Escolha uma Página
15 – Dicas para Mickeyros de Primeira Viagem – Epcot – World Showcase – Parte 1

Depois de vivenciar tantas aventuras pelo Future World onde você pôde experimentar as sensações de ser um viajante do tempo, um astronauta, um molusco dentro de um marisco (!), um praticante de asa delta, um dino e um piloto de corrida, que tal agora dar uma relaxada e começar uma volta ao mundo?

 

Então, vamos nessa Mickeyro, coloque as suas orelhas de Mickey, prepare a máquina fotográfica e a filmadora, que chegou a hora de conhecer o World Showcase!

 

Essa parte do parque abre um pouquinho mais tarde, às 11 horas da manhã, por isso, normalmente, o que a maioria das pessoas faz é passear pela área do Future World pela manhã e à tarde viajar pelos países, ficando por lá até a noite, pois ela guarda surpresas maravilhosas…

 

Ao redor de um imenso lago, chamado “World Showcase Lagoon”, você vai poder viajar por diversos pavilhões, sendo que cada um corresponde a um país diferente, num total de 11: México, Noruega, China, Alemanha, Itália, Estados Unidos, Japão, Marrocos, França, Reino Unido e Canadá.

 

É isso mesmo Mickeyro, você vai poder dar uma verdadeira volta ao mundo sem tirar os pés de Orlando. Por essas e tantas outras razões, que avisamos que você tem que ter absoluta certeza que realmente quer conhecer a magia daquela cidade, pois quem viaja para lá fica enfeitiçado querendo voltar para sentir tudo outra vez, e mais outra, e mais outra…

 

Muito bem, cada um desses pavilhões, que na verdade mais parece um bairro de cada país, contém um pouco de tudo aquilo que o caracteriza: lojas com artigos originais, restaurantes com comidas típicas de cada nação, lanchonetes, barraquinhas de especialidades e mercadorias locais, além de alguma atração. Até os cast members são nativos de cada país.

 

É como se o Epcot tivesse 11 portais mágicos que te teletransportassem, em questão de segundos, através de uma passagem secreta para um outro lado do mundo.

 

Você realmente se sente como se estivesse viajando, pois quando você entra num desses bairros você está imerso no ambiente e na cultura daquele determinado país, mas com uma boa pitada da magia da Disney!

 

É absolutamente perfeito, cada detalhe foi minuciosamente estudado, nada foi colocado ali por acaso, tudo é muito bem cuidado e muito bonito. A gente ama passear por ali!

 

As construções são perfeitas e todo o material utilizado, desde o mais simples preguinho, vêm do país de origem. Não é a toa que o resultado é tão bacana.

 

É bom saber que no lago onde estão os países há alguns piers onde você pode pegar gratuitamente um táxi aquático (water taxi) e com eles você pode atravessar o lago de um lado para o outro, caso se canse de andar a pé ou queira se locomover mais rápido.

 

Mas vamos começar nosso tour, lembrando mais uma vez que informações completas e detalhadas você terá …. já deu para ouvir o coral de Mickeyros entoando … Consultando as páginas fixas do VPO!!!

 

Muito bem Mickeyros Muchachos, ponham seus sombreiros, pois vamos ao México!

 

La cucaracha, la cucaracha…
Ya no puede caminar…
Cris… cantar tudo bem, mas chega dessa dancinha… que mico….vou fingir que não te conheço.
Mico? Olha pra você, tá de sombreiro tocando maracas…

 

Falando nisso, por mais que você se sinta tentado a comprar um sombreiro no México, e lá tem uns coloridos enormes, não faça isso Mickeyro! Respire fundo e continue andando, a vontade vai passar, resista. Se não você vai ter que reservar uma poltrona extra no avião somente para ele quando voltar ao Brasil. Caso seja impossível resistir aos encantos mexicanos, dê uma olhadinha para o lado e opte pelos lindos ponchos, pelo menos vai ser mais fácil colocar na mala.

 

O México está representado por uma enorme pirâmide maia, e quando você entra … é difícil não ficar de queixo caído, pois você sai de um dia claro no parque e quando entra… você está numa praça mexicana à noite… a “Plaza de Los Amigos”.

 

O cenário é impressionante, certamente um dos pavilhões mais bonitos do parque!

