Março 2, 2010 @ 12:00 am

10 - Dicas para os Mickeyros de Primeira Viagem - Os Parques - Parte 1

 
 

Muitos de vocês Mickeyros que estão planejando ir pela primeira vez para Orlando, não sabem exatamente quais são e como se dividem seus principais parques, e como funcionam as coisas por lá.

Então é muito natural que não saibam o que é Downtown Disney, Boardwalk, ou como é os estacionamentos dos parques, o que é o Wishes ou o Fantasmic, monorail, Transportation and Ticket Center, que ingresso comprar e por aí vai.

Claro, afinal é a primeira vez e ninguém nasce sabendo, não é?

Então nós vamos iniciar uma série de artigos falando um pouco sobre isso, direcionado a você Mickeyro que ainda não sabe muita coisa, mas que tem vontade de saber para melhor preparar sua viagem de sonhos.

Vamos dar uma explicação geral sobre os principais lugares e atrações que você vai conhecer por lá na sua primeira vez, mas sem nos aprofundar muito nos detalhes para não bagunçar sua cabeça, destacando sempre que para maiores detalhes é importante que prestigiem o trabalho do Luiz lendo as páginas fixas aqui do VPO que contém gigas e mais gigas de informações preciosas - link.

Então tire os sapatos, sente-se confortavelmente e relaxe... pois a partir de agora você vai ingressar no mundo da magia de Orlando...

Mas antes temos que fazer uma pergunta: olhe bem nos nossos olhos... Você tem certeza que quer ir para Orlando?

Perguntamos isso, porque assim que você conhecer o que é aquela cidade vai querer ficar voltando pelo resto da sua vida.

Sim, você até pode viajar para outros lugares do mundo, Roma, Moscou, Cairo, Xangai, Berlim, Cucamonga... mas quando estiver lá, por mais que você goste da cidade, um pensamento sempre virá na cabeça: Não é Orlando.

Depois não diga que não avisamos, hein?

Prontos?

OK, objetivamente falando, o que você deve conhecer na sua primeira vez em Orlando?

Os grandes parques, claro! Os da Disney, os da Universal, o Seaworld e o Busch Gardens. Claro que há outras atrações que falaremos numa outra oportunidade.

Dependendo do tempo de sua estadia, você não conseguirá visitar todos os parques, mas vamos procurar te dar informações que lhe permita escolher o que ver, e o que deixar para uma próxima vez (que certamente vai acontecer).

Vamos lá:

A Disney tem 4 grandes parques temáticos: o Magic Kingdom, o Epcot (foi-se o tempo que se chamava Epcot Center, hein?), o Hollywood Studios (que era o antigo MGM) e o Animal Kingdom.

Além disso, tem 2 parques aquáticos – o Blizzard Beach e o Typhoon Lagoon – e mais 2 centros de entretenimento, o Boardwalk e o Downtown Disney, e ainda, o ESPN Wide World Of Sports, um centro de esportes. A Universal possui 2 grandes parques o Universal Studios e o Island of Adventure, e tem também o City Walk que é seu centro de entretenimento.

O Seaworld, além do parque propriamente dito, tem também um parque aquático - o novo Aquática e o Discovery Cove, que é um parque aquático completamente diferente de todos os outros, pois ao invés de toboáguas e coisas assim, ele é repleto de praias tropicais, onde os visitantes podem conhecer e interagir com animais marinhos e aves.

E finalmente, o Busch Gardens, que é um grande parque, cheio de montanhas russas, que fica em Tampa, uma cidade a cerca de uma hora de carro de Orlando.

Dentro dos parques você não terá que pagar nada extra para aproveitar as atrações, tudo já está incluído no ingresso do parque, os shows, as paradas, as rides..., você pode usar e abusar do parque, andar quantas vezes quiser em cada atração, assistir aos shows, ir aos cinemas 3D, sem se preocupar com nenhum gasto adicional.
 

 

Há, contudo, algumas brincadeiras daquelas do tipo "tiro ao alvo", em que você acertando, ganha prêmios, e estas são pagas à parte. Mas são poucas e nem tem em todos os parques. O Universal Studios é um parque que tem uma área com brincadeiras assim.

No mais, você terá gastos com estacionamento (que, no caso da Disney é grátis para seus hóspedes), alimentação, compras, e se quiser algum dos serviços oferecidos dentro do parque, como aluguel de locker (armários), strollers (carrinhos de bebê), cadeiras de rodas ou elétricas, etc.

Antes de entrar nos parques, você vai passar por uma revista de segurança, em que todas as bolsas e mochilas são verificadas. Não tem motivo para se estressar, este é um procedimento padrão e não demora nem um minuto.

