Junho 17, 2009 @ 12:00 am
 

Manta, a nova flying coaster do Seaworld

 
 

A partir de agora, por convite do nosso amickynho Luiz, estaremos com uma coluna aqui no VPO. Acreditem, é uma honra para nós.

Mas vamos nos apresentar: Vivian e Cris, duas apaixonadas por Orlando. Estivemos lá por diversas vezes, e estamos sempre com planos de voltar muitas mais!

Aqui na Coluna Mais Magia nós conversaremos com vocês sobre nossas experiências, novidades, rumores, dicas, impressões, enfim, faremos uma das coisas que mais amamos na vida que é falar de Orlando.

Falando nisso, a Vivian acaba de voltar de lá, energia pura, ela foi na Manta, a nova flying coaster do Seaworld...

Sabem, sempre adorei montanhas russas, mas de um tempo para cá comecei a ficar meio patife para essas aventuras. Meu marido ia, e eu ficava de espectadora, só olhando.

Nestes últimos meses li tanto a respeito da Manta e fiquei tão fascinada por ela, que acompanhei praticamente cada etapa de sua construção, sempre ávida por novas fotos, e por novas informações.

Bem, viagem marcada, lá fomos nós para Orlando, e num belo dia fomos para o Seaworld. Nós e mais um montão de gente! Credo, como estava cheio o parque! Tudo por causa dela, a Manta.

Ainda estava em fase de “soft opening”, que é o termo que eles utilizam para aqueles breves períodos em que a atração funciona antes da inauguração oficial.

Primeiro, é bom saber que há armários (lockers) na entrada da atração e lá você tem que deixar todas as suas coisas, tudo aquilo que pode cair durante a aventura. Até queria levar a máquina fotográfica comigo, mas depois vi que seria impossível segurar a máquina e me agarrar na cadeira ao mesmo tempo.

OK, coisas guardadas, fomos para a fila, 60 minutos de espera. Na área da fila há diversos aquários, mas quem estava ligando para os aquários? Estava mais preocupada em manter meu coração no lugar certo, pois ele insistia em querer sair pela boca!

Fila andando lentamente, subimos uma escada e pronto, chegamos à plataforma de lançamento, digo, plataforma de embarque.

São 3 trens, com 32 lugares cada um, sendo que em cada fila vão 4 pessoas. Quando você se senta, um colete de proteção desce sobre seu corpo e te mantém bem preso à cadeira. Além disso, você também é seguro pelos tornozelos. Devo dizer que a sensação é de total segurança mesmo.

Todos sentados e presos, o pessoal de apoio vem de cadeira em cadeira checar se os coletes estão bem travados. Todos bem presos, as cadeiras se viram e ficamos de cara voltada para o chão! E, vagarosamente, como a maioria das montanhas, a gente sobe... sobe... sobe... e como está de cara para o chão, vai vendo as pessoas lá embaixo ficarem cada vez mais pequenininhas, todos tirando fotos e dando tchau para você. Consegui dar um tchauzinho também! Uma vitória! Estava vencendo meu medo, conseguindo levar numa boa!

Só que depois de uma subida vem sempre uma ... descidaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!! Fechei os olhos com força! Quando abri não sabia se estava em cima ou embaixo. Mas aí notei que estava curtindo. Muito! UHUUUUU!!!! E lá se vai um looping em que senti uma força G muito forte, o corpo fica super pesado, e o jeito foi gritar. Mas gritar um grito só, até acabar aquela sensação... AAAAAHHHH!!!! E aí foi só alegria, lá estava eu me divertindo muito nos loopings e torções da Manta a 90 km por hora! Sabem, li num site americano, um blogguer comentando que achou a Manta mais intensa do que a Rock and Roller Coaster, a famosa montanha russa do Aerosmith no Hollywood Studios. Não achei, sabem porque? Na Aerosmith, a cabeça da gente joga muito, chacoalha mesmo, então você tem que tentar travar a cabeça encostando com força contra o encosto. Na Manta essa sensação não ocorre, voce não sacode, o trajeto, embora veloz, é mais suave, ou "smooth" como dizem os americanos.

De qualquer forma, aprendi que cada pessoa tem uma sensação diferente em atrações mais radicais como esta, até porque, isso depende do lugar em que você se senta. Quem senta no final do carrinho, costuma sentir sensações mais fortes do que aquele que se senta logo na primeira fila.

Para mim valeu muito a pena ir na Manta, fui apenas uma vez, mas fiquei fã. Amei!!! Sai de lá energizada, e não parei de falar na Manta até a hora de dormir, para desespero do meu marido. Sério!

Na saída da atração há a possibilidade de comprar uma foto sua que é tirada durante o trajeto (gritando, é claro), e por 5 dólares a mais voce pode mandar esta mesma foto para duas pessoas por email.

Para quem não quiser encarar a Manta, existe ao lado, um caminho chamado “Underwater Viewing” onde se passeia por lindos aquários com muitas mantas, cavalos marinhos, peixes e outros animais marinhos. Vale conhecer.

Link para a página sobre a Manta no VPO - clique aqui.

Abaixo seguem mais algumas fotos da Manta e fiquem antenados, pois a Cris está em Orlando e voltará com notícias fresquíssimas!

Outras Matérias

O VPO participou da coletiva do SeaWorld sobre o programa Curtir & Preservar

 

Na data de hoje (17 de março de 2017) o Viajando para Orlando participou da coletiva para a imprensa promovida pelo SeaWorld Parks & Entertainment com o objetivo de apresentar o seu novo programa denominado - Curtir & Preservar (para saber mais a respeito - 

 

Surgem rumores a respeito de um novo sistema de transporte por gôndolas em Walt Disney World Resort

 

Desde o dia 15 de fevereiro de 2017 muito tem se comentado nos sites especializados a respeito da intenção da Disney em implementar um novo sistema de transporte por gôndolas em Walt Disney World Resort. Segundo notícia publicada por Tom Corless no site

 

Dá para acreditar que a Disney irá encerrar a atração The Twilight Zone Tower of Terror do parque Disney California Adventure?

 

O Imagineiro Joe Rohde informou no blog oficial da Disney na data de 23 de julho de 2016 uma notícia que por certo agradou a todos os fãs do Universo Marvel, uma nova atração inspirada nos Guardiões da Galáxia ("Guardians of the Galaxy")...

 

A emoção da Família Galhano em visitar a Disney pela primeira vez

 

Orlando é uma cidade que inegavelmente se apresenta muito bem estruturada para receber os turistas. Todavia, ainda assim é necessário um pouco de planejamento, principalmente por aqueles estão viajando pela primeira vez ("marinheiros de primeira viagem") e que não optaram por excursão. A família do amigo Rodrigo Galhano teve a oportunidade de visitar a Terra da Magia pela primeira vez e,...

 

Você conhece o passeio Serengeti Safari do parque Busch Gardens? Gosta de girafas?

 

O Serengeti Safari muito possivelmente é um dos passeios guiados mais conhecidos e procurados por todos que visitam o parque Busch Gardens Tampa Bay. Para participar dessa experiência o visitante despende em média de US$ 29,00 a US$ 39,00 +...

 

Vivian e Cris
publicado por
 

Vivian e Cris

Voltar