Orlando Tickets Online
 

Voltei - Relato da minha viagem!

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
Elena Bessa
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 02/10/2011
 
 
Claudio e Mell
postado por: Elena Bessa

 mensagem postada em 30/01/2015 - 11:01:28hs
 

Claudio, mais um ótimo relato!

Especialmente a parte sobre Gringotts... Até a fila desse brinquedo é incrível e uma atração à parte! Não vamos comentar mais, para não dar spoilers aos nossos colegas... Só digo que ela é tão boa que vale a pena uma tempo de espera alto.
Deixa eu perguntar, vocês chegaram a ir naquele estúdio para filmar as fotos bruxas?

E Mell, ri muito com o relato do Test Track... Mas apesar dos imprevistos, sei que valeu a pena ir nesse brinquedo. Ótimo, né? :P

Abraços!

Thiago Acquaviva
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 06/03/2013
 
 
H2O (16/set) 19 - Vida marinha e seus espetáculos (parte3)
postado por: Thiago Acquaviva

 mensagem postada em 30/01/2015 - 11:01:24hs
 

Já passava da hora de comer, então seguimos rumo a um restaurante que vimos no mapa e parecia apetitoso ao nosso gosto.

Passamos pelo famoso jogo das pérolas, que pelo que eu vi virou tradição em diversos parque de Orlando, mas no caso do Sea World achei o mais interessante de todos, pois os visitantes escolhem a ostra que preferirem em um aquário enorme onde mergulhadores treinados interagem a todo o tempo e descem em busca de sua escolhida. Após tê-la em mãos, os mergulhadores a levam para a funcionária responsável pela cerimônia de abertura da Ostra, onde suas assistentes abrem as mesmas aos incríveis gritos de "Opa Opa Oyster" da simpática e divertida funcionária. Ponto para o Sea World!



Nosso destino foi o Voyagers Smokehouse e foi a grande decepção alimentar da viagem. Ao contrário de seu similar no BG, aqui as costelas que pedi no prato Barbecue Sparerib Platter vieram torradas, pequenas, finas, secas e deixou bastante a desejar. Lucas comeu Ceasar salad com frango e também não foi de todo agrado, poderia ser melhor.



Seguimos admirando as paisagens e sempre de olho nos melhores locais para fotos, e como todo parque em Orlando, sempre tem pontos estratégicos os quais Lucas parava eufórico para fotografar.



Paramos no Shark Encounter e adoramos! A famosa e antiga atração é realmente muito legal por nos colocar em uma perspectiva interessante em relação ao imenso aquário superior ao nosso redor! E claro, bate aquele medo ao pensar "se estourar estes vidros, estamos ferrados!" rs

Seguimos rumo ao Shamu Stadium para o mais famoso show do parque, parando para a foto clássica em cima da baleia Shamu ornamentada perto da entrada do estádio.



Ok, a foto não é nada clássica e eu só vi crianças ali, mas eu como uma convicta criança crescida, tive que subir e ter a minha própria fotografia! kkkkkkkkk

Adentramos o estádio e WOW mais uma vez. Que espetáculo!
Realmente só os 2 shows já valem o ingresso do SW! E ainda somado as 2 ótimas MRs, acaba sendo um parque imperdível, mesmo sendo mais simples e com outro propósito perto dos clássicos de Orlando, o que no final o torna um clássico de Orlando.
Aqui o nosso lado criança que assistia Eliana vem a tona, e nos emocionamos a fundo com o belíssimo show, onde mais uma vez eu me questiono "COMO ELES FAZEM ISSO?" sendo que são animais imensos, e deve ser ainda mais difícil de domesticar e treinar.
As mensagens de meio ambiente e dicas de convivência pacífica com os animais são claras e objetivas, o que dão um toque ainda mais reflexivo no show, nos fazendo parar e pensar a fundo ao unir o fato da grande admiração pelo que estamos vendo em ligação com o comportamento do homem ao destruir a própria natureza.








Saímos e ainda tínhamos 2h para aproveitar o parque, mas estávamos exaustos. Passamos em frente ao simulador Wild Artic e automaticamente o colocamos na lista de "motivos para voltar", pois a fila estava grande e o cansaço batia forte. Seguimos para o ponto do iTrolley no mesmo lugar que fomos deixados na ida, mas do lado oposto, e o pegamos para retornar a International Drive e consequentemente ao nosso hotel.

