Orlando Tickets Online
 

Alfândega - Relatos

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 

O objetivo do presente tópico é o de servir de espaço para que possamos postar - relatos - sobre as nossas experiências com a alfândega (exclusivamente). Peço que questionamentos sobre a "cota de isenção" sejam reservados para o seu tópico específico - Alfândega - Cota de Isenção.

leia essas informações
 
Índice  
Luiz Paulo Alencar
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 29/06/2011
 
 
Gisele - Roupas
postado por: Luiz Paulo Alencar

 mensagem postada em 28/05/2012 - 00:05:57hs
 

Aprendi uma lição por lá..

1 - leve poucas roupa, no máximo pra 2 dias
2 - compre o que vc quiser e as use como puder
3 - não lave roupa
4 - coloque na mala tudo embolado novas e usadas.. (quando vc chegar em casa sua maquina de lavar vai trabalhar muito na semana)
5 - divida nas malas as suas roupas com a mesma marca.
6 - coloque um pé de cada tenis separado nas malas.
7 - deixe as roupas velhas, tenis por lá. No meu caso eu perguntei no meu hotel se tinha algum lugar pra doar e eles disseram que fariam isso por mim.


Se vc vai pra um parque e se vc não vai se molhar já vai um jogo de roupa, meias, etc

Se vc sai depois do parque (cedo) e ir pra shopping, jantar fora, vc normalmente toma um banho e troca de roupa e já vai outro jogo de roupa, meias, etc.


Veja a quantidade de dias que vc viaja , multiplique isso por 2 (jogos de roupa) caso vc não vá pegar um brinquedo que molhe.. caso molhe, multiplique por 3 .. e aí vc terá um argumento plausível na hora de ser revistado/a e ainda pode alegar sobre a roupa de cama e pijamas que vc usou durante o tempo, ou até roupa de cama que comprou por ser alérgica a que tinha no hotel. (pois eu detonei em roupa de cama, edredon e travesseiros de pluma de ganso na bed bath beyond.

Fiquei 14 dias, portanto pelo menos foram 30 blusas...

Espero que isso tire um peso da cabeça das pessoas.. e só voltei com 2 malas , uma que veio com 32 kg e outra com 23 e mais minha mochila com gps, iphone, netbook que levei, caixa de som da Bose pro meu comput.

Thainara Trebbi
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 24/05/2012
 
 
Alimentos e outras dúvidas
postado por: Thainara Trebbi

 mensagem postada em 27/05/2012 - 20:05:25hs
 

Pessoal, estava lendo alguns relatos aqui referente a barrarem as pessoas e taxarem roupas e acessórios. Agora me digam, como podem provar que a roupa eu comprei lá? Não entendi como eles podem estar taxando essas coisas... a não ser que as pessoas estejam trazendo 20 camisetas iguais né? Mas se eu comprar umas 5 jeans, 5 vestidos, umas 10 camisetas e 2 pares de tenis, todos de modelos diferentes, como podem taxar? Não são itens de uso pessoal como diz na nova legislação?

Outra coisa, vou comprar para meu namorado um laptop da Apple no valor de USD1200. Como é feito o cálculo da taxa em cima desse item? E o que vocês acham, dá para passar? Se eu esou indo com a minha mãe e for tachada, podemos dividir esse laptop por nós duas, tipo, usar a cota dela + a minha e pagar só em cima dos USD200? E se eu não declarar e for pega, como é a taxa?
OBS: estarei levando o meu macbook, com nota fiscal.

Por fim, eu gostaria de trazer alguns alimentos, principalmente algumas coisas do harry potter pro meu namorado experimentar (suco de abobora, feijoezinhos, sapos de chocolate...). Posso? Como funciona, tem que declarar? É taxado?

Agradeço se puderem me esclarecer com a experiencia de vcs.

Bjos

Tha

Atiely
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 09/04/2012
 
 
Gisele Almeida
postado por: Atiely

 mensagem postada em 27/05/2012 - 18:05:33hs
 

Cheguei de Orlando / Miami na quarta feira, dia 23, e desci pelo aeroporto do RJ. Estávamos eu e mais 3 pessoas, ninguem trouxe nada de eletrônicos. Para o azar de uma prima q estava conosco, ela foi para o raio-x e foi taxada. Ela havia trago apenas coisas para uso pessoal (roupas, perfume, VS... nada demais), totalizando uma mala média e uma pequena, ambas bem abaixo do peso permitido... A Alfandega tá pegando geral!!!

Bruno Firenzi
 
Membro
 
 
Joao Pessoa - Pb
 
Inscrição: 04/12/2006
 
 
Receita aperta fiscalização sobre importados em aeroportos de SP
postado por: Bruno Firenzi

 mensagem postada em 27/05/2012 - 12:05:46hs
 

Receita aperta fiscalização sobre importados em ae
Receita aperta fiscalização sobre importados em aeroportos de SP

Equipamentos fiscalizam bagagens antes mesmo do desembarque.
Objetivo é evitar a compra de produtos para revenda no Brasil.

A Receita Federal intensificou a fiscalização nos aeroportos de olho em quem exagera nas compras feitas no exterior. São Paulo, que concentra a maioria dos voos internacionais, tem até um recurso a mais para coibir a entrada irregular de mercadorias no país: scanners móveis capazes de ver a quantidade, o formato dos objetos e saber se são de metal, vidro, plástico ou material orgânico.A Aeroporto Internacional de São Paulo tem dois desses equipamentos, que são usados para vistoriar parte ou toda a bagagem do voo. Com a ajuda dos scanners, neste ano houve aumento de 100% no número de pessoas autuadas.

