Planejamento - Dinheiro, Cartão, Travel Check e Cartão Pré-Pago Internacional

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 

Este tópico se presta para que os usuários possam trocar informações e sanar dúvidas sobre a utilização de dinheiro, cartão de crédito, travel check e VTM, mas não para a divulgação de produtos ou cotação de preços.
Quanto ao cartão pré-pago internacional, tendo em vista a proibição da citação de empresas ("3.1") bem como reclamações ("3.3"), antes de adquirir tal produto não deixe de verificar os comentários postados pelos internautas no site Reclame Aqui - link.
Não é permitida a citação de empresas de câmbio no presente tópico em obediência ao nosso regulamento (3.1).
Para informações a respeito da cotação do dólar valham-se de outros veículos de informação como UOL, Terra, ou qualquer outro de sua preferência. Evitando utilizar o presente tópico apenas para tal finalidade.
Destaco ainda que o nosso fórum não se presta para qualquer discussão relacionada a política econômica, partidos políticos e assuntos análogos.

leia essas informações
 
Índice  
 
 
Res: Não desistam!

 mensagem postada em 13/09/2015 - 10:09:28hs
 
 

Gente,

Eu e minha esposa vamos voltar à Orlando em maio do ano que vem e só compramos a passagem até agora. Estou muito resiliente e o foco é manter a viagem com replanejamento. Em meia hora conversando, já diminuímos em uns 3 mil reais, basicamente tirando dinheiro para compras e comida, e pegando o carro mais barato disponível, entre outras coisinhas.

O problema é que como já compramos as passagens ficamos presos à quantidade de dias (20 dias). Se fosse comprar hoje, com certeza compraria um período bem menor. Às vezes torço não é nem para que o dólar baixe, mas parando de subir já estaria de bom tamanho.

O que fizemos foi estabelecer um valor total da viagem em reais, somando todos os gastos com a viagem (de passagem à comida, passando por táxi para o aeroporto). Estabelecemos o limite de 33 mil reais (os dois juntos, claro). Daí vamos comprar a quantidade de dólares que der com esse dinheiro e vai ser isso e pronto! Infelizmente não dá para planejar em dólar do jeito que o câmbio está.
(mensagem de José Brasiliano de Oliveira Neto)


Não estou com viagem marcada agora, mas minha irmã está e com vários dias em Orlando. Com o alto custo do dólar, sugeri a ela fazer um cruzeiro.
Em um navio bom, tem programação todos os dias e todas as refeições são incluídas. Eu fiz Oasis Of the Seas, saindo de Ft Lauderdale. São 7 dias de cruzeiro pelo Caribe, dezenas de restaurantes, shows padrão Broadway, surf a bordo, escalada, pista de patinação no gelo e muitas atividades o dia todo. E o preço é bem atrativo.
Tem passeios saindo de Miami, Ft Lauderdale, Tampa e de outras cidades da Florida.
Fica a sugestão para quem precisa racionalizar os custos, mas não quer deixar de aproveitar muito.

 


 
Res: Não desistam!

 mensagem postada em 12/09/2015 - 19:09:08hs
 
 

Gente,

Eu e minha esposa vamos voltar à Orlando em maio do ano que vem e só compramos a passagem até agora. Estou muito resiliente e o foco é manter a viagem com replanejamento. Em meia hora conversando, já diminuímos em uns 3 mil reais, basicamente tirando dinheiro para compras e comida, e pegando o carro mais barato disponível, entre outras coisinhas.

O problema é que como já compramos as passagens ficamos presos à quantidade de dias (20 dias). Se fosse comprar hoje, com certeza compraria um período bem menor. Às vezes torço não é nem para que o dólar baixe, mas parando de subir já estaria de bom tamanho.

O que fizemos foi estabelecer um valor total da viagem em reais, somando todos os gastos com a viagem (de passagem à comida, passando por táxi para o aeroporto). Estabelecemos o limite de 33 mil reais (os dois juntos, claro). Daí vamos comprar a quantidade de dólares que der com esse dinheiro e vai ser isso e pronto! Infelizmente não dá para planejar em dólar do jeito que o câmbio está.

 


 
 
Originalmente havia sido concebida uma montanha-russa para o pavilhão japonês (Epcot), cujo exterior representaria o Monte Fuji. Contudo, o projeto não foi levado a frente por conta de falta de verba e porque o patrocinador - Kodak - não gostaria de que o nome Fuji estivesse de alguma forma vinculado ao pavilhão.