Nevada - Las Vegas

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais recente para a mais antiga
 
Índice  
 
 
Los Angeles - Las Vegas de carro

 mensagem postada em 31/05/2015 - 01:05:03hs
 
 

Oi gente. Estou com uma dúvida, se eu fizer o percurso Los Angeles - Las Vegas de carro (e na volta pretendo parar uma noite no Death Valley National PArk), tem algum toll no caminho? É possível pagar esse toll com dinheiro?

Abraços!

 


 
Res: Los Angeles - Las Vegas de carro

 mensagem postada em 31/05/2015 - 06:05:18hs
 
 

Oi gente. Estou com uma dúvida, se eu fizer o percurso Los Angeles - Las Vegas de carro (e na volta pretendo parar uma noite no Death Valley National PArk), tem algum toll no caminho? É possível pagar esse toll com dinheiro?
Abraços!
(mensagem de Cristina Boaz)


Não tem pedágio. Você deverá utilizar a rodovia numero 15 e depois a 95.
SDS,
Roberval.

 


 
Res: Aluguel de carro

 mensagem postada em 09/06/2015 - 07:06:08hs
 
 

Monte Charleston em dezembro está cheio de neve e vale a pena percorrer os 56 km de ida e 56 km de volta. A Freemont Street pode ser visitada a qualquer hora sempre atentando que existe um estacionamento conveniado logo no começo da rua perto da Strip onde você deixa o carro e pega um carimbo em qualquer grande cassino.

 


 
Res: 1ª viagem a Las Vegas

 mensagem postada em 09/06/2015 - 07:06:16hs
 
 

Cheguei de Las Vegas domingo. A temperatura estava rondando os 42 graus centigrados, porém nada que atrapalhe alguem.

Para as mulheres que reclamam eu sugiro levar uma pequena blusa porque o ar condicionado dos cassinos e malls é muito forte, porém ele tem um desumidicador que não deixar ninguem ficar com o nariz sangrando.

E aproveite.

 


 
Carla - relatos de Las Vegas

 mensagem postada em 10/06/2015 - 09:06:40hs
 
 

Olá Carla

Estou aguardando os seus relatos de Las Vegas. Os da Califórnia estavam excelentes.
Não deixe de colocá-los, com certeza vão ajudar muito a quem não foi, bem como trarão recordações a quem já esteve lá.

Abs,
Maria Teresa

 


 
LAS VEGAS - DIA 01 (25-01-2015).

 mensagem postada em 28/06/2015 - 07:06:35hs
 
 


Para Maria Tereza.

Como relatei no tópico da Califórnia, partimos de Lake Tahoe- Califórnia, com um pernoite em Tonopah - Nevada, rumo à Las Vegas.

Viajávamos, eu Carla, 34 anos, meu marido Léo 38 anos, nossos dois filhos Léo e Henrique de 10 e 4 anos, respectivamente, Graci, minha mãe com 55 anos, e minha prima Syssi de 20 anos

Chegamos em Las Vegas por volta de 12h, e seguimos direto para o hotel reservado, Flamingo, na Strip.

Hotel escolhido por uma indicação de uma colega de trabalho do marido e custo-benefício, já que o café da manhã estava incluso.

O GPS nos guiou direitinho, mas na chegada ao estacionamento do Flamingo, ficamos um pouco confusos, pois os hotéis compartilham as garagens, mas perguntando daqui e dali, seguimos para a garagem correta.

Chegamos cedo para o check in, mas por volta de 13h, entramos na enorme fila para registro e o quarto já estava liberado.

O Flamingo é imenso e nos perdemos até para achar o elevador até nosso quarto.
O hotel, na minha opinião tem um bom custo benefício. Nada de luxo, mas bem limpo e sem cheiro de cigarro.

Primeira impressão de Vegas: não tinha muita criança e meu filho mais velho logo notou isso...É, realmente não era lugar para levar criança...

O clima era ameno, por volta de 16 graus.

