Alfândega - Relatos

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 

O objetivo do presente tópico é o de servir de espaço para que possamos postar - relatos - sobre as nossas experiências com a alfândega (exclusivamente). Peço que questionamentos sobre a "cota de isenção" sejam reservados para o seu tópico específico - Alfândega - Cota de Isenção.

leia essas informações
 
Índice  
 
 
GIG 26/2

 mensagem postada em 26/02/2015 - 01:02:07hs
 
 

Bom só passando para deixar meu relato da passagem na alfândega hoje no Galeão vindo de Miami.

Meu voo chegou as 7 da manhã mas fomos quase os últimos a pegar as malas então quando passamos (eu, esposa e irmão) estava bem vazio.

Estávamos cada um com 1 mala grande, 1 média e de mão. Bastante roupa comprada lá, meu irmão com peças de computador e minha esposa com bastante coisas para casa/cozinha.

Entramos na fila nada a declarar mas a fiscal mandou irmos para o raio-x. Uma família que veio logo atrás deixaram passar direto =/

Apesar do medo deu tudo certo, não pediram para abrir nenhuma mala, somente pra eu mostrar o notebook que estava na mala de mão que havia sido comprado no Brasil mesmo, assim que a fiscal viu o selo da anatel mandou ir embora.

Foi a primeira vez que fui parado, as outras passei direto... O que pude observar é que eles tão de olho mesmo é em notebooks e tablets. Meu irmão estava com quase mil doláres em peças de computador e não pediram pra ver nada.

Reparei também que as pessoas que ficam olhando o raio-x parecem ser funcionários de baixo escalão da receita - se é que são funcionários da receita - pois pareciam bem inexperientes e a todo instante chamavam uma policial federal para ver alguma coisa no raio-x.

É isso, sempre foi bem tranquilo aqui no RJ mas acho que depende muito do dia e do perfil da pessoa pois das outras vezes vi pessoas tendo suas malas todas reviradas... Acredito que se você comprar uma quantidade de roupas condizente com o número de dias que ficar la não tem porque temer e se for trazer notebook ou tablets saiba que se passar pelo raio-x já era, vai pagar imposto sem mimimi

ps:

ah faltou dizer que estava com camera e gps na bagagem de mão também...

 


 
Alfândega de Campinas

 mensagem postada em 25/02/2015 - 10:02:28hs
 
 

Oi pessoal!

Voltei dia 19/02 e passei pela alfândega de Campinas... Eu era aquela pessoa que todo mundo fica olhando e pensando..."meu Deus, quanta mala!" Eu trouxe praticamente 5 malas: 1 gigante, 1 grande, 1 grande e fina (que consegui no aeroporto pois minhas duas malas tinha estourado o peso!) a mala de mão e uma mochila!... Quando passei pelo policial ele me perguntou quantos dias eu tinha ficado... 5 dias... ele arregalou os olhos e pediu para eu passar no raio X. Tinha poucos eletrônicos: Babá, telefone sem fio, secador de cabelos. Maquina fotográfica, cel (que pode trazer se estiver em uso) e um ipad com nota fiscal do Brasil... foi a unica mala (a de mão!) que pediram para eu abrir... A fiscal perguntou se eu tinha nota... estava fácil a da babá eletronica e de umas roupas que eu comprei na GAP... mais uma arregalada de olhos e ela me mandou fechar e ir embora... UFA!
Tive sorte... Realmente estava preparada para ser taxada...
Quis aproveitar: Já estava com os dólares em mãos... e com esse aumento todo não tenho ideia de quando vou voltar!
Comprei tudo que queria sem passar vontade!

 


 
GRU TERMINAL 2 DIA 23-02

 mensagem postada em 25/02/2015 - 02:02:00hs
 
 

Pessoal, cheguei dia 23 de fevereiro, +- 20:00 hs, em GRU no terminal 2 , estava vindo de Santiago do Chile, e na receita federal, estavam mandando TODO MUNDO PASSAR PELO RAIO-X !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Quando voltei de Miami em Janeiro, também cheguei pelo terminal 2, mas não pediram para ninguem passar pelo RX.
Junto, além do de Santiago, tinha também um vindo da Etiópia, e outro de Nova York !!!!!!!!!!!!!!!! Na minha frente, umas três mulheres tiveram que abrir todas as malas, e , ao passar, só ouvi a fiscal falando que ia taxar o vestido de uma delas, por que tantas roupas, e se os alimentos não fossem industrializados, iria apreender !!!!!!!!!!!!!!!!!!!! A fiscal era muito firme !!!!!!!!!!!



Meu Deus !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Muito cuidado e planejamento !!!!!!

