Segurança

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais recente para a mais antiga
 
Índice  
 
 
Res: Seguranca

 mensagem postada em 28/10/2014 - 10:10:58hs
 
 

Pessoal, alguém tem alguma sugestão para eles não conseguirem abrir as malas?, algum cadeado diferenciado, lacre???

Ou alguma outra dica pra passar pra gente?....

Vcs acham que com a magic band no lugar do cartão para abrir as portas, dificulta a entrada desses bandidos?
(mensagem de VANESSA S Spina)


Vanessa,

É possível tomar algumas medidas como:

- deixar objetos valiosos no cofre do quarto
- guardar as malas em armários e fechar as portas com braçadeiras
- fechar as próprias malas com braçadeiras
- colocar o aviso de "Do not Disturb" para diminuir o fluxo de funcionários no quarto
- esse cadeado da TSA é ótimo, inclusive para evitar cesariana na volta pra casa
- não ficar circulando com compras e malas no carro, dê preferência por levar uma mala e ir colocando as compras (é brega, mas fazer o que), assim você só volta ao carro com os pertences na hora de ir embora e daí ir direto ao hotel (melhor ir e voltar ao hotel várias vezes para deixar as compras do que ser roubado)
- nas trocas de hotel e ida/volta do aeroporto, vá direto e tente não parar para fazer compras (deixe as malas no hotel, faça as compras e volte, ou despache logo as malas no aeroporto e depois saia para fazer mais compras)
- guardar dinheiro e documentos em doleiras

Acho que essas são algumas dicas, mas você precisa ver o que é mais viável e que se aplica a você e seu grupo de viagem.
Espero que ajude!

Abraços,
Manuella
(mensagem de Manuella Vieira)



Oi Manuella, agradeço as dicas!!!

Bju

 


 
Res: Seguranca

 mensagem postada em 28/10/2014 - 10:10:05hs
 
 

Pessoal, alguém tem alguma sugestão para eles não conseguirem abrir as malas?, algum cadeado diferenciado, lacre???

Ou alguma outra dica pra passar pra gente?....

Vcs acham que com a magic band no lugar do cartão para abrir as portas, dificulta a entrada desses bandidos?
(mensagem de VANESSA S Spina)


Vanessa,

É possível tomar algumas medidas como:

- deixar objetos valiosos no cofre do quarto
- guardar as malas em armários e fechar as portas com braçadeiras
- fechar as próprias malas com braçadeiras
- colocar o aviso de "Do not Disturb" para diminuir o fluxo de funcionários no quarto
- esse cadeado da TSA é ótimo, inclusive para evitar cesariana na volta pra casa
- não ficar circulando com compras e malas no carro, dê preferência por levar uma mala e ir colocando as compras (é brega, mas fazer o que), assim você só volta ao carro com os pertences na hora de ir embora e daí ir direto ao hotel (melhor ir e voltar ao hotel várias vezes para deixar as compras do que ser roubado)
- nas trocas de hotel e ida/volta do aeroporto, vá direto e tente não parar para fazer compras (deixe as malas no hotel, faça as compras e volte, ou despache logo as malas no aeroporto e depois saia para fazer mais compras)
- guardar dinheiro e documentos em doleiras

Acho que essas são algumas dicas, mas você precisa ver o que é mais viável e que se aplica a você e seu grupo de viagem.
Espero que ajude!

Abraços,
Manuella
(mensagem de Manuella Vieira)


Atenção,

NUNCA USEM O COFRE DO APARTAMENTO DO HOTEL.

Este tema é complexo e até pessoal, mas todos os quartos furtados tiveram os cofres arrombados e os hotéis deram um aperto de mão para diminuir o prejuízo dos furtados.

Não usem algo que é inseguro!!!!!

Abs


(mensagem de Rafael Nunes gonçalves Barbosa)


Obrigada Rafael!!!

 


 
Fique longe de Gangues de Palhaços - Informe

 mensagem postada em 29/10/2014 - 03:10:04hs
 
 

Afastem-se de grupos de homens fantasiados de palhaços, procure um local seguro. São violentos, protejam-se.
Começou na França mas já chegou à Califórnia e Flórida.

..........


'Palhaços assustadores' nas ruas geram pânico na França

Publicado em Terça, 28 Outubro 2014 17:56
Escrito por BBC Brasil


A polícia vem tentando conter o pânico da população e filtrar denúncias verdadeiras e falsas, enquanto também tenta impedir a ação de 'caçadores de palhaços'.


