Voltei - Relato da minha viagem!

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Abril/15 com a mãe

 mensagem postada em 18/02/2016 - 03:02:22hs
 
 

Continuação: animal Kingdom

Finalmente nos chamaram na Tusker House. Eu nem sei quanta água flavorizada eu tomei na sala de espera (porque depois da chuva veio o abafamento!). Eu nunca tinha ido na Tusker House, é bem bonito, estilo africano, com buffet, os personagens passam de mesa em mesa, não tendo que ficar esperando porque se sua mesa está vazia eles passam de novo depois.

Bem bom o buffet, mas a mãe aprontou. Chegamos na parte dos pães e vejo a mãe metendo a mão na bacia do pão. "Queeeee? Tira a mão daí!" e ela me larga o pão dentro da bacia, com carinha de assustada. Fiquei bem braba, me largou o pão lá dentro. É porque não tinha pegador de pão naquela bacia e ela não viu mal nenhum nisso. Peguei o pegador de outro pão e enchi de pão o prato dela, todos os pães que o pão dela tocou e botei no prato dela.

Depois começaram a passar os personagens. Passaram o Pateta, o Mickey, Minnie, Donald e Margarida. Adorei. Só achei estranho que não tinha fotógrafo da Disney junto (a mãe não é muito boa em tirar foto).

Depois fomos ver as lojinhas e a mãe teve o probleminha dela. Estávamos olhando enfeite de antena de carro e a mãe sussurrou: "Cris onde é o banheiro mais próximo?" aí levei ela e fiquei esperando lá fora. Depôs ela disse "Cris, to sem calcinha."

??????? Como assim??

"Não deu tempo de chegar no banheiro!"

Afff.

"Aí eu não sabia onde por a calcinha, quase coloquei na tua bolsa."

"Tu colocou na minha bolsa????"

"Quase, depois eu vi que tinha uma caixinha de lixo na parede"

Ai deus meu!

Hora de ir embora, ficamos sem ver os shows do rei leão e do nemo (tudo bem, eu não sou muito desses shows mesmo!). E então, compras!!

(A baixinha me mata se descobrir que eu contei o probleminha dela)

 


 
Abril/15 com a mãe

 mensagem postada em 18/02/2016 - 03:02:35hs
 
 

Animal Kingdom

Depois da correria de EPCOT e MK, coloquei um dia mais tranquilo. Geralmente poria um dia de compras no meio, mas o tempo era curto e dia de semana prefiro por parques. Neste dia eu esqueci que ele abriria pra morning hours então quando chegamos já estava mais cheio, mas tudo bem, é um parque pequeno e dá pra fazer tudo. Inclusive fomos embora cedo porque a mãe teve um "probleminha" (se ela descobre que eu contei isso aqui ela me mata!).

Logo de manhã fomos no brinquedo do Safari, porque dizem que tem mais animais acordados. Ela tem sorte, pegamos a hora da alimentação dos animais (acho que era um daqueles tours extras que tu pode fazer pagando, e eles estavam alimentando os animais). Como a fila era meio que no mato a mãe achou que era radical e eu mostrei o caminhão pra ela, o mais radical que podia acontecer era furar o pneu! Mesmo assim ela achou que a ponte que treme ia cair (isso porque fomos duas vezes no Safari, hora de alimentar os animais não se deve perder. E na primeira vez a ponte não tremeu, mas na segunda sim!). Pegamos muitos bichos, inclusive uma girafa bem perto do caminhão, comendo nos coqueiros.

Depois fomos fazer aquela trilha que tem uns animais enjaulados. Estes não estavam muito.ativos, acho que já tinham comido. Mas a parte dos pássaros estava linda porque era época de fazer ninho e tinha ninho por tudo. Muito perto das pessoas, lindo mesmo (e olha que é bicho que voa!). Tinha também filhote de gorila!

