Alfândega - Relatos

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 

O objetivo do presente tópico é o de servir de espaço para que possamos postar - relatos - sobre as nossas experiências com a alfândega (exclusivamente). Peço que questionamentos sobre a "cota de isenção" sejam reservados para o seu tópico específico - Alfândega - Cota de Isenção.

leia essas informações
 
Índice  
 
 
Paulinhaa - roupas

 mensagem postada em 11/06/2012 - 00:06:09hs
 
 

A dica pra trazer é..

Cada dia que vc vai pro parque, caso seja no frio já é um jogo de roupas, se pegar brinquedo que molha, outro jogo.

Depois do parque tipo Seaworls e Universal dá tempo pra ir pro hotel e se arrumar pra ir pra algum lugar, tipo outlet ou restaurante..

Faça as contas de quantos jogos de roupa vc usa no dia e o que sobrar de roupa nova misture com as usadas.. e vai na fé...

Meias sujas dentro dos tenis tb ajuda.. (caso compre tenis ,suje a sola na lama e coloque dentro de um saco plástico reforçado...)

 


 
São Paulo - 06-06-2012

 mensagem postada em 10/06/2012 - 22:06:00hs
 
 

Chegamos de viagem essa quinta pela manhã, na alfandêga estava tudo muito tranquilo, apenas uma pessoa na saída que sequer pegou declarações de bagagem de ninguém. Como sempre dá aquele frio na barriga,mas foi tudo tranquilo. Estávamos em 3 pessoas, 1 mala grande 1 média e uma de bordo para cada. Nada além do normal

 


 
Paulinhaa

 mensagem postada em 10/06/2012 - 14:06:59hs
 
 

Obrigada. Pois é, eu pensei nisso também, com eles vão saber se a roupa é nova? Ela pode ser conservada! Mas vou fazer isso mesmo, levar pouca roupa, usar as novas na viagem... mas que dá um medinho, dá! ehe

 


 
Ana Paula

 mensagem postada em 10/06/2012 - 13:06:22hs
 
 

Oi Ana se as roupas forem para vc mesma ou em poucas quantidades para terceiros não se preocupe!! Leve quase nada daqui, de preferencia só uma roupa para o primeiro dia. Isso de falarem que a roupa é nova acho besteira pois tenho calças minhas quardadas aqui com mais de 10 anos e são novas mesmo, pq usei pouco, entao conservo minhas coisas, se for assim ele nao vai saber entao diferenciar as que estou levando com as compradas.

Algumas roupas devem ficar mesmo aquele cheiro de novo, mas sei lá eu ja comprei roupa nova para viajar pq gosto de usar roupa nova na viagem. Se ficar com medo mesmo assim, durma cada noite com uma nova, vai usando durante a viagem e vai perdendo o cheirinho de roupa nova e claro tire a etiqueta de tudo!!!

Mantenha-se firme no que vc fala, se sua mala sair daqui vazia, estará dentro dos limites de roupa acredito, evite comprar peças iguais.

Qndo voltei de NY eu sabia bem pouco ingles, coloquei só o sobrenome e era para por o nome todo rsrssr, como meu sobrenome é bem diferente ele achou estranho, olhou e pediu para passar, mas tb não tinha nada para declarar.

 


 
Roupas

 mensagem postada em 10/06/2012 - 12:06:01hs
 
 

Poxa, fico morrendo de medo de taxarem as roupas!
Não pretendo ultrapassar a cota, quero trazer roupas, para uso pessoal mesmo, mas pretendemos levar eletrônicos comprados aqui no Brasil (com nota fiscal, tudo direitinho): notebook, câmera fotográfica, filmadora... Quero levar a menor quantidade possível de coisas, mas ao mesmo tempo quero registrar a viagem e ter um meio de comunicação com o Brasil (o computador). Só que morro de medo de me passarem pro raio-x, o fiscal abrir mala por causa dos eletrônicos, ficar frustrado por não ter nenhum pra taxar e sair taxando roupa, sapato, bolsa, lembrancinha... dá vontade de passar um pouquinho da cota só pra declarar alguma coisa e ter menos chances deles taxarem as roupas!

