Califórnia

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Nathalia - Natal Disneyland

 mensagem postada em 03/10/2014 - 17:10:49hs
 
 

Dia 31/12
Chegamos quase nove horas na entrada do parque. A entrada da Disneyland é bem parecida com a de Orlando, mas quando se entra na Main Street vem a grande decepção: que castelo feio e pequeno, mas nada que tire a magia da Disney. Fomos correndo pegar o Fast Pass para o brinquedo do Indiana Jones e depois fomos para uma montanha bem tranquila, a Matterhorn Bobsleds (uma hora na fila). Depois seguimos para o Autopia (aquele brinquedo de dirigir um carrinho) e resolvemos enfrentar a fila da Space Mountain, marcava duas horas, mas no final foi bem mais, pois o brinquedo ficou parado uns 20 minutos. Esse brinquedo é diferente do de Orlando, pois foi reformado, vai duas pessoas juntas e é bem mais leve. Depois de três horas de fila, fomos correndo para o brinquedo do Indiana Jones, uma vez que já estava na hora do Fast Pass, porém quando chegamos o brinquedo estava fechado e poderíamos usar o FP mais tarde.
Almoçamos e voltamos para ver se o brinquedo tinha voltado a funcionar, e ainda bem que sim, pois está é uma atração imperdível para quem vai neste parque. Nesta hora, o parque já estava lotado e depois que fiquei mais de meia hora em uma fila de banheiro tomei uma decisão: não tomaria mais nenhum líquido para não precisar ir ao banheiro, e foi o que fiz.
Quando conheci o Magic Kingdom já não tinha mais a casa do Mickey e da Minnie, logo não poderia deixar de conhecer essa parte do parque “nova” para mim. O Mickey`s Toon Town é lindo, colorido, um lugar que aguça a nossa imaginação. Tiramos várias fotos na área e para entrar na casa da Minnie a fila marcava uma hora e ninguém quis me acompanhar e acabei desistindo, pois só tinha criança na fila e eu lá sozinha (foi uma pena, já que não tenho foto com a Minnie com a roupinha tradicional, a vermelha com bolinhas). Depois acabei convencendo o meu enteado a irmos à Casa do Mickey e ele só aceitou porque até então não havia tirado nenhuma foto com personagem da Disney, a casa é linda, muito fofa e sempre é bom dar um beijinho no Mickey Feiticeiro, valeu e muito a fila de 45 minutos. Meu marido ficou cochilando no banco, tinha até umas crianças rindo dele.
Já devia ser umas quatro horas da tarde e não tínhamos feitos quase nenhum brinquedo. Meu enteado ainda inventou de ir ao Monorail, só perda de tempo. Como já esfriava, fomos até o locker para pegar as nossas roupas de frio para conseguirmos ficarmos no parque até depois da meia noite. Bateu um arrependimento: não tínhamos ido à Splash Mountain e já estava muito frio para irmos e em Orlando esta atração estava fechada para manutenção. Tinha fila para tudo, inclusive para comprar comida, tivemos que nos virar com os lanches que havíamos levado.
Nessa hora bati o pé e disse que não ficaria horas em frente ao castelo esperando os fogos, logo fomos enfrentar as filas de alguns brinquedos. Fomos ao Buzz Lightyear (meu enteado ganhou), ao Star Tours – 3D (usamos o FP e é um ótimo simulador, pena que tinha um cabeçudo na minha frente) e ao Piratas do Caribe (achei melhor que o de Orlando). Sem querer, acabamos passando em um local que estava distribuindo chapéus e cornetas para celebrar o ano novo, bem legal. Como já eram umas dez horas, fomos procurar um lugar para ver os fogos e em frente ao castelo estava tendo um show com uma cantora maravilhosa, assim o tempo até passou bem rápido, só o frio que incomodava um pouco.
Meia noite veio os fogos, um belo espetáculo, o único inconveniente foi que no lugar que ficamos tinha uma árvore que atrapalhava a visão, mesmo assim, começamos o ano com o pé direito, apesar da fome, falta de banheiro, pois quando estamos na Disney isso são só detalhes. Meu enteado passou o ano novo emburrado, pois queria ir embora desde bem cedo. Até que a saída nem foi tão tumultuada dada a lotação máxima do parque e conseguimos chegar ao hotel por volta de umas duas e trinta da manhã. Foram cansativas tantas horas de parque, mas foi tudo muito bom e lindo.

(mensagem de MARILENE)


Olá Nathalia, estou lendo todos os relatos desses post (estou quase acabando rs) e acabei de encontrar este relato da Marilene. Ela passou o Ano Novo na Disneyland, mas acredito que em termos de lotação deve ser parecido no Natal.

