Orlando Tickets Online
 

Voltei - Relato da minha viagem!

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais recente para a mais antiga
 
Índice  
Malena
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 25/10/2013
 
 
Um sonho possível – Magic Kingdom (04/11 - Terça) PARTE 2
postado por: Malena

 mensagem postada em 19/12/2014 - 09:12:56hs
 

Ele foi um fofo, ficava me dando beijos, muito lindo. Tiramos as fotos e eu saí dali feliz da vida. Mas depois me lembrei: Ué, aquele não era o Mickey que fala?, mas eu não lembro de ter ouvido a voz dele. Achei que derrepente ele não falava mais, que isso tinha sido somente há alguns meses atrás.
Mas fiquei um pouco chateada depois que voltei e fui perguntar isso para algumas amigas que foram na mesma época que eu e com todas elas ele falou. Poxa, será que justamente no dia e hora que fui o aparelho de fala dele estava com defeito?
Ou ele se assustou um pouco com a minha euforia que até esqueceu que falava?rsrs
Ah, mas um item na listinha de motivos para voltar: Fazer o Mickey falar comigo!

Ali do lado do Teatro vimos a Branca de Neve e estava com quase nada de fila, já aproveitei então para tirar foto com a primeira princesa.
Na nossa frente tinha um casal com três crianças: uma garotinha que aparentava ter uns 5 anos e dois garotinhos gêmeos que parecia ter uns 3 aninhos.
A Branca de Neve foi um amor com eles ficou conversando, brincando e todos eles com carinha de encantados, aí depois que tiraram a foto e estavam saindo um dos gêmeos volta correndo e pula nos braços da princesa (que estava agachada) e da um beijo nela. Gente a cena foi tão linda e fofa, afinal ele tinha se esquecido de despedir da princesa e voltou pra isso. rsrs



E como essa moça era bonita, parecia mesmo com a Branca de Neve, acho que a foto não fez jus a beleza dela, até o marido falou que na foto ela não tá tão bonita quanto ela era pessoalmente.
Depois da foto com a Branca de Neve fomos andando pela Main Street e tiramos as fotos clássicas na frente do Castelo. Ah outro momento que foi difícil segurar as lágrimas foi na hora que vi o castelo de pertinho, é incrível como aquele castelo parece ser mágico, não tem como não se emocionar e no meu caso toda vez que olhava pra ele eu só conseguia pensar: é verdade, o sonho que eu achava impossível se tornou real.



Dali fomos para a Fantasyland, para a Montanha dos 7 anões que já estava na hora do nosso FastPass. Ah adoramos a ride, ela mistura um pouquinho de adrenalina (já que tem umas descidas e subidas bem rápidas) com a fofura da casinhas dos 7 anões, se tornou nosso brinquedo favorito do MK, agora entendo as filas quilométricas realmente é imperdível.


Somos os últimos no carrinho.

Depois fomos ao Princess Fairytale Hall, a fila pra tirar foto com a Ana e Elsa estava enorme, mas ainda bem que tínhamos FP para mais tarde. Já pra foto com a Cinderela e Rapunzel estava por volta de 20 min. então entramos nela.





Olhei no mapa de horários e vi que estava na hora do showzinho Dream Along with Mickey, então andamos até a frente do castelo para assistir. E que coisa linda, amei! Quando acabou virei para o marido com a voz trêmula, quase chorando e disse será possível que vou chorar em todos os shows?! rsrs Na parte que a música fala algo do tipo “Dream Impossible”, não tinha como não me emocionar, mais uma vez lembrei do meu sonho impossível que era estar ali.

Ficamos alí na Main Street para ver a parada Move It! Shake It! Dance & Play It! que estava começando. E que animada essa parada, depois os carros param na frente do castelo e alguns personagens descem para dançar com as pessoas, muito divertido.





Aproveitamos que estava ali na Main Street e paramos no Casey’s Corner para comer o tradicional hot dog e coca-cola.

Depois voltamos para a Fantasyland onde fizemos a atração da Pequena Sereia (infantil, mas uma gracinha), Mickey's PhilharMagic (lindo demais, chorei quando tocou a musica “Um mundo ideal” do Aladim) e o no Enchanted Tales With Belle de onde saí muito frustrada.
Frustrada porque sabia que era um teatrinho beeem infantil, mas eu quis ir porque a Bella é minha princesa favorita e eu queria uma foto com ela. Mas na hora de escolher as pessoas pra participar do teatro meu esposo foi escolhido pra ser um dos guardas e eu não, no final do teatro ela tira foto com quem participou, resultado: ele tirou foto com a Bella e eu não.
Mas ainda tínhamos mais 1 dia de Magic Kingdom e a festa de Natal e eu não ia desistir fácil assim.