As autoridades francesas realizaram uma série de prisões nos últimos dias em uma tentativa de coibir grupos de jovens com armas que se vestem como palhaços, deixando pessoas em pânico em diversas cidades do país.

No último sábado, um grupo de 14 adolescentes vestidos como palhaços foi detido na cidade de Agde, no sul do país, portando pistolas, facas e tacos de beisebol, segundo o jornal Le Figaro.

O grupo teria sido preso no estacionamento de uma escola após ser denunciado por moradores assustados. Os suspeitos, no entanto, teriam sido liberados no domingo pela manhã.

Na segunda-feira, de acordo com o jornal Le Parisien, outro fantasiado, um jovem de 18 anos, foi condenado a quatro meses de prisão em Montpellier, também no sul do país, após ter agredido com uma barra de ferro um homem que voltava para sua casa na madrugada de sábado para domingo.

A polícia afirma que o jovem condenado estava acompanhado de mais duas pessoas, que não estavam vestidas como palhaços, e que agressão fez parte de uma tentativa de assalto.

No norte da França, na cidade de Bethune, um homem de 19 anos também foi condenado após se vestir de palhaço para ameaçar pedestres.

Caça aos palhaços

A polícia vem tentando conter o pânico da população e filtrar denúncias verdadeiras e falsas sobre a aparição de palhaços, enquanto também tenta impedir a ação de outros grupos que vêm se organizando pela internet para tentar "caçar" os jovens fantasiados.

Em um comunicado divulgado no último domingo, a Polícia Nacional da França afirmou que tem recebido inúmeras denúncias de grupos vestidos como palhaços e aterrorizando pessoas.

Muitas destas denúncias, no entanto, teriam sido feitas por crianças ou não se mostraram reais.

A polícia, no entanto, reconhece que disseminação de rumores pode estimular pessoas a cometerem agressões reais, como a registrada em Montpellier.

Com a onda de pânico, as autoridades também mostram-se preocupadas com grupos formados por meio de redes sociais com o objetivo de combater os palhaços.

Na região de Bordeaux, no sudoeste da França, quatro adolescentes teriam sido detidos após se organizarem para caçar os jovens fantasiados.

A polícia esclareceu que tanto palhaços como caçadores de palhaços que estejam portando armas ou que ameacem pessoas e incitem a violência podem ser enquadrados em crimes.

Além disso, as autoridades pediram que as pessoas sejam responsáveis e evitem compartilhar informações sobre o fenômeno em redes sociais.

A divulgação de fotos e relatos sobre palhaços de aparência assustadora tornou-se um fenômeno internacional. No início deste mês, diversos relatos do tipo foram divulgados nos Estados americanos da Califórnia, Flórida e Novo México.

Inúmeros vídeos de pegadinhas assustadoras envolvendo palhaços também foram postados no YouTube. Um deles que mostra uma encenação de um ataque por parte de um palhaço foi visto mais de 29 milhões de vezes.






http://www.dcomercio.com.br/2014/10/28/palhacos-assustadores-nas-ruas-geram-panico-na-franca

 


 
Imprensa

 mensagem postada em 05/11/2014 - 11:11:50hs
 
 

Bom dia colegas do VPO! Faz tempo que não posto aqui e minha última viagem a Orlando ocorreu em 2011. Naquela época ainda não tinha lido sobre os furtos que estão cada dia mais comuns lá e confesso que estou assustada, pois ano que vem pretendo ir para lá com meu marido, meu bb que ainda não terá 2 anos e minha sobrinha que terá 8 anos. Não sei como funciona por lá, mas será que as pessoas que estão sofrendo esses furtos não conseguem chamar a imprensa para dar mais seriedade aos casos, pois se a polícia não resolve e ainda faz pouco das pessoas furtadas, será que não seria mais fácil chamar a imprensa? Acho que tentando noticiar os casos talvez os mesmos fossem tratados de forma mais eficiente, já que o turista brasileiro está sendo de fundamental importância para a economia da Flórida, já que deixa milhões de dólares por lá todo ano.

 


 
Imprensa

 mensagem postada em 05/11/2014 - 12:11:07hs
 
 

Andreza, na verdade o modo que OS EUA e dirigido, é completamente diferente do Brasil, por isso o sonho de muitos e ir para os EUA em definitivo.

