Voltei - Relato da minha viagem!

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Viajando para Orlando s2 segundo relato!

 mensagem postada em 27/11/2015 - 11:11:51hs
 
 

Segundo relato: Carro, hospedagem, alimentação!

Carro: Alugamos o carro ainda no Brasil pela Budget e a retirada e a devolução foram ótimas. Sem burocracia, apresentação de documentação e voucher e na devolução, somente assinatura de recibo que estava tudo ok.

Hospedagem: Estávamos em 04 pessoas (eu, meu esposo e dois amigos) sendo que os 3 queriam porque queriam alugar uma casa, eu preferia ficar em hotel. Como eu fui voto vencido, alugamos uma casa numa cidade próxima de Orlando. Vou dar minha opinião sincera, com os pontos positivos e negativos dessa escolha.

Pontos positivos: Economizamos muito com valor de diária e de alimentação e estar em uma casa era de um conforto muito bom. Alugamos uma casa de um brasileiro, numa cidade próxima de Orlando. Pagamos em média uma diária de 100 dólares (25 dólares por pessoa por dia).

Pontos negativos: Para qualquer lugar que a gente fosse, eram de 30 a 40 minutos de carro (shoppings, outlets e Universal). Os parques da Disney eram mais próximos (20 minutos de carro). Ou seja, tivemos que encher o tanque do carro umas 3 vezes em 10 dias (quando fui a 3 anos atrás só enchemos para devolver o carro)... Caso a gente esquecesse algo em casa por exemplo, seriam também 80 minutos a mais para irmos buscarmos, dependendo de onde estivéssemos rs... E por estarmos numa casa toda arrumação fica a nosso cargo, as vezes chegávamos cansados e tinha algo que não dava pra ficar para o outro dia, enfim.

Numa média geral, eu particularmente numa próxima vez (se deus quiser voltarei em breve rs), prefiro ficar num hotel mais bem localizado. A casa era ótima, porém acredito que quem vai pra ficar mais dias e quer descansar é uma ótima opção. Nós estávamos com poucos dias e estávamos lá para passear. Esse tempo para deslocamento atrapalhava um pouco, sem contar que até demorava mais em dias de trânsito...

Alimentação: O ponto positivo acima mencionado é que assim que chegamos fomos no Wallmart e fizemos compras. Nós acordávamos, tomávamos um café da manhã super caprichado e também petiscos para levarmos durante o dia. Combinamos de jantarmos em alguns lugares que somos apaixonados e que indico bastante como opção!

Restaurantes que fomos: T-Rex, Olive Garden, Miller´s Ale House, Chesscake Factory e LongHorn Steakhouse (meu lugar favorito!).

T-Rex: sinceramente não achei que estava em seu melhor dia. O meu prato particularmente estava bom, mas o do meu marido e de um amigo veio frio e de um outro amigo bem razoável. O ambiente é maravilhoso e o atendimento ótimo. Mas confesso que naquele dia especificamente não estava muito bom.

Miller´s Ale House: eu AMEI esse lugar. É um bar-restaurante, cheio de televisão sendo que em cada uma passa um jogo diferente (futebol, basquete, futebol americano enfim). Quando você chega a atendente pergunta se você se interessa mais por algum esporte, porque eles te colocam numa mesa próxima a televisão de tal esporte. A comida é SENSACIONAL, atendimento fantástico e para quem gosta de cerveja lá é tem diversos tipos. Tem até mesa de sinuca para quem gosta de jogar. Enfim, preço justo e comida ótima.

Olive Garden: Gostei bastante de lá. Pedimos uma entrada e um prato de massa com camarão. Com a entrada, dá ate para dividir o prato principal. Vem bem servido (não tanto quanto o chesscake), mas com a entrada, com o pãozinho e a delícia da ceasar salad (incluído no valor) dá para matar a fome tranquilamente.

Chesscake Factory: Sou fã de lá. Tranquilamente, dá para dividir o prato principal porque vem MUITO BEM SERVIDO. No dia que fomos, não tinha tanta espera, mas quando fui numa outra oportunidade, fiquei mais de 1 hora aguardando. A sobremesa não é desse mundo HAAHAHHAHAHAHA... Mesmo que não pretenda comer por lá, vale dar uma passadinha para provar um chesscake...

LongHorn Steakhouse: Para quem gosta de carne (tem também frango, peixe e fruto do mar) lá é uma opção que não tem erro. O longhorn serve um pãozinho de entrada (tipo do outback) e uma salada. Com o prato principal, você escolhe um acompanhamento. Sério, a carne vem exatamente no ponto que você pede, totalmente saborosa e deliciosa. Eu sou apaixonada por lá já faz um tempo e com certeza sempre estará em minha lista de visita rs...

No próximo tópico, vou contar sobre as compras e sobre passeios (fora do parque) que fizemos...

 


 
Viajando para Orlando s2 início dos relatos!

 mensagem postada em 27/11/2015 - 09:11:33hs
 
 

Bom dia a todos.

Vim contar como foi minha viagem a Orlando e espero que todos gostem! Farei um pouco diferente os relatos, não farei por dia, mas sim por tema! Viajei com meu esposo e dois amigos. Vamos lá!

Primeiramente: VOO!

Viajamos pela American Airlines e confesso que tenho (ou tinha) medo de avião. Compramos da American porque os vôos estavam compensando muito. A média de valor para outras companhias era BEM menor. Porém, lendo diversos relatos negativos sobre a empresa, fiquei com medo do “barato” sair caro.