Na Everest a mãe não quis ir, óbvio. Dei a câmera pra ela e pensei que era minha vez de ter foto na queda. Eu sempre menofereci pra tirar de outros acompanhantes e ninguém nunca tirou de mim. Doce ilusão. Fui no fast pass, depois no fast pass dela, depois no single rider (avisei que minha cadeira ir ser provavelmente uma das últimas), fui dizendo q ia abanar na subida pra ela ver meu carrinho, que ia levantar as mãos na descida... Resumo, fui 12x, uma depois da outra, e sai sem nenhuma foto porque ela não conseguia me ver no carrinho. No final até a single rider estava com fila demorada e desisti.

Neste parque não fomos em muitos brinquedos (pô, 12x na Everest? Ta, eu AMO a Everest!) por causa do "probleminha". Fomos no Dinosaur (aqui foto em curiosidade que eu não sabia, antes de embarcar no carrinho tem a fórmula do ketchup, maionese e mostarda nos canos em cima, meio nada a ver, mas eu nunca tinha notado!), na Primaveril Whirl (adoro!), e no Its Tough to Be a Bug. A mãe é daquelas que berra na surpresa do final, mesmo não entendendo nada.

Aí tivemos a reserva no Tusker House. Começou a chover e começou a apertar a chuva (durou pouco) mas a fila da Tusker House virou uma confusão sem fim, porque todo mundo queria se proteger da chuva. Esse foi o único restaurante das reservas que demorou, e muito, pra nos chamarem.

 


 
Res: Abril/15 com a mãe

 mensagem postada em 18/02/2016 - 12:02:28hs
 
 

Olá Cristina

"Mãe, o que tu ta fazendo aí? Sai daí! Ta ocupado!" cheguei a gelar, ela não ia pegar o lugar de alguém. Aí ela virou, tri faceira, "Ele que pediu pra eu sentar aqui." e eu virei pro cara, que estava sentado aos pés da cadeira de rodas e ele me disse, em inglês, que ela era tão baixinha e parecia tão solitária ali atrás que ele podia se espremer pra ela entrar ali. Quando a mãe aprendeu inglês eu não faço ideia, mas ela foi esperta o suficiente pra entender tudinho que ele falou. A mulher dele riu, virou pra mim e me jogou água de uns ventiladores com água de pilha. Ta, AMO esse clima Disney. - See more at: http://www.viajandoparaorlando.com/forum/incluir.php?id=1480&messageid=554667"ation=0#sthash.f5wwl6IF.dpuf

A sua mãe é uma pessoa realmente cativante. Adoro a sua baixinha!
AMO o clima Disney também.

Abs,
Maria Teresa

 


 
Abril/15 com a mãe

 mensagem postada em 18/02/2016 - 11:02:25hs
 
 

Continuação: Magic Kingdom

Então, hora do mico da viagem. Saindo estava muito cheio, o Monorail tem duas linhas e uma sempre está vazia, mas desta vez estavam ambas lotadas. E o Monorail não vinha, não vinha... Até aí tudo bem, mas passou um inseto voando.

Aí... Meu... Deus... Eu tenho pânico de insetos que voam.

Olhei, o inseto pousou num dos globos de luz do Monorail.

E o o Monorail não vinha e não vinha.

Era a maior barata que eu já tinha visto. Eu não tenho medo de barata, meto o pé em cima e morreu. Mas era barata VOADORA. Aí meu deus, cade o Monorail?

Eu juro que esses bichos sentem quem tem medo. Em quem a maldita barata foi dar rasante? Em mim, óbvio. Aí eu gritei, porque eu tenho mesmo pânico de bicho que voa. Uns brasileiros atrás de nós riram e disseram que até gringo tem barata, um outro disse que era barata de pântano de tão grande.

Se você estava lá este dia e viu a gordinha gritando na frente da sala de espera do Monorail, me conheceu!! Cris muito prazer!

Aí sim o Monorail veio! Afff! A mãe disse que não ia dar pra entrar naquele porque estava muito cheio e eu disse que, sim, íamos entrar porque sabe-se lá onde estava o bicho voador naquela hora. Eu já estava querendo ir até de barco! A mãe entrou tranqüila pq é um pitoco de gente, eu fui esmagada, mas fechou a porta. UFAAAAA, tchau inseto voador dos demônios!

