Do you speak English?

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Res: senti falta das aulas de ingles

 mensagem postada em 09/08/2017 - 09:08:51hs
 
 

Mas isso é muito bom
Meu cunhado já pediu seios de galinha para uma atendente, e eu no aeroporto fui pedir uma água tônica e quase sai com um sanduíche de frango. No McDonalds certa vez fui sozinho pedir pelo número, estava indo tudo bem até que a atendente começou a perguntar sobre os acompanhamentos, resultado: eu ela começamos a rir sem parar

(mensagem de Sávio Moraes)


Caramba, isso acontece muito nos EUA. Você prepara a frase toda na cabeça do que vai falar, mas o atendente sempre pergunta algo a mais. Se quer algum acompanhamento, qual bebida, qual o molho da salada, se é pra viagem... e geralmente eles falam essas perguntas bem mecanicamente em alguns milésimos de segundo. E se você não está acostumado, é difícil entender.

Certa vez eu estava no MacDonalds e a mulher perguntou "Would you like any dessert?" mas ela falou tão rápido e no meio do barulho das outras pessoas que eu entendi a pergunta: "What's your name?", como fazem no Starbucks para anotar no copo. E então eu falei: "What's my name???". Meu primo que fala fluente que estava comigo riu tanto que quase não conseguia mais parar. E passou a semana toda lembrando da minha frase: "What's my name?".

 


 
Res: senti falta das aulas de ingles

 mensagem postada em 09/08/2017 - 05:08:02hs
 
 

Olá pessoal,

não que seja impossivel ir para disney sem falar ingles, mas em alguns momentos faz falta pra caramba, e olha que eu e meu filho arranhamos alguma coisa de ingles, o complicado até que não é para perguntar, mas sim para entender a resposta visto que não são todos os americanos que tem paciencia para falar devagar ou de uma forma que os brasucas entendam, principalmente na hora de pedir comida, pagamos alguns micos e experimentamos comidas digamos um pouco exoticas, tipo feijão com bacon doce(arghh), hamburguer de carne com panqueca de banana doce.
bom pretendo voltar ao curso de ingles para não passar sufoco da proxima vez.
(mensagem de Levi Prado)


Concordo plenamente. Após a minha viagem em 2013, voltei para o curso de inglês. Aulas particulares são as melhores para quem já fala um pouco.

Eu sei me comunicar bem, nunca passamos perrengue, mas deixa eu te contar uma que foi ótimaaaaa. Não foi em Orlando, mas em NY, onde o povo fala um inglês altamente complexo, eu sempre me sai bem. Mas agora em fevereiro passado, estive no estúdio de tatuagem da Megan Massacre, era meu sonho fazer uma tatuagem com ela. Então, lá fui eu. Reservei o horário pelo site, mas eles pediam para que eu ligasse para fazer um depósito via cartão de crédito, para reservar a data escolhida por mim. Enfim, pensei: "ok, acho que sei ligar e falar".

Primeiro: quem disse que eu sabia falar o que eu queria? Pois é, nem eu sabia...kkkkk mas logo desenrolei e deu tudo certo.

Segundo: somente lá no dia que me bateu aquele desespero: "meu deus, tenho que explicar pra ela o que eu quero fazer!!! E se eu explicar errado ou se ela entender errado, vai ficar uma "beleza".

Eu queria que ela fizesse um floco de neve, já pensou se sai um elefante rosa? Me ajudaaaaa..kkkkk

Chegando lá, a Megan me atendeu, super fofa. Um inglês muito compreensível, sem gíria... mas ai ela disse: "como vc quer que seja a tatuagem?". Travei legal. Pq eu queria uma tatuagem sem contorno preto. E pra falar isso? Eu tentei de tudo, sério. Bem ridícula mesmo... Meu marido (q ñ fala nada de inglês), começou a rir. Ela, começou a fazer uma cara estranha, e eu queria que o chão se abrisse sob os meus pés. Senti meu rosto ficar vermelho...rs

Dai ela: "No black lines"?


Eu: SIIIIIIIMMMMMMMMM, ISSSSSOOO!!!!! kkkkkk

Jesus amado, olha como era simples e eu lá toda louca falando "border".....aaaahhhh meu deus, eu ri muito disso depois!

