Orlando Tickets Online
 

Voltei - Relato da minha viagem!

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais recente para a mais antiga
 
Índice  
Thiago Acquaviva
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 06/03/2013
 
 
Res: I'm back! Considerações iniciais
postado por: Thiago Acquaviva

 mensagem postada em 09/12/2014 - 10:12:07hs
 

Roberval, você como sempre muito esclarecedor. Obrigado!
Agora está explicado rs Mas realmente nem sempre são todos filhos, as vezes são sobrinhos, filho de amigos, ou parentes em geral, mas da mesma faixa etária né.

Obrigado e um abraço!

Larissa Pereira de Araujo
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 25/02/2013
 
 
Res: I'm back! Considerações iniciais
postado por: Larissa Pereira de Araujo

 mensagem postada em 09/12/2014 - 10:12:56hs
 

Amiga, feliz por voltar com seus relatos, você escreve tão bem que sempre escuto sua voz ao ler!!

Comece a escrever logo pq minha ansiedade tá de matar, e eu viajo em 16 dias, quero ler tudoooooo, pra ficar mais ansiosa e já sentir o cheiro de Orlando através dos seus relatos, ok?

Bjs amo!!!



Celso Nishi
 
Membro
 
 
Sao Paulo - Sp
 
Inscrição: 04/06/2014
 
 
Res: um único problema
postado por: Celso Nishi

 mensagem postada em 09/12/2014 - 12:12:42hs
 

Eu fui de Gol e não achei ruim, a parada em Santo Domingo é rápida, dá tempo de ir no banheiro, comprar uma bebida ou outra coisa rápido, os voos sairam todos na hora sem atraso, pra quem tem tablet ou algum player pra musica não deve sentir falta da tela de filmes. Teve um sanduiche de frango na ida que achei muito bom pra comida de avião, o macarrão era fraco mesmo.

Malena
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 25/10/2013
 
 
Um sonho Possível – O início
postado por: Malena

 mensagem postada em 09/12/2014 - 14:12:09hs
 

Olá amigos do VPO, criei coragem pra iniciar meus relatos(até que enfim!rs) mas antes de tudo gostaria de me apresentar e contar um pouquinho da minha história para quem ainda não me conhece aqui no grupo.

Meu nome é Malena viajei com meu esposo Wagner, do dia 31/10 a 16/11, fomos primeiro para Nova Iorque - uma passagem rápido para conhecer um pouquinho da cidade - e depois Orlando, para realizar meu sonho de uma vida inteira em conhecer a Disney.

Bem, eu sou completamente Disneymaníaca mesmo no alto dos meu 27 anos quando se trata de Disney sou eterna criança, amo tudo relacionada aquele mundo, fã assumida do Mickey e da Minnie, cresci ouvindo, lendo e assistindo as histórias de contos de fadas... Então ir para Disney sempre foi um grande sonho, mas que eu achava impossível de se realizar.
Impossível porque eu achava que somente rico ia para a Disney, cresci e morei boa parte da minha vida em uma cidade pequena, embora fique na grande São Paulo, e não conhecia ninguém que tivesse ido sequer para os EUA , nem parente, amigo, amigo do primo do vizinho ninguém mesmo...

Pois assim cresci apenas com o sonho mas que sinceramente não imaginava realizá-lo parecia algo bem distante de mim. Me casei há 2 anos atrás e foi nessa época que comecei a ver que não era tão impossível assim uma viagem dessa, se economizássemos um pouquinho era algo totalmente possível, cheguei a olhar valores em alguns lugares porém ainda era um valor alto para nós então teria que decidir festa de casamento ou viagem para a Disney, e como romântica por natureza que sou lógico que me vestir de noiva ter meu dia de princesa tbm sempre foi um sonho e acabei optando pela mesma, com o pensamento: casar é uma vez só já a Disney eu ainda teria uma vida toda para conhecer.

Passado um ano que casamos e acalmado nossos bolsos com os gastos que normalmente temos ao iniciar uma vida a dois, voltei a pesquisar tudo sobre Orlando e foi aí que conheci o VPO e alguns outros blogs que só foram alimentando essa minha fome, quer dizer, sonho de conhecer a Disney foi então que comecei também a pesquisar preços ja traçando um planejamento de datas, parques e etc, porém surgiu mais um obstáculo: convencer o marido da viagem, pois sozinha eu não iria.

