Orlando Tickets Online
 

Voltei - Relato da minha viagem!

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais recente para a mais antiga
 
Índice  
Flavia e Fabio
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 06/06/2012
 
 
Relatos
postado por: Flavia e Fabio

 mensagem postada em 06/11/2014 - 09:11:21hs
 

ELENA
estou AMANDOOO seus relatossss!!
tbm sou Pottermaniaca e estou mega ansiosa pra conhecer o Beco Diagonal.. vendo seus relatos a vontade só cresce !!!!!!

GABRIELA
Seu começo foi DEMAIS!! não tem como se apaixonar por aquele lugar incrivel !!
sou suspeita, pois sempre foi meu sonho, desde pequena!! Ansiosa por seus relatos...

RENATA
Amei sua blusinha.. tbm tenho uma olha minha foto, estou com ela!! quando eu fui ano passado, a Minnie passou na parada da tarde e quando me viu apontou pro vestido dela e pra minha blusinha e fez um coraçãozinho.. quase morri.. hahahaha fiquei tãooooo felizzzz !!
contiue os relatossss.. estãooo OTIMOSSS !!!

Liege Ribeiro
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 26/04/2011
 
 
Prólogo e Renata
postado por: Liege Ribeiro

 mensagem postada em 06/11/2014 - 14:11:53hs
 

Gabriela, depois desse começo todos estão ansiosos pelos seus relatos!! Tenho uma experiência mais ou menos parecida com a sua! Nos meus 15 anos todos os meus amigos foram para a Disney, mas eu, adolescente nerd/cult, quis ir para a Europa. Não fazia a menor questão de ir! Até que comecei a namorar com meu atual marido (voltei a namorar, na verdade, mas é uma história a parte... hehehehe) e ele encheu o saco até me convencer a ir, e... não é que me apaixonei por aquele lugar?? Estamos indo novamente em maio do ano que vem e a contagem regressiva já começou!!

Renata, seus relatos estão ótimos! Onde mesmo que você comprou essa blusa linda da Minnie??? PRECISO de uma!!

Gabriela Uberti
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 11/11/2013
 
 
Capítulo 1 - Preparativos
postado por: Gabriela Uberti

 mensagem postada em 06/11/2014 - 14:11:20hs
 

.Depois de decidir ir para miami com minha mãe, comecei os procedimentos para tirar passaporte e visto. Que burocracia. Hoje em dia tá muito mais fácil. Em 2011, tava muito difícil para agendar. Que saco. Não ia dar tempo. Acabou que desistimos de ir. O dólar começou a crescer. Junto cresceu o monstro despertado pelo VPO. Só pensava em ir para Disney. Nesse tempo me informei muito sobre. Descobri coisas que não sabia. Fui anotando dicas. Mas sem muita perspectiva de quando iria.
Meu marido quis ir algumas vezes para eu parar de encher o saco. Mas só podia ser em janeiro e julho. Datas mais do que definidas para mim que não iria. Não queria mais pegar aquele tanto de filas. Credo. Nem queria ir no verão insuportável ou no frio. Cada vez mais o sonho ficava distante.
Minha mãe falou uma vez que se passasse em outro concurso, me daria as passagens para Orlando. Promessa motivadora. Em poucos meses passei. Ganhei as passagens. =D Mas ainda tinha o problemas das datas. Queria ir ou em abril/maio, ou setembro/outubro. Marido não podia. Que triste. Ia só com minha mãe e irmã. Queria ir com o marido. Fiquei desmotivada.
Eis que em maio, meu marido conversou com o chefe e esse liberou as férias fora de janeiro e julho. Uauuu. Mas já me avisou: “marca para quando você quiser, pelo tempo que quiser, para fazer o quiser. Porque nunca mais boto meus pés lá. Coisa de criança.”
As coisas só melhoravam. Marquei. 21 dias. Outubro. Halloween. Todos os parques. Vôo direto para Orlando. Se der, passa em Miami. Não faço questão. Quero é Orlando. E assim começavam os preparativos.
Comecei o roteiro. Dúvidas quanto ao busch gardens. Medo horrível de montanha russa. Pânico. Parece que vou morrer. Como ia para a montanha russa do Hulk. Que diabo eram aqueles vídeos no you tube. Não era de Deus. Afff. Mas eu ouvi. “vai para todos os brinquedos sim. Tá pagando ingresso caro. Não quero ouvir que tem medo”. Jesus. E agora?
Não tem como não ir no Island, por causa do Harry Potter. Mas se for, vou ter que ir no Hulk. Aí. É o jeito. Mas se vou no Hulk, vou no busch também. Quero ver a shamu, mas vou ter que ir na manta. Mas que raio de posição é aquela? Aíiii. Assim, começava o #ProjetoCorajosaNaDisney.
Comprei as passagens em Maio. Dias antes do meu aniversário. Que felicidade. Poucas coisas me fizeram tão feliz como saber que estava finalmente indo para Disney.(acho que só se iguala quando comprei meu primeiro carro e ganhei minha cachorra). Logo eu que antes não queria. Falava de Disney com todo mundo. A chata da Disney. Só quem gosta, entende.
Fui de Copa. Estava um bom preço. 1600 e uns quebrados com as taxas.
Parenteses aleatório: no dia do meu aniversário saiu uma promoção/erro da GOL. Ida e volta por 300. Fala sério. Morreram de me ligar para me contar. Tava dormindo. Saco. Perdi. Fecha parênteses.