CONTINUA...

Malena
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 25/10/2013
 
 
Um sonho possível – Magic Kingdom (04/11 - Terça) PARTE 3
postado por: Malena

 mensagem postada em 19/12/2014 - 09:12:45hs
 

Terminando a parte da Fantasyland fomos procurar um lugar pra assistir a Disney Festival of Fantasy Parade, achei um lugar na calçada da Main Street sentei e fiquei esperando enquanto o marido foi comprar o sorvete da cabeça do Mickey.



A parada é uma graça, os carros, os personagens, as fantasias, a musica ... adorei tudo, muito bem feita. E aquele dragão que solta fogo que demais!









Depois da parada fomos para a área Frontierland que tínhamos Fastpass para Big Thunder Mountain Railroad. Ah outra que adoramos é um pouco parecida com a montanha dos 7 anões, uma delícia as subidas e descidas e o cenário de mina abandonada muito legal.
Depois corremos novamente pra Fantasyland onde tinha fastpass para foto com Ana e Elsa no Princess Fairytale Hall.



Ps. Esqueci de subir para o Photobucked a foto com a Ana, depois atualizo isso aqui.

A idéia do fastpass eu achei sensacional, essa atração e a montanha dos 7 anões são lotadas o dia todo, a fila ficou sempre acima dos 60 min. e poder ir nelas sem fila foi demais. Porém achamos cansativo isso de corre pra lá, corre pra cá por causa dos horários do fastpass, e como esses dois são os mais concorridos do parque não tinha como escolher horário no fastpass demos sorte de conseguir então tinha só naquele horário específico, acabamos não seguindo certinho o roteiro que eu tinha planejado devido a isso.

Passamos pra Tomorrowland, para ir na Space Mountain porém a fila tava por volta de 40 min., decidimos deixar pra mais tarde e fomos explorar o outro lado do parque. Entramos no Pirates of Caribbean confesso que não achei nada demais, bonecos bem feitos, mas a sensação é que a atração é bem antiga e precisa de uma reforma.

Saindo dali vimos uma máquina pra marcar aquele fastpass extra depois que você já usou os 3 agendados. Agendamos então a Hunted Mansion, mas ao passar na frente dela a fila era de apenas 10 min. então voltamos e trocamos o fastpass para a Space Montain e fomos na Hunted de fila normal mesmo. Gente eu não consigo lembrar dessa atração, sério mesmo... só lembro de entramos em uma sala com um homem parecendo um morto vivo, foi dito algumas coisas referente a mansão mal assombrada e daí não lembro de mais nada. E nem adiantou perguntar para o marido porque ele tem a memória pior ainda, tem atração que eu falo e ele nem sequer lembra que fomos nela. kkkk
Mais um motivo para voltar: Ir de novo na Hunted, porque não lembramos dela.

Saímos dela e voltamos para Tomorrowland, porém ainda faltava alguns minutos para o horário do fastpass da Space Montain, aproveitamos pra ir no Tomorrowland Indy Speedway que estava com pouca fila, embora o marido quando viu a atração queria porque queria ir achou ela bobinha depois, ele pensava q o carrinho tinha mais velocidade, tipo um kart, mas lógico que não afinal era um brinquedo também para crianças pequenas dirigir.

Saímos dos carrinhos e fomos pra Space, na frente dela encontrei a Ale, integrante de um grupo que montamos no whats, muito legal você conhecer pessoalmente alguém com quem fala diariamente mas nunca havia visto.
Conversamos um pouco até que deu a hora do nosso fastpass pra Space. Adoramos essa atração, ela é bem rápida como uma montanha russa no escuro, mas sem ser muito agressiva, legal tanto para as crianças menores, maiores e adultos.
Tínhamos reserva para jantar no Be Our Guest as 19h30 então saímos da Space e fomos direto pra lá.