 


 
Res: senti falta das aulas de ingles

 mensagem postada em 08/08/2017 - 16:08:51hs
 
 

Mas isso é muito bom
Meu cunhado já pediu seios de galinha para uma atendente, e eu no aeroporto fui pedir uma água tônica e quase sai com um sanduíche de frango. No McDonalds certa vez fui sozinho pedir pelo número, estava indo tudo bem até que a atendente começou a perguntar sobre os acompanhamentos, resultado: eu ela começamos a rir sem parar

Hj estou um pouquinho melhor, mas esses micões são registrados e sempre rendem ótimas histórias, a do MCDonalds por exemplo vai fazer 20 anos e sempre lembro


Concordo totalmente!

É possível passar os dias em Orlando sem falar inglês ou espanhol, mas, quando se tem o domínio da língua, mesmo que de maneira básica, as situações tornam-se muito mais fáceis.

Eu mesmo passei por algumas situações que, sem falar inglês, poderia gerar algum problema:

- Paguei o abastecimento de 30 dólares, mas não desbloquearam a bomba e, assim, tive de retornar por três vezes para a atendente ver qual era o problema na máquina;
- Comprei um bastão para a GoPro e desejei a troca, sendo que tive de explicar o motivo da troca e por qual produto tinha interesse;
- Não achava certo material em uma loja e tive de explicar;
- Foi-me oferecido upgrades na retirada do carro alugado e eu tive de negar; e
- Cobraram valores a mais no check-out e tive de reclamá-los.

Sorte minha que meu inglês é básico, mas um amigo ficava aguardando caso eu ou alguém do grupo tivesse dificuldade, pois, assim, ele nos ajudava montando as frases, mas nunca conversando diretamente, pois ele percebeu que um dos intuitos da viagem era aprender a língua.
(mensagem de Bruno C)

 


 
Res: senti falta das aulas de ingles

 mensagem postada em 08/03/2015 - 14:03:43hs
 
 

Concordo totalmente!

É possível passar os dias em Orlando sem falar inglês ou espanhol, mas, quando se tem o domínio da língua, mesmo que de maneira básica, as situações tornam-se muito mais fáceis.

Eu mesmo passei por algumas situações que, sem falar inglês, poderia gerar algum problema:

- Paguei o abastecimento de 30 dólares, mas não desbloquearam a bomba e, assim, tive de retornar por três vezes para a atendente ver qual era o problema na máquina;
- Comprei um bastão para a GoPro e desejei a troca, sendo que tive de explicar o motivo da troca e por qual produto tinha interesse;
- Não achava certo material em uma loja e tive de explicar;
- Foi-me oferecido upgrades na retirada do carro alugado e eu tive de negar; e
- Cobraram valores a mais no check-out e tive de reclamá-los.

Sorte minha que meu inglês é básico, mas um amigo ficava aguardando caso eu ou alguém do grupo tivesse dificuldade, pois, assim, ele nos ajudava montando as frases, mas nunca conversando diretamente, pois ele percebeu que um dos intuitos da viagem era aprender a língua.

 


 
Res: senti falta das aulas de ingles

 mensagem postada em 03/03/2015 - 19:03:50hs
 
 

Olá pessoal,

não que seja impossivel ir para disney sem falar ingles, mas em alguns momentos faz falta pra caramba, e olha que eu e meu filho arranhamos alguma coisa de ingles, o complicado até que não é para perguntar, mas sim para entender a resposta visto que não são todos os americanos que tem paciencia para falar devagar ou de uma forma que os brasucas entendam, principalmente na hora de pedir comida, pagamos alguns micos e experimentamos comidas digamos um pouco exoticas, tipo feijão com bacon doce(arghh), hamburguer de carne com panqueca de banana doce.
bom pretendo voltar ao curso de ingles para não passar sufoco da proxima vez.
(mensagem de Levi Prado)


Levi,
Concordo Contigo !!
Também acho que ninguém deve cancelar uma viagem à Disney porque não domina o idioma inglês, mas no dia-a-dia, faz falta a utilização daquele vernáculo.
Principalmente se optar por viajar por conta própria (sem excursão ou guia turístico) aí os micos serão inevitáveis.
Uma das vezes que fui aos EUA, havia uma familia de brasileiros em uma lanchonete, que pelo visto não falavam nada de inglês, e tentaram escolher o que queriam pelo numero do COMBO (1,2,3 etc).
Quem já foi aos EUA sabe que após registrar o pedido, o caixa sempre pergunta se o pedido é para ser consumido na loja ou para viagem (It is for here ou TO GO ???)
Nessa hora eles empacaram, eu estava logo atrás na fila, e depois de alguns minutos vi que eles não estavam entendendo a pergunta,e a caixa não atendia mais ninguém enquanto eles não respondessem !!!