Chegamos no hotel, tomamos um belo banho, demos aquela relaxada express de meia hora enquanto conversávamos via whatsapp e cia com nossos familiares, e seguimos rumo ao nosso amado Dunkin Donut para atacar os deliciosos Boston Kreme para delírio de Lucas que é apaixonado pelos mesmos.
Chegando lá, para nossa surpresa, todos os Boston Kremes tinham acabado, Lucas desolado rs. Tivemos que fazer um imenso esforço e experimentar diversos sabores até então ainda não provados. rs
São deliciosos, mas o Boston Kreme ainda da de 10 a 0 em todos.



Voltamos ao hotel depois de uma passada em lojinhas Gift Shop da ID, e dormimos ansiosos. Finalmente no dia seguinte seria dia de Universal Studios!

Thiago Acquaviva
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 06/03/2013
 
 
Res: 09.01 - Do Beco Diagonal a Hogsmeade: uma explosão de magia (Parte I)
postado por: Thiago Acquaviva

 mensagem postada em 30/01/2015 - 10:01:12hs
 

Cláudio, adorei os relatos de hoje!
Em especial a nova atração do Harry Potter, realmente é incrível, e proporciona uma aventura única a todos os tipos de idade, né! Mas apesar de termos adorado, Lucas e eu preferimos a Forbidden Journey! rs

Queria abrir 2 parênteses aqui, um para a atração do Islands, a Pteranodon Flyers! Achamos injusto só poder entrar com crianças rs, parece ser bem legal mesmo sendo bem simples. Vi vários adultos querendo ir e não deixam se não tiver uma criança acompanhando rs

E sobre a foto dos hambúrgueres, parabenizo toda sua família por seguir junta na esbórnia gastronômica de uma bela viagem a Orlando! Isso é raro acontecer, sempre vejo membros das famílias reclamando da gordura, hambúrguer, bacon, etcetc, mas vocês são dos meus! É férias, é outro país, outro mundo, já somos obrigados a nos regrar tanto no Brasil, tem mais é que aproveitar mesmo! rs parabéns pros 4!

Rafael Gama
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 26/11/2012
 
 
Res: Relatos
postado por: Rafael Gama

 mensagem postada em 30/01/2015 - 09:01:21hs
 

Cláudio,

seria uma experiência única se conseguíssemos concretizar a formação de um grupo VPOense para uma viagem em Orlando.

É claro que eu, minha esposa e minha filha gostaríamos de participar dessa viagem.

Opa, mais uma para a big trip rumo a Flórida...vai ter criança e assunto que não vai acabar mais!!!

Ricardo embarcando na trupe!
abs
(mensagem de Claudio H.F.)


Fabio1981
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 18/06/2014
 
 
Res: Fabio1981
postado por: Fabio1981

 mensagem postada em 30/01/2015 - 08:01:07hs
 

Andréa,

Exatao....tb li nos blogs que tem 2 opções....vc tem q fazer reserva com antecedência se quiser bolo digamos personalizados ou se for um bolo digamos mais simples assim que você chega no restaurante já tem que pedir e fica em torno de usd 30,00.

Qnt ao site de surpresas no quarto achei bem legal + um assalto kkkkk

Vc falou td só de estar na Disney já é um Sr. presente kkkk



Mell
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 08/10/2014
 
 
15# O Futuro como poderia ser cont1
postado por: Mell

 mensagem postada em 29/01/2015 - 18:01:13hs
 

Então era hora de Soarin (fast-pass indispensável, sério você simplesmente não consegue entrar sem um, a fila estava quilométrica e olha que era um dia super tranquilo de baixa temporada). Se não fosse a fila, com certeza eu repetiria!!! Mas com certeza!!! É um baita (tipo 16 côvados de altura) simulador de asa delta. Você senta numa cadeirinha fica balançando os pezinhos enquanto voa para diversos lugares. Como a tela de projeção é côncava e você quase entra dentro dela, quando você olha para os lados também vê as paisagens. E sente o cheio da floresta e do pomar tornando a experiência ainda mais real.
A próxima atração era do Nemo, meio infantil, mas os holográficos dentro dos aquários são muito realísticos e os próprios aquários lindos.
No final há uns cenários muito criativos para tirar fotos. Eu amo o Figment – pronto, falei! Por isso arrastei, literalmente, a família a contragosto, para ver o dragaozinho espevitado. Éramos nós e um monte de crianças na fila. Tive meu momento nostalgia e passei o resto da tarde cantando “Imagination, Imagination...” (Se você viaja desacompanhado de crianças, pule essa parte ou vai padecer deste mesmo mal).Então já era hora do almoço e fizemos nosso pic-nic. O sr Oliveira comprou uns refrigerantes para acompanhar. Eu era a favor de comer e depois matar a sede com os refris da coca, mas a sra. Oliveira me olhou atravessado me mandando parar de ser tão mão-de-vaca. Não insisti mais depois do olhar atravessado. Então demos uma rápida passadinha no club cool da Coca-Cola para experimentar os exóticos sabores. O da Grécia foi eleito um dos melhores e o da Itália tem gosto de água tônica, pra quem gosta não é tão ruim assim!
Matada a sede, a família oliveira estava pronta para entrar no world showcase. Com passaportes a postos (não deixe de pegar o seu!) iniciamos nossa volta ao mundo em 510 minutos.