Abraços

Maurício

 


 
Roberval/ Ayrton Res: Uso pessoal??!!

 mensagem postada em 11/02/2015 - 01:02:38hs
 
 


Obrigada pela resposta amigo Roberval.
Sempre voltei carregando uma bolsa nova e nunca houve problema. Essa bolsa comprada lá e usada no meu retorno tb vai entrar na mirrada cota dos $500?
Meu perfuminho básico ja terei que abrir lá e usar durante a viagem?
Ô coisa triste ter que limitar cada vez mais o que podemos trazer.
(mensagem de Chris Collares)


Oi Chris,

Então, como disse, caso vc seja parada pela fiscalização da Receita Federal, TUDO o que foi comprado lá fora está sujeito a ser taxado, inclusive bolsas, perfumes, e outros acessórios.
Além disso existe limitação de quantidade, conforme o item.
Se quiser assistir a um rápido vídeo sobre as atuais normas da receita, por favor clique abaixo:


(mensagem de roberval taylor)


Mais uma vez obrigada!!!!!
Vou mostrar o vídeo pro pessoal e futucar o site da receita pra não cair no erro.
(senti falta do avatar do Darth Vader )

 


 
Roberval/ Ayrton Res: Uso pessoal??!!

 mensagem postada em 10/02/2015 - 05:02:09hs
 
 


Obrigada pela resposta amigo Roberval.
Sempre voltei carregando uma bolsa nova e nunca houve problema. Essa bolsa comprada lá e usada no meu retorno tb vai entrar na mirrada cota dos $500?
Meu perfuminho básico ja terei que abrir lá e usar durante a viagem?
Ô coisa triste ter que limitar cada vez mais o que podemos trazer.
(mensagem de Chris Collares)


Oi Chris,

Então, como disse, caso vc seja parada pela fiscalização da Receita Federal, TUDO o que foi comprado lá fora está sujeito a ser taxado, inclusive bolsas, perfumes, e outros acessórios.
Além disso existe limitação de quantidade, conforme o item.
Se quiser assistir a um rápido vídeo sobre as atuais normas da receita, por favor clique abaixo:

 


 
Roberval/ Ayrton Res: Uso pessoal??!!

 mensagem postada em 10/02/2015 - 10:02:35hs
 
 

Olá pessoal,
Já fui parada algumas vezes na alfândega do Rio, passando por raio X e sempre liberada. Acredito que por raramente trazer eletrônicos.
Mas tenho acompanhado alguns relatos que vem me deixando com algumas dúvidas.
Dessa próxima vez farei alfândega em Guarulhos. A fiscalização de lá é realmente mais acirrada que a do Rio?
Costumo levar daqui meu GPS, que de tão velhinho ja nem sei se lembra direito dos trajetos rs.... não tenho mais a nota fiscal...preciso me preocupar com ele? Onde é melhor carrega~lo na mala ou bagagem de mão?
O que podemos trazer que seja permitido entrar na lista de uso pessoal???
Meu marido sempre compra camisas sociais lá, para uso no trabalho, portanto as mesmas não são usadas nos parques kkkk sempre retiro da embalagem e tiro tb a etiqueta. Podem encrencar com as camisas?
Se eu vier com um relógio no punho e óculos novo na bolsa entra na cota dos 500?
Minha cunhada quer trazer roupinhas para seus netos...
Enfim...ninguém pretende comprar nada caro, mas roupa, calçado e acessórios também custa dinheiro e com certeza mais de $500
O que se enquadra ? Como ter uma idéia (por baixo) se passamos muito da cota?
Obrigada Chris (mensagem de Chris Collares)


Chirs,
Existe uma recente instrução normativa da Receita Federal, que autoriza cada passageiro a trazer consigo, fora da mala e em uso, este itens que não entram na cota dos US$ 500 dólares:
01 Relógio, 01 Máquina fotográfica e 01 Telefone celular (funcionando, com chip).

Tudo o que for fora disso (mesmo roupas) poderão entrar na cota dos US$ 500, a critério do fiscal.
É aconselhável que se retire tudo da embalagem, e no caso de roupas, retirar também todas as etiquetas e preços.
Normalmente toleram alguma quantidade de roupas, sapatos e tênis, óculos escuros, desde em quantidade compatível com a duração da viagem !!
Roupas para bebês e crianças (que não estejam na viagem) podem ser taxadas, com certeza, pois nesse caso não se caracterizará como uso pessoal.

Quanto ao GPS, melhor levar na bagagem de mão, também fora da embalagem, para tentar provar que é antigo (como vc disse) e que foi adquirido em outra viagem, mas mesmo assim o fiscal poderá considerá-lo como na cota dos 500, em virtude da falta de comprovação de nacionalização do produto (DARF com pagamento do valor do imposto).

SDS,
Roberval.

(mensagem de roberval taylor)


Obrigada pela resposta amigo Roberval.
Sempre voltei carregando uma bolsa nova e nunca houve problema. Essa bolsa comprada lá e usada no meu retorno tb vai entrar na mirrada cota dos $500?
Meu perfuminho básico ja terei que abrir lá e usar durante a viagem?
Ô coisa triste ter que limitar cada vez mais o que podemos trazer.

