Voltei - Relato da minha viagem!

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
10º. DIA – 14/04/2007 – MIAMI e A VOLTA.

 mensagem postada em 27/04/2007 - 23:04:30hs
 
 

:-((

Como tudo que é bom dura pouco, chegou o dia de irmos embora. Ainda que pese a questão de que voltar para casa é maravilhoso e nossa estada sido tão intensa, queríamos ficar mais lá nos States. Só que não dava. Eu só tinha 10 dias de férias e as crianças estavam em aula. Então não dava para prolongar. Nosso vôo sairia as 20:50h. E de verdade Miami é bonita só que não tem nem de perto a magia de Orlando. Em Orlando, mesmo sendo visualmente uma cidade grande, você tem a impressão de estar numa cidade de interior, tem um acolhimento interessante, enquanto que em Miami é aquela coisa de megalópole. Parece uma São Paulo, sei lá. Bonita, moderna, cheia de avenidas e autopistas enormes! Rica!

Na noite anterior havíamos combinado com as crianças que Eu e a Silene iríamos ao Kmart e ao Wall Mart pela manhã riscar mais alguns itens da “listinha” de compras, enquanto eles ficariam dormindo no quarto do hotel. E ficaram.

Fomos e fizemos mais compras. Meu Deus, a essa altura eu já tinha perdido o controle do cartão de crédito e os travelers estavam acabando. Passamos no drive-thru do BK, pegamos café da manhã, e voltamos para arrumar as malas. No BK tem um lanche parecido com nosso misto quente e um chocolate gelado da Hershey’s (tipo toddynho) que é muito bom!

No hotel eu havia pedido um late check-out até as 14h, mas arrumamos as malas e decidimos sair antes mesmo. Eu ainda queria ir no Dolphin e no International Mall só para eles darem uma olhadinha, e passar na Toys’R’us. E também tinha que achar um Target para comprar uma máquina de suco que a minha mãe havia pedido. Aqui está custando R$ 900,00 e lá estava por apenas US$ 100. Só para parentes e amigos importei mais de US$ 1.000. hahaha

Programei a Filó para o Target mais próximo e a burra me levou para um lugar que não tinha nada a ver. Quando ela avisou que chegamos ao destino, cadê o Target? Fiquei p. da vida com a Filó. Xinguei ela de novo. Reprogramei torcendo para dar certo. E deu, mas andamos umas 15 milhas e finalmente chegamos no Target e compramos a bendita máquina de suco. Eu a Si combinamos que na próxima viagem não vamos mais trazer nada pra ninguém. Dá muito trabalho né....

Almoçamos num MC Donald’s da US-1.... Um lixo. Fomos mal atendidos e por pouco não briguei com a atendente. Tava tão mal-humorada que o lanche ficou até ruim. Fomos então ao Dolphin Mall mas já estava tarde e então só entramos na Toys’R’us do International.

A Toys é uma atração à parte. As crianças ficam bobas. Como eu havia dado o MP4 para o Felipe comprei um CD Player da Barbie para a Camila e um travesseiro do High School Musical que é “sonoro”. Você conecta ele no CD player e dorme ouvindo músicas. Muito legal. O Felipe comprou uma lancha de controle remoto com a mesada dele e a Camila comprou outras porcariadas de meninas.

Mas o mais divertido foi a situação em que ficou o carro. Nós já tinhamos feito as malas e então fomos colocando os pacotes adicionais nos bancos dos de trás do carro e na frente junto com a Si. Eu tive que tirar fotos. Muambeiros demais!!! Na foto as crianças e a Si quase nem aparecem. Só os pacotes!!!

Bom fomos devolver o carro na Hertz antes, onde tivemos que refazer duas malas. E aí aquela maratona para ir até o aeroporto. Com seis malas grandes, três bolsas de mão e mais uma mochila nas minhas costas. Ah, e ainda mais três grelhas elétricas enormes da Black&Decker (que paguei US$ 20 em cada uma!!!) que trouxe para casa e para dois amigos. No aeroporto fizermos um “wrap” das grelhas com aqueles stretchs de mala e então ficamos com praticamente 7 bagagens despachadas e mais quatro de mão. Muito mais do que o dobro de volumes de quando saímos do Brasil.

O nosso vôo atrasou um pouco pois um passageiro não havia embarcado mas a mala estava no avião. Tiveram que tirar a mala do cidadão, mas depois o bendito apareceu e toca achar a mala dele e embarcar de novo. O vôo foi tranquilo. Comida pior do que a da ida. Camila e Felipe dormiram praticamente o vôo inteiro.

Chegamos no Brasil e ainda gastamos mais um pouco no Duty Free (praticamente só encomendas). Fomos para a fila do “nada a declarar”, com aquele monte de malas, e passamos tranquilos. Nem raio-x.

Voltamos de Caprioli de Guarulhos até Campinas e ao chegar em casa minha mãe tinha feito almoço para nós. ARROZ, FEIJÃO, BIFE, SALADA DE ALFACE.... QUE DELÍCIAAAAAAA!!!

Nossa viagem foi maravilhosa, com minha família excepcional e naquelas cidades lindas que são Orlando e Miami..... MAAAASSSSSS...

É MUITO BOM ESTAR DE VOLTA AO BRASIL!!!

 


 
 
Ao longo de toda a extensão do Magic Kingdom existem túneis denominados de "Utilidors" localizados abaixo do parque que servem para que os funcionários - "membros do elenco" - da Disney se locomovam rapidamente sem serem notados pelo público. Na realidade tais túneis não foram construídos debaixo da terra, mas sim na superfície. Contudo, pelo fato do Magic Kingdom ter sido edificado sobre eles se tem a nítida impressão de que são subterrâneos.