Notícias - Gripe Suína - AH1N1

 
Tópico Trancado

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
AOS ALARMISTAS CATASTRÓFICOS globais!

 mensagem postada em 09/05/2009 - 12:05:14hs
 
 

Pessoal, texto retirado do UOL/Folha de SP em que um infectologista fala sobre o AH1N1.
Segue:
09/05/2009 - 09h04
"Vírus da gripe suína não é mais grave que o de gripe comum", diz especialista
Publicidade
FERNANDA BASSETTE
da Folha de S.Paulo

Dois dias depois de o Brasil ter confirmado casos de gripe suína, Caio Rosenthal, infectologista do hospital Emílio Ribas diz que não há razão para pânico. "O quadro clínico provocado por esse vírus é um quadro nem mais nem menos severo do que qualquer outra gripe."

*
FOLHA - Por que a gripe suína causou tanto pânico no mundo?

CAIO ROSENTHAL - É um vírus novo que "pegou" e como todo agente novo ele causa um certo pânico por causa do desconhecimento do que ocorrer. Como é um vírus que ninguém tem imunidade, então pode atingir uma boa parte da população mundial. O quadro clínico provocado por esse vírus é um quadro nem mais nem menos severo do que qualquer outra gripe que acomete a população nos meses mais frios.

FOLHA - O total de casos confirmados até hoje no mundo é o esperado? Poderia ser muito maior?

ROSENTHAL - A gente não pode fazer uma dedução. Mas tudo indica que uma grande porcentagem da população ainda será atingida. E isso está ocorrendo com uma certa velocidade porque o vírus surgiu faz menos de 20 dias e já temos vários continentes com casos. Então, tudo indica que o poder de transmissão do A (H1N1) é muito alto.

FOLHA - É possível saber o grau de morbidade do vírus?

ROSENTHAL - Não. O que sabemos é que o vírus tem características que nos possibilitam prever que ele não terá uma severidade tão grande quanto o da gripe aviária.

FOLHA - A pessoa que contraiu o vírus e se curou fica imunizada?

ROSENTHAL - Teoricamente, sim. O problema é que o vírus é muito mutante.

FOLHA - A Anvisa autorizou a fabricação da vacina contra o vírus no Brasil. Ela será instrumento fundamental para evitar a gripe?

ROSENTHAL - Sim, mas não a curto prazo. A vacina requer um tempo muito grande de produção, pois é feita através de ovos embrionários de galinha. Para cada dose, é necessário um ovo. Para o país produzir milhares de doses é preciso ter uma tecnologia muito grande.

FOLHA - É preciso usar máscaras na rua?

ROSENTHAL - Não, isso é fanfarronice. Totalmente desnecessário, o vírus não está circulando. Tanto os casos suspeitos como os casos que estão com a doença estão sendo isolados. Além disso, depois de duas horas a máscara não protege mais.

FOLHA - O que as pessoas devem fazer para se proteger?

ROSENTHAL - Ela precisa procurar um posto médico quando tiver sintomas e sinais compatíveis com uma gripe e, principalmente, se tiver os dados epidemiológicos que fecham a definição de casos suspeitos (pessoas que tiveram em países com foco da doença e que apresentam os sintomas). E lavar as mãos com frequência, pois 25% dos pacientes diagnosticados até agora apresentaram quadros de vômito, diarreia e náusea --o que difere um pouco da gripe sazonal e nos faz pensar que pode haver transmissão oral-fecal.

Bem, é isso. Nem mais nem menos grave que outros quadros gripais.

Rodrigo

 


 
 
Os imagineiros da Disney utilizam com freqüência uma técnica de construção denominada "Forced Perspective" ("Perspectiva Forçada"). Todos os prédios de dois andares no Magic Kingdom foram construídos com a utilização desta técnica, em Main Street U.S.A., é possível notar que os prédios parecem ter 03 andares, quando na realidade tem apenas 02.