Espero ter ajudado!
Estou quase ficando doida de tanto ler informações, mas pelo menos tem diminuído minha ansiedade rsrs

 


 
Dia 31/12 - Disneyland

 mensagem postada em 17/02/2014 - 23:02:41hs
 
 

Dia 31/12
Chegamos quase nove horas na entrada do parque. A entrada da Disneyland é bem parecida com a de Orlando, mas quando se entra na Main Street vem a grande decepção: que castelo feio e pequeno, mas nada que tire a magia da Disney. Fomos correndo pegar o Fast Pass para o brinquedo do Indiana Jones e depois fomos para uma montanha bem tranquila, a Matterhorn Bobsleds (uma hora na fila). Depois seguimos para o Autopia (aquele brinquedo de dirigir um carrinho) e resolvemos enfrentar a fila da Space Mountain, marcava duas horas, mas no final foi bem mais, pois o brinquedo ficou parado uns 20 minutos. Esse brinquedo é diferente do de Orlando, pois foi reformado, vai duas pessoas juntas e é bem mais leve. Depois de três horas de fila, fomos correndo para o brinquedo do Indiana Jones, uma vez que já estava na hora do Fast Pass, porém quando chegamos o brinquedo estava fechado e poderíamos usar o FP mais tarde.
Almoçamos e voltamos para ver se o brinquedo tinha voltado a funcionar, e ainda bem que sim, pois está é uma atração imperdível para quem vai neste parque. Nesta hora, o parque já estava lotado e depois que fiquei mais de meia hora em uma fila de banheiro tomei uma decisão: não tomaria mais nenhum líquido para não precisar ir ao banheiro, e foi o que fiz.
Quando conheci o Magic Kingdom já não tinha mais a casa do Mickey e da Minnie, logo não poderia deixar de conhecer essa parte do parque “nova” para mim. O Mickey`s Toon Town é lindo, colorido, um lugar que aguça a nossa imaginação. Tiramos várias fotos na área e para entrar na casa da Minnie a fila marcava uma hora e ninguém quis me acompanhar e acabei desistindo, pois só tinha criança na fila e eu lá sozinha (foi uma pena, já que não tenho foto com a Minnie com a roupinha tradicional, a vermelha com bolinhas). Depois acabei convencendo o meu enteado a irmos à Casa do Mickey e ele só aceitou porque até então não havia tirado nenhuma foto com personagem da Disney, a casa é linda, muito fofa e sempre é bom dar um beijinho no Mickey Feiticeiro, valeu e muito a fila de 45 minutos. Meu marido ficou cochilando no banco, tinha até umas crianças rindo dele.
Já devia ser umas quatro horas da tarde e não tínhamos feitos quase nenhum brinquedo. Meu enteado ainda inventou de ir ao Monorail, só perda de tempo. Como já esfriava, fomos até o locker para pegar as nossas roupas de frio para conseguirmos ficarmos no parque até depois da meia noite. Bateu um arrependimento: não tínhamos ido à Splash Mountain e já estava muito frio para irmos e em Orlando esta atração estava fechada para manutenção. Tinha fila para tudo, inclusive para comprar comida, tivemos que nos virar com os lanches que havíamos levado.
Nessa hora bati o pé e disse que não ficaria horas em frente ao castelo esperando os fogos, logo fomos enfrentar as filas de alguns brinquedos. Fomos ao Buzz Lightyear (meu enteado ganhou), ao Star Tours – 3D (usamos o FP e é um ótimo simulador, pena que tinha um cabeçudo na minha frente) e ao Piratas do Caribe (achei melhor que o de Orlando). Sem querer, acabamos passando em um local que estava distribuindo chapéus e cornetas para celebrar o ano novo, bem legal. Como já eram umas dez horas, fomos procurar um lugar para ver os fogos e em frente ao castelo estava tendo um show com uma cantora maravilhosa, assim o tempo até passou bem rápido, só o frio que incomodava um pouco.
Meia noite veio os fogos, um belo espetáculo, o único inconveniente foi que no lugar que ficamos tinha uma árvore que atrapalhava a visão, mesmo assim, começamos o ano com o pé direito, apesar da fome, falta de banheiro, pois quando estamos na Disney isso são só detalhes. Meu enteado passou o ano novo emburrado, pois queria ir embora desde bem cedo. Até que a saída nem foi tão tumultuada dada a lotação máxima do parque e conseguimos chegar ao hotel por volta de umas duas e trinta da manhã. Foram cansativas tantas horas de parque, mas foi tudo muito bom e lindo.

 


 
 
Você Sabia Que ... O número do prédio do corpo de bombeiros da Main Street U.S.A é “71” em homenagem a inauguração do Magic Kingdom que se deu em 01 de outubro de 1971.