Chegamos no no Be Our Guest no horário em ponto da reserva, porém aconteceu algo que eu não sabia e que me preocupou muito, eu achava que era só chegar no horário dar o seu nome e logo já entrava, mas não. Você primeiro tem que fazer uma espécie de check in no balcão que fica a esquerda antes da ponte de entrada aí você recebe um bip e só quando o mesmo acender você é chamado para entrar.

Bem, o Celebrate the Magic iria começar as 20h30 e o Wishes as 21h00, então eu antes tinha calculado que daria tempo de jantar rapidinho as 19h30 e ir assistir os dois shows depois. Mas não contava que não iríamos entrar exatamente no horário da reserva, ficamos na frente do portão do Castelo da Fera, esperando até o nosso bip acender. Acho que entramos no castelo já era umas 20h10 e eu aflita com medo de perder o Wishes, ja que dei olhada no mapa de horários e pra nossa sorte teria outro Celebrate the magic as 22h00, mas o Wishes era só um.

CONTINUA...

Malena
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 25/10/2013
 
 
Um sonho possível – Magic Kingdom (04/11 - Terça) PARTE 4
postado por: Malena

 mensagem postada em 19/12/2014 - 10:12:28hs
 

Logo que o bip acendeu veio uma senhora super simpática nos acompanhar com o Lumiér nas mãos, ela me entregou pra entrar com ele no Castelo. Sentamos e veio um garçom super simpático nos atender. O salão é esplendido, tudo lindo e fiel ao filme.





Como eu estava com pressa pra não perder o wishes, nem olhei o cardápio direito e já pedi uma sopa de batata (que eu tinha visto em algum lugar dizerem ser boa). Era para ser uma sopa pra mim e outra pra meu esposo, mas nosso “maravilhoso” inglês que fez não entendemos quase nada o garçom, pelo visto ele também não nos entendeu e trouxe apenas uma. Como vimos que iria demorar, ja que a primeira demorou um pouco, marido falou pra deixar pra la que ele nem estava com muita fome.

Embora estava gostosa comi só metade da sopa devido a ansiedade e já pedimos duas sobremesas: a famosa Gray Stuff, eu gostei mas não achei nada demais, marido achou muito doce e estranha pra comer, já que o bolinho de baixo era bem durinho, difícil pra cortar. Rapidamente pedimos a conta, e corremos para o salão pra tirar foto com a Fera, afinal o maior motivo de querer jantar ali era justamente poder tirar foto com a Fera. Ela demorou um pouco para aparecer, pois ela aparece tira as fotos e sai, depois volta novamente. Eu aflita, olhando para o relógio o tempo todo até que ela apareceu, tiramos a foto e saímos correndo, correndo mesmo para a frente do castelo.





Como esse dia o parque não estava muito cheio, mesmo chegando em cima da hora conseguimos um bom lugar bem na frente e foi incrível que na hora que paramos o wishes começou.
Na hora que a sininho desce o povo se agita e começa aquela musica tão fofa. Eu dei a câmera para o marido tirar foto porque eu queria apenas ficar olhando, mas era tão lindo que não resisti peguei o celular e comecei a bater várias fotos, mas no final fiquei com uma sensação de: É só isso??? Pensei: até na festa de peão que tinha na minha cidade quando eu era mais nova soltavam mais fogos. Me emocionei sim, mas achei que seria mais emocionante. Senti até uma pontinha de decepção naquele momento. Mas muita calma pessoal que essa impressão mudou TOTALMENTE no meu outro dia de Magic Kingdom, e vou dizer o porque e o que percebi ser fatores determinante para o wishes ser realmente emocionante, mas isso conto no relato do repeteco Magic Kingdom.

Terminado o wishes sentamos perto da estátua do Walt Disney com o Mickey e esperamos para assistir o Celebrate the Magic que havíamos perdido o primeiro. Nessa hora o parque ficou bem vazio, grande parte das pessoas foram embora então sentamos no chão bem pertinho do castelo e pudemos assistir o show assim, sentadinhos. Ah e esse sim, amei, amei, lindo demais. Incrível aquelas imagens projetadas no Castelo, se tornou um dos meus shows favoritos de todos os parques.





Tinha anotado a dica da Camila daqui do VPO sobre o Monorail, mas nesse dia como o parque estava vazio e ainda saímos depois da multidão, o Monorail estava sem fila nenhuma. Então pegamos o normal mesmo.