Ele achava que Disney era pra criança(aquele engano comum de que a Disney é só castelo da cindera e alguns brinquedos infantis) e também achava que era um valor bem alto a ser gasto pra isso. Olha não foi fácil convence-lo mas fui persistente apresentei o verdadeiro mundo Disney para ele, que existia muito mais do que só o Castelo da Cinderela, mostrei os outros parques SW e US tudo mais que existia em Orlando e foi assim que aos pouquinhos ele foi se acostumando com a idéia.
Ah e guardem bem essas palavras ditas pelo marido sobre a viagem: Estou indo apenas por sua causa, mas bem provável que essa seja a primeira e ultima vez que iremos...

Bem, após convencer o marido comecei então a planejar a viagem de fato, pesquisar preços de tudo e me viciar no VPO que me ajudou muito, inclusive me encorajou a fazer tudo por conta o que tornou a viagem bem mais viável para nós.
Nos organizamos primeiramente para tirar passaporte e visto, e mais uma vez com ajuda da internet e do VPO foi tudo bem tranquilo.

Compramos as passagens direto com a TAM, voo NY-ORL direto com a JetBlue, ingressos dos parques e hotel no Orlando Tickets e carro em um outro lugar – que não posso falar aqui devido as regras. Foi os melhores preços que encontrei na época.

Ah esqueci de falar essa contagem e planejamento foi de 1 ano e 3 meses até o grande dia...

Malena
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 25/10/2013
 
 
Um sonho Possível – O embarque SP-NY (31/10-Sexta)
postado por: Malena

 mensagem postada em 09/12/2014 - 14:12:40hs
 

Informações Iniciais: Devido ser a nossa primeira viagem internacional ficamos com um pouco de medo quanto a fazer escala então optamos pelo voo direto. Eu ficava pesquisando todo dia valor de passagens na TAM e faltando uns 6 meses mais ou menos para a viagem encontrei um preço muito bom e fechamos. Pra mim foi só a partir daí que tive certeza que nós iríamos mesmo.
Nosso voo estava marcado para sair de Guarulho as 21h45 direto para Nova Iorque.

Chegamos no aeroporto por volta das 19h00 nos perdemos um pouco lá dentro mas nada como pedir informação pra saber onde ir, ao chegar no check in fila enorme para despachar as malas, depois do check in feito e malas despachadas fomos então comer rapidinho no Mac Donalds alí dentro pois não sabíamos como seria a comida do avião então preferimos não arriscar e a fome tbm já batia forte essa hora .

Comemos e então fomos para o portão de embarque, acho q faltava uns 30min. para o horário do voo sair, mas quando chegamos lá a surpresa, a moça falou q aquele não era o portão da TAM que haviam mudado e pior ela não sabia qual era e ainda para nos apavorar de vez falou: procura um funcionário da TAM urgente, vcs irão perder esse voo, ela falou meio preocupada realmente como se já tivéssemos perdido o voo. Pronto! saímos igual loucos correndo pelo aeroporto sem nem saber pra onde, até que escuto o meu nomezinho, como se fosse Deus falando para me acalmar, em alto e bom som disseram ser a ultima chamada para o voo tal e informando o bendito portão, por sorte estávamos bem do lado dele... Ufa, gente foi um baita susto eu estava tremendo, já estava apreensiva com a viagem em si imagina se perdêssemos o voo. E falta de respeito com o cliente a TAM mudar o portão encima da hora e não avisarem nada, na mesma hora que chegamos ao portão havia varias outras pessoas que tbm estavam perdidos tinha um homem que deu até dó ele estava totalmente sem fôlego, parecia ter corrido o aeroporto inteiro, e ele deu a maior bronca no pessoal da TAM por isso.

Bem, graças a Deus esse foi o único perrengue mesmo da viagem, o voo foi super tranquilo, tomei remédio pra dormir, mas não adiantou muito, a ansiedade só me deixou dar alguns cochilos, descobri que não tenho mais medo de avião (tinha um pequeno trauma devido ao meu ultimo voo. rs) aeronave não era muito grande, ouvi a aeromoço dizer q internamente era antiga que era uma das poucas que não havia sido reformada ainda. Mas tinha acho que tudo que tem nas outras: fone de ouvido, canais de musica, tela individual onde aproveitamos para assistir “O dia depois de amanhã” pra entrar no clima de NY, travesseiro, manta e um kitzinho com escova de dente, pasta de dente, pente e meias.

