Enquete – Qual a encomenda mais interessante que já lhe fizeram?

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 

Peço encarecidamente a todos os amigos que se furtem a citar nomes, pois não é quero de maneira alguma que faltemos com o respeito a qualquer pessoa.

A manutenção do presente tópico fica condicionada a supressão do nome ou qualquer referência aquele que efetuou a encomenda.

leia essas informações
 
Índice  
 
 
É isso ai Claudio, Sonia e Patricia

 mensagem postada em 17/07/2014 - 11:07:22hs
 
 

É fazer a coisa ser simples, NÃO..

Aprendi com meu chefe que é um empresário muito bem sucedido, montado na grana. Uma vez ele me contou uma coisa que uso como lição na vida:

"Se alguém, mesmo que seja seu amigo vier lhe pedir dinheiro emprestado, diga de cara que não pode ou não tem, pois você dirá um NÃO, a pessoa pode até ficar chateada com você por uns instantes/dias, mas depois passa, pois ele terá outras opções em lugares especializados para pedir empréstimo. Mas, se você empresta, existe uma grande chance de no dia do vencimento ele não pagar, ai você irá se chatear com ele(seu amigo), você ou ficará chateado com ele ou irá cobrar, se partir para cobrança, ele ficará chateado com você e vice-versa, no final os 2 ficarão chateados e pode ser que você ainda não receba o que emprestou, e isso perdurará por muito tempo...." Se tivesse dito logo o NÃO, num seria mais prático e menos desgastante....

 


 
Res: Desde o começo aprendi a dizer NÃO

 mensagem postada em 17/07/2014 - 10:07:40hs
 
 

Não vejo você como um chato e sim alguém que batalhou para conquistar o seu sonho, os outros que façam isso também, se querem algo devem ir atrás. Eu não tenho receio algum de falar não, quando conto que vou viajar, na sequência já falo, não vou fazer lista para ninguém, estou indo viajar para fazer compras para mim e repor meu guarda roupa e assim não dá para trazer nada extra. As pessoas me olham com aquela cara de espanto, mas eu não estou nem aí. Quem é seu amigo de verdade nem pede nada apenas curti junto com você o seu momento ( esse merece um presente ... risos). Por isso fica a dica não se sintam mal de falar não!!


Quem me conhece já sabe o quanto eu sou chato.

Sempre aviso, vou para passear e me divertir, estou de férias, que normalmente é curta, pois o trabalho não me permite mais que 15 dias.

Em se falando em pedidos, já digo logo, vou trazer eletrônicos e minha cota está tomada, nem me peçam, isso ate para minha mãe e irmão, quanto mais pros outros.

Se alguém muito próximo, me pedir algo, que eu entenda não ser incomodo, e, em um lugar que eu vá, e não faça volume etc.. tudo bem posso ate atender, dede que me entregue o dinheiro em dólar com o imposto e a pessoa já fica avisada, se ocorrer algo e eu for taxado e o seu pedido tiver impacto, vai ter que pagar o imposto de forma proporcional.

Outra forma, é pedindo e enviando para entregar no hotel, que não cobra por recebimento de encomendas. Mas isso só faço para pessoas muito próximas e de máxima confiança, e sabendo o que está sendo entregue, pois já vi casos de pessoas dizerem que estão comprando um relógio e quando vê se "empolgaram" e comprar mais um tanto de coisas e a pessoa foi recebendo no hotel e enchendo a mala.

Para vocês verem como sou chato e digo muitos NÃOs na cara de pau, de encomenda eu só trouxe 2 desodorantes, para uma amiga, que só vende fora do Brasil e que eu ia comprar pra mim também na Wallgrens. E para minha tia, que eu mesmo me ofereci, com segundas intenções, e comprei uma mala, onde eu trouxe as minhas coisas....risos, pois foi bom que fui com apenas 1 mala e minha esposa foi com 2, pois já tínhamos mala demais em casa e não precisávamos comprar mais.


