Alfândega - Relatos

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais recente para a mais antiga
 

O objetivo do presente tópico é o de servir de espaço para que possamos postar - relatos - sobre as nossas experiências com a alfândega (exclusivamente). Peço que questionamentos sobre a "cota de isenção" sejam reservados para o seu tópico específico - Alfândega - Cota de Isenção.

leia essas informações
 
Índice  
 
 
Res: Raio x corporal ou detector de metais

 mensagem postada em 03/12/2014 - 12:12:22hs
 
 

Alguém que tenha descido em Brasília recentemente sabe se enquanto vc passa as malas no raio x, você passa em algum tipo de raio x corporal ou eles passam detector de metais em você? Desde já obrigado
(mensagem de Thiasgo)


Sim.
Nas salas das alfândegas, tanto em SP como em Brasilia existem os aparelhos (Scanners) de raio X para as malas e também aquele aparelho tipo um portal, com detector de metais e raio X, para exame humano.
Nem todos são "convidados" a passar pelo portal mas é comum que quem esteja com 2 malas passe pelo Scanner de mercadorias.

E apenas lembrando, se o passageiro tentar ocultar algo nas roupas ou no corpo, para eximir-se de pagar o devido imposto, não terá mais a opção de pagar o imposto e ficar com a mercadoria ! Ela será confiscada imediatamente e o passageiro ainda poderá responder por crime de descaminho.
A ocultação de bens, qualquer que seja o processo utilizado, pode acarretar o seu perdimento em favor da Fazenda Nacional Brasileira, além de outras penalidades previstas na legislação brasileira.

Abraços,
Ayrton.

 


 
Relato da alfândega de Brasília

 mensagem postada em 04/12/2014 - 11:12:51hs
 
 

Fala pessoal,

Pelo segundo ano consecutivo eu tive a "sorte" de ser parado pela Receita Federal em Brasília.

Eu e minha esposa formos parados e mandados para o raio-x e nos fora perguntado se estávamos com algum eletrônico, sendo que informados que sim.

Depois de toda a inspeção na mala, foi retirado para imposto:

- MacBook Air 11';
- iPad Air 2;
- GoPro Hero 3+;
- 2 Perfumes;
- 2 Relógios (um Casio e um Tommy);
- Itens gerais (pílulas de cálcio).

O valor total da brincadeira foi de R$2600, sendo que informei que a câmera era de uso pessoal e, por possuir a função filmadora e fotográfica, poderia ser enquadrada como fotográfica, mas o fiscal não aceitou e multou mesmo assim.

Muita gente foi parada, sendo mais de 15 e havia um senhor que provavelmente trabalha com vendas, que recebeu uma multa de R$10.000.

Alguém possui material jurídico que enquadre a GoPro como câmera isenta de tributação??

 


 
Res: Relato da alfândega de Brasília

 mensagem postada em 04/12/2014 - 02:12:55hs
 
 

Fala pessoal,
Pelo segundo ano consecutivo eu tive a "sorte" de ser parado pela Receita Federal em Brasília.
Eu e minha esposa formos parados e mandados para o raio-x e nos fora perguntado se estávamos com algum eletrônico, sendo que informados que sim.
Depois de toda a inspeção na mala, foi retirado para imposto:
- MacBook Air 11';
- iPad Air 2;
- GoPro Hero 3+;
- 2 Perfumes;
- 2 Relógios (um Casio e um Tommy);
- Itens gerais (pílulas de cálcio).

O valor total da brincadeira foi de R$2600, sendo que informei que a câmera era de uso pessoal e, por possuir a função filmadora e fotográfica, poderia ser enquadrada como fotográfica, mas o fiscal não aceitou e multou mesmo assim.
Muita gente foi parada, sendo mais de 15 e havia um senhor que provavelmente trabalha com vendas, que recebeu uma multa de R$10.000.
Alguém possui material jurídico que enquadre a GoPro como câmera isenta de tributação??
(mensagem de Bruno C)


Bruno,

A alfândega de Brasilia é uma das mais rigorosas, talvez por se localizar na cidade da sede da Receita e por ter um maior contingente de fiscais em inicio de carreira.
Realmente lá eles aplicam a tabela PNC para valer (como diz o Roberval)

Quanto a câmera GO PRO, já foi motivo de polêmica aqui mesmo no VPO, mas em Sites especializados existe um consenso de que ela é uma FILMADORA que também pode tirar fotos, ao contrario de outras cameras, mesmo Point and Shot, que são câmeras fotográficas e que podem eventualmente filmar.
Dessa forma, ela pode ser taxada por estar fora daqueles itens da Portaria, que dizem apenas 1 Celular, 1 Câmera fotográfica e um Relógio, mesmo que a câmera seja profissional e o relógio custe uma fortuna !

