Segurança

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Res: Analise dos assaltos a turistas pelo Governo da Florida (Tradução livre)

 mensagem postada em 28/10/2014 - 08:10:40hs
 
 

Obrigado pela tradução Roberval!

Eu vou repetir sempre!

Nunca usem o cofre do quarto, ele apenas serve para dizer ao ladrão: " Amigo procure aqui primeiro pois eu guardei o que tenho de mais valioso aqui".

Nunca deixem nada no quarto do hotel escondido dentro de malas. Lembrem que os ladrões vivem disso, eles estão anos a nossa frente.

Deixem as compras para o mais próximo do final da viagem, assim vocês diminuirão o período de " insegurança" com as compras sozinhas dentro do quarto.

Finalmente... sempre guardem todo o dinheiro e passaporte nos bolsos! Orlando até então tem um índice nulo de assaltos a pessoas. Vamos lembrar que furto não é assalto!


Abs

 


 
Analise dos assaltos a turistas pelo Governo da Florida (Tradução livre)

 mensagem postada em 28/10/2014 - 08:10:32hs
 
 

Fatores que contribuem para Crimes contra turistas
O turismo é uma relação interativa entre os turistas, as empresas locais e os governos anfitriões e comunidades.
Para os Estados Unidos o turismo é a "segunda maior indústria de serviços (depois de cuidados de saúde), e direta ou indiretamente apoiando 204 milhões de postos de trabalho, dois produtores de mais de US $ 100 bilhões em receitas, e desenho 57.200.000 visitantes à nação cada Crescimento ano no turismo, no entanto, também levou a um aumento das oportunidades para as incidências de crime. De fato, existe uma relação de longa data entre o aumento da criminalidade e do turismo; grandes crimes econômicos (por exemplo, roubo, arrombamento) em alguns locais turísticos altamente populares têm uma "temporada semelhante ao turismo," por várias razões. Em primeiro lugar, os turistas são alvos lucrativos, uma vez que, tipicamente, têm grandes somas de dinheiro e outros objetos de valor. Em segundo lugar, os turistas são vulneráveis ​​porque são mais propensos a ser relaxado e com a guarda baixa (espírito desprevenido) e às vezes descuidado-durante as férias. Finalmente, os turistas muitas vezes são menos propensos a relatar crimes ou a testemunhar contra os suspeitos, que desejam evitar problemas ou terem que retornar para isso. Crimes turísticos geralmente envolvem um desses vários cenários: O turista é uma vítima acidental, no lugar errado, na hora errada , apontado como um alvo fácil. O local é propício para o crime, devido a sua vida noturna, cultura hedonista e potenciais vítimas. A própria indústria fornece as vítimas, como os turistas são mais propensos a assumir riscos durante as férias, e menos propensos a observar as precauções de segurança. Além disso, como os números dos turistas crescem, também a hostilidade local contra turistas, tem aumentando as chances de que eles vão ser enganados, roubados ou assaltados. Os grupos terroristas ou outros podem visar especificamente os turistas, isolando-los para a tomada de reféns ou mesmo assassinatos. Crimes contra turistas podem impedir o turismo, prejudicando significativamente a imagem de um local. Portanto, o pré-requisito mais importante para uma indústria turística bem-sucedida é uma reputação de ter o crime sob controle e garantir a segurança dos turistas. Além disso, a cobertura da mídia de crimes contra turistas muitas vezes tende a ser proporcional ao risco real, tendo um efeito profundo sobre a percepção pública de segurança em locais específicos. Apesar do roubo ser o crime mais comum contra turistas, eles são vulneráveis ​​a outros crimes, bem como, incluindo agressão física e sexual, fraude de cartão de crédito e fraudes (por exemplo, ser enganado comprando imitações de relógios caros). Em áreas com muitos locais de entretenimento para adultos, os turistas tendem a se reunir e ser desproporcionalmente alvo de meliantes. Além disso, os crimes contra turistas tendem a ocorrer em áreas com maiores taxas. O turista pode contribuir involuntariamente para o problema através de excessos e práticas perigosas em atividades esportivas e de lazer, condução, jogos, e beber, alguns dos quais é uma rotina em "comportamento de férias." Eles também podem contribuir para a sua vitimização, por portarem grandes somas de dinheiro; visitar locais perigosos, ou caminhar em áreas isoladas ou becos escuros, especialmente à noite; deixar objetos de valor à vista do público; e parecendo um turista (por exemplo, dirigir um carro de aluguel, carregando uma mochila, carregando uma câmera, consultar um mapa, aparecendo perdido) . Como mencionado, os turistas aglomeram em determinados locais. Hotéis, motéis, shoppings, bares, restaurantes, pontos turísticos, praias e aeroportos são todos os pontos potenciais de encontro para vítimas e agressores. (Algumas cidades têm determinado que o maior número de crimes turísticos ocorrer quando os turistas deixam aeroportos e principais rodovias, tornando-se perdido no interior das vizinhanças da cidade.)
Locais como bares e discotecas podem encorajar consumo excessivo de álcool e uma sensação de liberdade das restrições normais. Porque os turistas muitas vezes são reconhecidos pelo tipo de roupas que usam, levam itens facilmente repassados, após roubados, e são visitantes temporários (e, portanto, incapazes de colocar muita pressão sobre a polícia para agir contra os criminosos, ou improvável de aparecerem depois como uma testemunha de acusação), zonas turísticas permitem batedores de carteira, vigaristas, ladrões, membros de gangues, e ladrões para cometer crimes que possam não tentar ou ser capaz de realizar. Agrupamento de Turistas também oferecem oportunidades de terroristas para cometer atos contra um grande número de pessoas. Algumas áreas turísticas são também áreas onde o potencial de crimes contra os idosos aumenta significativamente.

(Mensagem Postada originalmente pela ASTRID, abaixo).

 


 
 
Apesar dos 11 países que compõem o World Showcase ocuparem uma vasta área ainda existe espaço para mais 7 pavilhões.