 

Nessa praça há diversas tendas e barracas vendendo produtos mexicanos (claro, australianos que não haveria de ser, certo?), e ao fundo está o restaurante “San Angel Inn”, super aconchegante porque fica à meia-luz, prá não dizer no escurinho mesmo.

 

Esse restaurante fica à beira de um rio “de verdade”, sendo que do outro lado do rio, você tem uma linda paisagem noturna de uma floresta tropical, uma outra pirâmide e, ao longe, um vulcão.

 

A paisagem é arrebatadora e a impressão que se tem é que de fato é tudo real de tão perfeito que é. O lugar é mesmo muito bonito, e fica ainda mais charmoso quando o conjunto “The Mariachi Cobre” está cantando lindas canções locais.

 

Jantar naquele restaurante com um visual assim é realmente uma experiência e tanto! Super romântico.

 

Os produtos mexicanos à venda são bem legais, criativos e bastante curiosos. “ Te gusto? Leve!”

 

Um detalhe: lá no México há um blusão à venda, tipo um moletom, só que de outro tipo de tecido, um algodão mais rústico e felpudo. Numa noite mais fresquinha, comprei um branco bem bonitão e vesti por cima de uma camiseta preta. Fiquei muito aquecida e feliz, mas mais tarde… ao tirar o blusão… meu marido começou a cantar “Carneirinho, Carneirão”… Quando me olhei no espelho… parecia que nem tinha tirado o tal moletom, minha camiseta estava perdida de tanta felpa que grudou… Acabei dando o blusão para uma pessoa que curiosamente só o usou uma vez… Portanto, cuidado…
Tempos depois soube que a Cris também tinha caído nessa, e se tornado um Carneirinho, Carneirão. Então cuidado Mickeyro para não entrar para este rebanho! (Vivian)

 

Ainda dentro da pirâmide, há uma atração chamada “Grand Fiesta Tour Starring Three Caballeros”, com o Donald, o Panchito e o Zé Carioca.

 

A bordo de um barquinho você vai percorrer um rio, o mesmo que passa ao lado do restaurante, e participar de uma aventura com esses amiguinhos, enquanto navega por vários cenários daquele país.

 

A estorinha é sobre o sumiço do Donald no México e você, como bom Mickeyro que é, vai se juntar ao Zé Carioca e ao Panchito para procurá-lo. É um passeio bem tranquilo e gostosinho. Abaixo segue um vídeo criado pelo nosso querido amigo Antonio Crescenti:

 

 

Do lado de fora, em frente a essa pirâmide e à beira do lago, há outro restaurante, a “Cantina de San Angel”. Atualmente ele se encontra em reforma para expansão, com previsão para abrir em setembro de 2010. É um ótimo lugar para se assistir confortavelmente sentado ao maravilhoso show de fogos que falaremos mais adiante, o Illuminations. Ficar lá beliscando uns nachos e tomando uma cerveja gelada ou uma bela margarita… é tudo de bom!

 

Vamos aguardar a reabertura do restaurante para saber maiores detalhes.

 

Mas cuidado Mickeyro, pois os nomes dos dois restaurantes mexicanos são parecidos, então preste atenção, pois você pode querer fazer reserva num e acabar indo ao outro.

 

Todo mundo adora quando a atração tem barquinho ou carrinho, não é? Na parte do World Showcase, somente o México e a Noruega é que possuem atrações assim, os outros países possuem outros tipos de atrações, mas não menos interessantes.

 

E já que estamos falando nisso, kom til …Norge! Ou no velho e bom português, vamos à … Noruega!

 

A arquitetura aqui é impactante. É como se fosse uma vila inspirada na “Fortaleza de Akershus”, na cidade de Oslo.

 

É lá que fica o famoso restaurante de mesmo nome, “Akershus”, onde você pode fazer uma refeição mágica com as princesas Bela, Branca de Neve, Mulan, Bela Adormecida …. e outras. É um sonho, não é?

 

Mas nem todas elas aparecem juntas e em todas as refeições. Este é um restaurante onde é necessário fazer reserva com boa antecedência, pois é muito procurado.

