Voltei - Relato da minha viagem!

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Abril/15 com a mãe

 mensagem postada em 22/02/2016 - 03:02:21hs
 
 

Universal Studios e Island of Adventure

Esse foi o dia que acordamos mais cedo, tudo porque estávamos em hotel da Disney e o Universal é longe. Mesmo assim, com o estacionamento, revista e City Walk chegamos depois da abertura. Droga, eu nunca pego o Universal na abertura, eu juro que eles abrem antes do horário!

Pegamos o ingresso para fazer os dois parques no mesmo dia porque eu queria conhecer o brinquedo do trem e porque eu tinha a grande impressão que a mãe não ia gostar do parque, pois ele não é das "princesas". Tínhamos combinado que iríamos lá porque esse seria o meu parque!

Logo de entrada fomos direto pro US e direto pra parte nova do Harry Potter, que eu não conhecia. Ali estava meu maior medo: qual o nível de adrenalina do brinquedo do Gringottes? Mas fomos, a mãe se encheu de coragem, mas foi perdendo já na parte do elevador. Hahahaha

No nosso carrinho estava eu, a mãe e um casal mais adulto também. Eles notaram o nervosismo da mãe, estavam rindo muito e eu com medo que a baixinha tivesse um ataque cardíaco. Fomos, e quem já foi sabe que tem uma ilusão de ótica bem no início. Aff, ali pensei: se morrer morreu! Mas ela não morreu, e fomos mais duas vezes direto. Depois a fila cresceu e fomos explorar a área.

Lindo, né? Confesso que não fizemos tudo, tudo, porque não entramos em todas as lojas, mas é uma razão pra voltar. Naquela parte do Beco Diagonal que tem uma área escura tinha uma cadeira de odontologia e um cast member do lado. a mãe achou tão real que foi lá tocar na " estátua ". Imagina o mico! E eu tendo que explicar pro cast member! Hehehehe

Numa lojinha botei uma aranha no cabelo da mãe e ela fez escândalo! ^_^ depois fomos observando as magias das varinhas.

 


 
Abril/15 com a mãe

 mensagem postada em 22/02/2016 - 03:02:39hs
 
 

Continuação: dia do Animal Kingdom

Depois do probleminha da mãe fomos pro hotel pra tomar banho, depois iríamos as compras. Foi no Animal Kingdom que comprei uns enfeites de antena pro carro, então dali em diante nosso Mini Cooper (ele é lindo, mas muito peque o e com motor super estranho!) tinha um Dumbo na antena .

O resto do dia seria dedicado as compras. Fomos nos Premiums da Vineland e da Internacional, aquela nova parte do da Vineland é bem vazia e com bons preços, mas achei que ficou muito separada da parte antiga, no calorão não dava pra ir a pé. Perto do premium da international fomos na Ross, na Calvin Klein, na Tommy e na Bed bath & beyond.

Aqui um detalhe: a mãe ama a Ross. Ou, do jeito caipira de pronúncia dela, a Rrross. Eu nunca tinha tido paciência com a Ross, mas a mãe não liga pra marca de roupa e ela quase nunca comprava roupas (começava a ter roupas furadas ou manchadas!) então fui com a cabeça de encher o guarda-roupa dela. Caraca, ela tem MUITA paciência com a Ross, sabe o que é olhar arara por arara? Ela fez isso!

Isso fez com que ela enchesse o carrinho, e tem realmente muita coisa de marca e muitas coisas baratas. Calvin Klein é cheio na Ross, e bolsas Tommy também. Ela comprou de tudo, agora teria roupa até a próxima grande viagem (quem poderia descobrir que o dólar dispararia de 2,50 pra 4,10?).

Na Calvin Klein ela também fez sua festinha, já eu AMO a Tommy e a Bed Bath. Aiaiaiai, a Bed Bath... Porque não temos lojas assim aqui? Amo!