E assim acabou o dia, digo que foi simplesmente um dos dias mais felizes de toda a minha vida. Realizar meu sonho de uma vida inteira ao lado da pessoa que mais amo não tem nada que pague isso. Dia lindo, fizemos todas as atrações que eu queria, assistimos todos os shows e paradas, conseguimos FP para as atrações mais concorridas, conseguimos jantar no BOG (conseguir essa reserva foi a parte mais difícil de toda a viagem. rs) ... enfim tudo contribuiu para que simplesmente fosse mais que perfeito e só agradeci a Deus por permitir tudo isso.

Próximo relato: Universal Studios o parque favorito depois do MK!

Débora Christina Ferreira Pinto
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 28/12/2012
 
 
Res: ORLANDO 2014 com 14 - O Início
postado por: Débora Christina Ferreira Pinto

 mensagem postada em 19/12/2014 - 11:12:31hs
 

Sim, foi horrível e nosso quarto ainda era no térreo!!

Como eu já tinha visto que neste dia ia chover muito, já estava no roteiro, ser um dia de compras, mas até abortamos o outlet. Esperamos passar o Tornado, ou seja lá o que for...rsrsr...e seguimos para o Florida Mall que pelo menos é fechado.
Mas nisso perdemos a manhã toda...enfim, faz parte mas pelo menos conseguimos aproveitar o resto do dia.



Que delicia, ter relato de vcs!!

Acompanhei os videos das outras viagens e amei...turma boa e divertida!!

Vou acompanhar tudo de novo!!

Detalhe: estávamos na mesma época lá..só que cheguei no dia 23 e ainda ficamos no mesmo hotel...quer dizer, vcs ficaram no Rosen Inn At Pointe?
(mensagem de Débora Christina Ferreira Pinto)


Obrigado Débora, ficamos sim no mesmo hotel, então vcs tb passaram uma manhã presos no hotel devido ao temporal com chances de tornado? 😬😬😬😬
(mensagem de FERREIRA E FAMILIA)


Débora Gonçalves
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 11/02/2013
 
 
Res: Um sonho possível – Magic Kingdom (04/11 - Terça) PARTE 1
postado por: Débora Gonçalves

 mensagem postada em 19/12/2014 - 12:12:08hs
 

Preciso comentar que me identifiquei com a parte em que vc disse que seu marido não queria acordar cedo. Foi a coisa maaaais engraçada o dia de ir no show de abertura do magic depois de muito insistir pro meu namorado acordar eu entrei no quarto e falei:
-To indo embora, o taxi ta na porta, vou ver o show sozinha, tchau!
hahaha
Ele coitado, pulou na hora da cama. Mas no fim eles amam aquilo tudo como a gente né?

Obrigada pelos lindos relatos!

Bruna Cisotto
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 09/12/2012
 
 
01/05/2014 - Embarque, desembarque e quem não paga mico não tem historia
postado por: Bruna Cisotto

 mensagem postada em 19/12/2014 - 16:12:11hs
 

Claro que na noite da viagem não consegui dormir nada de tanta ansiedade. Saímos de casa por volta das 4:30 da matina, nosso voo era só as 10:45hs mas e o medo de dar alguma coisa errado no meio do caminho? moramos no interior de SP, há 1:30hs de Guarulhos, mas melhor prevenir né?
Nunca havíamos feito uma viagem internacional então tudo era novidade, a viagem começou antes de embarcar, me julguem, mas achei o máximo o Free Shop, kkkkkkkkkkk.
(Fomos de AA, achei todo o serviço deles OK, desde check in, até serviço de bordo, entretenimento a bordo, só tivemos um problema com atraso na conexão em Miami com um pequeno atraso, mas no geral foi OK.)
Gente agora sobre o voo, como voo diurno cansa né? Primeiro que eu não consegui dormir nem um minuto, segundo que o Brasil é grande demais, a gente voa 6 horas e não acaba esse Brasil, mesmo com telinhas individuais com filmes novos, o tempo não passava.
#MICO1 - Ai pra animar a coisa, na hora que veio o almoço, veio uma saladinha e um molho pra salada em sache, aqueles molhos tipo Italiano sacam? Pois bem, abri só um pouquinho a pontinha do molho pra não fazer arte, (sou a pessoa mais estabanada do mundo) e apertei, não saia nada, ai apertei mais forte e VLAP o molhinho saiu de uma vez, lavando a janela do avião, a poltrona da frente, e tudo o mais, como Deus é pai agradeço por não ter voado aquele molho na pessoa sentada na frente, imaginem meu desespero tentando limpar com o guardanapo de papel, e o negócio só ficando pior, e tentando esconder da comissária, (parecia criança que fez coisa errada tentando esconder) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, ficou óóó uma “maravilha” a janela do avião, toda embaçada, a poltrona toda melada, agora eu rio mas na hora não teve graça, kkkkkkkkkkkkkkkkkk.




