Bagagem - Remédios

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Prezada Rafaela

 mensagem postada em 31/05/2012 - 20:05:30hs
 
 

Entendo que com relação a medicamentos a sua entrada em outros países está sempre sujeita a fiscalização sanitária.

Desta forma, sempre leve a prescrição médica (em nome daquele a quem se destina o remédio) – preferivelmente em inglês – assim como transporte todos os medicamentos na bagagem de mão. Recomenda-se ainda manter os medicamentos na caixa original para melhor identificação.

Com relação aos medicamentos “líquidos” existem algumas regras, exigências, quando em se tratando de uma viagem internacional:

- devem os medicamentos serem transportados em frascos com capacidade de até 100 ml e colocados em embalagem plástica, vedada, com capacidade máxima de um litro ou 20 x 20 centímetros e exibidos para inspeção antes do embarque.
- só é permitida uma embalagem plástica por passageiro e com prescrição médica onde conste o nome do passageiro.
- líquidos em frascos acima de 100 ml não podem ser transportados, mesmo se o frasco estiver parcialmente cheio.
- medicamentos com a devida prescrição médica, alimentação de bebês e líquidos de dietas especiais, podem ser transportados desde que na quantidade necessária a ser utilizada no período total de voo, incluindo eventuais escalas, e sejam apresentados no momento da inspeção.
- insulina e líquidos especiais ou gel, para passageiros diabéticos, acompanhados de prescrição médica (desde que não excedam 100 ml).

Consulte também o site da ANAC para maiores informações: www.anac.gov.br, além é claro da empresa aérea que contratou, ligue e tire as suas dúvidas, para evitar qualquer problema por ocasião do embarque.

Um forte abraço,
Luiz Carlos ºoº

 


 
 
O Marrocos foi o primeiro país a reconhecer os Estados Unidos como país independente. No seu pavilhão no Epcot, mais especificamente no restaurante Marrakesh você encontra numa parede (área de espera) uma réplica de uma carta trocada entre o sultão Mohammed III e o presidente George Washington.