Mesmo considerando o valor do imposto, creio que vc ainda saiu no lucro, pois se fosse adquirir todos esses eletrônicos aqui, pagaria muito mais que isso !
Não esquece de guardar a GRU para futuras viagens, de forma a não ter que pagar de novo pela nacionalização dos eletrônicos, ok ?
Abraços.

 


 
Res: Relato da alfândega de Brasília

 mensagem postada em 04/12/2014 - 04:12:02hs
 
 

Não sei qual a minha sorte, mas foi a segunda viagem e a segunda vez que fui pego. Quem quiser viajar, pode ir comigo perto, pois é certeza de eu ser parado e multado e vocês, não.

Sobre os valores, sim, ainda foi mais barato do que aqui no Brasil, mas sempre fica a sensação de ser feito de -- palavra censurada -- , pois você se planeja o ano todo, junta dinheiro e, no final, ainda tem de deixar quase R$3.000 em impostos que nunca serão revertidos ao meu favor.

O fiscal não foi mal educado e prepotente igual ao no passado e foi bem tranquilo, acreditando em todos os valores que informávamos, pois ele percebeu que não estava tentando ludibriá-los nos valores.

Já outro amigo meu foi pego em Manaus e o fiscal deixou que ele passasse com a Sony Action Pro (rival da GoPro), pois disse que era câmera fotográfica.

Paciência.

Fala pessoal,
Pelo segundo ano consecutivo eu tive a "sorte" de ser parado pela Receita Federal em Brasília.
Eu e minha esposa formos parados e mandados para o raio-x e nos fora perguntado se estávamos com algum eletrônico, sendo que informados que sim.
Depois de toda a inspeção na mala, foi retirado para imposto:
- MacBook Air 11';
- iPad Air 2;
- GoPro Hero 3+;
- 2 Perfumes;
- 2 Relógios (um Casio e um Tommy);
- Itens gerais (pílulas de cálcio).

O valor total da brincadeira foi de R$2600, sendo que informei que a câmera era de uso pessoal e, por possuir a função filmadora e fotográfica, poderia ser enquadrada como fotográfica, mas o fiscal não aceitou e multou mesmo assim.
Muita gente foi parada, sendo mais de 15 e havia um senhor que provavelmente trabalha com vendas, que recebeu uma multa de R$10.000.
Alguém possui material jurídico que enquadre a GoPro como câmera isenta de tributação??
(mensagem de Bruno C)


Bruno,

A alfândega de Brasilia é uma das mais rigorosas, talvez por se localizar na cidade da sede da Receita e por ter um maior contingente de fiscais em inicio de carreira.
Realmente lá eles aplicam a tabela PNC para valer (como diz o Roberval)

Quanto a câmera GO PRO, já foi motivo de polêmica aqui mesmo no VPO, mas em Sites especializados existe um consenso de que ela é uma FILMADORA que também pode tirar fotos, ao contrario de outras cameras, mesmo Point and Shot, que são câmeras fotográficas e que podem eventualmente filmar.
Dessa forma, ela pode ser taxada por estar fora daqueles itens da Portaria, que dizem apenas 1 Celular, 1 Câmera fotográfica e um Relógio, mesmo que a câmera seja profissional e o relógio custe uma fortuna !

Mesmo considerando o valor do imposto, creio que vc ainda saiu no lucro, pois se fosse adquirir todos esses eletrônicos aqui, pagaria muito mais que isso !
Não esquece de guardar a GRU para futuras viagens, de forma a não ter que pagar de novo pela nacionalização dos eletrônicos, ok ?
Abraços.


(mensagem de Ayrton Horikawa)

 


 
MANAUS

 mensagem postada em 07/12/2014 - 01:12:31hs
 
 

Cheguei dia 03 pela AA no aeroporto de Manaus , a receita tava parando 80% do nosso voo ( so tinha um voo naquele horario ) estavam pedindo para abrir bagagem de mão e algumas pessoas ( meu filho foi um ) foi direcionadas para uma inspeção mais minunciosa na sala da receita , meu filho trouxe uma guitarra de 400$ , o fiscal não acreditou na N.F e entrou no site na Best Buy para pesquisar . roupas tudo tranquilo .

