Planejamento - Dinheiro - Limite - e-DPV

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 

Este tópico se presta para que possamos trocar informações relacionadas ao limite de numerário que podemos levar na viagem sem a necessidade de fazer competente declaração. A Declaração Eletrônica de Porte de Valores (e-DPV) deverá ser apresentada pelo viajante, por meio da internet, no endereço eletrônico - link. Não para a troca de informações relacionadas a cotação do dólar, nem para declinar o nome de empresas.

leia essas informações
 
Índice  
 
 
Entendendo um pouco do Dólar.

 mensagem postada em 09/05/2012 - 14:05:02hs
 
 

Prezados, vou tentar explicar de forma simples com base em minhas experiências.
Já trabalhei em diversos Bancos, inclusive nas àreas de Moeda Local (R$) e Moeda Estrangeira (USD, DEM, JPY e afins).

Dólar Alto.
Para os Exportadores quando o preço do Dólar esta muito baixo em relação ao Real, isso encarece nosso produto para o cliente no exterior.

Suponha que uma caixa de balas custe R$ 11,00.
Para o dólar na cotação de R$1,55. O custo para o comprador lá fora seria de US$7,10.
Para o dólar na cotação de R$2,50. O custo para o comprador lá fora seria de US$4,40.

Nosso produto custaria US$2,70 a menos, isso com certeza incentiva o consumo de produtos brasileiros no Exterior.

Como a cotação do dólar mais elevada influência a Economia interna do Brasil?
Com nosso produto mais barato no mercado Exterior, as indústrias exportadoras passam a ter que produzir mais e contratar mais trabalhadores no mercado interno. O salário ganho por estar famílias é gasto dentro da economia do nosso país, consequentemente a um aumento no consumo que ativa o mecanismo interno ativando novas indústrias a produzir mais para atenderem as novas demandas.

XXXXX

Da mesma forma a condição do dólar mais barato, aumenta a demanda por produtos importados por brasileiros, a quantidade de reais necessárias para a compra de outras mercadorias em dólar diminuí. Nesse momento para nossa economia essa condição é torna-se interessante pois com aumento na demanda de importados obriga ao produtor interno a reduzir ou manter preços, reduzindo ou mantendo estável a inflação do país.

Portanto para o consumidor brasileiro num primeiro momento é interessante, enquanto ele estiver empregado. Agora para a indústria essa condição é muito prejudicial, se o Governo reduzir a carga de tributos sobre a indústria como vem falando, isso poderá auxiliar na recuperação da indústria Exportadora.

XXXXX
Onze entre dez analistas econômicos sabem que essa valorização da moeda brasileira não é sustentável. Nenhum de nossos “similares” dos BRICs – Rússia, India e China – deixa seu câmbio flutuar (para baixo) tão livremente assim. A China, então, faz há anos cara de chinês frente às pressões dos EUA para que “desamarre” sua moeda, o yuan.

Nós nos deixamos emparedar num dilema: o nível de internacionalização da economia faz com que forçar uma elevação do dólar tenha efeitos inflacionários. E como a inflação, na cartilha do “mercado” se combate com elevação de juros e como juros elevados atraem mais capital de um mundo com juros quase “zerados” , aí está a arapuca.

O dólar baixo, a tal “paridade cambial” do Plano Real nos deu meses de euforia e anos de desastre. Novamente, agora, o câmbio é a ameaça invisível ao ciclo de expansão econômica do Brasil. Embora tenhamos um momento privilegiado para romper esta ameaça, hesitamos pelo efeito no curto prazo: inflação.

Óbvio que não se propõe loucuras, nem se quer um câmbio regulado apenas por normas e portarias. E, aliás, parece bem claro que os novos dirigentes do Banco Central, indicados por Dilma Rousseff, compreendem esse impasse, tanto que o presidente do BC, Alexandre Tombini, declarou que está “disposto a tomar novas medidas” para conter a volatilidade do câmbio.

Que isso aconteça. A exagerada desvalorização do dólar, saudada pelos tolos do Governo FHC como prova de seu sucesso, é a maior ameaça que vive nossa economia.

XXXXX

Em resumo, dólar baixo é uma dádiva para nós meros mickeyros de plantão, mas uma verdadeira armadilha para o Brasil.

Entenda que se o Governo tem lutado para baixar os juros, automaticamente vai lutar para manter a alta do dólar!
Senão a inflação irá subir nas alturas.

Essa é minha humilde opinião.
Espero ter ajudado!
Abraços!

 


 
 
Walt Disney queria ter certeza que os "negócios" do Parque nunca se intrometessem no "show". Então ele construiu aproximadamente 2,4 km (1,5 milha) de túneis de acesso "Utilidors" sob o parque Magic Kingdom.