 


 
Rafael Lima Rabelo

 mensagem postada em 10/06/2012 - 11:06:59hs
 
 

Olá Rafael,
Apenas para tentar te ajudar na escolha da fila ...
Declarar ou não é sempre uma escolha, de foro íntimo, do viajante.
Depende de uma série de coisas: do valor total das compras (risco) se tem eletronicos (geralmente os mais visados pelos fiscais) se as roupas adquiridas são de uso pessoal ou não... e agora, com a possibilidade de trazer Um Relógio, Uma máquina fotográfica e Um aparelho de telefone celular (com chip e em uso), facilitou um pouco a nossa vida.
É importante vc saber, para decidir: TODAS as compras feitas lá fora, podem ser taxadas. (Os fiscais não são bobos, e mesmo que se tire a etiqueta, eles percebem se a roupa é nova e foi comprada na viagem ...)
Estão fora da cota os itens eletronicos que citei acima (um para cada viajante).
Você ainda tem a cota do free-shopping (até US$ 500, fora da cota normal), desde que comprado na volta, e com a embalagem lacrada.

Se vc superar o valor de US$ 500 comprados lá fora e declarar, somente pagará 50% do que exceder a cota. Se não declarar, poderá pagar 100% do valor excedente ou até mesmo perder a mercadoria, se o fiscal considerar que houve tentativa de contrabando.
Pesados todos esses prós e contras, fica mais fácil decidir.
As vezes, quando vc declara alguma mercadoria (por exemplo um IPAD ou ou Note Book, os fiscais nem abrem sua mala para verificar se o restante das compras ultrapassa a cota. Importante não trazer mais de 20 itens do mesmo produto (ainda que de pequeno valor) ou itens proibidos.
Espero ter ajudado em sua decisão.
Boa viagem. R. Taylor.

 


 
Declarar ou não?

 mensagem postada em 09/06/2012 - 22:06:07hs
 
 

Olá pessoal, se alguém puder esclarecer algumas dúvidas agradeço muito!!

Vamos la, ficarei 4 dias em Miami, vou passear e fazer algumas compras... De eletrônicos vou trazer somente um Xbox que não ultrapassa o limite da cota. O que mais vou trazer de lá seriam roupas. Algumas para uso pessoal e outras de presente para minha família e alguns amigos.

Caso seja selecionado para o raio x e a mala for aberta... corro o risco de ser taxado pelas roupas?
Nesse caso, para não correr o risco devo escolher a fila de bens a declarar mesmo não tendo ultrapassado a cota?

Será que alguem tem alguma dica do que devo fazer? Agradeço muuuito!!

 


 
Gru - 08/06 - 8 da matina

 mensagem postada em 09/06/2012 - 17:06:01hs
 
 

Passamos tranquilamente, sem nenhuma pergunta ou sequer um bom dia hehehhe

Vale dizer que não trouxemos nada fora da cota ou eletrônicos, também estávamos em 5 pessoas e 6 malas. 3 adultos e 2 crianças, foi bem tranquilo.

O engraçado é que mesmo estando tudo certinho ficamos apreensivos rs.


Obrigada a todos pela ajuda e dicas, logo volto para contar nosso relato!

 


 
Lucienne

 mensagem postada em 09/06/2012 - 16:06:00hs
 
 

Acho que tudo depende do horário de chegada do seu voo, o free shop fica em frente as esteiras das malas, então como é só pegar creio que dá tempo sim, talvez demore a revista caso você tenha que abrir as malas, no meu caso eu tive que abrir as malas, meu voo chegou as 5 da manhã e não tinha mais nenhum voo nesse horário, então o fiscal esperou passar todo mundo para que fosse até a salinha fazer a revista das malas, demorei em torno de 40 minutos para ser liberada.

 


 
BRASILIA 08/06/2012

 mensagem postada em 08/06/2012 - 22:06:45hs
 
 

Bom galera cheguei agora e acabei de passar na alfandega!! tava com um pouco de medo pelos relatos anteriores!! nao trouxe nada de eletronico so os que comprei aqui no brasil mesmo!!! estava eu e minha namorada com 4 malas grandes e uma pequena fomos quase os primeiros a passar foi mtoooooo tranquilo o fiscal so perguntou quantos dias passamos la... falei 15 e pronto liberou a gente sem raio-x sem nada!!! tudo mtoooo de boa!!!!

 


 
 
No cemitério localizado ao lado da Mansão Mal-Assombrada você encontra várias lápides, sendo que aquela que pertece Madame Leota tem a sua face entalhada e de tempos em tempos ela acorda e olha fixamente para você.