A mãe foi cantarolando as músicas do parque até o estacionamento. No hotel estava animada pra ver a escultura de toalha que teria lá (nosso quarto no final tinha um monte de toalha em forma de bichicho, sério, acho que uns 7!), correu pro banho antes de mim e, quando estava pronta ela já estava roncando, a roupa do outro dia separadinha do lado da cama, tudo pronto pra próxima e doces sonhos!

Fim do Magic Kingdom, próximo parque AK.

 


 
Abril/15 com a mãe

 mensagem postada em 18/02/2016 - 10:02:25hs
 
 

Continuação: Magic Kingdom

A conta não foi salgada, esqueci de dizer isso no post anterior. Não lembro quanto foi e, claro, se converter fica caro (ainda mais agora! Mas na época o dólar estava perto de 2,50), mas lembro que achei justo. Foi o filé, o salmão, limonada, refri e duas sobremesas, além do tip máximo.

Devido a janta ficamos meio atrasados pra parada noturna. Como eu disse o parque estava muito cheio e tinha apresentação das bandas escolares, logo lotou cedo. Mesmo assim sentamos na segunda fileira, atrás de um senhor e de sua mulher cadeirante. Eu comecei a atualizar a minha irmã pelo whats enquanto esperávamos e, de repente, cade a mãe? Ela chegou lá na sarjeta, onde antes estava sentado p senhor de idade!!

"Mãe, o que tu ta fazendo aí? Sai daí! Ta ocupado!" cheguei a gelar, ela não ia pegar o lugar de alguém. Aí ela virou, tri faceira, "Ele que pediu pra eu sentar aqui." e eu virei pro cara, que estava sentado aos pés da cadeira de rodas e ele me disse, em inglês, que ela era tão baixinha e parecia tão solitária ali atrás que ele podia se espremer pra ela entrar ali. Quando a mãe aprendeu inglês eu não faço ideia, mas ela foi esperta o suficiente pra entender tudinho que ele falou. A mulher dele riu, virou pra mim e me jogou água de uns ventiladores com água de pilha. Ta, AMO esse clima Disney.

E odeio paradas! Affff! Principalmente a noturna, coisinha mais sem graça. A mãe me xingou porque eu não falei pra ela que a parada funcionava duas vezes por noite na época que a gente tinha ido! Imagina ver a mesma coisa sem graça duas vezes na mesma noite!! Eu acho que o que estraga é a música na verdade, não gosto da música, se votassem.uma.música linda acho que iria gostar.

Acabando a parada todos foram pra frente do castelo. Aí siiiiiim, eu AMO! Finalmente consegui ouvir a apresentação de hologramas no castelo direito, e depois todos maravilhados com os fogos. Eu gosto mais do do EPCOT, mas sim, eu AMO os do Magic Kingdom. Amo, amo, amo!!

Sei lá, acho que dá a impressão de dever cumprido e sonho realizado. A gente se esforça tanto, paga tantas coisas, trabalha tanto, é roubado pelo governo, aí consegue ir, consegue levar quem a gente quer levar, comprar as coisas que sempre quisemos ter, ver as coisas que sempre vimos nas prévias das fitas VHS da Disney... E aí estouram aqueles fogos. Sim, tudo realizado. É noite, fim de um ciclo. Não sei descrever, não choro (a mãe chora que se lava), mas o que aqueles minutos representam são mágicos. Sair do parque ouvindo a música e com as luzes da main street é mágico, ter um cast member te desejando uma boa noite é mágico.

Aí vem, perto da meia noite, o mico da viagem!

 


 
Abril/15 com a mãe

 mensagem postada em 18/02/2016 - 09:02:27hs
 
 

Continuação: Magic Kingdom

A grande surpresa do dia seria o jantar no Be Our Guest. Tinha lido uma dica aqui no vpo sobre pedir o salão de baile já no check in, mas lat eles disseram que não poderiam garantir. T_T Esperamos na ponte de entrada do castelo e pontualmente fomos chamados. A mãe foi de cara dizendo "Vai ser muito caro, caríssimo, eu já fico feliz com o sorvete do Mickey." mas a medida em que fomos adentrando os olhos dela ficaram com aquele aspecto vidrado-maravilhado e mudou pra "eu não mereço tudo isso".