Os Premiums continuavam a mesma coisas, não os acho mais tão baratos assim, mas óbvio que a viagem sempre inclui compras no premium. Aqui um porém! Fui com a ideia de comprar um creme da Loccitane que já possuía. Aí na loja tinha uma vendedora brasileira, e, sério, que saco, ela começou a nos bombardear com mil promoções, fez cheirar ate a alma, começou a por coisas na nossa cestinha. Eu queria muito o creme, porque eu adoro, mas larguei o cestinho ali mesmo e fui embora.

A Adidas estava bem melhor que a Nike, tanto em preço quanto em produtos. Só tênis que os da Nike ainda são melhores.

Sem muito o que contar sobre as compras, só que a mãe comprou uma blusa preta de bolinha que era MUITO feia. Afff. Tentei, tentei, tentei fazer ela não comprar, não deu, queria porque queria.

Depois ainda fomos no Mall at Millenia (é, eu sou rápida nas compras, levo o mapa impresso e já com o caminho das lonas desenhado, para não perder tempo. Ah, e sabe aqueles cupons de desconto que no final são um bolo de papel que a gente chega a se perder? Eu recordo e colo todos em álbuns de foto velhos, daqueles que a gente ganha grátis, e ponho o nome da loja pra fora, assim é só ir direto na loja, sem ficar procurando. Dica! Dica!), por causa da Senhora e da Macys. Tinha pouca coisa valendo a pena na Macys.

Eu quis jantar na Cheesecake Factory, mas a mãe quis comer sorvete da walgreens. Pelo menos salvamos dinheiro.

Amanhã: Universal studios e Island of adventure

 


 
CAPE MAY CAFE

 mensagem postada em 21/02/2016 - 07:02:06hs
 
 

Que tal um café da manhã com comida à vontade em um hotel maravilhoso na Disney com direito a encontro com a Minnie, o Pateta e o Donald?

Sim, ele existe.

Esse é o Cape May Cafe, um restaurante dentro do Disney's Beach Club Resort que oferece um buffet completíssimo que você paga um valor fechado e come até sair rolando.

Essa foi a nossa segunda vez nele porque a gente gostou muito da primeira vez. E o legal é que ele ainda fica pertinho do Epcot, do Hollywood Studios e do Disney's Boardwalk.

Aliás, a gente foi andando para o Epcot e entramos por uma entrada lateral que dá bem entre os pavilhões da Inglaterra e da França no World Showcase. (E ainda economizamos no estacionamento do parque, já que o carro ficou no estacionamento do hotel)

Quem estiver fazendo suas reservas de restaurantes, não deixem esse de lado.

 


 
Planos da Mell

 mensagem postada em 19/02/2016 - 01:02:09hs
 
 

Olá Mell

Fiquei muito feliz com os seus planos de levar a vovó também.
Condicionamento físico é fundamental. Faço muita esteira na academia antes de viajar.
Por enquanto eu ainda levo os meus netos. Quem sabe um dia eles é que vão me levar?

Abs,
Maria Teresa

 


 
Res: Abril/15 com a mãe

 mensagem postada em 19/02/2016 - 12:02:28hs
 
 

... (antes da viagem ela entrou em um ritmo de caminhadas matinais de preparação - perdeu 10kg, orgulho da filha! - então achei que ela ia estar mais acostumada).

Aqui uma explicação. A mãe tem muito medo de velocidade, altura e coisas assim. Fiz o roteiro do nível zero de adrenalina e foi subindo,...


Olá Cristina,

Seus relatos são simplesmente muito bons, leves e divertidos....parabéns e continue sim!?, viu, por favor....... estamos carentes de relatos....

Meu sonho é levam minha vó à Disney. Faz muito, mas muuuuuito tempo, que ela foi. Ela simplesmente amaaa tirar fotos com os personagens. Assim estamos planejando nossa próxima viagem, dedos cruzados!!!!! que vai dar tudo certo. Mas como você disse temos que nos atentar quando vamos viajar com nossos idosos. Também coloquei a vozinha (e aliás toda a família) para caminhar no parque, até o final do ano acho que vai estar com um ritmo bom e já estamos elaborando um roteiro e escolha de fast-pass baseado em brinquedos e nos lugares onde é mais provável achar os personagens (que vamos e venhamos estão cada vez mais difíceis de encontrar e tirar fotos...)
Assim estou curtindo muito os seus relatos e todas a dicas serão bem vindas para encorporarmos nos nossos roteiros..... vamos que vamos....