Gabriela Uberti
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 11/11/2013
 
 
Capítulo 2- Voo
postado por: Gabriela Uberti

 mensagem postada em 06/11/2014 - 14:11:18hs
 

COPA AIRLINES
O que achei de copa? Então. Já tinham me dito que não era lá grande coisas. Mas valeu. Os voos da ida foram muito pontuais. Comida marrom. Passei mal depois. Não se foi comida. Pode ter sido ansiedade. De qualquer forma, levem comida (doritos, ruflles,...) com vocês no voo. As vezes, você fica com fome e eles demoram para servir. Melhor sobrar do que faltar. Vai por mim.
Na volta, foram pontuais também. Mas tivemos problema de neblina na volta de Orlando para o Panamá. Ficamos parados por mais de duas horas em um aeroporto próximo. Presos no avião. Sem comida. Sem água. Sem informação. Banheiro? Pode esperar.
DICA: De acordo com minhas pesquisas no fórum, os aviões da copa são iguais dos da gol. Descobri que havia uma fileira com maior espaço para perna e que reclinava. Isso tudo com dicas de vocês. No caso, acho que do santo Roberval (valeu!). Gente, é a melhor fileira do avião. É só você ver o modelo da aeronave e pesquisar onde fica a saída de emergência. E veja (importante) as cadeiras que reclinam. Em uma das fileiras, elas não reclinam. Então, o negócio é espaço para pernas e que reclinem. No meu caso, o numero da fileira era 18. Thiago agradece até hoje. Falou que pesquisei os mínimos detalhes. E eu juro. Esse detalhe faz toda a diferença nas horas de voo. TODA. Parte chata: menores de 18 anos não podem ir. Peninha.
*Comissários de bordo: todos panamenhos. Espanhol um pouco complicado. Inglês incompreensível. No Geral, atendimento razoável. Não é ótimo, mas não é ruim. Ta ok.
*Malas: Então, duas coisas. Só peguei minhas malas depois que despachei. Em Brasília mesmo, quando cheguei. Mas você tem que ficar atento se na conexão você não tem que despachar novamente. Vai de cada cia.
Outro ponto. Embalei minhas malas. Ganhei no estacionamento do hotel um rolo para embalar malas de uns brasileiros que estavam fazendo check out. Havia sobrado. Uau. Super providencial. Se você me deu o rolo e lê o VPO, valeu mesmo. Um rolo foi mais que o suficiente para 4 malas muito bem embaladas. A primeira mala é a mais difícil. O resto vai fácil depois que pega a prática. (para pagar para embalar, sai 15 dolares por mala). Então. Mas uma mala minha foi aberta pela TSA. Chegou intacta por dentro. Por fora, ficou um pouco prejudicada. Já tinham me dito aqui que eles maltratam um pouco as malas no aeroporto. Então, por favor, embalem suas malas.
Ah comprei na ross também uma balança de pesar malas. Da samsonite. Compre também. Foi menos de dez dolares.
Consideração final sobre a copa: se estiver num preço razoável, compre. Não tenho grandes reclamações. Poderia ser melhor, mas...ta valendo.