Geralmente não digo a familia quando vou viajar, apenas mãe e irmã. E os colegas de trabalho sabem pq não tem como não saber.
Quando alguém me pede algo, se for grande, já adianto que não vai dar. Se for tranquilo de trazer, peço que a pessoa me diga onde tem e todas as especificações certinhas, além do dinheiro em dólar e falo para incluir o imposto de 7%. Se for passível de declaração, informo que vou declarar e já peço para acrescentar no dinheiro em dólar o valor da taxação da alfândega (50% do valor que excede os 500 dolares), já que a cota é para o meu uso, neh.
Se a pessoa não der tudo certinho até a partida, entendo que não quer mais, não fico perguntando.
Nunca aceito eu pagar e a pessoa me dar na volta, sempre falo que vou com grana a conta.
Apenas dou meu endereço do hotel para mandar entregar lá para minha mãe e irmã, que não abusam de jeito nenhum, e só compram após pedir minha permissão.
Assim, nunca tive que procurar nada de encomenda, apesar de não negar de trazer, pq as pessoas veem que não eh tao barato ou fácil assim e desistem.
(mensagem de Sabrina Guerreiro)



(mensagem de Alexandre Baima)


 


 
Res: Pessoas folgadas

 mensagem postada em 17/07/2014 - 09:07:13hs
 
 

Alexandre, concordo com vc.
Acho que já escrevi aqui antes, uma pessoa do meu convívio diário me disse que compraria uma mala para que eu pudesse trazer as "coisas" que ela queria que eu comprasse. Não é uma graça? rs

Eu já fui logo tratando de dizer que eu já tinha 2 malas e meu marido 2 e que não poderíamos levar mais uma. Ela foi logo se adiantando: "eu pago a bagagem extra".

Veja só se pode existir uma pessoa com tanta cara de pau...rs

Após uns minutos, desconversei e nunca mais tocou no assunto comigo.

 


 
Pessoas folgadas

 mensagem postada em 17/07/2014 - 09:07:51hs
 
 

Existem muitas pessoas folgadas, que ao saberem que você vai viajar para os EUA, fazem logo uma lista de pedidos e não querem nem saber se você vai naquele lugar onde vende, se você tem espaço na mala ou por as vezes ser pequeno, mas é pesado se seu peso de mala comporta tal(is) coisa (s). Ainda tem aqueles , que dizem o que quer e não lhe dão o dinheiro, pedem para você por no cartão, etc.. Ai quando você traz, acham que é presente ou dão trabalho para pagar, isso quando pagam, e se você for cobrar, ainda ficam de cara feia e acham ruim.

Ai tem um tipo que é o pior de todos, procura na internet, ai vão no e bay, ou outro qualquer e diz que o preço é XXX e já manda o dinheiro na continha, não leva em consideração as taxas, etc.. Só que nas lojas físicas os valores são diferentes ou as vezes essa mesma pessoa pede para por no cartão e na hora de pagar entrega o dinheiro sem o TAX americano e o IOF do cartão, e com uma cotação de dólar comercial, que é mais baixa.

Então são por essas e outras tantas já relatadas aqui que eu não trago encomendas e já vou dizendo logo não vai rolar... E dependendo do folgado, enrolo e depois digo que não encontrei onde eu fui.... pronto menos um problema na minha vida.

Já minha esposa, não sabe dizer não, então aparece pedidos e pedidos. Eu já aviso logo, não saio do roteiro para comprar pedido de ninguém, se ela quiser utilizar o tempo dela comprando onde estivermos, tudo bem. Ela vai para um lado e eu vou para o outro e tudo certo.

Na ultima viagem uma amiga dela mandou $150 para comprar um relógio, só que o relógio custava uns $450 e não era fácil de achar, pois ela enviou apenas uma foto com o modelo do mesmo. Passamos em algumas lojas que vendiam a marca e não encontramos, então eu disse logo, pergunta se ela quer outra coisa pois o relógio não tem, mas só iremos comprar se acharmos em um lugar que estamos indo ou free shop.

 


 
Desde o começo aprendi a dizer NÃO

 mensagem postada em 17/07/2014 - 08:07:51hs
 
 

Quem me conhece já sabe o quanto eu sou chato.

Sempre aviso, vou para passear e me divertir, estou de férias, que normalmente é curta, pois o trabalho não me permite mais que 15 dias.