Posso estar errado, mais o costume dos brasileiros, é totalmente diferente dos costumes norte-americanos. Talvez a imprensa da florida nem noticie sobre esse acontecimentos.

Infelizmente temos alguns costumes brasileiros que devemos esquecer, deixar de lado, para que os EUA seja sempre os EUA, e não se transforme nesse Brasil mal gerenciado.

Talvez o melhor a ser feito, e tomar os devidos cuidados, estar sempre atento, e sobre tudo escolher corretamente o hotel que irá se hospedar.

 


 
Res: Imprensa /Resposta sobre SEGURANCA na Florida.

 mensagem postada em 01/12/2014 - 11:12:28hs
 
 

Factors Contributing to Crimes Against Tourists Understanding the factors that contribute to your problem will help you frame your own local analysis questions, determine good effectiveness measures, recognize key intervention points, and select appropriate responses. Tourism is an interactive relationship among tourists, local businesses, and host governments and communities.1 It is the United States’ second largest service industry (after health care), and directly or indirectly supporting 204 million jobs,2 producing more than $100 billion in revenues,3 and drawing 57.2 million visitors to the nation each year.4 Growth in tourism, however, has also led to increased opportunities for, and incidences of, crime. Indeed, a long-established relationship exists between increases in crime and tourism; major economic crimes (e.g., robbery, burglary) in some highly popular tourism venues have a “similar season to tourism,”5 for several reasons. First, tourists are lucrative targets, since they typically carry large sums of money and other valuables. Second, tourists are vulnerable because they are more likely to be relaxed and off guard—and sometimes careless—while on vacation. Finally, tourists are often less likely to report crimes or to testify against suspects, wishing to avoid problems or a return trip.6 Tourist crimes generally involve one of several scenarios: The tourist is an accidental victim, in the wrong place at the wrong time, targeted as an easy mark. The location is conducive to crime, due to its nightlife, hedonistic culture, and myriad potential victims. The industry itself provides victims, as tourists are more prone to taking risks while on vacation, and less likely to observe safety precautions. Furthermore, as tourists’ numbers grow, so too can local hostility toward tourists, thereby increasing the chances that they will be cheated, robbed, or assaulted. Terrorist or other groups may specifically target tourists, singling them out for hostage-taking or even murder.7 Crimes against tourists can impede tourism by significantly damaging a location’s image. Therefore, the most important prerequisite for a successful tourist industry is a reputation for having crime under control and guaranteeing tourists’ safety.8 Furthermore, media coverage of crimes against tourists often tends to be out of proportion to the actual risk, having a profound effect on public perception of safety at particular locations. Although theft is the most common crime against tourists,9 they are vulnerable to other crimes as well, including physical and sexual assault, credit card fraud, and scams (e.g., being sold “bargain basement” antiques or imitations of expensive watches). In areas with many adult entertainment venues, tourists tend to congregate and be disproportionately targeted by offenders.10 Furthermore, crimes against tourists tend to occur in areas with higher overall crime rates.11 Tourists may unwittingly contribute to the problem through excesses and dangerous practices in sport and leisure activities, driving, gaming, and drinking—some of which is routine “vacation behavior.” They may also contribute to their victimization by carrying and flashing large sums of money; visiting dangerous locations, or walking in isolated areas or dark alleys, especially at night; leaving valuable items in public view; and looking like a tourist (e.g., driving a rental car, carrying a backpack, carrying a camera, consulting a map, appearing lost).12 As mentioned, tourists cluster in particular locations. Hotels, motels, downtown centers, shopping malls, bars, restaurants, tourist attractions, beaches, and airports are all potential points of encounter for victims and offenders. (Some communities have determined that the greatest number of tourist crimes occur when tourists leave airports and major highways, becoming lost in inner-city neighborhoods.13) Venues such as bars and nightclubs can encourage heavy drinking and a sense of freedom from normal constraints.† Because tourists often are obvious by their dress, carry items easily disposed of once stolen, and are temporary visitors (and thus unable to put much pressure on police to act against criminals, or unlikely to appear as a prosecution witness), tourist zones allow pickpockets, swindlers, thieves, gang members, and robbers to commit crimes they might not otherwise attempt or be able to accomplish. Tourist clustering also affords terrorists opportunities to commit acts against large numbers of people. Some tourist areas are also popular retirement areas, so the potential for crimes against the elderly increases significantly.