Olha só minha comida, e o molho assassino que mal sabia eu no momento da foto, se tornaria tão memorável


Fora isso chegamos no horário previsto em Miami, seguimos o fluxo ao sair do avião, e chegamos na temida fila da imigração, que tinha gente de todo o canto do mundo misturada ali, não sei quanto tempo levou para chegar a nossa vez, fiquei observando tudo, as pessoas, os policiais trabalhando, as Tvs ligadas, me distrai. E depois de tanto preparo psicológico pra imigração, só nos perguntaram se erámos casados, e quanto de dinheiro estávamos levando, meu inglês é abaixo de zero, mas nessa hora acho que era tanta tensão que até consegui entender o que o rapaz estava perguntando, quem respondeu foi meu marido, pq embora entendesse ele, isso não significa que conseguiria me comunicar com ele, são coisas muito diferentes. Rsrs
Passada a alegria de “Bem Vindos, aos EUA” me vira o meu marido e fala, falta menos de uma hora pra nosso voo pra Orlando, corre.
E corremos né, um tal de pega bagagem, passa na alfandega, despacha a bagagem de novo, procura nas tvs o nosso voo, corre pro portão (tudo isso sem saber se estávamos indo pro lugar certo e se precisávamos passar em algum guichê da AA antes de embarcar) são muitos os caminhos dentro do aeroporto né? Fomos meio pelo instinto, resumindo, depois dessa correria louca, chegamos no portão de embarque, e ele estava vazio, sim vazio pq não faltava uma hora para nosso voo, faltavam duas horas, o relógio do meu marido estava no horário de Brasilia né gente? E esquecemos do fuso, e depois o voo ainda sofreu atraso porque segundo a AA, não havia tripulação, e precisamos esperar chegar a tripulação de um outro voo pra fazer o nosso, esse atraso foi de mais de uma hora. Ai eu pergunto, pra que de toda aquela correria? Tbm não sei....
Depois de toda essa aventura, fomos desembarcamos em Orlando era de madrugada e o aeroporto estava vazio, lojinhas fechadas, só nosso voo chegava aquela hora, mas nas locadoras de carro tinham filas, pegamos o carro alugado e fomos pro hotel, até entrarmos no nosso quarta já era mais de 1:30 e no dia seguinte tinha marcado com o Sr. Antonio as 8:00hs, pra ele entregar nossas compras, nossos celulares estavam descarregados e não tínhamos adaptadores de tomada, (compramos na Amazon e estavam nas coisas que o Sr. Antonio ia nos entregar). Como a gente ia acordar no outro dia? (preciso dormir 8 horas por dia, pra ser gente no dia seguinte, e já estava há mais de 48 acordada, imaginem o estado, impossível de acordar no horário no dia seguinte) Tinha um radio relógio no quarto e meu marido falou, vamos programar ele pra despertar, tudo resolvido..... ou não....