 


 
Campinas

 mensagem postada em 07/12/2014 - 09:12:28hs
 
 

Eu voltei por Campinas e estava nesse esquema , todo mundo ia pro nada a declarar e na entrada do raio X faziam a triagem de quem eles desconfiavam que estava com muita coisa, a maioria passou direto. Tinha uma mulher que tinha uma mala parecia um boi sem perna mas não reparei se ela foi pega na triagem.

 


 
Res: Relato da alfândega de Brasília

 mensagem postada em 08/12/2014 - 02:12:35hs
 
 

Fala pessoal,

Pelo segundo ano consecutivo eu tive a "sorte" de ser parado pela Receita Federal em Brasília.

Eu e minha esposa formos parados e mandados para o raio-x e nos fora perguntado se estávamos com algum eletrônico, sendo que informados que sim.

Depois de toda a inspeção na mala, foi retirado para imposto:

- MacBook Air 11';
- iPad Air 2;
- GoPro Hero 3+;
- 2 Perfumes;
- 2 Relógios (um Casio e um Tommy);
- Itens gerais (pílulas de cálcio).

O valor total da brincadeira foi de R$2600, sendo que informei que a câmera era de uso pessoal e, por possuir a função filmadora e fotográfica, poderia ser enquadrada como fotográfica, mas o fiscal não aceitou e multou mesmo assim.

Muita gente foi parada, sendo mais de 15 e havia um senhor que provavelmente trabalha com vendas, que recebeu uma multa de R$10.000.

Alguém possui material jurídico que enquadre a GoPro como câmera isenta de tributação??

(mensagem de Bruno C)


Te taxaram na gopro? que fiscal estranho o-0, quase nenhum taxa, na real nenhum mais esta taxando, brasília é osso mesmo hein, e eu achando que a minha gopro iria passar batida :T, só não entendo pq tantos fiscais e tanta fiscalização numa cidade aonde se chegar 10 voos dos eua por semana é muito, vai entender né

 


 
Res: Relato da alfândega de Brasília

 mensagem postada em 08/12/2014 - 02:12:47hs
 
 

Fala pessoal,

Pelo segundo ano consecutivo eu tive a "sorte" de ser parado pela Receita Federal em Brasília.

Eu e minha esposa formos parados e mandados para o raio-x e nos fora perguntado se estávamos com algum eletrônico, sendo que informados que sim.

Depois de toda a inspeção na mala, foi retirado para imposto:

- MacBook Air 11';
- iPad Air 2;
- GoPro Hero 3+;
- 2 Perfumes;
- 2 Relógios (um Casio e um Tommy);
- Itens gerais (pílulas de cálcio).

O valor total da brincadeira foi de R$2600, sendo que informei que a câmera era de uso pessoal e, por possuir a função filmadora e fotográfica, poderia ser enquadrada como fotográfica, mas o fiscal não aceitou e multou mesmo assim.

Muita gente foi parada, sendo mais de 15 e havia um senhor que provavelmente trabalha com vendas, que recebeu uma multa de R$10.000.

Alguém possui material jurídico que enquadre a GoPro como câmera isenta de tributação??

(mensagem de Bruno C)


Esqueci de te perguntar uma coisa, qual foi o horário do teu voo? veio direto dos eua?
Pelo que eu me lembre se vc jogar gopro no google, aparece câmera fotográfica e filmadora... ele ter taxado foi muito palha mesmo

 


 
Res: Relato da alfândega de Brasília

 mensagem postada em 08/12/2014 - 01:12:01hs
 
 

Sou novo no fórum porém tem 3 anos que viajo e acompanho relatos aqui, vamos lá...
primeira vez que cheguei por são paulo, sempre cheguei no RJ... achei o tratamento de SP melhor, se bem que ano passado cheguei, pegamos nossas malas e seguimos direto para alfândega, ninguém na fila ainda, 2 malas de 32 cada um, eu e minha esposa. fiscal muito cordial e mandou direto para o raio-x. mas minha irmã viaja muito, conhece bem como funciona a lei, trabalha na justiça e de uns 3 anos pra cá, ela achou que os fiscais do RJ mudaram muito no sentido educação. em dia de muitos vôos eles ficam muito estressados.