Realmente é muito bonito e deu tudo certo pois ficamos no salão de baile. Na época era difícil conseguir reserva para este restaurante. Mas geste, estava vazio. Ta, o salão principal (o do baile) tinha bastante gente, o salão da rosa estava médio, e o salão sem temática estava as moscas. Fico triste com esse pessoal que reserva e decide não ir! Pô, tem gente que quer muito ir!

Segui a dica aqui do vpo e pedi o filé. Mas a mãe resolveu seguir a minha dica (" salmão nos EUA é maravilhoso) e pediu peixe e, droga, veio CRU. Eu não sei se dizia cru no menu, realmente não lembro, não era cru cru, era só muito mal passado. Acabei trocando meu prato com o dela lá pela metade, fiquei tímida de pedir pra cozinharem mais. Pedimos sobremesa também, a da mãe era de limão e a minha de chocolate triplo, mas acho que da pra dispensar a sobremesa. Ah, o filé é ótimo!!

A parte alta da janta é quando tocam o piano e pedem para bater palma para a Fera (host da janta). Ao ver a Fera passando no salão e abanando a mãe disse "Não importa o preço, vale muito a pena". Depois da Branca de Neve o que ela mais gosta é a Bela e a Fera. Também acho um ponto alto da janta a neve caindo na vidraça do salão!! E o guardanapo, que é em forma de rosa.

Depois da janta pode-se ir ver a Fera. Gente, eu falei que a mãe tem 1,50m de altura. Ela relata até hoje que só viu " aquele troço enorme vindo abraçar ela". Pois é, nas fotos só aparecem as pernas. Hahahaha. Adorou!

(To dividindo os post devido a contagem de caracteres)

 


 
Abril/15 com a mãe

 mensagem postada em 16/02/2016 - 10:02:06hs
 
 

Continuação Magic Kingdom

Os brinquedos que fizemos além dos citados anteriormente foram a mansão mal assombrada (ela não gostou, da pra acreditar? Eu AMO esse brinquedo!), o It's a Small World (que eu odeio, mas como era a primeira vez dela disse que tinha que conhecer por ser um clássico, mas ela não gostou. Não odiou como a mansão, mas não gostou), aquele barco branco, e o Carroussel of Progress, que nos deixou com aquela música na cabeça ("Its a big old beautiful tomorrow..."). Ah, falando em atrações assim, esqueci. No EPCOT eu finalmente resolvi ir na atração dos EUA, que nunca me atraiu. Fiquei assustada com o número de gente esperando a atração e pensei que não ia entrar todo mundo. Não tenho opinião formada ainda sobre aquela atração, achei o áudio ruim e o inglês meio difícil (a mãe, então, pfff, quase dormiu!), mas ao mesmo tempo era muito bem feito, em alguns cenários pareciam reais os bonecos. Mas é loooongo!! Não repetirei.

O dia estava muito quente e era hora de pico de sol, fomos fazer a ronda nas lojinhas. Antigamente tinha uma lojinha de troços de cozinha perto da mansão, mas agora é uma loja de artigos de halloween baseado na mansão. Adorei. Mas eu também adorava a loja da cozinha. Fomos na de natal e em todas da rua principal. Naquela maior da rua principal começamos a encher a mão de coisinhas fofas, aí começou uma música lá fora e a mãe botou tudo na minha mão e saiu pra ver o que era. <.< fiquei lá parada, esperando, cheia de coisa na mão. Tinha impressão que a loja tinha cestinhas antigamente, mas não achei nenhuma naquele dia. A mãe ficou tri animada com aquela parada não principal, que as pessoas dançam juntas. Eu pessoalmente não gosto das paradas.