Bruna Cisotto
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 09/12/2012
 
 
02/05/2014 - A festa do consumo
postado por: Bruna Cisotto

 mensagem postada em 19/12/2014 - 18:12:25hs
 

02/05/2014

Acordei com alguma coisa tocando, não tinha certeza do que... ou era o radio relógio, ou o telefone do quarto. Abri os olhos e o rádio relógio marcava 7:50 hs era para ele ter despertado uma hora antes, e no mesmo instante percebi que o que tocava era o telefone. Não estava raciocinando mas, tinha plena consciência de onde eu estava e que não iria atender o telefone nos EUA, (inglês zero, lembrem-se disso) como eu ia me comunicar com a pessoa do outro lado? Chamei meu marido, só que não deu tempo dele atender e parou de tocar. Ainda desorientados de sono, percebemos que havíamos perdido a hora, e que deveria ser o Sr. Antonio ligando, meu marido saiu correndo pelo quarto procurando uma roupa e falando que ia à recepção ver se o encontrava. Abri a cortina do quarto e quem eu vejo bem na minha frente, quase indo embora? O Sr. Antonio, ele havia parado o carro bem na frente do nosso quarto, por coincidência, acenei freneticamente pra ele, e no fim das contas deu certo de entregar nossas mercadorias, muito gente boa o Sr. Antonio e de confiança viu gente, recomendo, era ele mesmo que estava nos ligando, avisando que como não tinha nos encontrado voltaria mais tarde, ainda bem que deu certo de nos encontramos, pra ele não perder a viagem.
Chovia no ensolarado estado da Florida, e como chovia gente.
Tomamos male-má um “café” e saímos pra torrar dinheiro, pq disso a gente entende.
Esse já era um dia programado pra compras mesmo.
Fomos até Winter Garden, na Ross e Marshalls e deixamos uns bons dólares por lá, tudo é tão barato, mais tão barato que parece mentira. Compramos desde malas até cuecas, só havíamos levado uma troca de roupa e precisávamos de tudo. (Foram 2 anos de planejamento sem comprar roupas, só esperando por esse momento).
Depois fomos na Target, e meu Deus do céu, é de fazer até a pessoa mais controlada da Terra estourar a fatura do cartão, o que é aquilo? Um mundo de maquiagens, comidas gostosas, e coisas interessantes pra comprar, compramos ali umas coisas de primeira necessidade como água, salgadinhos, e comidinhas para o café da manhã. Almoçamos na Pizza Hut que fica dentro dessa Target e isso já eram tipo 5 da tarde, tínhamos reserva pra jantar no Rainforest, então fomos pro hotel, tomamos banho e partimos rumo a Downton Disney.
Pela primeira vez passamos pelo portal da Disney, é realmente indescritível a sensação de passar por ali, pra mim era meio que inacreditável.
Como nunca tínhamos ido, ficamos meio perdidos pra achar o restaurante, depois de muito caminhar encontramos, o ambiente é maravilhoso, o atendimento muito bom, gostamos da comida, mas ficamos chateados por não ter sobrado um espacinho pra experimentarmos o Volcano, ficou sendo um motivo pra voltar lá na próxima viagem.
Sobre Downton Disney, é lindo, é mágico. Tive vontade de chorar em vários momentos andando por lá, o tempo todo tocam as musicas clássicas dos filmes, as arvores com luzinhas piscando, a World of Disney é fantástica, não só pelos produtos vendidos mas também pela decoração, aquele vulcão do lado de fora do Rainforest é muito bacana, o calor, o chão que chega a tremer quando ele entra em erupção incrível, o Dinossauro do lado de fora do T-Rex é enorme, enfim, é Disney né? Como esse era nosso primeiro contato com a Disney, foi inesquecível, mal sabíamos tudo o que ainda iriamos ver e viver.
Saindo de lá, fomos no Walmart afinal, já estávamos há um dia em Orlando e ainda não havíamos ido em um Walmart, bom não vou comentar sobre os preços e o mundo de opções pra não ficar repetitiva.
Ainda chovia, a previsão pro dia seguinte era de chuva, no dia seguinte íamos debutar no Magic Kingdom, mas preferimos alterar a programação pra não perder um dia de parque com chuva, resolvemos fazer compras, e assim o sonho de infância foi adiado por mais um dia, só um dia e nada mais...

O QUE APRENDI NESSE DIA:

- nunca confie no radio relógio do hotel
- os pratos americanos são enormes, os garçons falam que não, mas são, então se vc não for muito bom de garfo, peça um prato pra dividir com outra pessoa, assim vc consegue comer a sobremesa.
- se precisar alterar o roteiro altere, vc não tem poder sobre tudo, muito menos eventos climáticos e não adianta ficar triste, não deixe que nada tire seu bom humor vc está em Orlando