Depois de deixar as malas nos quartos, saímos todos para almoçar a pé, na strip.

Deixamos ao acaso e optamos por um Outback bem próximo ao Flamingo.

Aliás, fizemos quase tudo a pé. Vc sai de um hotel e até sem perceber já está em outro, pois esse é o grande barato em Vegas, conhecer os hotéis e seus cassinos, lojas e restaurantes.

No caminho já pudemos perceber o clima de festa...muita bebida, mulheres seminuas, eita...fica a dica, nada de crianças em Vegas...

Depois do almoço, as crianças voltaram para o pai para o hotel e fui dar uma volta com a minha prima e com minha mãe.

O Flamingo é bem próximo da roda-gigante High Roller, que dizem ser a maior do mundo. As cabines cabem até dez pessoas e dentro tem TV com videoclipes e drinks. Nós não fomos, mas o passeio dura meia hora e custa 30,00 dólares por pessoa, salvo engano.

Demos uma volta perto da High Roller, fomos até o Venetian Hotel, só bordejando mesmo.

Para quem gosta de bar, boate, festa, é a cidade perfeita (cidade do pecado), mas como sou uma boa menina, rsrs, voltamos para o hotel em seguida.

Ah, lá perto do Venetian tem uma CVS gigante com muitos e muitos souvenirs legais para trazer de presente. Lá dentro também tem a Beer Cave (caverna da cerveja) com cervejas do mundo todo - bem legal.

De noitinha, saímos de carro para ir jantar em um Olive Garden mais distante da região dos hotéis, em uma área mais residencial, tudo por conta dos babies.

Esse foi nosso primeiro dia em Vegas, baby!!!

 


 
LAS VEGAS - DIA 02 (26-01-2015).

 mensagem postada em 28/06/2015 - 08:06:16hs
 
 


No nossos segundo dia em Vegas, já estávamos prontos por volta das 9h.
Descemos para a área da recepção do hotel em busca do tal café da manhã incluso.

Como o hotel é enorme, com cassinos, lojas, SPAS e uns quatro restaurantes, ficamos perdidinhos sem saber onde ficava a nossa área de comer.

Perguntamos várias vezes e não achei os funcionários do hotel muito corteses não, mas aí que descobrimos que não havia um buffet de café da manhã para nossa reservas, e sim um crédito de U$ 12,00 por hóspede para ser utilizado em uma cafeteria do hotel. Isso não ficou claro na compra no site de reservar -- palavra censurada -- ...

Masss, fomos lá na tal cafeteria e utilizamos nossos "créditos" em baggels e croassaints com bacon e queijo, além de hot chocolate.

Depois do café, pegamos o carro para ir tirar a foto na placa Welcome to Fabulous Las Vegas. A placa fica bem próxima ao aeroporto internacional.

Ficamos em uma pequena fila e tiramos as fotos com a nossa máquina mesmo.
Nesse dia tinha uma moça tirando fotos e cobrando por elas, mas como não utilizamos o serviço, não sei o custo.




Depois das fotos, voltamos para a Strip e estacionamos o carro em um shopping, próximo a uma M&M's gigante. Fomos na M&M's, Adidas e outras lojas que não recordo agora e seguimos para para hotel Excalibur, New York, New York e depois MGM.








O MGM é enorme e como ia ter a fatídica luta do Anderson Silva nos próximos dias, fomos ver a MGM Arena e a montagem do octógno.

Andamos uma meia hora só dentro do MGM até chegar na Arena. Tiramos muitas fotos e depois almoçamos em uma praça de alimentação dentro do hotel mesmo, em um italiano bonzinho, tipo fast food.

Durante a primeira metade do dia, é mais viável andar com as crianças na rua, pois a galera que está lá curtindo a vida adoidado está de ressaca ou dormindo ainda.

Depois do MGM fomos para o hotel Paris, depois Planet Hollywood e só uma passadinha no The Linq, pois todos esses hotéis são enormes e cansa mais que um parque da Disney ficar andando entre eles.