- TURBULÊNCIAS:
Então, na ida do Panamá para Orlando pegamos turbulência forte. Não fortíssima. Mas acho que a maior que já peguei. Ele sacudia bastante. Algumas pessoas estavam um pouco tensas no aeronave. Mas eu e o Thiago estávamos rindo de uma família de brasileiros que estava rachando de rir com a turbulência. Um menino pequeninho ria sem parar. Se amarrando. Vai entender. E eu fiquei rindo. A adrenalina já começava no voo. rs. E apesar do meu sonho, fiquei tranquila. Vale dizer que tomei um lexotam antes. Melhor do que se estressar.

DICA FINAL E PESSOAL: Se você já sonhou que o avião que você ia para algum lugar vai cair, não se desespere. O meu não caiu. Foi só um sonho. Quando falei para minha mãe, ela ficou muito preocupada. Muito mesmo. Me fez até fazer um testamento deixando meus bens para meu irmão. Rsrs. É sério. Mas perto da viagem eu já estava muito tranquila, então não me preocupei. Se fosse a minha hora, era porque Deus queria assim. E tomei um lexotam também. Hehe. Mas sério: não deixem de ir por medo.

Gabriela Uberti
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 11/11/2013
 
 
Capítulo 3 - Outras considerações - Parte 1
postado por: Gabriela Uberti

 mensagem postada em 06/11/2014 - 14:11:36hs
 

SEÇÃO 1 – O HOTEL:

Nos hospedamos no Sunsol da Internacional Drive. Infelizmente não achei muitas referências aqui sobre ele. Já no tripadvisor ele eram bem conceituado. Queria ficar no lake buena vista resort, mas o Thiago fazia questão que o hotel tivesse café da manha, apesar dos meus avisos. ¬¬
Então, eu super recomendo master plus o Sunsol. Foi umas das minhas maiores surpresas da viagem. É um hotel barato. Faz o tipo motel. Mas não tive problema. Não vi relatos de roubos. Quarto de tamanho bom. Camas confortáveis. Limpíssimo. Sem cheiro nenhum. Tem cofre. Funcionários prestativos. Perdi o cartão do quarto mil vezes e eles sempre me davam um novo. Café da manha marrom... mas não podia ser tudo perfeito. Tem também uma taxa de resort de $6 dólares/dia. Eles tem só uma piscina. Mas todos outros hotéis tem essa taxa. Tá de boa.
Nota 10 para o hotel. Ficaria de novo tranquilamente. Ótimo custo-beneficio. Localização perfeita.
Agora dois comentários particulares sobre hospedagem: 1º por favor, se você vai com uma pessoa que não faz pesquisa nenhuma do lugar, não ouça as vontades dela. O Thiago queria que tivesse café da manha. Deixei de ficar no hotel que queria (o que foi bom, porque era longe) por causa desse pedido. Conclusão: café da manha em Orlando é complicado. Acabamos comendo várias vezes fora. Então se você estar pesquisando, você escolhe... não da muita trela para os outros não.
2º ponto: esse é muito complicado. Muito mesmo. Thiago quis dividir o quarto do hotel com minha mãe e irmã por contas dos gastos da viagem, apesar das minhas objeções. Nem sairia tão mais caro se alugássemos um só para agente. Mas.... Então. Burrice. Eu sei. Devia ter fincado o pé. Não economizem com isso. É a sua privacidade. E outra. Tivemos uns desentendimentos na viagem. Foi complicado todos estarem no mesmo quarto depois disso. Thiago se arrependeu amargamente. Passou a viagem toda falando que devia ter me escutado. Devia mesmo. Se arrependeu disso e de dividir carro.