"Quando o passageiro recebe a sua mala ela já foi fiscalizada e o passageiro então vai passar pela alfândega mais rápido", disse o auditor da Receita André Luiz Martins.Limites
Segundo a Receita Federal, o brasileiro só leva em conta o limite de US$ 500 em compras por pessoa e se esquece que também existe uma regra para a quantidade de mercadorias. O passageiro pode trazer 20 itens de até US$ 10 cada e 20 itens acima de US$ 10.

A Receita diz que a fiscalização está mais rigorosa para evitar que as pessoas comprem lá fora para revender no Brasil.

Segundo a Receita, houve uma mudança no perfil das apreensões, que passaram de aparelhos eletrônicos para roupas - compradas em grande quantidade principalmente nos Estados Unidos.

Só em Guarulhos, são apreendidas por mês três toneladas de roupas, além de lotes de relógios, remédios e suplementos alimentares. Apenas alguns objetos de uso pessoal são isentos.

"Estão isentos apenas o relógio de pulso que foi usado na viagem e que está no seu pulso, a máquina fotográfica que você utilizou na viagem e o celular que está habilitado e que você utilizou no exterior", explica Martins.
http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2012/05/receita-aperta-fiscalizacao-sobre-importados-em-aeroportos-de-sp.html

Ccagomes
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 27/05/2012
 
 
Guarulhos - Dúvida
postado por: Ccagomes

 mensagem postada em 27/05/2012 - 03:05:05hs
 

Pessoal, essa semana irei a Miami e voltarei na outra semana, inicio de Junho, fazendo conexao em Bogotá-Colombia e chegando por volta das 5:50 da manha em GRU.

Caso seja perguntado de onde estou vindo, devo falar primeiro que venho da Colombia? E falar miami apenas se ele perguntar se era conexao?

Estarei trazendo uma unica mala media/grande, uma mochila, e algumas boberas do free shop. Na mala poucas roupas e 3 peças de computador. Na mochila coisas como celular q usarei na viagem, fone de ouvido e outras bobeiras.

Vlw!!

Erika Mesquita
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 14/03/2012
 
 
Recife - 20/05
postado por: Erika Mesquita

 mensagem postada em 25/05/2012 - 22:05:18hs
 

Cheguei no voo da AA por volta da 9:00hs da manhã, acredito que estrategicamente a esteira que liberava as bagagens era a que ficava bem em frente a alfândega, e tinha um fiscal observando, ele que falava quem ia ou não para o Rx, apenas um rx estava funcionando, entrou um casal na nossa frente que foi mandado para o rx e na nossa vez o fiscal apenas fez um sinal para meu marido seguir para a saída, como estava atrás dele fiquei sem saber se olhava pro fiscal ou se passava direto, acabei perguntando é por aqui ou por ali, ele apontou para a saída. Estávamos com com duas malas grandes, uma média e uma pequena.

Carineas
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 26/03/2012
 
 
Guarulhos 23.05
postado por: Carineas

 mensagem postada em 25/05/2012 - 00:05:09hs
 

Gente,

passei por Guarulhos ontem por volta das 20.30, todos os atendentes do free shop comemorando pois o proximo voo seria apenas às 22:30, ou seja, meu medo apenas aumentou! Minha mala foi uma das ultimas a passar pela esteira, ou seja, metade tinha corrido pro free shop e a outra metade passando em peso pela alfandega.
quando fui passar ja nao tinha mais ninguem praticamente!
colei em uma familia que estava passando e havia apenas um senhor da federal, que apenas deu boa noite a todos e pediu que seguissemos. Bem tranquilo.

Anderson Lopes
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 02/05/2012
 
 
Chegada em Gru
postado por: Anderson Lopes

 mensagem postada em 24/05/2012 - 10:05:11hs
 

Cheguei as 0:50h do dia 22 em GRU no vôo da Copa que vem do Panamá. Estava morremdo de medo pq essa foi a primeira vez que desembarquei em GRU pelo desembarque internacional e estava trazendo duas malas grandes, mas deu tudo certo, passei pelo nada a declarar e não ví nenhum fiscal, joguei o papel da receita federal no lixo de casa, pq nem isso eles pegaram.

Mario Leonel Martinez Jr
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 21/08/2011
 
 
Gru hoje
postado por: Mario Leonel Martinez Jr

 mensagem postada em 24/05/2012 - 09:05:13hs
 

Hoje passamos por guarulhos as 6:30 da manha , tinha so um fiscal
E não vi parar ninguém , so me perguntou se eu estava sozinho
Pq eu tava com 2 malas grandes, ai disse que estava com a família logo
Atras e ele liberou. Bem tranquilo!

Mario Leonel Martinez Jr
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 21/08/2011
 
 
Carolina
postado por: Mario Leonel Martinez Jr

 mensagem postada em 24/05/2012 - 09:05:25hs
 

Fizemos exatamente isso, minha esposa esta gravida de 8 meses
Fomos para Orlando fazer o enxoval , n levAmos nada de mala e roupas,
Compramos tudo la desde mAlas a roupas para gente e o enxoval do
Bebe , gastamos uns 1000 dólares no enxoval, não nos pararam na alfândega
E deu tudo certo. Dividimos o enxoval nas malas de 3 pessoas caso
Nos revistassem mas nada de revista, pode ir tranqüila

 
No pavilhão do Marrocos, logo na entrada do Tangerine Cafe, você encontra algumas palavras escritas em árabe que traduzindo significa: "informações para turistas", ou seja, nada relacionado ao café como sugere.