Mell
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 08/10/2014
 
 
15# O Futuro como poderia ser
postado por: Mell

 mensagem postada em 29/01/2015 - 18:01:58hs
 

Quinta era dia de visitar o Protótipo de Comunidade Experimental do Amanhã – vulgo EPCOT. Acordamos rotineiramente ás 7h, fomos tomar café e trouxemos margarina e cream cheese para o quarto. Almoço do dia: sandwish caseiro! (pão com queijo + Pringles à US$ 1,75 – economizamos uns bons obamas almoçando assim). Com as malas cheias de guloseimas saímos saltitantes de alegria rumo ao complexo Disney.
Fiquei com um medinho de passar na inspeção, porque minha mochila particularmente só tinha comida: sandwishes, batata, cookies, barras de cereal, chicletes, 2 garrafas de água e mais alguns pacotes coloridos de alguma porcaria bem gostosa. Mas não tive problemas. Carreguei novamente a família para tirar foto na entrada (tire foto de dia e de noite nos mesmos lugares, fica um efeito legal nos álbuns) e seguimos para a Spaceship Earth (a “bola”) gastar nosso primeiro fast-pass. Sempre achei um jeito didático de aprender história. (acho que na escola todos deveríamos fazer uma excursão no EPCOT com o professor de História!). Sem contar a perfeição dos animatronics e agora tem uma parte interativa para “planejar” seu futuro bem divertida no final.


Depois fomos corajosamente encarar o desafio do Mission: Space. Era uma atração nova para todos nós, e eu estava ansiosa para conhecer por causa dos comentários e recomendações do VPO. Oliveirinha caçula e eu escolhemos sem pestanejar o lado laranja (+radical). Sr e Sra Oliveira, depois de darem uns passos no corredor verde, vieram correndo se juntar a nós. Família unida, sofre unida! Eu que amo física já estava deslumbrada com a atração e quando apareceu o McCoy (fã de StarTreck, série original) esta galgou alguns degraus no meu conceito. Daí você entrava na cabine minúscula e simplesmente simula o lançamento de um foguete. E é simplesmente fantástico! A força “propulsora” é tamanha que quando você tenta apertar os botões na tela quase não consegue empurrar o próprio dedo. Muito bom. Rivaliza apenas com o Soarin no quesito melhor atração.
Ao lado o TestTreck estava com 25 minutos de fila (tinha diminuído desde que o parque abrira) e como estávamos com tempo em nosso cronograma enfrentamos a fila. - Na entrada o moço me deu um crachá vermelho e pediu para entregar para o último cast member que eu passasse. Nossa levei um susto na hora e fiquei tentando lembrar o que é que eu tinha feito de errado! Para meu alívio descobrimos que é assim que eles calculam o tempo de espera da fila. - E depois que você entra os mino pira lá dentro! É uma atração patrocinada pela Chevrolet trazendo o que há de novo no mundo da pesquisa automobilística. Na fila vai se passando por protótipos que vão de carros miniatura a motores de propulsão a gás. Único fato que obscurece um pouco a memória da experiência foi uma família perto de nós que a mãe colocou aquelas sandálias de E.V.A. na pobre da criança. Quando ela tirou a sandália para ajeitar a correia fomos atingidos por uma nefasta névoa odor cheetos bola e ficamos cheirando gorgonzola por todos os 25 minutas da fila! (Em qualquer mercado, farmácia ou comércio eles vendem produtos, sray ou pó, para calçados. POR FAVOR, coloque no seu calçado para não quase matar as pessoas ao seu redor!!!)
Depois entramos numa sala e, aos pares, podemos montar nossos próprios veículos – virtualmente é claro. Iniciou-se uma ferrenha competição entre as Oliveiras Masters e Oliveiras juniors. O carro é elaborado levando em consideração a potência, capacidade, responsividade e eficiência. O possante desenvolvido pelo time junior foi uma enorme -- palavra censurada -- ete 4x4 para rali, cheia de turbos (o céu é o limite então enfiamos bem o pé na jaca) e boa aerodinâmica. Verde Limão. (e olha que o tempo para escolhermos entre as 1001 opções de acessórios, cores e modelos é muito curto). Depois a gente vai testar e comparar os carros. Placar 3x1 para as orgulhosas Juniors, perdemos só para 80% de eficiência dos Masters.
Ah, na saída você pode comprar lembrancinhas da Chevrolet. Não sei porque o Sr Oliveira não quis comprar essa aí pra mim!