SEÇÃO 2 – O CARRO:

Aluguei pela -- palavra censurada -- que obteve o melhor preço com a álamo. Aluguei uma minivan. Uma da Crysler. Me apaixonei. Super confortável. Coube todas as malas. A álamo fica no piso abaixo do desembarque em orlando. Vai seguindo as placas para não se perder. O aeroporto é grande.
Obs: não alugue gps com eles. Sério mesmo.
Consideração final: voltaria a alugar pela álamo e por intermédio da -- palavra censurada -- (que foi onde consegui o melhor preço).

SEÇÃO 3 – GPS:

Então, se tiver gps leve. Se não tiver, não alugue com a locadora do veículo. Sério mesmo. Ficava mais de 400 dolares para alugar pelos 21 dias. Muito caro. Você compra um mais em conta. E vai ser seu. Foi o que eu fiz.
Mas você vai passar umas raivinhas até arrumar um lugar para comprar. Não conhecia a cidade, então nos perdemos. Numa dessas perdidas foi que encontramos o Brazil Center. Compramos lá o gps. Um pouco mais caro, mas valeu a pena. Já vem configuradinho e eles são bem atenciosos. Estávamos perdidos a algum tempo, eu não estava passando bem e estava chovendo. Tinha de comprar.
E só para deixar muito claro, não tem como ficar sem gps lá. Não mesmo.

SEÇÃO 4 – INGRESSOS:

Comprei todos meus ingressos no Brasil. Já queria ir com tudo pago, porque caso acontecesse de precisar o cartão, não teria outras dívidas. Melhor coisa. Torrei o cartão. (Touro com ascendente em capricórnio? Será?)
Acho que não posso falar onde comprei meus ingressos. Mas o lugar dividia em quatro vezes e em real. Os ingressos são enviados para sua casa. Chegou rapido e sem problemas. Aprovei. (ps: encontrei em Orlando um lugar que vendia os ingressos por metade do preço, mas não sei se é confiável)
Comprei meus ingressos de halloween pelo sites oficiais. Tirando o do busch que comprei na hora. E confirmando a dica que me deram aqui sobre o halloween da universal. Pelo amor de Deus, comprem o express. Foi um dos dinheiros mais bem gasto de toda a viagem. Você não vai se arrepender. As filas são gigantes. Tipo fila de altíssima temporada. Demora horas. Com o express é muito rápido.
Em resumo, comprei os seguintes ingressos: 4 dias de wdw com os parques aquaticos e fui no disney quest tambem.
Discovery cove com nado de golfinhos, aquatica, sea world e busch gardens
universal e island park to park e wetn wild (que não fui ;o )
mickey not so scary
halloween da universal + express
halloween do busch.
É. todos os parques menos legoland. Lembra que o thiago falou que não ia mais pisar lá? Então.