 

Como a Noruega é um país em que os esportes náuticos são comuns, o que tem de mais bacana para comprar lá, além de outras coisas, são os casacos acolchoados impermeáveis e os moletons. Não são nada baratos, mas são de excelente qualidade e bem bonitos. Se você estiver com uma folguinha compre, pois não vai se arrepender.

 

Mas… que tal um pouco de aventura?

 

Então você tem que embarcar na atração da Noruega, o “Maelstrom”!

 

Costuma ter boas filas e às vezes um fastpass pode ser necessário, mas vale à pena.

 

É um passeio a bordo de um barco viking, com uma pitadinha de emoção, ainda mais porque acontece no escuro.

 

Você vai navegar por várias épocas da história da Noruega, passando por uma vila viking, uma floresta com os terríveis trolls, aquelas criaturas bastante narigudas e orelhudas da mitologia nórdica, ursos brancos, e pelo tempestuoso Mar do Norte. Tem até um momento em que o trajeto se torna mais emocionante e dá um friozinho na barriga!

 

Esse passeio termina num pequeno e charmoso porto, e de lá você entra numa sala de cinema onde assiste a um curto filme sobre a vida naquele país. Vale à pena assistir!

 

Falando em troll, nos disseram que essas criaturas espantam as coisas ruins de tão feias que são. Uma vez compramos um numa das lojas da Noruega.
O tempo passou… Um dia estava eu no terraço, largada na rede, quando olho para o alto e vejo uma “coisa” na viga do telhado, bem acima de mim.
Parecia uma cobra enrolada… Fiquei paralisada de medo por uns 3 minutos… completamente congelada, achando que a coisa ia dar um bote em mim!  Fiquei olhando a tal “coibra” (mistura de coisa com cobra) sem coragem de me mexer… foi quando notei uma protuberância estranha na coibra e… de repente uma luz se fez!  Pensei: Ôpa! Cobra não tem nariz! Muito menos um nazo desse tamanho, digno de causar inveja no próprio Pinóquio! Aí que percebi que era o velho e bom troll que meu marido havia colocado ali para “proteger” a casa, e que com o passar do tempo havia ficado todo craquelento, parecendo a pele de uma cobra mesmo… ufa… (Vivian)

 

OK, vamos deixar para trás o mundo dos Vikings e vamos em frente. Preparem-se, pois vamos entrar na maravilhosa China…

 

Bem vindo a Beijing! Apesar de grandioso e imponente este pavilhão vai te transmitir uma calma inexplicável. Os monumentos aqui presentes são rodeados por um jardim extremamente bem cuidado.

 

Nossa que momento zen… Cuidado Mickeyro, pois como num passe de mágica você vai se sentir tão tranquilo e evoluído que é capaz de se comunicar com o próprio Buda, e sair rumo as montanhas em busca de auto-conhecimento. Vai se transformar num Monge Mickeyro zen chinês (só vai faltar raspar o cabelo, mas, por favor, mantenha as orelhas de Mickey!).

 

Você passa por um imponente portal e vê uma construção inspirada no “Temple of Heaven” (Templo Celestial de Beijing). Seu telhado tem uma coloração azul escuro muito especial, e como tudo na China tem um significado, ela representa o paraíso, já os três beirais deste telhado simbolizam o céu (o mais alto), o imperador (o do meio) e o povo (o de baixo).

 

Pode ter certeza que você não vai resistir tamanha exuberância, então se entregue logo de cara e tire muitas fotos lindas.

 

Dentro, você vai poder admirar peças de antiguidades chinesas, principalmente a réplica de uma amostra do famoso exército dos guerreiros de Xian. Para quem não sabe, esse exército conta com milhares de guerreiros feitos em terracota, cada um com um rosto diferente do outro, e foram enterrados perto da tumba do imperador Qin para protegê-lo e guardar seus tesouros. Isso muitos anos antes de Cristo, sendo posteriormente descobertos na década de 70.

 

Mas a principal atração desse pavilhão é o filme “Reflections of China”, que você vai assistir num cinema com telas gigantes em 360º, onde vai poder conhecer um pouco sobre a vida e as tradições daquele país, inclusive sobre a famosa Muralha da China. Como as telas estão por toda volta do salão, você tem que assistir em pé para poder ver tudo… Não seja preguiçoso, pois o filme é muito lindo. Você fica como que completamente envolto pelo filme e às vezes dá uma sensação de que se está numa imensa nave espacial sobrevoando as paisagens chinesas. As cenas são muito legais. Não perca!