Fernando C. M. Fernandes
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 21/04/2013
 
 
Res: Relatos
postado por: Fernando C. M. Fernandes

 mensagem postada em 29/01/2015 - 17:01:11hs
 

Oi Claudio...voce pode me mandar as dicas de Old Town tambem? Desde os relatos do ano passado fiquei com muita vontade de ir la e conhecer aquela casa mal assombrada que voce falou...
Vou deixar meu email no bate papo.
Um grande abraco e muito obrigado...

Email sobre Old Town enviado!
abs

Ei Claudio nem esquenta cara. Quanto mais informação melhor!!!
(mensagem de Ricardo Batista)



(mensagem de Claudio H.F.)


Pedro Padilha
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 17/01/2014
 
 
19º dia (17 de junho) SeaWorld
postado por: Pedro Padilha

 mensagem postada em 29/01/2015 - 13:01:38hs
 

O “segundo” dia de SeaWorld foi muito melhor. Fizemos de conta que era o mesmo dia e ignoramos a Manta.





Fomos logo a Journey to Atlantis e Kraken. Essa é outra montanha russa de que gosto muito. Percebe-se de que gosto de quase todas! Fomos várias vezes seguidas. Até a Mariana tomou coragem e foi.





Fomos ao show das orcas. Diogo havia ficado frustrado em 2011 porque não teve companhia para ficar na splash zone e ser molhado pelas baleias. Dessa vez teve a companhia da Amanda e ficaram extasiados quando duas baleias deram um banho neles!
As crianças ficaram meio sem reação ao ver aqueles animais incríveis. Cheguei a achar não tinham gostado. Depois tive a certeza de que estava enganado na minha avaliação inicial.


Almoçamos no buffet de massas do Terrace Garden. Tinha lido críticas não muito favoráveis, mas gostamos das comidas.
Na verdade li críticas aos buffets em geral sob a alegação de que a comida é sem graça porque é feita em quantidade. Nossa experiência foi um pouco diferente. Comemos muita coisa boa e o buffet tira dos seus ombros aquela sensação de olhar para um outro prato e achar que deve estar mais gostoso do que o seu e que você poderia ter escolhido melhor. Se você não gostar do que provou, pegue outro prato e experimente outra coisa. Sem falar que quem tem filhos sabe como é frustrante quando chegam os pedidos, a criança mal coloca um pedaço de comida na boca e diz que não vai comer porque não gostou. Resumindo, recomendo para quem viaja com filhos pequenos. Até mesmo porque Miguel e Ana Luísa não pagavam porque tinham menos de 3 anos.
No fim da tarde, fomos ver as orcas novamente.



Resolvemos parar na parte de observação. Não havia ninguém. Também pudera. Não havia nEMHuma baleia naquele tanque. Quando já íamos embora, surgiram três baleias! Foi outro dos momentos mágicos da viagem. As crianças ficaram entusiasmadas desta vez. Ficamos vários minutos sozinhos com aqueles animais magníficos até que deu a hora de vermos o show. Desta vez as crianças gritaram e pularam de emoção com o espetáculo.


Vimos os tubarões e as crianças gostaram bastante. Não fomos ver os pinguins porque a fila estava gigantesca e li que era muito frio lá dentro. Não queria arriscar que a Ana Luísa tivesse uma recaída.


Foi o dia do segundo jogo do Brasil. Não vimos. O motorista da van nos contou que havia sido um empate sem gols e sem graça. Não tínhamos perdido nada de mais.

Ricardo Batista
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 07/01/2014
 
 
Res: Relatos
postado por: Ricardo Batista

 mensagem postada em 29/01/2015 - 12:01:00hs
 

Claudio, sem querer abusar da sua boa vontade, eu deixei o meu e-mail no bate papo, pois queria que umas dicas sobre Old Town, achei bem legal o seu post e estou pensando em inclui-la na minha programação.

Valeu pela atenção!!!

Abrs.