Lá pelas 22h30 serviram o jantar, tinha opção de carne ou massa, nós fomos de carne. Então veio um arroz amarelo, com picadinho de carne, salada , um chocolate Twix e um bolinho de coco de sobremesa. A comida achei meio salgada, mas dava pra comer, ainda estava um pouco sem fome por ter comido Mac antes então comi só metade. E de bebida tinha refrigerante, suco, água e vinho.

Pela manhã serviram o café que foi um misto quente e as mesmas bebidas, algumas frutas picadinhas, e uma bolachinha de sal.
O nosso voo chegou em NY no horário certinho.

Tirando o fato da troca do portão sem avisar, eu gostei muito do serviço da TAM, foi tudo bem tranquilo, aeromoças super simpáticas, comida padrão de avião mas até eu que sou enjoada pra comer comi, saímos no horário e chegamos no horário sem nenhum atraso.

Próximo relato: voo de NY – Orlando e um momento emocionante no avião.

Thiago Acquaviva
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 06/03/2013
 
 
Res: Um sonho Possível – O início
postado por: Thiago Acquaviva

 mensagem postada em 09/12/2014 - 14:12:22hs
 

Malena, estou adorando o começo dos relatos!

E olha, fico cada dia mais chocado ao ver a quantidade de gente que ainda tem essa mentalidade "Disney é coisa de criança; viagem boba e infantil". Lucas também tinha essa visão, e pelo que vejo muuuita gente ainda tem, o que é triste ao meu ver rs.
Mas ainda bem que existem pessoas como nós para mostrar ao mundo que Orlando/Disney é bem mais do que um castelo de conto de fadas e personagens infantis (que nem são tão infantis assim, em vista de que nós adultos surtamos mais ao encontrá-los do que as próprias crianças! rs)

Continue que estou curioso, adoro ler relatos de primeira viagem! rs

Patrícia Parra
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 17/10/2012
 
 
Denis - Voo GOL
postado por: Patrícia Parra

 mensagem postada em 09/12/2014 - 15:12:38hs
 

Ferreira,

Obrigado pelas informações da GOL, assim fico mais tranquilo na minha decisão de cancelar o voo por ela e comprar da AA.

Tinha pego uma promo boa de milhas tb, mas com duas crianças pequenas, sem tela individual e conexão bagunçada não ia rolar.

Abç
Denis
(mensagem de Denis Cordella)


Hey, Denis...desculpa a intromissão.

Fiz o voo da GOL agora e achei BEM tranquilo. Achei que a volta seria um transtorno, pelo cansaço e tb pelo voo ser uma parte durante o dia e sem entretenimento a bordo, mas eu faria de novo, tranquilamente. A aeronave é nova e o atendimento a bordo é perfeito.

Quanto à comida, o que posso dizer é que comida de avião realmente nenhuma equivale à uma refeição feita em shopping. É isso e isso mesmo, sabe? Na ida e na volta, fizemos refeições no aeroporto e durante o voo eu só comi para não ficar de barriga vazia, mas dá para comer o sanduíche deles (e olha que eu sou CHATA em matéria de comida). Na volta foi servida uma janta lá pelas 23hs, com opção de massa e frango. Eu peguei a massa. Era um macarrão parafuso com queijo em cima. De sobremesa tinha pudim de leite.

Não é a oitava maravilha, mas dá para passar bem.

Quanto à conexão, só da tempo de sair do avião, ir ao banheiro, dar uma alongada e voltar para o avião, que saiu pontualmente...fiquei chocada com a pontualidade da GOL

Cristina Mourao
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 08/04/2010
 
 
Lindos relatos! Res: Um sonho Possível – O embarque SP-NY (31/10-Sexta)
postado por: Cristina Mourao

 mensagem postada em 09/12/2014 - 15:12:05hs
 

Continua Malena vc está arrasando!👏👏👏👏👏

Informações Iniciais: Devido ser a nossa primeira viagem internacional ficamos com um pouco de medo quanto a fazer escala então optamos pelo voo direto. Eu ficava pesquisando todo dia valor de passagens na TAM e faltando uns 6 meses mais ou menos para a viagem encontrei um preço muito bom e fechamos. Pra mim foi só a partir daí que tive certeza que nós iríamos mesmo.
Nosso voo estava marcado para sair de Guarulho as 21h45 direto para Nova Iorque.