Em se falando em pedidos, já digo logo, vou trazer eletrônicos e minha cota está tomada, nem me peçam, isso ate para minha mãe e irmão, quanto mais pros outros.

Se alguém muito próximo, me pedir algo, que eu entenda não ser incomodo, e, em um lugar que eu vá, e não faça volume etc.. tudo bem posso ate atender, dede que me entregue o dinheiro em dólar com o imposto e a pessoa já fica avisada, se ocorrer algo e eu for taxado e o seu pedido tiver impacto, vai ter que pagar o imposto de forma proporcional.

Outra forma, é pedindo e enviando para entregar no hotel, que não cobra por recebimento de encomendas. Mas isso só faço para pessoas muito próximas e de máxima confiança, e sabendo o que está sendo entregue, pois já vi casos de pessoas dizerem que estão comprando um relógio e quando vê se "empolgaram" e comprar mais um tanto de coisas e a pessoa foi recebendo no hotel e enchendo a mala.

Para vocês verem como sou chato e digo muitos NÃOs na cara de pau, de encomenda eu só trouxe 2 desodorantes, para uma amiga, que só vende fora do Brasil e que eu ia comprar pra mim também na Wallgrens. E para minha tia, que eu mesmo me ofereci, com segundas intenções, e comprei uma mala, onde eu trouxe as minhas coisas....risos, pois foi bom que fui com apenas 1 mala e minha esposa foi com 2, pois já tínhamos mala demais em casa e não precisávamos comprar mais.


Geralmente não digo a familia quando vou viajar, apenas mãe e irmã. E os colegas de trabalho sabem pq não tem como não saber.
Quando alguém me pede algo, se for grande, já adianto que não vai dar. Se for tranquilo de trazer, peço que a pessoa me diga onde tem e todas as especificações certinhas, além do dinheiro em dólar e falo para incluir o imposto de 7%. Se for passível de declaração, informo que vou declarar e já peço para acrescentar no dinheiro em dólar o valor da taxação da alfândega (50% do valor que excede os 500 dolares), já que a cota é para o meu uso, neh.
Se a pessoa não der tudo certinho até a partida, entendo que não quer mais, não fico perguntando.
Nunca aceito eu pagar e a pessoa me dar na volta, sempre falo que vou com grana a conta.
Apenas dou meu endereço do hotel para mandar entregar lá para minha mãe e irmã, que não abusam de jeito nenhum, e só compram após pedir minha permissão.
Assim, nunca tive que procurar nada de encomenda, apesar de não negar de trazer, pq as pessoas veem que não eh tao barato ou fácil assim e desistem.
(mensagem de Sabrina Guerreiro)


 


 
Res: Difícil..

 mensagem postada em 16/07/2014 - 05:07:35hs
 
 

Geralmente não digo a familia quando vou viajar, apenas mãe e irmã. E os colegas de trabalho sabem pq não tem como não saber.
Quando alguém me pede algo, se for grande, já adianto que não vai dar. Se for tranquilo de trazer, peço que a pessoa me diga onde tem e todas as especificações certinhas, além do dinheiro em dólar e falo para incluir o imposto de 7%. Se for passível de declaração, informo que vou declarar e já peço para acrescentar no dinheiro em dólar o valor da taxação da alfândega (50% do valor que excede os 500 dolares), já que a cota é para o meu uso, neh.
Se a pessoa não der tudo certinho até a partida, entendo que não quer mais, não fico perguntando.
Nunca aceito eu pagar e a pessoa me dar na volta, sempre falo que vou com grana a conta.
Apenas dou meu endereço do hotel para mandar entregar lá para minha mãe e irmã, que não abusam de jeito nenhum, e só compram após pedir minha permissão.
Assim, nunca tive que procurar nada de encomenda, apesar de não negar de trazer, pq as pessoas veem que não eh tao barato ou fácil assim e desistem.

 


 
Res: Difícil..

 mensagem postada em 16/07/2014 - 05:07:44hs
 
 

.. o que me corta o coração é dizer não para pessoas da família (minha ou do meu marido) que talvez nunca na vida tenham se quer a chance de ir, sabe?!

Mas às vezes é muita cara de pau ou falta de noção!!