Bruna Cisotto
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 09/12/2012
 
 
03/05/2014 - A festa do consumo2
postado por: Bruna Cisotto

 mensagem postada em 19/12/2014 - 19:12:55hs
 

03/05/2014
A previsão do tempo em Orlando é certeira, acordamos e estava chovendo e muito.
Resolvemos ir na tommy clearence, que foi uma dica do Almir aqui do VPO, #valeualmir, os preços lá eram realmente muito bons (sobretudo masculino por $20,00, blusas de frio femininas por $5,00) e tinha bastante opções de tamanhos, modelos e cores. Pra chegar lá pegamos um super congestionamento, por causa da chuva haviam vários acidentes pelo caminho.
Depois passamos pelo Lake Buena Vista Factory Stores compramos na Gap e chocolates na Lindt.
E pra encerrar o dia fomos no Florida Mall na VS, Sephora, MMs, Forever 21 e MAC
#MICO2 – Eu com meu inglês abaixo de zero entrei na MAC atrás de um batom pra minha irmã, pensa numa muvuca, a loja estava lotada e meu marido comigo, pq precisava dele pra me ajudar a comprar, no meio da muvuca me separei dele e de repente olho pro lado e me deparo com um baita de um homem grandão, estilo segurança, 2 por 2, e ele falando comigo lá de cima pra baixo, me senti anã, e eu não entendendo nada, não sabia se ele era segurança e suspeitou que eu estava roubando alguma coisa ou se era vendedor (não tinha perfil de vendedor, os outros vendedores eram franzinos, cheios de maquiagem pendurada em um avental e ele cheio daquelas pulseiras de roqueiro, e de correntes) enfim, meu marido falou que minha cara de assustada foi impagável, só o que consegui fazer foi mostrar o papel que estava escrito o nome do tal batom e dizer quantos eu queria com os dedos, nunca mais esqueço o nome do batom Odissey foi uma odisseia atrás dele e não encontrei, de quebra paguei esse mico, que meu marido me lembra até hj.
Aproveitamos pra comprar um chip pra ligar pro Brasil. E ligamos para a mamãe pra avisar que estava tudo bem, e perguntar da nossa filha canina que ficou com ela.
Pra encerrar o dia fomos na Walgreens na esquina do hotel comprar uns congelados pra jantar e uns remedinhos básicos.


O QUE APRENDI NESSE DIA:

- Leia muito o VPO, essa dica do Almir valeu ouro, como muitas outras que peguei aqui antes da viagem.
- Tudo na Walgreens é mais caro que Walmart e Target, só compre lá o que só tem lá, ou num caso de emergência.
- O Flórida Mall é lotado, depois vi que no Mall at Milenia os preços eram os mesmos e as lojas bem mais vazias (estou falando das lojas que citei acima, não posso generalizar pq não entrei em todas)

Bruna Cisotto
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 09/12/2012
 
 
04/05/2014 - The dreams come true 1
postado por: Bruna Cisotto

 mensagem postada em 20/12/2014 - 08:12:24hs
 

Sol, vi sol na Flórida assim que acordei as 6:30hs, já estava achando que era mentira que a Florida é um estado ensolarado, nos meus sonhos esse dia seria ensolarado, o dia de conhecer o Magic Kingdom, e assim estava.
Na programação original esse seria o segundo dia de parques, seria dia de Hollywood Studios, mas como precisamos alterar por causa da chuva do dia anterior e fazia questão do primeiro parque ser o Magic Kingdom, encaramos o parque num domingo, dia de EMH, e com os crowds calendars dizendo que estaria lotado, no dia anterior reprogramamos os Fastpass e pagamos pra ver.
Nos meus sonhos iria de Ferry Boat, até o parque, mas quando chegamos a Ferry ainda não estava funcionando, eu estava eufórica porque tinha visto o castelo lá longe no fundo depois do rio, não queria perder o show de abertura por nada, não aguentávamos ficar ali esperando, tiramos umas fotos e partimos pro Monorail, que já estava funcionando.
Tudo é emocionante, andar de monorail, escutar a voz do além falando pra ficar longe das portas, passar pelos hotéis, mas nada se compara ao momento que chegamos em frente ao parque, depois de uma ligeira demora pra passar pelas catracas (nosso ingresso foi comprado com uns 16 meses de antecedência direto com a Disney e enviado pra nossa casa, e acho que por isso precisou ser trocado na entrada do parque, deve ter mudado alguma coisa no ingresso, tudo foi resolvido rápido pelos cast members mas pra quem já estava tão eufórica pareceu uma eternidade, e o medo de dar errado, de chegar ali na porta e não conseguir entrar, melhor nem pensar na choradeira que ia ser) quando vi aquela cara do Mickey no jardim, aquela placa Magic Kingdom e aquela musiquinha da infância de fundo não teve jeito, chorei largada, simplesmente estava acontecendo, ninguém podia me tirar isso, como chorar de alegria é bom né?