 


 
GRU- 06/02

 mensagem postada em 09/02/2015 - 09:02:06hs
 
 

Chegamos dia 06/02 por volta das 14:00 hs. Descemos no Terminal 02. O fiscal perguntou se era família deu uma olhadinha no tamanho das malas e mandou seguir. Tanto nós, que estávamos com 6 malas, como a família do meu irmão com 05.
Foi bem tranquilo. Abraços.

 


 
Viracopos

 mensagem postada em 09/02/2015 - 08:02:12hs
 
 

Chegamos dia 6/02 de Gol por volta das 5h00. Passamos no nada a declarar e o fiscal nos deu Bom dia! e mandou seguir. Estávamos eu, marido e duas filhas adolescentes, tínhamos 8 malas. Poucos foram parados.

 


 
CHRIS _ Res: Uso pessoal??!!

 mensagem postada em 09/02/2015 - 06:02:33hs
 
 

Olá pessoal,
Já fui parada algumas vezes na alfândega do Rio, passando por raio X e sempre liberada. Acredito que por raramente trazer eletrônicos.
Mas tenho acompanhado alguns relatos que vem me deixando com algumas dúvidas.
Dessa próxima vez farei alfândega em Guarulhos. A fiscalização de lá é realmente mais acirrada que a do Rio?
Costumo levar daqui meu GPS, que de tão velhinho ja nem sei se lembra direito dos trajetos rs.... não tenho mais a nota fiscal...preciso me preocupar com ele? Onde é melhor carrega~lo na mala ou bagagem de mão?
O que podemos trazer que seja permitido entrar na lista de uso pessoal???
Meu marido sempre compra camisas sociais lá, para uso no trabalho, portanto as mesmas não são usadas nos parques kkkk sempre retiro da embalagem e tiro tb a etiqueta. Podem encrencar com as camisas?
Se eu vier com um relógio no punho e óculos novo na bolsa entra na cota dos 500?
Minha cunhada quer trazer roupinhas para seus netos...
Enfim...ninguém pretende comprar nada caro, mas roupa, calçado e acessórios também custa dinheiro e com certeza mais de $500
O que se enquadra ? Como ter uma idéia (por baixo) se passamos muito da cota?
Obrigada Chris (mensagem de Chris Collares)


Chirs,
Existe uma recente instrução normativa da Receita Federal, que autoriza cada passageiro a trazer consigo, fora da mala e em uso, este itens que não entram na cota dos US$ 500 dólares:
01 Relógio, 01 Máquina fotográfica e 01 Telefone celular (funcionando, com chip).

Tudo o que for fora disso (mesmo roupas) poderão entrar na cota dos US$ 500, a critério do fiscal.
É aconselhável que se retire tudo da embalagem, e no caso de roupas, retirar também todas as etiquetas e preços.
Normalmente toleram alguma quantidade de roupas, sapatos e tênis, óculos escuros, desde em quantidade compatível com a duração da viagem !!
Roupas para bebês e crianças (que não estejam na viagem) podem ser taxadas, com certeza, pois nesse caso não se caracterizará como uso pessoal.

Quanto ao GPS, melhor levar na bagagem de mão, também fora da embalagem, para tentar provar que é antigo (como vc disse) e que foi adquirido em outra viagem, mas mesmo assim o fiscal poderá considerá-lo como na cota dos 500, em virtude da falta de comprovação de nacionalização do produto (DARF com pagamento do valor do imposto).

SDS,
Roberval.

 


 
Uso pessoal??!!

 mensagem postada em 09/02/2015 - 06:02:11hs
 
 

Olá pessoal,
Já fui parada algumas vezes na alfândega do Rio, passando por raio X e sempre liberada. Acredito que por raramente trazer eletrônicos.
Mas tenho acompanhado alguns relatos que vem me deixando com algumas dúvidas.
Dessa próxima vez farei alfândega em Guarulhos. A fiscalização de lá é realmente mais acirrada que a do Rio?
Costumo levar daqui meu GPS, que de tão velhinho ja nem sei se lembra direito dos trajetos rs.... não tenho mais a nota fiscal...preciso me preocupar com ele? Onde é melhor carrega~lo na mala ou bagagem de mão?
O que podemos trazer que seja permitido entrar na lista de uso pessoal???
Meu marido sempre compra camisas sociais lá, para uso no trabalho, portanto as mesmas não são usadas nos parques kkkk sempre retiro da embalagem e tiro tb a etiqueta. Podem encrencar com as camisas?
Se eu vier com um relógio no punho e óculos novo na bolsa entra na cota dos 500?
Minha cunhada quer trazer roupinhas para seus netos...
Enfim...ninguém pretende comprar nada caro, mas roupa, calçado e acessórios também custa dinheiro e com certeza mais de $500
O que se enquadra ? Como ter uma idéia (por baixo) se passamos muito da cota?
Obrigada
Chris

 


 
 
Geralmente a Disney emprega a técnica conhecida como "perspectiva forçada" para fazer com que os edifícios pareçam maiores do que são realmente. Contudo, no pavilhão americano (Epcot), ocorreu o inverso, o prédio de 05 andares aparenta ter apenas 02, com o objetivo de manter o estilo da época colonial.