Planejamento - Seguro Viagem

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 

No presente tópico é permitido trocar informações a respeito das principais seguradoras (por exemplo: Assist-Card, Sulamérica, TravelAce, Mondial, GTA, etc), não sendo permitido citar ou indicar empresas que atuem como revendedoras de planos de "seguro viagem" em atenção a regra "3.1".

leia essas informações
 
Índice  
 
 
ponderações para a contratação dos seguros de viagens - II (segunda parte)

 mensagem postada em 02/04/2015 - 08:04:23hs
 
 

6 Compare preços
Os preços dos seguros podem partir de menos de 10 reais por dia e podem chegar a custar mais de 50 reais a diária. Além de verificar os preços oferecidos diretamente com as corretoras, seguradoras, ou com a agência de viagem, existem corretoras online que vendem os seguros pela internet e permitem comparar de maneira rápida e fácil os preços de diferentes produtos.
“Não vale a pena economizar na cobertura. A diferença de preço de um seguro com uma cobertura de 20 mil dólares e outro de 150 mil dólares não é tão grande, mas no sinistro pode fazer uma diferença enorme”.

7 Entenda o que é assistência e o que é seguro de viagem
Os seguros podem ser vendidos de forma avulsa ou podem ser incluídos em um pacote que mistura seguros e assistências de viagem. Mesmo sendo mais comumente chamados de seguros de viagem, a maioria dos planos vendidos no mercado incluem os dois tipos de produtos.
É por isso que, na prática, a diferença entre seguro e assistência de viagem acaba sendo basicamente inexistente. "Ao contrário do que as pessoas pensam o 'seguro de viagem' ou 'assistência de viagem' não é um produto mas um pacote de produtos. Em termos legais, o produto acaba por ser chamado de seguro se a empresa que o comercializa é uma seguradora ou uma empresa de assistência".
As maiores diferenças costumam se dar em relação à cobertura para procedimentos médicos. Os planos com assistências médicas oferecem tratamentos médicos dentro de uma rede credenciada e o segurado não precisa fazer nenhum desembolso ao realizar os procedimentos.
Já no seguro, o cliente tem a opção de escolher a clínica que ele deseja, pagando o valor do tratamento, e solicitando posteriormente o reembolso das despesas. Mas, muitos planos são vendidos com essas duas opções.
É recomendável que o viajante se informe previamente sobre o formato do produto contratado para verificar se ele é adequado ao tipo de viagem. “Dependendo do destino, se a pessoa está viajando a zonas mais remotas, por exemplo, os planos de assistência podem não ter uma rede credenciada muito ampla e aí um seguro pode ser mais adequado”.

8 Fique atento à obrigatoriedade do seguro para entrar em alguns países
Alguns países exigem que os turistas contratem um seguro para a viagem. A maior parte deles fica na Europa e é signatária do Tratado de Schengen, que exige que o turista tenha um seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros.
São eles: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Itália, Irlanda, Islândia, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Tcheca, Romênia, Suécia e Suíça.

9 Informe ao corretor os detalhes da viagem
Explique ao agente de viagens ou ao corretor tudo o que você pretende fazer na viagem. Ao saber que você praticará algum esporte radical, por exemplo, eles podem indicar um seguro que prevê cobertura para acidentes relacionados a essa atividade ou podem sugerir a contratação de uma cobertura adicional. Nesses casos é preciso informar o corretor ou a seguradora sobre o risco envolvido na viagem e contratar uma cobertura adicional. Existem, inclusive, seguros especializados em viagens que incluem a prática de esportes radicais. Também é importante que você explique exatamente os lugares pelos quais você vai passar.

10 Solucione dúvidas com a Susep
Para solucionar qualquer dúvida sobre a procedência de uma seguradora ou corretora, ou se informar sobre seus direitos enquanto segurado, a Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) disponibiliza um canal de atendimento por telefone (0800 021 8484). A Susep é o órgão do governo federal responsável pelo controle e fiscalização do mercado de seguros. A autarquia é vinculada ao Ministério da Fazenda.

 


 
 
Todas as vitrines das lojas existentes em Main Street U.S.A. foram construídas - mais baixo que o normal - pois Walt queria que as crianças também pudessem vê-las facilmente.