Os seguranças que fazem a revista costumam ser muito simpáticos, mas não faça nenhuma piadinha de mau gosto neste momento.

Uma vez estávamos passando pela revista e um turista alemão querendo ser engraçado, fez uma "brincadeirinha", disse que tinha uma bomba na mochila. Não só não entrou no parque como saiu de lá preso. Sério!

OK, depois do procedimento de segurança, você vai passar pelas catracas de entrada dos parques, que também é uma coisa rápida e simples.

Sobre os ingressos, tipos, formas e variações, a gente vai falar oportunamente, de forma mais detalhada.

Ao entrar em qualquer um dos parques, assim que passar pelas catracas é comum você logo avistar pontos de distribuição de mapas e em alguns parques um folheto com horários dos shows e paradas (esse folheto se chama times guide), tanto os mapas como os times guide estão por quase todas as lojas.

É essencial você pegar um desses mapas e folhetos (quando houver) para poder se orientar dentro do parque, se programar para escolher o melhor horário para assistir as paradas e shows, saber onde e quando poderá encontrar personagens, traçar o seu roteiro e planejar a sua estratégia para aproveitar ao máximo aquele dia, e ainda para saber onde estão os restaurantes, os banheiros, etc...

Você vai encontrar mapas em diversos idiomas, inclusive português, é só procurar a bandeira do Brasil nas caixinhas onde os mapas ficam disponibilizados, é muito fácil encontrar.

Uma coisa importante que a gente quer ressaltar para você Mickeyro, é que todos os parques têm atrações para todos os tipos de pessoas, tanto para os que gostam de sentir a adrenalina no corpo, como para os que gostam de atrações mais suaves. Assim, tem montanhas-russas de montão, mas também tem muitas atrações calminhas em que somos levados por carrinhos ou barquinhos, e ainda simuladores e cinemas 3 ou 4D e shows.

Portanto, uma característica dos parques é que eles são democráticos, tem atividade para todo mundo.

Observação: uma coisa importante de se saber é que se você pegou uma fila de uma atração mais intensa como uma montanha-russa, por exemplo, e na hora de embarcar viu que não vai dar para encarar, você sempre vai poder desistir e sair. A saída que fica na boca das atrações é apelidada de Chicken Exit, pois é aquela saída para aqueles momentos que a gente amarela mesmo. O importante é você saber que dá para cancelar a operação "agora eu vou!".


Normalmente, saindo pela Chicken Exit você passa por uma salinha (Chicken Room), onde as pessoas do grupo que não quiserem ir ou as crianças que não tiverem altura para andar naquela atração poderão esperar pelo resto do grupo.
 

Dicas: Caso você esteja com crianças muito pequenas, pode fazer um revezamento. Funciona assim: o grupo inteiro ou o casal entra na fila junto, quando chegar o momento de embarcar na atração é só avisar o funcionário que vão brincar separados, o funcionário vai indicar onde um poderá esperar com o bebê enquanto o resto do grupo embarca, depois é só trocar, não precisa pegar toda a fila novamente.


 

Mais uma coisa legal que os parques têm: raramente você entra direto e reto numa atração, pois ou há um pré-show ou o caminho por onde anda a fila é uma atração à parte. Por exemplo, o caminho que leva até o Expedition Everest no Animal Kingdom, é super rico em detalhes e você se sente como se estivesse na região do Himalaia mesmo!
 

Outra atração que tem um ambiente fantástico a ser percorrido antes de embarcar, é o Tower of Terror no Hollywood Studios. É um elevador de um hotel que um dia foi famoso e que despenca do 13º andar. Toda a área do hotel é maravilhosamente decorada e reproduz de forma impressionante um hotel abandonado. Vale pegar essa fila, mesmo se você não tem a intenção de cair de elevador.
 

Um alerta básico: não largue suas coisas em qualquer lugar, em cima de mesas, nas pias dos banheiros, nos carrinhos de crianças ... pois existe "espertos" em todos os lugares do mundo. Cuide bem dos seus pertences para eles não acabarem pertencendo a outro cidadão.


Bem, antes de passarmos a falar dos parques propriamente ditos vamos dar um aviso muito importante para você Mickeyro iniciante: quando for viajar para Orlando, esqueça a idade em casa, ela não precisa viajar com você, ela já estará devidamente representada no seu passaporte, e isso basta. Fazendo assim, certamente você vai viajar mais leve!

Feita essa introdução, vamos começar falando daquela que faz nosso coração bater mais rápido....

Tcham tchararam.... Ladies and Gentlemen...

DISNEY WORLD!!!

Primeiro de tudo é bom você saber quem é quem.

Na Disney, os seus funcionários são chamados de cast members (ou membro do elenco), e nós, turistas, somos chamados de guests (convidados).