Compras feitas, fomos, aí sim, sentar na sarjeta pra ver a parada principal. Eu acho essa a mais bonita, mas eu realmente não gosto das paradas. A mãe amou, até hoje ela fala que nunca se sentiu tão segura sentando na sarjeta! Quando perguntam pra ela se ela gostou dos EUA, ela disse que até a descarga da privada é o máximo. O_o

Passada a parada fomos na árvore da família Robson. Pra vocês terem idéia da lotação, até essa atração tinha fila de 10min, e realmente estava difícil de subir! A jungle cruise estava fechada e a splash mountain não nos atrai porque molha (não me atrai porque molha, não atrai a mãe porque, de acordo com ela, a queda é enorme!). Um dos brinquedos que a mãe mais gostou (e eu ponho na minha lista top também) foi o Mickey's Phillarmagic. Fizemos também a ronda das curiosidades. Antes de ir eu fui ver itens que nunca tinha notado no MK e fotografar, então, dos que eu me lembro, tirei foto da homenagem que a dama e o vagabundo fizeram na frente do restaurante do Tom e o gigante invadindo a loja no Mickey's sorcerer store.

 


 
Res: Abril/15 com a mãe

 mensagem postada em 16/02/2016 - 07:02:01hs
 
 

Estou adorando seus relatos. Eu fui ano passado no início de março, dia 1. Primeira semana tranquila. mas na segunda já peguei o início do spring break. Mas ainda não estava absurdamente cheio. Mas bem mais que na primeira semana. Ainda bem que tinha pego o MK bem vazio na primeira semana. E o Flower and Garden realmente vale a pena. O parque fica lindo!!! Muito legal a sua mãe curtir a Disney assim. Continue
Renata

 


 
Abril/15 com a mãe

 mensagem postada em 15/02/2016 - 10:02:11hs
 
 

Magic Kingdom - terça-feira

Novamente se repetiu a rotina das manhãs. Despertador, mãe nem se mexe ainda na posição que foi dormir no dia anterior, digo que vamos nós atrasar e BUM pra fora da cama! Esse dia ainda foi mais cedo por causa do show de abertura do MK.

Mesmo assim quase não chegamos a tempo. Estava muito lotado, tinha apresenta tacão de bandas escolares durante todo o dia do parque, então acho que tinha escolas inteiras lá dentro. Mesmo assim, chegamos, descendo do Monorail a mãe queria correr porque o prefeito começou a falar no microfone. Nossa, quase 70 anos, com um pé estragado, querendo correr. Caaaalma mocinha, nao me da vexame! Ja estamos quase la! Meu maior medo é que ela se perdesse na multidão porque eu ainda tinha que passar na revista. Nosso local de encontro? Uma lixeira! Sim, uma lixeira! Eu mal conseguindo segurar ela antes de passar pela revista e a única coisa que eu enxerguei no meio do povo foi uma lixeira e disse "Ta vendo aquela lixeira?" "To" "Ta, então vai até a lixeira e me espera ali! Não sai de perto da lixeira!"

Tadinha, ela tem 1,50 metros de altura e ficou paradinha atrás da lixeira, mas na frente dela veio um daqueles americanos altos, e ainda botou uma criança nos ombros. Quando passei da revista levei ela pra um local de mlehor visualização, ou seja, na frente do americano alto.

A mãe era professora de primário, ela adotou a música porque, de acordo com ela, ela cantava com as crianças. Eu prestei mais atenção na música desta vez e realmente é bem bonita.

Abriu! Lá vai o estouro da boiada e, aqui, todos pro mesmo lugar, a montanha-russa dos 7 anões. Quando chegamos lá (e olha que fomos direto) a fila já estava naquele brinquedo das xícaras e marcava 70min de espera. Não demorou tudo isso, e ela não estava nem aí, ela queria olhar todos os entornos. ela tinha passado dentro do CASTELO da CINDERELA? Imaginem uma idosa MUITO feliz.