 


 
ANDREZZA

 mensagem postada em 02/12/2014 - 12:12:59hs
 
 



ANDREZZA

Sim, a preocupacao com o turista eh muito maior do que voce pode imaginar, POREM o turista precisa entender que assaltos existem e os que mais se expoem sao os mais assaltados. Acabo de publicar para que voce leia SEGURANCA NA FLORIDA. Texto na integra publicado pelo Governo da Florida em um jornal de grande circulacao, o Sun Sentinel. Voce tambem pode pesquisar antes de viajar as recomendacoes do Consulado Brasileiro em Miami. Muitas materias tambem foram publicadas com frequencia na Isto E, Veja, Estadao, Jornal do Brasil, e varios outros Jornais brasileiros na secao de Turismo. Antes de viajar faca sempre uma pesquisa pelo Google e voce vai encontrar muitas informacoes.
Seria prudente a leitura e a reflexao do conteudo deste texto.
Se tiver alguma duvida, pergunte, sera um prazer ajuda=la.
Astrid.


Bom dia colegas do VPO! Faz tempo que não posto aqui e minha última viagem a Orlando ocorreu em 2011. Naquela época ainda não tinha lido sobre os furtos que estão cada dia mais comuns lá e confesso que estou assustada, pois ano que vem pretendo ir para lá com meu marido, meu bb que ainda não terá 2 anos e minha sobrinha que terá 8 anos. Não sei como funciona por lá, mas será que as pessoas que estão sofrendo esses furtos não conseguem chamar a imprensa para dar mais seriedade aos casos, pois se a polícia não resolve e ainda faz pouco das pessoas furtadas, será que não seria mais fácil chamar a imprensa? Acho que tentando noticiar os casos talvez os mesmos fossem tratados de forma mais eficiente, já que o turista brasileiro está sendo de fundamental importância para a economia da Flórida, já que deixa milhões de dólares por lá todo ano.
(mensagem de andreza etheene cavalcante tavares)


 


 
Res: ANDREZZA

 mensagem postada em 02/12/2014 - 02:12:57hs
 
 

Astrid,

Concordo muito contigo!

É muito difícil exterminar a criminalidade, e quando os turistas se portam como presas fáceis, fica mais difícil ainda.

A verdade é que nós (povo brasileiro, e me enquadro nisso) fazemos tudo errado. Saímos para gastar milhares de dólares, esbanjando, comprando aos montes e sem qualquer cuidado.

Eu ouvi uma frase de um brasileiro que mora em Orlando que muito me chamou a atenção: Você não pode vir para os EUA gastar milhares de dólares e se hospedar em um hotel que te cobra dezenas de dólares.

Qual o lugar que nós deixamos nossas vidas em um estacionamento aberto e sem cobrança e vamos tranquilamente continuar comprando?

Qual lugar que deixamos milhares de dólares dentro de um hotel (seja cofre ou não) e saímos diariamente para passar o dia todo fora?

Qual lugar que deixamos bolsas com dinheiro e passaporte de bobeira, e andamos desatentos por lugares abertos e cheios?

A culpa é nossa que propiciamos a facilidade para os marginais.

Todos lá estão olhando, estão tentando, mas eles precisam da nossa ajuda.

Abs

 


 
Res:Rafael = seu comentario 100% realistico!

 mensagem postada em 03/12/2014 - 12:12:32hs
 
 