Gabriela Uberti
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 11/11/2013
 
 
Capítulo 3 - Outras considerações - Parte 2
postado por: Gabriela Uberti

 mensagem postada em 06/11/2014 - 15:11:19hs
 

SEÇÃO 5 - ÉPOCA DA VIAGEM:

Minha viagem foi do dia 14/10 ao dia 3/11 (cheguei dia 4). Gente, essa época lá é P-E-R-F-E-I-T-A. Escolha certeira. Só peguei um dia de chuva que foi o dia da chegado. Era uma chuvinha só. O resto dos dias foram praticamente só de sol, sol, sol. Mas não o sol escaldante de julho. Um sol gostoso, com a temperatura na faixa do trinta. Sem calor. Sem frio. Uma delícia. Infelizmente, a partir do dia 31 a noite começou a fazer muiiiito frio. Muito mesmo. Tanto que ia no dai 1º/11 para o wetn wild, mas o parque permaneceu fechado devido ao frio. =( - mais um motivo para eu voltar. Ps: amigos que foram em agosto, setembro e começo de outubro relataram temperatura quente e com muita chuva. Achei minha época a ideal.

SEÇÃO 6 – FOTOGRAFIA:

Passei as fotos para o computador e deram mais de 8 mil fotos. Jesus. Achei que era loucura quando me falavam que tiravam muitas. Tiramos as fotos com o iphone. Ficaram ótimas
*Memory maker: Por favor, compre. Comprei uns dias antes de ir por 149 dolares. Vale super a pena. Cada centavo. As fotos ficam muito boas, principalmente as que se tiram a noite. As do cel na saem tão boas essa hora. Outro dinheiro bem gasto.
*não comprei os pacotes de foto do seaworld e da universal. Pelas dicas daqui, não valia a pena.
*me arrependi de não ter comprado as fotos do nado com os golfinhos. =( mas era muiiiiito caro. É um preço muito exorbitante. Eram tipo 8 fotos, com chaveiro (?), e um dvd pela bagatela de 220 dólares. Algo assim. Achei muito surreal. Ainda mais comparando com o pacote das disney que você tira quantas fotos quiser por 30 dias por um preço mais justo. Ai não comprei. Mas meio que me arrependi. Tem horas que acho que compraria tem horas que não.
*Go Pro? Então, no ultimo dia da viagem descobri para que servia a go pro. Me arrependi de não ter comprado no inicio da viagem. Se você for para Orlando, compre quando chegar lá. Parece que vale muito a pena. Mas não comprei a go pro. Comprei uma da sony. De acordo com o vendedor da best buy essa era melhor. E mais barata. Fez uns vídeos la com as duas para provar que era melhor. A go pro hero 3 estava 199 dólares. A da sony estava 100. Vai da sua escolha.
Ps: reitero minha tristeza de não ter comprado no inicio da viagem. Até hoje penso nas imagens que poderia ter feito no discovery. =( os motivos, contarei em breve.

SEÇÃO 7 - CONSIDERAÇÕES FINAIS:

Pensei muito se escrevia algumas coisas, mas lá vai.
1 – Quando for viajar com alguém, tenha certeza se a pessoa está na mesma vibe que você. Como disse, minha mãe foi também. Só que quando ela viu os preços dos parques, ela desanimou de ir. Ai eu já sabia que ia ter problemas. Por causa do carro que alugamos juntos. Chegávamos cansados depois de um dia todo no parque e ela queria sair. Queria ir para as compras sempre e nós estávamos na onda de ir para o parque que era o foco da minha viagem (apesar de ter comprado bastante). Isso e outras coisas geraram alguns desgastes. O foco das duas viagens era diferente. Só podia dar problema.
2 – Relembrando outra dica: Pelo amor de Deus, casal não divide quarto com ninguém. Não divide. Ponto.
3 - Não se converte dólar para real quando o assunto é comida. Não faça isso. Se um hambúrguer é dez dólares, não converta e ache que ele custa 25 reais. Você tem que pensar que ele custa 10 dinheiros. É serio. Algumas coisas você vai achar caro se converter e não é a realidade. O problema é a nossa oscilação cambial. Eles não tem culpa disso. Converta tudo, menos isso.
4 – Essa é importante. De verdade. Você vai planeja, replanejar, conferir e planejar de novo sua viagem. Algumas coisas não vão sair conforme você planejou. Não é praga. Elas só não vão. Mas NÃO PERCA SUA FELICIDADE POR ISSO. Não estresse. Curta. Você pagou caro para estar ali. Não perca mais do que um minuto ficando decepcionado. Não vale a pena. Nem todo meu cronograma deu certo. Tive alguns contratempos. Não fiz nem METADE do que queria e planejei. Mas pensei: e daí? to onde quero. É isso que importa. Não deu certo. Não deu. Só mais um motivo para você voltar.