De novo o coração dela estava saindo pelos ombros porque era uma "montanha-russa" e, como eu não conhecia, não sabia dizer se ela podia ir ou não. Combinamos que essa ela iria na cara e na coragem, afinal era dos personagens favoritos dela. Foi aqui que ela considerou um novo marcador para ida em brinquedos: se tivesse uma criança menor de 10 anos era tranquilo!

Ela não achou taaaaao tranquilo assim, mas foi 8x (somando os dois dias de MK). Pensa em alguém que viciou! Tem umas fotos do percurso (essa ride tira várias fotos) em que ela está com cara de pavor total. Hahahahahaha A gente é bem gordinha e na última vez fomos na última cadeira do último vagão, achamos bem apertado a tranca, eu que tenho quais 1,80 de altura e sou beeeem gordinha cheguei a ficar com a perna roxa do aperto!

Depois fomos nos outros brinquedos. A Space Mountain foi nível radical demais pra ela, na primeira ida tive que ir na cadeira de trás dela e segurar o ombro dela o tempo todo, aí acabou e ela disse "Já acabou? Não vi nada, fiquei de olho fechado o tempo todo" aí tivemos de ir novo e de novo, e depois ela amarelou e não quis ir mais.

Uma dica do MK. Como eu disse que nos paixonamos por limonada e no MK, embaixo do brinquedo Astro Orbitet, eles vendem raspado há de limão. Gente, que coisa mais maravilhosa. Gostei tanto que vou comprar máquina de raspadinha, só não comprei aquela vez porque tinha comprado a batedeira profissional da kitchen aid e estava com medo da alfândega!

Fomos no Astro Orbitet, demos um fora lá. Dissemos que íamos as duas no mesmo carrinho (eu nunca tinha ido neste brinquedo), só que o cinto é muito pequeno. Sentei a mãe no meu colo, puxa daqui, puxa dali, encolhe a pança, aperta, aperta!!! E o cast member hando e rindo. Aí, ta, virei pra ele e disse: acho que não vai dar nós duas no mesmo, e ele colocou em outro. A mãe demorou pra notar que ela.podia fazer a nave subir, tadinha não entendeu nada das instruções! Achei bem divertido, mesmo que curto, este brinquedo, repetiria, mas com fast pass porque a fila é muito demorada
(Tem que o esperar os que estão em cima descer de elevador, subir de elevador, ouvir instruções, etc). Veja bem, a nave entra dois adultos ainda maiores que nós, mas o cinto é bem pequeno, se for adulto, mesmo que magro, considere pedir duas naves. Dica! Dica! Dica!

Ela acha até hoje que eu deixei ela ganhar no brinquedo do Buzz, se divertiu pacas no Pooh, no Peter Pan (aff, aquela fila é gigante e o brinquedo ainda quebrou!), no Piratas do Caribe, no Big Thunder Mountain e até fomos naquela ilha do Tom Sawyer. Pensa em duas marmanjas caminhando nos barris que afundam na água e rino pra valer. a ilha é bem -- palavra censurada -- , mas os barris!!! Adorei!! Eu pulava em cima pra molhar a mãe e ela tentando salvar a sandalha dela.

 


 
Abril/15 com a mãe

 mensagem postada em 15/02/2016 - 09:02:36hs
 
 

Continuação: dia de EPCOT

Fizemos a ronda nos jardins de Future World (acho que é este o nome), a mãe ficou encantada. E desta vez naquele jardim de borboletas tinha muita borboleta (eu meio que tenho pânico de inseto que voa, mas aguentei firme!). A mãe queria comer, mas sério, o EPCOT é o melhor parque para comida, fiz ela aguentar um pouquinho mais até abrir a área dos países. Matamos um tempo na lojinha e ela quis comprar tudo de novo. Quer saber? O dinheiro era dela e ela tinha aquele sorrisao nos lábios, vai lá, compra o que quiser! Menos roupa de bebê, afff, seria uma indireta? Mandamos tudo praquela parte que pega mais tarde, não sei se é costumers service, mas é logo na entrada. Ela ficou meio desconfiada com isso, acho que ela carregaria as sacolas o dia inteiro sem problemas. Está mais acostumada com serviços no Brasil onde tu não deixa a sacola em lugar nenhum.