Chegamos no aeroporto por volta das 19h00 nos perdemos um pouco lá dentro mas nada como pedir informação pra saber onde ir, ao chegar no check in fila enorme para despachar as malas, depois do check in feito e malas despachadas fomos então comer rapidinho no Mac Donalds alí dentro pois não sabíamos como seria a comida do avião então preferimos não arriscar e a fome tbm já batia forte essa hora .

Comemos e então fomos para o portão de embarque, acho q faltava uns 30min. para o horário do voo sair, mas quando chegamos lá a surpresa, a moça falou q aquele não era o portão da TAM que haviam mudado e pior ela não sabia qual era e ainda para nos apavorar de vez falou: procura um funcionário da TAM urgente, vcs irão perder esse voo, ela falou meio preocupada realmente como se já tivéssemos perdido o voo. Pronto! saímos igual loucos correndo pelo aeroporto sem nem saber pra onde, até que escuto o meu nomezinho, como se fosse Deus falando para me acalmar, em alto e bom som disseram ser a ultima chamada para o voo tal e informando o bendito portão, por sorte estávamos bem do lado dele... Ufa, gente foi um baita susto eu estava tremendo, já estava apreensiva com a viagem em si imagina se perdêssemos o voo. E falta de respeito com o cliente a TAM mudar o portão encima da hora e não avisarem nada, na mesma hora que chegamos ao portão havia varias outras pessoas que tbm estavam perdidos tinha um homem que deu até dó ele estava totalmente sem fôlego, parecia ter corrido o aeroporto inteiro, e ele deu a maior bronca no pessoal da TAM por isso.

Bem, graças a Deus esse foi o único perrengue mesmo da viagem, o voo foi super tranquilo, tomei remédio pra dormir, mas não adiantou muito, a ansiedade só me deixou dar alguns cochilos, descobri que não tenho mais medo de avião (tinha um pequeno trauma devido ao meu ultimo voo. rs) aeronave não era muito grande, ouvi a aeromoço dizer q internamente era antiga que era uma das poucas que não havia sido reformada ainda. Mas tinha acho que tudo que tem nas outras: fone de ouvido, canais de musica, tela individual onde aproveitamos para assistir “O dia depois de amanhã” pra entrar no clima de NY, travesseiro, manta e um kitzinho com escova de dente, pasta de dente, pente e meias.

Lá pelas 22h30 serviram o jantar, tinha opção de carne ou massa, nós fomos de carne. Então veio um arroz amarelo, com picadinho de carne, salada , um chocolate Twix e um bolinho de coco de sobremesa. A comida achei meio salgada, mas dava pra comer, ainda estava um pouco sem fome por ter comido Mac antes então comi só metade. E de bebida tinha refrigerante, suco, água e vinho.

Pela manhã serviram o café que foi um misto quente e as mesmas bebidas, algumas frutas picadinhas, e uma bolachinha de sal.
O nosso voo chegou em NY no horário certinho.

Tirando o fato da troca do portão sem avisar, eu gostei muito do serviço da TAM, foi tudo bem tranquilo, aeromoças super simpáticas, comida padrão de avião mas até eu que sou enjoada pra comer comi, saímos no horário e chegamos no horário sem nenhum atraso.

Próximo relato: voo de NY – Orlando e um momento emocionante no avião.
(mensagem de Malena)


Débora Christina Ferreira Pinto
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 28/12/2012
 
 
Res: I'm back! Considerações iniciais
postado por: Débora Christina Ferreira Pinto

 mensagem postada em 09/12/2014 - 16:12:12hs
 

Que bom Patricia!

Acho que vamos escrever nossos relatos juntas ...será que nos cruzamos por lá?

Ainda estou exausta como vc, mas vou me esforçar para os relatos.

Gostei das suas considerações iniciais...também reparei nessas coisas que vc falou, como a dos cachorros que eu nunca tinha visto.

Bom, vou esperar ansiosa pelo seu relato!!

Bjs

Patrícia Parra
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 17/10/2012
 
 
Dia 28/11/12 (sexta-feira) O GRANDE DIA
postado por: Patrícia Parra

 mensagem postada em 09/12/2014 - 21:12:12hs
 

Saímos de Santos pontualmente ás 17hs. Meu pai foi nos levar no aeroporto juntamente com a minha mãe e sogra. Optamos por sair bem cedo de casa, pois nunca se sabe quais imprevistos poderemos enfrentar até chegarmos ao destino.