É minha opinião ok, acho até que a alfândega pega leve demais, porque se o fiscal seguir a regra, todo mundo volta com muito mais de 500 dólares de compra.

Meu relato sobre guarulhos dia 04/12, passei no raio-x, fiscal muito educado. trouxe comigo um air 2, minha gopro 4 na mochila de mão e outros itens... não mandou abrir a mala e mandou eu seguir para saída. minha esposa tmb, passou no raio-x e saiu direto. Não existe isso de mala grande, 1 ou 2 malas. eu por ex. passei com uma mala com 26kg e minha esposa com 2 com mais ou menos 28kg cada e os dois foram para o raio-x e não passamos tão junto assim... fiscal não perguntou nada, só mandou pra fila do raio-x.

nunca ouvi falar de raio-x de corpo. aliás difícil alguém ser enquadrado pra ser revistado.

Sempre ouvi falar que BSB é mais complicado. sugiro até pagar um pouco mais, chega em outra cidade e depois faz voo interno para BSB.

sobre taxar relógio, na boa... inacreditável. fiscal rigoroso demais. gopro então nem se fala... todo mundo leva essas câmeras, pessoas normais, atletas etc...

cara a melhor coisa é ser honesto, mas nesse caso, coloca no bolso e pronto.

fui comprar meu cel em miami, várias pessoas na fila falando que voltaria com ele no bolso.

de ruim nessa viagem só o problema com a Cia área. 4 objetos furtados na mala e uma mala destruída. fiz boletim de ocorrência na mesma hora que cheguei no RJ e também mandei a Cia consertar a mala, que não tem conserto.

essa semana entro na justiça contra a Cia aérea e depois conto o resultado. vou entrar não só pelos 4 objetos furtados, mas pelo falta de atendimento quando cheguei, mostrei minha mala com ziper destruído e sem cadeado. só mandaram eu me dirigir para o SAC da Cia aérea.







Fala pessoal,

Pelo segundo ano consecutivo eu tive a "sorte" de ser parado pela Receita Federal em Brasília.

Eu e minha esposa formos parados e mandados para o raio-x e nos fora perguntado se estávamos com algum eletrônico, sendo que informados que sim.

Depois de toda a inspeção na mala, foi retirado para imposto:

- MacBook Air 11';
- iPad Air 2;
- GoPro Hero 3+;
- 2 Perfumes;
- 2 Relógios (um Casio e um Tommy);
- Itens gerais (pílulas de cálcio).

O valor total da brincadeira foi de R$2600, sendo que informei que a câmera era de uso pessoal e, por possuir a função filmadora e fotográfica, poderia ser enquadrada como fotográfica, mas o fiscal não aceitou e multou mesmo assim.

Muita gente foi parada, sendo mais de 15 e havia um senhor que provavelmente trabalha com vendas, que recebeu uma multa de R$10.000.

Alguém possui material jurídico que enquadre a GoPro como câmera isenta de tributação??

(mensagem de Bruno C)


Esqueci de te perguntar uma coisa, qual foi o horário do teu voo? veio direto dos eua?
Pelo que eu me lembre se vc jogar gopro no google, aparece câmera fotográfica e filmadora... ele ter taxado foi muito palha mesmo
(mensagem de Thiasgo)


 


 
Relato de alfandega em Viracopos

 mensagem postada em 08/12/2014 - 02:12:35hs
 
 

Sou do Rio e infelizmente usei minhas milhas para viajar com a Gol
Digo infelizmente não pela viagem que foi maravilhosa mas por ter que usar a Gol que sairia de graça pra mim.

Fiz a alfandega em Viracopos pois um mes e meio antes mudaram minha passagem e colocaram uma conexão em Campinas na ida e na volta, logo a alfandega foi em Viracopos.

Quanto a alfandega foi tranquila e rápida mas passaram minhas malas no rx e como não tinha "nada" que desperta$$e os fiscais só perguntaram que video-game estava na mochila, falei que era um PS4 de 399$ (tirei da caixa e coloquei dentro da mochila) e deixaram passar pois os restos eles classificaram como souvenir. Graças a Deus
Mas vi pessoas que tiveram que abrir as malas.

 


 
 
No restaurante Be Our Guest, a delicada Rose Gallery, decorada com toques rosa, pinturas e tapeçarias, possui uma imensa caixa de música central, com mais de 2 metros de altura com a figura giratória da Bela e da Fera.