Deixamos o Test Track de lado, ela não gosta de velocidade e eu não gosto do Test Track (mesmo depois da mudança, acho até que ficou pior!). Eu queria ir no Mission Space (ou algo assim) porque só tinha ido uma vez na vida (todas as minhas companhias enjoam muito, aí fui sozinha uma vez) mas fiquei com medo que a mãe tivesse um treco. Eu sou forte na parada, e mesmo assim quando eu fui eu sai meio estranha dele. Até hoje não sei classificar aquele brinquedo, acho que um pouco é o pânico que eles botam na entrada.

A área dos países já estava aberta faz tempo, mas a mãe parecia ter esquecido a fome. Chegou a hora do fast pass... Da foto dos personagens. Eu sempre fui pra Disney com adultos que falavam que foto era coisa pra criança. Ta, eu já tirei foto com o Pooh há uns anos atrás (sozinha, óbvio!), mas a mãe é tri parceira pra tudo. Fomos pra fila do Fast Pass, na nossa frente tinha uma criança que acho que não batia nos meus joelhos e só criança na frente. Eu já estava ficando tímida, mas a velha tri feliz de estar no ar condicionado e porque ela ia ver o Mickey! Logo o do EPCOT, que o cenário é o mais feio. Ela estava tri animada!

Nossa vez, a mãe já queria ir abraçar todos. Ela diz que saiu com cara de "trancucha" (bebada) nas fotos porque estava com as bochechas vermelhas do calor e os olhos vidrados de felicidade. Comprou as fotos! Adorou. Acho que por ela entrava na fila de novo!

Aí finalmente fomos pros países. Começamos na França por causa do almoço, sabia que ela ia gostar de lá. Para ter uma ideia da lotação dos parques já era umas 14hs e não tinha lugar pra sentar em lugar nenhum, tivemos de ir até a ponte de divisa com a Inglaterra e sentar na murada.

Ela achou os países incríveis, entrou em todos, em todas as lojas, em todas as atrações. Fomos também em todos os jardins e rendeu muitas fotos. Ela viu a Branca de Neve, personagem favorito dela desde sempre, mas não quis encarar a fila pra foto (na verdade a fila já estava fechada. Parece que eles formam fila antes do personagem chegar, aí quando ele chega eles fecham a fila, independente de quantas pessoas estiverem lá).

O filme que ela mais gostou foi o da França, acho que é porque era sentado, mas também porque ela gosta de construções históricas e nele tem bastante. Ta prometido, vamos pra França eventualmente!

Caminhamos até Boardwalk, sempre gosto de dar uma voltinha lá, e comemos sorvete. Daquele momento em diante ia ter muito sorvete, limonada e refri. Realmente o calor estava pegando!

A noite foi chegando e aquela região central do lavo agora é reservada para Fast Pass. Fomos sentar perto da grade (colado na grade!) do lado do San Angel, visão maravilhosa dos fogos de artifício que eu mais gosto da Disney. Melhor ainda, sentadas!! O pé da mãe parecia um pão! O_o

Chorou que se lavou nos fogos, acho que ela não esperava tanto. Saiu com os olhos vermelhos. Até que ela tinha se aguentado o dia inteiro!

Ela estava feliz e podre de cansada. Por ela a Disney já estava completa, mal sabia que no outro dia viria o Magic Kingdom, parque que ela iria pedir para repetir! E a surpresa do jantar no Be Our Guest, com a Fera, personagem que ela mais ama depois da Branca de Neve.

Hahahaha, só um detalhe. A gente chegava no hotel e ela ia direto pro banho, dizia que ia me esperar pra dar boa noite, mas quando eu saia do banho ela estava reitadinha no "envelope" de lençol, dormindo profundamente. Repetiu-se isso todos os dias de parque!

 


 
 
Com a expansão da área de Fantasyland (Nova Fantasyland) o projeto original que tinha 10 hectares dobrou de tamanho passando a ter 21 hectares.