MInha cunhada tem uma Minnie de pelúcua e a mãe dela (vulgo minha sogra) está deixando o dinheiro com meu marido para trazermos "os que faltam": Mickey, Donald, Margarida, Pateta e Pluto, todos do mesmo tamanho para combinarem certinho..

Tentei explicar o volume que isso faz nas malas, mas a cara de desapontamento delas me cortou o coração! Eu não sei como eu vou cumprir essa missão e ainda fazer todas as minhas vontade e do meu marido.
(mensagem de Flavia Correa Barros)


Flávia, sem dúvidas. É de partir o coração em dois, mas pense bem: você não precisa dizer que não irá trazer.

Diga que irá procurar.

Chegando lá, vc compra uns 2 e diz que o restante estava EM FALTA ou que não encontrou exatamente do mesmo tamanho, enfim...INVETA uma desculpa.

Eu faço isso com frequência, e no começo confesso que me sentia falsa. Mas depois notei que as pessoas não sabem ouvir NÃO como resposta e depois vc que fica igual uma "boba" procurando e a pessoa fica "bela e formosa" aqui no Brasil e vc lá se ferrando.

Uma pessoa da família sempre me pede um perfume que já saiu de LINHA...vai vendo, amiga! Eu já fui em todas as perfumarias de Orlando e a resposta é sempre a mesma: "moça, esse perfume não existe mais".

Então já digo logo: \"SABE AQUELE PERFUME? ENTÃO, NÃO VAI ROLAR"

E assim fiz com muitas pessoas sem bom senso. Uma menina me pediu uma base (maquiagem) super cara. Era tipo...USD120,00 e ela queria me pagar na volta. Eu disse que procurei muito mas INFELIZMENTE não encontrei a cor que ela queria. Mentiraaaa, nem me dei ao trabalho...

Pense bem, pq mto embora seja da sua família, hj vc traz pelúcias, amanhã a pessoa quer um iphone e vc se sentirá mal por não trazer, por motivos óbvios.



 


 
Difícil..

 mensagem postada em 16/07/2014 - 03:07:26hs
 
 

.. o que me corta o coração é dizer não para pessoas da família (minha ou do meu marido) que talvez nunca na vida tenham se quer a chance de ir, sabe?!

Mas às vezes é muita cara de pau ou falta de noção!!

MInha cunhada tem uma Minnie de pelúcua e a mãe dela (vulgo minha sogra) está deixando o dinheiro com meu marido para trazermos "os que faltam": Mickey, Donald, Margarida, Pateta e Pluto, todos do mesmo tamanho para combinarem certinho..

Tentei explicar o volume que isso faz nas malas, mas a cara de desapontamento delas me cortou o coração! Eu não sei como eu vou cumprir essa missão e ainda fazer todas as minhas vontade e do meu marido.

 


 
Res: São Bernardo, filhote

 mensagem postada em 16/05/2014 - 09:05:41hs
 
 

Eu fico impressionado com a idiotice humana.

"Ou, me traz um cachorro São Bernardo, é filhote, nem vai te incomodar. Depois te pago, beleza?"

Repito aqui um comentário que vi em um site: "Tem gente que tem o cérebro só pra fazer peso mesmo."

 


 
São Bernardo, filhote

 mensagem postada em 12/05/2014 - 05:05:35hs
 
 

Pode escolher aí:






Ja tive varias experiencia com isso Ja me pediram jaquetas de moto , bomba de aquario , roupas e roupas , relogio, Carrinho de bebe , bebe conforto ,
Mas a pior de todas ate hoje foi um cachorro sao bernardo ... Kakakkakakakaka nego sem nocao , logico q eu falei nao ... E ainda o infeliz disse q era mole mole de trazer pq o bicho era filhote e tal q ia vir durmindo , sem contar q eu ia ter q ir no canil espera uns 40 dias pra ter a documentacao , nem lembro quanto custava mais pqp o q ele ia gasta com docs passagens e afins , valeria mais comprar aqui no brasil mesmo (mensagem de joao leonardo mora )

 


 
 
Em Main Street U.S.A. encontra-se um quartel de bombeiros "Fire Station n.71". Porque n.71? É o ano em que o Magic Kingdom foi inaugurado 1971.