Abraços da Mell

 


 
Abril/15 com a mãe

 mensagem postada em 18/02/2016 - 03:02:22hs
 
 

Continuação: animal Kingdom

Finalmente nos chamaram na Tusker House. Eu nem sei quanta água flavorizada eu tomei na sala de espera (porque depois da chuva veio o abafamento!). Eu nunca tinha ido na Tusker House, é bem bonito, estilo africano, com buffet, os personagens passam de mesa em mesa, não tendo que ficar esperando porque se sua mesa está vazia eles passam de novo depois.

Bem bom o buffet, mas a mãe aprontou. Chegamos na parte dos pães e vejo a mãe metendo a mão na bacia do pão. "Queeeee? Tira a mão daí!" e ela me larga o pão dentro da bacia, com carinha de assustada. Fiquei bem braba, me largou o pão lá dentro. É porque não tinha pegador de pão naquela bacia e ela não viu mal nenhum nisso. Peguei o pegador de outro pão e enchi de pão o prato dela, todos os pães que o pão dela tocou e botei no prato dela.

Depois começaram a passar os personagens. Passaram o Pateta, o Mickey, Minnie, Donald e Margarida. Adorei. Só achei estranho que não tinha fotógrafo da Disney junto (a mãe não é muito boa em tirar foto).

Depois fomos ver as lojinhas e a mãe teve o probleminha dela. Estávamos olhando enfeite de antena de carro e a mãe sussurrou: "Cris onde é o banheiro mais próximo?" aí levei ela e fiquei esperando lá fora. Depôs ela disse "Cris, to sem calcinha."

??????? Como assim??

"Não deu tempo de chegar no banheiro!"

Afff.

"Aí eu não sabia onde por a calcinha, quase coloquei na tua bolsa."

"Tu colocou na minha bolsa????"

"Quase, depois eu vi que tinha uma caixinha de lixo na parede"

Ai deus meu!

Hora de ir embora, ficamos sem ver os shows do rei leão e do nemo (tudo bem, eu não sou muito desses shows mesmo!). E então, compras!!

(A baixinha me mata se descobrir que eu contei o probleminha dela)

 


 
Abril/15 com a mãe

 mensagem postada em 18/02/2016 - 03:02:35hs
 
 

Animal Kingdom

Depois da correria de EPCOT e MK, coloquei um dia mais tranquilo. Geralmente poria um dia de compras no meio, mas o tempo era curto e dia de semana prefiro por parques. Neste dia eu esqueci que ele abriria pra morning hours então quando chegamos já estava mais cheio, mas tudo bem, é um parque pequeno e dá pra fazer tudo. Inclusive fomos embora cedo porque a mãe teve um "probleminha" (se ela descobre que eu contei isso aqui ela me mata!).

Logo de manhã fomos no brinquedo do Safari, porque dizem que tem mais animais acordados. Ela tem sorte, pegamos a hora da alimentação dos animais (acho que era um daqueles tours extras que tu pode fazer pagando, e eles estavam alimentando os animais). Como a fila era meio que no mato a mãe achou que era radical e eu mostrei o caminhão pra ela, o mais radical que podia acontecer era furar o pneu! Mesmo assim ela achou que a ponte que treme ia cair (isso porque fomos duas vezes no Safari, hora de alimentar os animais não se deve perder. E na primeira vez a ponte não tremeu, mas na segunda sim!). Pegamos muitos bichos, inclusive uma girafa bem perto do caminhão, comendo nos coqueiros.

Depois fomos fazer aquela trilha que tem uns animais enjaulados. Estes não estavam muito.ativos, acho que já tinham comido. Mas a parte dos pássaros estava linda porque era época de fazer ninho e tinha ninho por tudo. Muito perto das pessoas, lindo mesmo (e olha que é bicho que voa!). Tinha também filhote de gorila!