Depois de uma rápida recomposição no visual pós chororo, fomos tirar foto com a fotografa da Disney ali na frente do parque e pedimos pra ela bater com nossa câmera tbm.
#MICO3 Depois da foto, fui olhar na câmera como as fotos que tínhamos tirado tinham ficado, e descobri que estava com uma etiqueta enorme colada por fora do moletom, o moletom era rosa a etiqueta azul, como eu não vi aquilo? Acho que a emoção era tanta, misturada com euforia que nem olhei no espelho antes de sair, meu marido tbm não viu, bom já tinha andado um monte com a etiqueta até foto tirei com ela não era isso que ia tirar minha alegria. Arranca a etiqueta e sorria.



Porque etiqueta é pra ostentar!

Ai teve o show de abertura do parque, chorei de novo, e bora pra dentro do parque.

Bruna Cisotto
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 09/12/2012
 
 
04/05/2014 - The dreams come true 2
postado por: Bruna Cisotto

 mensagem postada em 20/12/2014 - 09:12:02hs
 

Fomos andando maravilhados, de vez em quando parávamos pra tirar fotos, entravamos nas lojinhas e fomos nessas atrações: Stitch, Enchanted Belle, Space Mountain, Pillharmagic, Peter Pan, Its small world, Carrousel Progress, Big thunder, Piratas do Caribe, Tickiti room, vimos a paradas, tiramos fotos com a Cinderela e a Rapunzel, Buzz, Mickey falante. (desculpa se tiver algum nome escrito errado, inglês zero). Paqueramos a Seven Dwarfs o dia todo, ela funcionava sem ninguém nos carrinhos, fomos perguntar se ia ter soft opening e a resposta foi não, ainda teríamos mais um dia nesse parque no fim da viagem, a esperança é a ultima que morre.















Não vou falar o que achei de cada uma aqui porque vai ficar enorme o relato, mas no geral gostamos das atrações, depois percebemos que as atrações desse parque são mais antigas, algumas mais legais outras mais infantis, enfim, não importa o que achamos, cada um tem um gosto e principalmente pra quem está indo pela primeira vez acho valido fazer todas as atrações que conseguir é difícil dizer vá nisso, ou vá naquilo, imperdível? Pillharmagic e Big Thunder na nossa opinião.
Não achamos que o parque estava lotado, o máximo de fila deve ter sido de uma hora, uma hora e meia, não lembro ao certo, mas pra quem já ficou em filas de 3 horas no Hopi Hari, debaixo de sol, uma hora no ar condicionado é moleza.
A tarde foi caindo, o cansaço batendo, e vimos muita gente sentada na Main Street pra esperar o Electrical Parade, resolvemos sentar e esperar tbm, achamos um cantinho em frente ao Cases O Conner e por ali ficamos.
Assistimos ao Celebrate the Magic, e ao Wishes, lindo né gente sem palavras. A sininho desceu e foi perfeito. Não tiramos fotos ou filmamos pq queríamos curtir o momento, me surpreendi, achei que fosse morrer de chorar, mas não, não precisei nem fazer força pra não chorar, é emocionante sem dúvidas, mas acho que muito do meu não choro se deve ao fato de ter visto milhares de vídeos na internet antes de ir, então o conselho que eu daria pra quem nunca foi é o seguinte, estude, saiba o que é o que vc vai assistir, tipo Wishes é um show de fogos e ponto, Festival of Fantasy parade é um desfile e ponto. Não fique assistindo milhares de vídeos, sabe aqueles vídeos das montanhas russas e das rides? Resista a tentação e não assista, deixe-se surpreender no momento, o elemento surpresa é muito melhor, vai por mim.
Bom saímos bem tarde do parque, pegamos o monorail sentido contemporary #valeucamilal, e mortos chegamos de volta ao hotel depois das duas da manhã o sonho se realizou, amanhã era dia de acordar cedo de novo, Hollywood Studios nos aguardava

 
Na fila da atração Piratas do Caribe você encontra dois esqueletos jogando xadrez, as peças do tabuleiro foram corretamente colocadas de forma que o jogo parece estar em um impasse que irá durar pela eternidade. Trata-se de uma marca registrada do Imagineiro Marc Davis que é apaixonado pelo jogo de xadrez.