Isso porque a partir do momento que você põe seus pés seja nos parques, seja nos hotéis, a experiência é de imersão total, é como se você estivesse num grande espetáculo, em que além do ambiente fantástico, os cast members fazem de tudo para te encantar e manter a magia do lugar.
 

Dica: os cast members têm um crachá com o nome, a cidade e o país de origem, então fique de olho, pois é comum encontrar brasileiros trabalhando por lá.


Muito bem, a área da Disney World é imeeensa e comporta todos os seus parques e resorts e ainda sobra espaço para muitos mais. Dizem que ela tem duas vezes o tamanho de Manhattan – New York. Como a gente nunca mediu, não podemos garantir essa informação. (Que piadinha mais sem gracinha...)
 

Na Disney World as vias são todas muito bonitas e ajardinadas, super limpas, e possuem placas sinalizadoras inconfundíveis e únicas, pois são roxas e vermelhas, você bate os olhos e imediatamente já sabe que está dentro do Complexo Disney.

Todas as vias são muito bem sinalizadas, então dificilmente você vai conseguir se perder.

Lá você se sente como se estivesse em outro mundo, já que tudo é cuidado com muito esmero. Dificilmente você vai encontrar algum outro lugar que se compare à Disney, pois o padrão dela é de excelência em tudo o que faz.

Todos os seus parques são enormes e repletos de atrações, lojas, restaurantes e muito mais, portanto, numa primeira visita à Terra Encantada do Mickey é interessante dedicar pelo menos um dia inteiro para desvendar os "mistérios" de cada parque, só assim você vai conseguir conhecê-los razoavelmente bem.

Cada um dos parques está distante do outro, cada um possui seu próprio estacionamento (gigantesco), e, além disso, cada um tem uma temática própria.

Todos os parques e centros de entretenimento da Disney são muito bem servidos em matéria de restaurantes, lanchonetes, além de muitos quiosques de comidinhas e petiscos espalhados por toda parte. Aliás, nunca, nunca mesmo, se preocupe em onde comer nos parques ou em Orlando, pois a oferta é incrivelmente abundante e apetitosa.

Lá as calorias estão por toda parte e prontas para nos pegar em cada esquina. E o interessante é que a gente nem foge delas, se entrega mesmo...

(E olha nós de novo falando em comida... Pára Cris! Pára você também Vivian!)

Também são bem servidos em matéria de lojas, aliás, uma coisa que você vai notar logo, é que muitas vezes ao sair de uma atração dos parques, você vai necessariamente ter de passar por uma loja contendo produtos relacionados ao tema da atração, e aí, meu amigo, é difícil resistir... a gente compra mesmo.

Os artigos à venda nas lojas da Disney são muito bonitos e de ótima qualidade, e quer um conselho que aprendemos com o marido de uma de nós?

"Gostou, leva!"

Não, não é por desperdício de dinheiro, mas sim porque depois você pode não ter tempo de passar por ali de novo, ou não ter mais o item que você gostou, então compre!

Que sábias essas palavras... Gostou, Leva!

Para nós virou uma verdadeira filosofia de vida... Estamos até pensando em criar uma seita, as dos adoradores do "Venerável Gostou, Leva!"

Quando você, Mickeyro, voltar de lá de sua primeira viagem, está convidado a integrar nossa seita, apenas traga um quilo de magia não perecível, por favor.

Nooossa, hoje estamos com cada piadinha...
 

Uma curiosidade: na última vez que estivemos em Orlando, estávamos no aeroporto para embarcar de volta ao Brasil, e conhecemos dois brasileiros que trabalham na área de hotelaria, e que tinham acabado de fazer um curso na Disney. Eles nos contaram que na Disney os seguranças ficam à paisana pelas lojas, com roupas de turistas mesmo, e se eles percebem que alguém pegou algum item e "se esqueceu de pagar" (ou tomou ao pé da letra o "Gostou, leva!"), eles se aproximam da pessoa, chegam muito perto mesmo, e discretamente pedem que os acompanhe. Daí a pessoa sai do parque e pode ter seu passaporte carimbado e o retorno ao país de origem antecipado (é mandado embora mesmo!).


Voltando ao assunto...

Mas você vai querer comprar um monte de coisas legais e vai pensar: Vou ter que ficar carregando esses pacotes enquanto exploro o parque?

A resposta é... não!

Em muitas lojas você pode fazer suas compras e na hora do pagamento pedir para retirar seus pacotes perto da saída do parque (o chamado Package Pickup), mas atenção, pois, normalmente, as compras demoram três horas para serem enviadas até o ponto onde podem ser retiradas. Assim, se você fizer suas compras mais à tarde, pode ser que não seja mais possível o Package Pickup.
 