Na Everest a mãe não quis ir, óbvio. Dei a câmera pra ela e pensei que era minha vez de ter foto na queda. Eu sempre menofereci pra tirar de outros acompanhantes e ninguém nunca tirou de mim. Doce ilusão. Fui no fast pass, depois no fast pass dela, depois no single rider (avisei que minha cadeira ir ser provavelmente uma das últimas), fui dizendo q ia abanar na subida pra ela ver meu carrinho, que ia levantar as mãos na descida... Resumo, fui 12x, uma depois da outra, e sai sem nenhuma foto porque ela não conseguia me ver no carrinho. No final até a single rider estava com fila demorada e desisti.

Neste parque não fomos em muitos brinquedos (pô, 12x na Everest? Ta, eu AMO a Everest!) por causa do "probleminha". Fomos no Dinosaur (aqui foto em curiosidade que eu não sabia, antes de embarcar no carrinho tem a fórmula do ketchup, maionese e mostarda nos canos em cima, meio nada a ver, mas eu nunca tinha notado!), na Primaveril Whirl (adoro!), e no Its Tough to Be a Bug. A mãe é daquelas que berra na surpresa do final, mesmo não entendendo nada.

Aí tivemos a reserva no Tusker House. Começou a chover e começou a apertar a chuva (durou pouco) mas a fila da Tusker House virou uma confusão sem fim, porque todo mundo queria se proteger da chuva. Esse foi o único restaurante das reservas que demorou, e muito, pra nos chamarem.

 


 
Res: Abril/15 com a mãe

 mensagem postada em 18/02/2016 - 12:02:28hs
 
 

Olá Cristina

"Mãe, o que tu ta fazendo aí? Sai daí! Ta ocupado!" cheguei a gelar, ela não ia pegar o lugar de alguém. Aí ela virou, tri faceira, "Ele que pediu pra eu sentar aqui." e eu virei pro cara, que estava sentado aos pés da cadeira de rodas e ele me disse, em inglês, que ela era tão baixinha e parecia tão solitária ali atrás que ele podia se espremer pra ela entrar ali. Quando a mãe aprendeu inglês eu não faço ideia, mas ela foi esperta o suficiente pra entender tudinho que ele falou. A mulher dele riu, virou pra mim e me jogou água de uns ventiladores com água de pilha. Ta, AMO esse clima Disney. - See more at: http://www.viajandoparaorlando.com/forum/incluir.php?id=1480&messageid=554667"ation=0#sthash.f5wwl6IF.dpuf

A sua mãe é uma pessoa realmente cativante. Adoro a sua baixinha!
AMO o clima Disney também.

Abs,
Maria Teresa

 


 
Abril/15 com a mãe

 mensagem postada em 18/02/2016 - 11:02:25hs
 
 

Continuação: Magic Kingdom

Então, hora do mico da viagem. Saindo estava muito cheio, o Monorail tem duas linhas e uma sempre está vazia, mas desta vez estavam ambas lotadas. E o Monorail não vinha, não vinha... Até aí tudo bem, mas passou um inseto voando.

Aí... Meu... Deus... Eu tenho pânico de insetos que voam.

Olhei, o inseto pousou num dos globos de luz do Monorail.

E o o Monorail não vinha e não vinha.

Era a maior barata que eu já tinha visto. Eu não tenho medo de barata, meto o pé em cima e morreu. Mas era barata VOADORA. Aí meu deus, cade o Monorail?

Eu juro que esses bichos sentem quem tem medo. Em quem a maldita barata foi dar rasante? Em mim, óbvio. Aí eu gritei, porque eu tenho mesmo pânico de bicho que voa. Uns brasileiros atrás de nós riram e disseram que até gringo tem barata, um outro disse que era barata de pântano de tão grande.

Se você estava lá este dia e viu a gordinha gritando na frente da sala de espera do Monorail, me conheceu!! Cris muito prazer!

