Visto

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Olá Paulo Sérgio!

 mensagem postada em 12/02/2008 - 21:02:56hs
 
 

Eis as informações constantes do site da Embaixada Americana no Brasil (link), vejamos:

O que tenho que fazer para solicitar um visto para minha empregada doméstica/babá me acompanhar aos Estados Unidos durante minha visita?

Em algumas circunstâncias, empregados domésticos/babás poderão ter um visto B-1 (negócios) emitido para acompanhar seu empregador aos Estados Unidos por um período de tempo limitado.

É recomendado que o empregador acompanhe seu(s) empregado(s) à entrevista para a solicitação do visto e que estejam preparados para explicar as circunstâncias do emprego. Os vistos só poderão ser emitidos se a(o) empregada(o) e o empregador demonstrarem a necessidade dos serviços serem fornecidos durante a viagem.

Além disso, a(o) empregada(o) doméstica(o) também tem que se qualificar para o visto sob outros aspectos, como já ter trabalhado nesta função por pelo menos um ano, e ter que superar a presunção legal de se tornar um imigrante nos EUA.

Apenas pessoas que residem no Brasil e viajando por um período limitado para os Estados Unidos podem levar empregadas domésticas para acompanhá-los. Cidadãos americanos ou residentes permanente legais (portadores de Green Card) residindo nos Estados Unidos não podem levar uma empregada doméstica para o país com o visto B-1.

Além de terem que agendar e comparecer pessoalmente para a entrevista, e trazer todos os documentos solicitados (formulários, foto, taxas, etc), as(os) empregadas(os) domésticas(os) terão que apresentar um contrato de trabalho assinado pelo empregador e pelo empregado, em 3 vias (uma para o empregador, uma para o empregado e a terceira para o Consulado), em inglês e português. O contrato deverá conter as seguintes cláusulas:

Descrição das tarefas a serem executadas pelo empregado;
Declaração do empregador concordando em pagar o salário mínimo nacional, ou, se for mais alto, o salário mínimo estadual vigente. A partir de março de 2007 os seguintes valores entraram em efeito:
Washington, D.C., Virginia e Maryland - US$7.39 por hora;
Miami - US$6.51 /hora;
Orlando - US$6.49/hora;
New York - US$9.47/hora;
Chicago–US$7.20/hora;
Los Angeles –US$7.66/hora.

O empregador se compromete a fornecer moradia e alimentação gratuita ao empregado;

O contratante se compromete a fornecer um plano de assistência médica ao empregado;

O empregador fica responsável pelos custos de transporte do empregado, tanto de ida quanto de volta aos/dos Estados Unidos;

Deve se estabelecer o prazo de vigência e condições para o término do contrato.

Exemplo: “Este contrato terá validade a partir de ... (dia/mês/ano) até .... (dia/mês/ano) e poderá ser extinto com um aviso prévio de um mês por ambas as partes”.

O empregado se compromete a não aceitar outras ofertas de trabalho enquanto estiver trabalhando para o empregador nos EUA;

O empregador se compromete a não ficar de posse do passaporte do empregado;

Ambas as partes concordam que o empregado não pode ser obrigado a permanecer no local após o horário de trabalho, sem pagamento de hora extra.
Qualquer cláusula adicional inserida no contrato será de iniciativa particular entre as partes, desde que concordem com todas as cláusulas, incluindo as obrigatórias supra citadas. Se o visto for aprovado, o solicitante deverá pagar a taxa de reciprocidade de US$60 para o visto B-1, de negócios. Esta taxa adicional deve ser paga na Seção Consular, em dólares, reais ou cartão de crédito.

Clique aqui para os documentos necessários

Clique aqui para o Modelo de contrato


Atenciosamente,
Luiz Carlos ºoº

 


 
 
O Storybook Circus se estabeleceu no Carolwood Park - Este nome faz referência ao trem a vapor que estava no quintal de Walt Disney.