Aí resolvi interferir, e falei para o pai de família: "Sr, ela está te perguntando se vão tomar a refeição aqui ou querem levar para viagem !!"

Aí ele disse: "Ahh, é isso, e o senhor fala português, por que não me disse isso logo antes ? "" (Ainda tomei uma bronca por não te-los socorrido logo ! RSRS)

E isso ocorre com várias situações, no aeroporto, na locação de carro, no posto de gasolina ao abastecer o carro, etc.
Um pouquinho de estudo não faz mal a ninguém né ?
SDS,
Roberval.

 


 
senti falta das aulas de ingles

 mensagem postada em 03/03/2015 - 18:03:21hs
 
 

Olá pessoal,

não que seja impossivel ir para disney sem falar ingles, mas em alguns momentos faz falta pra caramba, e olha que eu e meu filho arranhamos alguma coisa de ingles, o complicado até que não é para perguntar, mas sim para entender a resposta visto que não são todos os americanos que tem paciencia para falar devagar ou de uma forma que os brasucas entendam, principalmente na hora de pedir comida, pagamos alguns micos e experimentamos comidas digamos um pouco exoticas, tipo feijão com bacon doce(arghh), hamburguer de carne com panqueca de banana doce.
bom pretendo voltar ao curso de ingles para não passar sufoco da proxima vez.

 


 
Res: Passando na imigração

 mensagem postada em 07/10/2014 - 16:10:15hs
 
 

Obrigada, Cláudio!!

Você sempre me socorrendo!!
Mas eles chegaram a questionar porque a Claudia não tem seu sobrenome?


Thais, podem e devem passar todos juntos.

Por aqui, Claudia também não tem meu sobrenome e passamos todos os 4 (eu, ela e nossos filhos) juntos e sem problemas.
abs

Pessoal, não sei se está no tópico correto.. mas vai lá:

Quando casei, eu não adotei o sobrenome do meu marido, portanto temos sobrenomes diferentes. Vamos viajar com nossa filha. Será que poderemos passar todos juntos na imigração?

(mensagem de Thais De Vito)



(mensagem de Claudio H.F.)


 


 
Passando na imigração

 mensagem postada em 07/10/2014 - 15:10:04hs
 
 

Pessoal, não sei se está no tópico correto.. mas vai lá:

Quando casei, eu não adotei o sobrenome do meu marido, portanto temos sobrenomes diferentes. Vamos viajar com nossa filha. Será que poderemos passar todos juntos na imigração?

 


 
Res: PERGUNTAS NA IMIGRAÇÃO

 mensagem postada em 05/10/2014 - 21:10:02hs
 
 

Meninos, ki bom saber q agora tem pessoal na imigração falando português
mas na duvida, gostaria de saber: quais as perguntas em inglês q eles nos questionam. Preciso ir treinando minhas respostas? (mensagem de samantha zanardi de andrade oliveira)


Samantha,

Normalmente perguntam pelo menos essas coisas:

1) Para que cidade você vai (se Miami, Orlando ou outra cidade).
2) Quantos dias você vai ficar nos EUA.
3) Quantas pessoas estão contigo (se em grupo).
4) Quanto de dinheiro vc está levando (em especie) e pode pedir para ver.
5) Qual o endereço que vc vai permanecer, enquanto ficar nos EUA.

Normalmente é isso, enquanto ele digita coisas no computador. Apos aprovar sua entrada, vai colher as digitais, comparando-as com as informações guardadas nos bancos de dados, e depois carimba seu passaporte e o formulario 6059B Azul da (alfândega) e manda seguir para recuperar suas malas.
SDS,
Roberval.

 


 
PERGUNTAS NA IMIGRAÇÃO

 mensagem postada em 05/10/2014 - 21:10:28hs
 
 

Meninos
ki bom saber q agora tem pessoal na imigração falando português
mas na duvida, gostaria de saber: quais as perguntas em inglês q eles nos questionam. Preciso ir treinando minhas respostas?

 


 
 
Observe enquanto você assiste o vídeo que antecede a atração Soarin (Epcot) o número do vôo 5505. Trata-se de uma homenagem a data da sua inauguração oficial que ocorreu em 05 de maio de 2005.