A loja daquele pavilhão é enorme e incrível, repleta de roupas típicas de todas as cores, tem até quimono para cachorro, é claro que isso foi demais para nós… não conseguimos resistir… nossos amiguinhos ficaram muito charmosinhos com um toque oriental…

Nessa loja você também vai encontrar muitos objetos zens, fontes, lenços, jóias e bijouterias, e uma infinidade de artigos de decoração muito bonitos e interessantes. E como já dizia Confúcio, o grande filósofo chinês, “Gostô leva né!”

 

Se você quiser experimentar as iguarias chinesas, faça uma reserva no “Nine Dragons” e descubra os mistérios dessa culinária milenar.

 

E aí Mickeyro? Alles Gut? (Tudo bem?)

 

Então agora vamos viajar de novo e olha só, viemos parar na Alemanha!

 

Que lindo é este pavilhão! Reproduz uma encantadora vila alemã, com gerânios nas janelas, uma bela fonte no centro, o relógio “Glockenspiel” no alto da torre e… para a alegria dos Corinthianos de plantão… uma estátua de São Jorge vencendo o dragão!! A Disney pensa em tudo messsmo!!!

 

A atração deste país não é um filme, um teatro ou um barquinho, aqui você vai ver uma cidade miniatura repleta de casinhas, pontes, bosques, trenzinhos, tudo absolutamente perfeito! Apesar de ser uma mini cidade, até que ela é bem grandinha.

 

Além disso, você vai encontrar várias lojas, e numa delas você poderá comprar os famosos “Cuckoo Clocks”! Aqueles relógios que fazem o Cuco! Cuco!

 

Tem em diversos tamanhos, desde Cucão! Cucão! até Cuquinho! Cuquinho! (Ai… que piadinha bobinha…, mas é verdade). E, ainda, porcelanas, brinquedos muito bacanas, chocolates, alguns artigos da Adidas, vinhos, dentre outros.

 

O que também tem de muito bacana lá, é uma loja que vende, durante o ano todo, artigos natalinos lindíssimos e super delicados. Há uma variedade de enfeites para árvores de natal sem fim, inclusive muitos deles com motivos Disney! São pequenas obras de arte de tão bem feitos que são! Não são baratos, mas certamente são muito especiais. É difícil não entrar no clima do Gostou, leva! Dá vontade de levar tudo!!

 

Quanto ao restaurante, o “Biergarten” é uma eterna Oktoberfest, de tão animado que é, leia o artigo que escrevemos a respeito dele na série “Magia dos Sabores”, clicando aqui.

 

Vamos Mickeyro, temos que continuar a viagem, pois aqui no Epcot o tempo voa e ainda temos muito países para conhecer, então vamos nos despedir da Alemanha!

 

Aufwiedersehen!! (Até breve!!)

 

Agora, alguma coisa de italiano você fala não é? Perguntamos isso porque vamos para a bella Itália…

 

Lá a alegria está solta no ar… você vai se sentir meio em casa, afinal italiano é “tutti buona gente”!!

 

Logo na chegada, você vai ver atracadas no lago diversas gôndolas que vão te remeter instantaneamente direto à Veneza.

 

E já que estamos em Veneza, é claro que não poderia faltar a “Piazza San Marco” com direito até ao campanário e o palácio “Dodge’s Palace”.

 

A atração aqui é ao ar livre, os cast members italianos ficam na praça fazendo mágicas e animando a platéia que rapidamente se forma ao seu redor. É muito engraçado e divertido, não tem como passar reto, uma paradinha aqui é irresistível. Além disso, costumam aparecer figuras vestidas com roupas e máscaras muito bonitas, como as do famoso “Carnaval de Veneza”. Muito legal tirar uma foto junto com eles.

 

Nas lojas você vai encontrar cristais de Murano, chocolates divinos (Mickeyro experimente as gianduias!!!), roupas da Ferrari, perfumes bárbaros como Gucci e Giorgio Armani, máscaras venezianas, alguns artigos em couro, entre outros, mas o ponto alto deste país é sem dúvida nenhuma a culinária, e nem poderia ser diferente.