Thais de Vito
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 09/04/2014
 
 
Res: Capítulo 3 - Outras considerações - Parte 2
postado por: Thais de Vito

 mensagem postada em 06/11/2014 - 15:11:53hs
 

Adorei suas considerações, Gabriela.

Tb acho que casal não divide quarto.. mas sou até mais chata... Acho difícil mesmo viajar com alguém... Um casal de amigos nossos iria com a gente - acabou não dando certo, eles vão antes - mas mesmo estando super na mesma vibe, nos damos super bem, filhas da exata mesma idade, a gente estava ciente de que iríamos ter programas juntos, mas tb teríamos programas separados. Só assim pra dar certo.
E viagem com meu marido e minha mãe, nem pensar...rsrs

Gabriela Uberti
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 11/11/2013
 
 
Res: Capítulo 3 - Outras considerações - Parte 2
postado por: Gabriela Uberti

 mensagem postada em 06/11/2014 - 15:11:59hs
 

Pois é...antes de decidirmos ir com minha mãe... iamos com um casal de amigos... era a mesma vibe... mas desisti, porque sabia que não ia dar certa... esse tipo de viagem, como tem muita coisa para fazer, o ideal é ir com o menor número de pessoas possíveis. ja ouvi relatos de gente que foi com muita gente e não aproveitou direito. o ideal é só marido e filhos, se tiver.

e realmente, casal não divide quarto. eu estava angustiada desde que reservei o hotel porque sabia que não ia dar certo. Mas fui voto vencido. =(
E não se viaja com mãe e marido, mesmo que em quartos separados. Não mesmo. rsrs

Adorei suas considerações, Gabriela.

Tb acho que casal não divide quarto.. mas sou até mais chata... Acho difícil mesmo viajar com alguém... Um casal de amigos nossos iria com a gente - acabou não dando certo, eles vão antes - mas mesmo estando super na mesma vibe, nos damos super bem, filhas da exata mesma idade, a gente estava ciente de que iríamos ter programas juntos, mas tb teríamos programas separados. Só assim pra dar certo.
E viagem com meu marido e minha mãe, nem pensar...rsrs


(mensagem de Thais De Vito)


Gabriela Uberti
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 11/11/2013
 
 
Res: Capítulo 3 - Outras considerações - Parte 2
postado por: Gabriela Uberti

 mensagem postada em 06/11/2014 - 15:11:55hs
 

Não comecei os relatos dos parques ainda porque as fotos estão no meu pc emprestado para baixarem as fotos. Vou pegar final de semana e começar a postar. Mas as fotos são ridiculas. Já vou avisando. Vai ser tipo vergonha alheia. rsrs

Patymm
 
Membro
 
 
 
Inscrição: 19/06/2013
 
 
Res: Capítulo 3 - Outras considerações - Parte 2
postado por: Patymm

 mensagem postada em 06/11/2014 - 15:11:06hs
 

Gabriela!
Adorei suas considerações, tem tudo a ver.
Às vezes o pessoal se empolga de viajar muita gente, pra ser mais animado e tals, mas caem em várias "ciladas". O negócio é: quer ir todo mundo, beleza. Mas cada um na sua, literalmente: no seu quarto, no seu carro, no seu programa.
Ansiosa pelas fotos, mesmo que "ridículas"... hehehe
PS: Adorei seu jeito espontaneo de escrever

 
Originalmente a entrada principal do pavilhão mexicano (Epcot) era pela lateral direita da pirâmide, mas foi alterada para frente, pois os visitantes confundiam-se.