Especialistas em isolamento, astronautas têm rotina de afastamento social antes dos lançamentos

Por mais de 60 anos, os astronautas operam em pequenos espaços e longe dos entes queridos. Como os cidadãos do Brasil, dos Estados Unidos e de muitos outros países estão em casa para ajudar a impedir a propagação da COVID-19, queremos explicar como os astronautas se preparam em isolamento social, isolados e, às vezes, sozinhos em nome da ciência e da exploração.

Astronauta Christina Koch

Proteção pré-lançamento

Para prevenir a contração e a propagação de qualquer doença, os astronautas são mantidos em isolamento antes de serem lançados no espaço. Durante o programa de ônibus espaciais, os astronautas eram isolados por 7 dias antes do lançamento, como parte do programa de estabilização da saúde da tripulação. Os astronautas não apenas se isolaram de possíveis fontes de doenças, mas foram treinados em como detectar sintomas e sinais precoces. Obviamente, isso manteve a tripulação saudável e também ajudou a evitar atrasos nas missões. Em todo o programa de ônibus espaciais, apenas voo foi adiado por motivo de enfermidade

Manter a normalidade

Cientistas e engenheiros estão atentos à saúde física e psicológica durante os voos espaciais. Os astronautas ficam fora de casa por vários meses e geralmente vivem em espaços confinados com apenas algumas pessoas. Eles também precisam se adaptar a alimentos não tradicionais, novos hábitos de sono e banho e até a falta de uma brisa fresca ou vegetação.

No NASA Kennedy Space Center Visitor Complex há muitos exemplares do tamanho das primeiras naves espaciais: eram muito mais limitadas pela restrita comunicação com a Terra. Graças ao desenvolvimento da tecnologia a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS), muitos confortos foram aprimorados, como comunicações com a Terra, cultivo de plantas em microgravidade (para benefícios nutricionais e psicológicos) e suprimentos alimentares.

Os astronautas precisam se exercitar, antes e depois dos seus lançamentos, para a saúde física e mental. Estudos comprovam que os veteranos do espaço enfrentam desafios psicológicos semelhantes aos submarinistas. Quanto mais tempo eles são expostos a extremo isolamento, maior a probabilidade de afetar seu bem-estar.

Curiosidade: Astronauta Al Worden, piloto do módulo de comando da Apollo 15, recebeu um recorde mundial do Guinness por ser o “humano mais isolado” durante a missão. Ele permaneceu no módulo em órbita enquanto seus colegas Dave Scott e Jim Irwin exploravam a Lua. Isso permitiu que Worden tivesse tempo para se concentrar no mapeamento da superfície lunar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.