Aí sim o Monorail veio! Afff! A mãe disse que não ia dar pra entrar naquele porque estava muito cheio e eu disse que, sim, íamos entrar porque sabe-se lá onde estava o bicho voador naquela hora. Eu já estava querendo ir até de barco! A mãe entrou tranqüila pq é um pitoco de gente, eu fui esmagada, mas fechou a porta. UFAAAAA, tchau inseto voador dos demônios!

A mãe foi cantarolando as músicas do parque até o estacionamento. No hotel estava animada pra ver a escultura de toalha que teria lá (nosso quarto no final tinha um monte de toalha em forma de bichicho, sério, acho que uns 7!), correu pro banho antes de mim e, quando estava pronta ela já estava roncando, a roupa do outro dia separadinha do lado da cama, tudo pronto pra próxima e doces sonhos!

Fim do Magic Kingdom, próximo parque AK.

 


 
Abril/15 com a mãe

 mensagem postada em 18/02/2016 - 10:02:25hs
 
 

Continuação: Magic Kingdom

A conta não foi salgada, esqueci de dizer isso no post anterior. Não lembro quanto foi e, claro, se converter fica caro (ainda mais agora! Mas na época o dólar estava perto de 2,50), mas lembro que achei justo. Foi o filé, o salmão, limonada, refri e duas sobremesas, além do tip máximo.

Devido a janta ficamos meio atrasados pra parada noturna. Como eu disse o parque estava muito cheio e tinha apresentação das bandas escolares, logo lotou cedo. Mesmo assim sentamos na segunda fileira, atrás de um senhor e de sua mulher cadeirante. Eu comecei a atualizar a minha irmã pelo whats enquanto esperávamos e, de repente, cade a mãe? Ela chegou lá na sarjeta, onde antes estava sentado p senhor de idade!!

"Mãe, o que tu ta fazendo aí? Sai daí! Ta ocupado!" cheguei a gelar, ela não ia pegar o lugar de alguém. Aí ela virou, tri faceira, "Ele que pediu pra eu sentar aqui." e eu virei pro cara, que estava sentado aos pés da cadeira de rodas e ele me disse, em inglês, que ela era tão baixinha e parecia tão solitária ali atrás que ele podia se espremer pra ela entrar ali. Quando a mãe aprendeu inglês eu não faço ideia, mas ela foi esperta o suficiente pra entender tudinho que ele falou. A mulher dele riu, virou pra mim e me jogou água de uns ventiladores com água de pilha. Ta, AMO esse clima Disney.

E odeio paradas! Affff! Principalmente a noturna, coisinha mais sem graça. A mãe me xingou porque eu não falei pra ela que a parada funcionava duas vezes por noite na época que a gente tinha ido! Imagina ver a mesma coisa sem graça duas vezes na mesma noite!! Eu acho que o que estraga é a música na verdade, não gosto da música, se votassem.uma.música linda acho que iria gostar.

Acabando a parada todos foram pra frente do castelo. Aí siiiiiim, eu AMO! Finalmente consegui ouvir a apresentação de hologramas no castelo direito, e depois todos maravilhados com os fogos. Eu gosto mais do do EPCOT, mas sim, eu AMO os do Magic Kingdom. Amo, amo, amo!!

Sei lá, acho que dá a impressão de dever cumprido e sonho realizado. A gente se esforça tanto, paga tantas coisas, trabalha tanto, é roubado pelo governo, aí consegue ir, consegue levar quem a gente quer levar, comprar as coisas que sempre quisemos ter, ver as coisas que sempre vimos nas prévias das fitas VHS da Disney... E aí estouram aqueles fogos. Sim, tudo realizado. É noite, fim de um ciclo. Não sei descrever, não choro (a mãe chora que se lava), mas o que aqueles minutos representam são mágicos. Sair do parque ouvindo a música e com as luzes da main street é mágico, ter um cast member te desejando uma boa noite é mágico.

Aí vem, perto da meia noite, o mico da viagem!

 


 
 
A atual narração da atração - Spaceship Earth foi gravada pela atriz Judi Dench. Anteriormente foram narradores: Jeremy Irons (1994-2008), Walter Cronkite (1986-1994) e Vic Perrin (1982-1986).