Obrigada Rafael, voce tem toda a razao nos seus comentarios tambem.
Nao sei de onde as pessoas tiram a ideia de que nos Estados Unidos nao existem assaltos, assaltantes, roubos etc.... talvez a culpa seja em parte dos filmes como CSI, e outros que mostram sempre resultados surpreendentes em suas series, QUE NAO CORRESPONDEM A REALIDADE, pois sao obras de ficcao. Assaltos existem em qualquer lugar do planeta, sem excessao.
Muitas pessoas dizem...mas ate aqui??? Claro, porque nao? Creio que numericamente a estatistica eh menor do que no Brasil, mas acontecem e diariamente.
Turistas chamam atencao e muito, porque saem dos malls carregados de sacolas e ate malas enormes pelos corredores e estacionamentos. Facil distingui-los em uma multidao. Quem mora na cidade, nem mesmo na epoca de Natal compra tanto quanto os turistas...e de qualquer nacionalidade, nao somente os brasileiros tem este tipo de comportamento.
Outro fator: muitos se fantasiam de turistas, usando camisas com letras garrafais de seu pais de origem, times de futebol, selecoes, e claro, parecem alvos vivos...SOU TURISTA, TENHO MUITO DINHEIRO EM NOTAS NOVINHAS, VENHAM ME ASSALTAR!!!!
Muitos deixam compras dentro do carro, sem o menor cuidado. Em um pais estrangeiro, nao chame atencao para voce, nao deixe nada a vista dentro do carro, arrume seus pertences no hotel, de forma segura...tente agir com a mesma prudencia que agiria em sua cidade, pais etc... nao se hospede em bom, bonito e BARATO, pois podera sair muito caro... e nao acredite em conto de fadas...porque assaltantes existem de verdade e podem acabar com seus sonhos de uma viagem maravilhosa...
Pensem, reflitam e boa viagem a todos!
Astrid



Astrid,

Concordo muito contigo!

É muito difícil exterminar a criminalidade, e quando os turistas se portam como presas fáceis, fica mais difícil ainda.

A verdade é que nós (povo brasileiro, e me enquadro nisso) fazemos tudo errado. Saímos para gastar milhares de dólares, esbanjando, comprando aos montes e sem qualquer cuidado.

Eu ouvi uma frase de um brasileiro que mora em Orlando que muito me chamou a atenção: Você não pode vir para os EUA gastar milhares de dólares e se hospedar em um hotel que te cobra dezenas de dólares.

Qual o lugar que nós deixamos nossas vidas em um estacionamento aberto e sem cobrança e vamos tranquilamente continuar comprando?

Qual lugar que deixamos milhares de dólares dentro de um hotel (seja cofre ou não) e saímos diariamente para passar o dia todo fora?

Qual lugar que deixamos bolsas com dinheiro e passaporte de bobeira, e andamos desatentos por lugares abertos e cheios?

A culpa é nossa que propiciamos a facilidade para os marginais.

Todos lá estão olhando, estão tentando, mas eles precisam da nossa ajuda.

Abs


(mensagem de Rafael Nunes gonçalves Barbosa)


 


 
Rafael e Astrid

 mensagem postada em 03/12/2014 - 08:12:54hs
 
 

Prezados Rafael e Astrid.

Lí as considerações por vocês aqui postadas, e também gostaria de emitir minha opinião.

1) É verdade que os EUA também são um País violento e cheio de crimes, afinal a população de lá é o dobro da população do Brasil, assim como a população carceraria.
2) O que leva os brasileiros a gastarem " milhares de dólares " lá é a política fiscal de nosso país, que avilta o preço final dos objetos de consumo (roupas, sapatos e até comida) no Brasil. Concordo que fica ridículo ver nossos cidadãos passeando pelos Shoppings e Outlets com malas enormes, comprando roupas e outras coisas e jogando dentro de suas malas !
3) Agora jogar a culpa dos furtos, roubos e assaltos nos turistas, como disse a nossa amiga ASTRID: "SOU TURISTA, TENHO MUITO DINHEIRO EM NOTAS NOVINHAS, VENHAM ME ASSALTAR!!!! " aí eu não concordo.
É a mesma coisa de dizer que uma mulher que veste uma saia curta ou blusa decotada é culpada pelo estupro sofrido (desculpem pelas palavras).

Precisamos sim nos conscientizar que os EUA são um país como todos os outros, em que a segurança perdeu seu grau de confiabilidade (e diga-se de passagem: grande parte dos ladrões e meliantes são latinos !! infelizmente).

A respeito do assunto, tem um filme sendo veiculado na TV local, da florida, que pede que ninguém deixe suas compras dentro dos carros, especialmente nos feriados de final de ano.

Abraços.
Para quem se interessar em ver o vídeo, segue o link:

LINK

 


 
 
Os imagineiros da Disney utilizam com freqüência uma técnica de construção denominada "Forced Perspective" ("Perspectiva Forçada"). Todos os prédios de dois andares no Magic Kingdom foram construídos com a utilização desta técnica, em Main Street U.S.A., é possível notar que os prédios parecem ter 03 andares, quando na realidade tem apenas 02.