Voltamos para o hotel para deixar as crianças com a minha mãe, pois eu, o marido e prima iríamos para o Michael Jackson ONE do Cirque du Soleil.

Passei no Mc Donald's perto do Flamingo rapidinho e comprei uns nuggets para todos.

O Espetáculo acontece no teatro do hotel Mandala Bay e fomos de carro para lá.
Um detalhe, em todos os hotéis que cheguei de carro, não foi preciso pagar estacionamento.

Esse hotel é super luxuoso. Só demos uma volta pelo cassino e já seguimos para o teatro.

Comprei os ingressos antes da viagem com dois meses de antecedência, pois esse espetáculo é super concorrido.



Lugares marcados, tomamos nossos assentos e ficamos esperando o show começar.

Adorei, vale cada centavo. Maravilhoso. Não vou relatar para não gerar spoilers.

Depois do show, voltamos para o hotel exaustos, mas felizes.

Esse foi nosso segundo dia!

 


 
Helicóptero pelo Grand Canyon

 mensagem postada em 09/07/2015 - 10:07:08hs
 
 

Olá pessoal,

Já estou com a minha viagem de 7 dias em Vegas, de lua de mel, marcada para novembro de 2015. E como qualquer outro viajante estou colhendo dicas aqui, vendo posts ali e reunindo todas as informações possíveis para montar um roteiro de viagem.

Um dos meus principais receios é quanto a compra do passeio de helicóptero para o Grand Canyon. O passeio tradicional que vi é o West Rim (sem Skywalk), passando pela represa Hoover e descendo no Grand Canyon para comer e etc. O preço nos sites gira em torno de US$550,00 por pessoa, já com todas as taxas. A minha dúvida é, vale a pena sair do Brasil com o passeio comprado ou é mais vantajoso negociar na hora a compra do passeio?

Serei muito grato pelo ajuda e prometo contar a minha experiência após a viagem.

Abs.

 


 
Res: Helicóptero pelo Grand Canyon

 mensagem postada em 09/07/2015 - 01:07:40hs
 
 

Olá Filipe!

Nós fizemos o passeio de helicóptero pela Papillon. Compramos antes e escolhemos o voo que eles chamam de Early Bird, que custa bem mais barato, porque sai cedo, 7 hs da manhã. Fui em maio e nessa época a diferença de fuso horário era de 5 horas. Como fomos logo que chegamos a Vegas, ainda estávamos no fuso do Brasil, então não foi nenhum sacrifício acordar às 4 hs da manhã ( para nós era como 9 hs). A van passou no nosso hotel as 5 hs, porque fomos os primeiros passageiros.
Não sei como são os horários em novembro, mas acho que vale a pena ver se tem essa opção, caso vc esteja disposto a acordar cedo.
Além do preço melhor, vc ganha tempo, porque as 11 hs estávamos de volta e pudemos aproveitar o dia.

Comprar antes foi bem prático. A empresa é bem organizada e pede que vc ligue 24hs antes da data do passeio para confirmar.

 


 
Res: Helicóptero pelo Grand Canyon

 mensagem postada em 09/07/2015 - 03:07:42hs
 
 

Olá!
Eu e meu marido saímos com o passeio pago daqui do Brasil, mas chegando lá percebemos que comprando lá sairia mais barato. Lá, da pra negociar. Comprei o do por do sol, foi caro, comprando lá nao sairia tao mais barato, mas vimos que não é uma coisa necessária sair daqui com o passeio pago. Talvez outros passeios pode ser que fique bem mais barato, esse do por do sol já é um pouco mais caro por si só. Hoje, caso fosse novamente, compraria por lá mesmo.

 


 
 
No pavilhão americano (Epcot) você também encontra os famosos "utilidors" - consagrados no Magic Kingdom - e a sua construção deu-se em virtude da necessidade de espaço para armanezar as cenas áudio-animatrônicas da atração "The American Adventure" quando não estão sendo exibidas no palco.