Se você estiver hospedado num dos resorts da Disney tudo fica mais fácil, pois é só avisar o cast member da loja no momento do pagamento, preencher um formulário e eles entregam todas as suas compras direto no seu hotel, mas fique atento, pois elas só estarão disponíveis no resort no dia seguinte da compra. Que mordomia, hein?

Uma alternativa é alugar um armário (locker). Em todos os parques tem, e costumam ficar perto da entrada, mas não se esqueça que o parque é enorme, então conforme o local que você fez compras, à distância até o locker pode ser grande. Mas isso não chega a ser problema, certo?
 

Dica: se você alugou um locker num parque da Disney guarde o recibo, pois pode ser usado de novo naquele mesmo dia, caso você vá para outro parque ou saia e volte para o mesmo. Isso serve para outros serviços que você eventualmente alugar, como strollers, cadeiras de rodas, ECV, etc.


Em todos os parques você vai encontrar centro médico; caixas eletrônicos; fraldários; armários; serviços fotográficos; canis (é... o Totó pode ficar muito bem acomodado enquanto você se esbalda no parque); aluguel de stroller - carrinho de bebê (simples e/ou duplos), de cadeiras de rodas (wheel chair) e de cadeiras elétricas (electric convenience vehicle - ECV).

Para alugar carrinho de bebê, cadeiras de rodas ou ECV é necessário, além do aluguel propriamente dito, um depósito como garantia (em dinheiro ou no cartão de crédito). Este valor será devolvido no momento da entrega do equipamento, e mediante a apresentação do respectivo recibo.

Cada parque tem um Guest Relations (no caso do Magic Kingdom procure pelo City Hall), que é um lugar que normalmente fica localizado perto da entrada e onde você pode fazer reservas para restaurantes; reservas para tours; pegar um aparelho chamado de Ears to the World, que é um tradutor wireless para diversas atrações (tem em vários idiomas, inclusive português); localizar pessoas perdidas, verificar a validade ou quantos dias restam em seu ticket, etc.
 

Dica: Como já dissemos, os parques são enormes, então ao entrar, combine com o seu grupo um local de encontro para o caso de alguém se perder.

 

Lá no Guest Relations e também nos Resorts você pode pedir gratuitamente um Pin (ou Button) comemorativo para celebrar seu aniversário (birthday), ou seu aniversário de casamento (anniversary), recém casados (just married), se for sua primeira visita (1st visit), se você estiver celebrando alguma coisa (I’m celebrating), uma reunião familiar (Family Reunion), dentre outros.

De posse do seu pin ou button, que deverá estar pendurado na sua camiseta beeeem visível, você vai ser parabenizado e cumprimentado por onde passar, além disso, em alguns restaurantes, você pode até ganhar um pequeno mimo, como por exemplo, um bolinho com velinhas e muita comemoração...
 

Dica: não precisa ser exatamente o dia do seu aniversário ou do aniversário de seu casamento para pedir um pin. Afinal, não é sempre que a gente pode viajar exatamente nesse dia. Então peça o seu e seja feliz, certamente será uma bela recordação.


A Disney está sempre atenta para que todos os visitantes possam desfrutar os parques da melhor forma possível, por isso, no Guest Relations as pessoas portadoras de necessidades especiais têm acesso a uma série de facilidades. As atrações, de modo geral, têm locais reservados adaptados com todo o conforto necessário para os guests com todo tipo de necessidades especiais.

Mais adiante vamos abordar esse assunto com mais detalhes, mas podemos adiantar que se existe um lugar nesse planeta que acomoda todos os Mickeyros do mundo, com qualquer tipo de condição física, esse lugar é a Disney aliás, os outros parques também, sejamos justas.

Apenas para você ter uma idéia, nós duas já vimos, em oportunidades diferentes, pessoas em cadeira de rodas, ligadas a algum tipo de soro na veia, passeando pelos parques. E estavam se divertindo na boa! Legal, né?

Agora Mickeyro, respire fundo, que chegou o tão esperado momento. Você está preparado?

Então lá vamos nós. Chegou a hora de desvendar os mistérios do primeiro parque da Disney. É! Aquele mesmo!

Ôps... Pensando bem... não podemos entrar no Magic Kingdom assim desse jeito...

Antes de visitar o nosso amado ratinho temos que dar um tapinha no visual. Então vamos dar uma corridinha básica no cabeleireiro, e logo mais voltamos... e se preparem, porque vem muitas coisas pela frente! Podem ir preparando a pipoca! Pipoca? hummm..... Olha a gente pensando em comida de novo...

Cris você não tem jeito...

Eu??? Olha só quem fala...

publicado por
 

Vivian e Cris

Deixe um comentário

* não será publicado

Deixe o seu comentário (Facebook)