Adquiri as passagens naquele fatídico "erro"da Cia. GOL. Ao todo, gastei R$1.100,00 p/ duas pessoas, com direito a cadeira conforto. Por esse preço, eu poderia viajar até no bagageiro que estaria feliz.

Chegamos no aeroporto com MUITA antecedência e decidimos tomar um café com nossos familiares. O voo estava previsto para partir as 01h:25m do dia 29/11.

O check in iniciou ás 22hs. Achei que eles são meio atrapalhadinhos nesse ponto. Demoramos 45 minutos para efetuar o check in, porém, conforme já havia dito, pelo preço que paguei, voaria até dentro do banheiro se necessário fosse.

Antes de nos dirigirmos à sala de embarque, fizemos um lanche no mc donalds apenas para garantir que não ficaríamos com fome até o destino final.

O embarque foi iniciado 00:40, o que me surpreendeu de uma forma positiva.

Para assegurar que eu não passaria mal durante o voo (tenho sinusite crônica), tomei um coquetel molotov antes de embarcar: 1 polaramine, 1 meticortem, 1 decongex e 2 jatos de nasonex em cada narina. Pensei comigo: "não vou nem conseguir ficar de pé depois de 30 minutos, vou dormir o voo todo". LEDO ENGANO

Confesso que ñ lembro muito de como cheguei até o meu assento, pois estava MUITO sonolenta. Tudo passava em câmera lenta, slow motion...

Por falar em assento, a cadeira conforto da GOL é ótima. Paguei R$70,00 por trecho (p cada pessoa).

O modelo da aeronave é o 737-800 e é bem novinho. O entretenimento é ZERO, e sabendo disso, já tratei de levar meu ipod com vários shows e vídeos gravados.

Voltando ao meu momento Walking Dead, fui acordada de São Paulo até Orlando. Mas acordada de um jeito diferente. Eu estava eufórica, como se ao invés de anti histamínicos, eu tivesse ingerido adrenalina. Um negócio bem doido mesmo.

O avião decolou pontualmente as 01h:25m. Foi servido um lanche (pão com peito de peru e queijo branco) com bebidas (refris, sucos, água, chá). O pão era comível, mas não comi tudo, apenas metade.

Um pouco antes de aterrissarmos em Santo Domingo, foi servido um lanche semelhante. O voo foi tranquilíssimo, sem qualquer turbulência.

A disposição dos assentos na aeronave: 2 fileiras com 3 poltronas cada. 1 banheiro na frente e 2 no fundo da aeronave.

Muito embora eu não tenha pregado os olhos durante todo o trajeto, admito que não senti falta do entretenimento a bordo e confesso até que o tempo passou rápido.

Quando o piloto informou que estávamos em procedimento de descida, senti um calafrio tomando conta do meu ser. É justamente quando o avião desce, que eu sinto minha sinusite berrar. E dessa vez não foi diferente. Conforme ia abaixando a altitude, minha cabeça parecia que ia explodir. Daí lembrei dos benditos chicletes. Eles foram os meus salvadores. Coloquei logo 3 na boca e comecei a mascar como se não houvesse amanhã...rs E ñ é que resolveu? rs

Chegamos em Santo Domingo às 6:30 (horário local). Desembarcamos com nossas bagagens de mão, passamos por um detector de metais, entramos em um salão grande com diversos portões. Notei que o aeroporto é modesto, porém bem organizado.

Durante a parada de 1 hora, só tive tempo de ir ao banheiro olhar minhas olheiras que a essa altura do campeonato, iam lá perto dos meus joelhos.

Reembarcamos e dessa vez rumo à Orlando! Eitaaa, que eu mal podia conter minha felicidade, mesmo com 2 olheiras maiores que eu, com o corpo doendo por estar tantas horas sentada. Fiquei o tempo inteiro parecendo o burrinho do Shrek: "já chegamos? "falta muito"? "vai demorar"?

Continuação...

 
Você Sabia Que ... O número do prédio do corpo de bombeiros da Main Street U.S.A é “71” em homenagem a inauguração do Magic Kingdom que se deu em 01 de outubro de 1971.