O restaurante de lá é o “Tutto Itália”. O atendimento é caloroso, a comida deliciosa e o ambiente é muito aconchegante… afinal, italianos e brasileiros têm o mesmo espírito alegre e extrovertido. O restaurante é ótimo e agrada todos os paladares. Para saber mais, leia o artigo que escrevemos na série “Magia dos Sabores”,clicando aqui.

 

Antes de sair da Itália vale uma foto em frente à “Fontana de Nettuno”, de Firenze.

 

Mickeyro, não faça como eu, que desde a primeira vez que fui ao Epcot, sempre dediquei alguns instantes na frente desta fonte… me concentrava muito e com a maior esperança no coração, jogava uma moeda e fazia “aquele pedido secreto e orelhudo”, crente que se tratava da famosa “Fontana de Trevi”.


Era quase que um ritual sagrado para mim e só agora foi que descobri que aquela fonte é na verdade a “Fontana de Nettuno”.


Quantas moedinhas deixei por lá… pedia para uma fonte e jogava a moeda em outra…


Mas que bom que o tio Walt não dá importância para esses pequenos “equívocos loiros”… e sempre atendeu os meus pedidos… (Cris)

 

Falando nisso, é muito comum as pessoas atirarem moedinhas em tudo que é fonte e lago dos parques da Disney.

 

Cá pra nós, todo mundo deve ficar pedindo para voltar para lá, certo Cris?.
Vi, agora todo mundo sabe qual era meu pedido!

 

De tempos em tempos, a Disney recolhe todo esse dinheiro e doa para instituições beneficentes. Legal, hein?

Bem… Arrivederci Itália!

 

Agora é hora de saber alguma coisa sobre o país que está nos recebendo, os Estados Unidos, e para isso vamos dar uma espiada no “The American Adventure”…

 

Este pavilhão fica bem no centro do World Showcase e a arquitetura escolhida para caracterizar o país anfitrião, foi o estilo colonial americano, com suas enormes e imponentes mansões brancas.

 

Lá você poderá saber mais sobre a história dos Estados Unidos na atração “The American Adventure Show”. É só entrar num belo teatro e assistir a um espetáculo que mistura audio-animatronics e efeitos especiais, com duração de 30 minutos.

 

Na frente desse pavilhão, há um grande e bonito anfiteatro, o “American Gardens Theatre”, onde há um super palco com bancos ao ar livre, onde freqüentemente acontecem apresentações musicais com artistas bem conhecidos como o José Feliciano, o David Jones (do antigo conjunto “Os Monkees”) e outros nem tanto assim, mas igualmente empolgantes. Uma vez vimos à apresentação de uma super banda de jazz formada por estudantes. Gente, a molecada pôs aquele auditório abaixo! Foi demais!!

 

Neste teatro é que acontece um lindo evento na época de Natal, o “Candlelight Processional”.

 

Esse evento é sobre a história do Natal e inclui um narrador, normalmente um artista muito famoso, e um coral de muitas vozes, acompanhado de uma orquestra incrível. Certamente vai tocar fundo no seu coração, pois é de arrepiar a alma, muita gente se emociona mesmo e fica com os olhos cheios de lágrimas.

 

Não é fácil conseguir lugar para sentar, costuma formar filas enormes, mas ainda que o anfiteatro esteja lotado não deixe de assistir em pé mesmo. Porém, tem um pacote que inclui um jantar e lugar para assistir o espetáculo, mas é pago à parte. Vários restaurantes dos pavilhões participam desse evento. O VPO divulga as datas assim que a Disney as anuncia.

 

A loja desse pavilhão é pequena, e nela você vai encontrar camisetas e objetos para presentes, a maioria com as cores da bandeira americana.

 

Bem na frente tem um quiosque que vende o famoso “Funnel Cake” (leia mais sobre ele no artigo da série “Magia dos Sabores” – “Comidinhas” clicando aqui).

 

Além disso, para fazer uma refeição bem americana, isto é, comer uns sandubas legais, você tem o “Liberty Inn”.

 

CONTINUA

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Patrocinadores

Afiliados

%d blogueiros gostam disto: