agora, faltam poucos dias para eu realizar o sonho de levar minha filha pra lá, pra comemorar o seu aniversário de 5 anos... e vai ser a primeira vez do meu marido (com 40 anos!!!)...
Ele nunca nem pensou muito em ir pra lá...realmente os pais dele nem tinham condições... mas um dia desses, sabe o que ele falou pra mim? Que o que ele mais quer é andar no monorail, porque era a abertura dos programas da Disney quando a gente era criança!! rsrs

Flávio Bracale Brandespim
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 09/12/2011
 
 
Res: RELATO 2 – PLANEJAMENTO e ROTEIRO
postado por: Flávio Bracale Brandespim

 mensagem postada em 08/01/2015 - 19:01:38hs
 

Jessica, tambem li muito site do Touringplans.com!!! E li o livro tambem! Recomendo para todos que vão! Principalmente para escolher os dias dos parques. Também usei muito o crowd calendar do easywdw.

 
Todo o lixo do parque Magic Kingdom é transportado por um sistema denominado "AVAC" que locomove os detritos até a central de processamento utilizando gás comprimido a uma velocidade de quase 100 km/h. Posteriormente todo o lixo é processado e reciclado.