Embarquei no dia dos atentados contra Paris. Saí de Guarulhos as 22:35 rumo a Miami e o vôo teve pequenas turbulências mas nada absurdo, tanto que dormi a maior parte do tempo.Os comissários eram atenciosos, achei a janta boa para comida de avião e serviram um lanche 1 hora e 30 minutos antes de pousarmos. Chegamos e tivemos que pegar nossas malas e despachar para Orlando. Bom, o aeroporto de Miami realmente estava com a segurança a postos, muito atentos, vi algumas pessoas serem levadas para outro lugar para fazer entrevista e as TVs só passavam matérias sobre Paris (Concordo TOTALMENTE com a postura de atenção deles e nada diferente do que podemos imaginar, pois todos sabem que os Estados Unidos poderiam ser eventuais alvos). A passagem pela imigração em Miami foi super tranqüila, nos perguntaram motivo da viagem, planos e se iríamos para outro lugar além de Orlando. O vôo para Orlando foi ótimo, serviram somente bebida (em torno de 40 minutos estávamos lá).

Na volta, fizemos a imigração por Orlando e foi super tranqüila. O vôo para Miami também, durou em torno de 40 minutos e só serviram bebida. Em Miami, não precisamos pegar nossas malas para despachar para o Brasil. Nosso vôo posou em torno de 08:50 da manhã e nossa saída para SP estava marcada para as 09:45. Quando embarcamos, o comandante avisou que estava prevista tempestade para nossa chegada em SP então que queria deixar Miami o mais rápido possível, prato cheio para pessoas como eu que morrem de medo de avião tremerem hahahahahahah... Realmente, o vôo teve turbulência leve durante quase 7 horas e na última hora turbulência mais pesada. Vimos que a rota foi alterada, provavelmente para fugir de tempestade. Serviram um almoço também bom, um lanche no meio da viagem e uma "pizza" (era bem americana, massa grossa, queijo e bastante molho de tomate rs) 1 hora e meia antes de pousarmos.

Confesso que pegar turbulência na ida e na volta fez com que meu pavor de avião diminuísse absurdamente. Me senti realmente segura e tranqüila, talvez também por ter sido bem atendida pela tripulação.

E ai fica a dica: Tanto na ida quanto na volta viajamos pela novo boing 777-300 da American (no momento da compra das passagens, dá para verificar qual o avião que fará o trajeto,já tinha lido sobre essa aeronave então busquei viajarmos por ela, realmente)! Serviço de bordo MUITO bom, muito filme e muita opção de distração, telas individuais e super nítidas, limpeza impecável, cara de novo mesmo. As poltronas são mais confortáveis mas o espaço para as pernas ainda deixam a desejar rs... A configuração é 3X4X3. E ah, dá para conectar Iphone ou Ipod e assistir de repente, algo que já se encontra na memória dos aparelhos. Voaria com certeza novamente pela American e recomendo bastante a companhia.

 


 
Continuaçao dos relatos

 mensagem postada em 25/11/2015 - 08:11:10hs
 
 

Olá a todos

Onde estão os relatos?

Poliana, Alessandra, Nathália, Vanepcosta e Paula, os relatos estavam tão bons!

Espero que vocês não os interrompam definitivamente.

Abs,
Maria Teresa

 


 
Dia 4 – magic kingdom e halloween

 mensagem postada em 21/11/2015 - 12:11:13hs
 
 


Melhor parque da vida!!! Com o dining plain, conseguimos reservar o cafe da manha no be our guest...a reserva estava para as 09:15, então chegamos as 09:00 e fomos para la , foi tudo muito rápido, e a comida demorou em torno de uns 15 minutos...o restaurante e cheio, mas todo mundo consegue sentar, ficamos no salão que tem a estátua da bela e a fera. E muita comida..huahau...pedimos os ovos florentine e tábua de carnes curadas e queijo, e ainda vem pães doces, croissant...enfim, achamos que vale a pena além da comida e do ambiente, por estar no dining plain..se for pra pagar já acho que e caro...
Fomos aproveitar o parque usar os fast pass, mas primeiro fomos na montanha russa dos 7 anões pq não tínhamos conseguido fast pass...ficamos uns 40 minutos na fila...o parque estava bem movimentado, mas não muito cheio...as filas estavam em torno de 15 a 30 minutos, só a splash mountain que estava com 70 minutos...ficamos no parque ate umas 4 da tarde e decidimos ir pro hotel pra descansarmos para voltarmos para o halloween...
As 19 horas voltamos e foi maravilhoso!!!compensa muito ir!!! Se não tiver fantasia, você não vai se sentir deslocado...a decoração e muito linda!!como era dia 25 de outubro e estava perto do halloween o parque estava bem cheio...assistimos os shows, a parada e comemos no cosmic ray`s onde tem comida de verdade...muito gostosa...o bolo de cenoura e maravilhoso!!! Assistimos os fogos e fomos pegar doces!!!muito divertido ir andando no parque e pegando doces...hauhaua...fomos embora, mortos com farofa!!





 


 
Dia 3 - compras e disney spring

 mensagem postada em 21/11/2015 - 11:11:25hs
 
 

Esse dia fomos fazer algumas compras e passear um pouco...fomos no outlet de vineland, que estava extremamente vazio...fomos em algumas lojas, compramos muito pouco e fomos para o The Loop que ainda não conhecíamos...
O The Loop e um complexo que tem varias lojas, como a ross, a tjmaxx, a party city, old navy, entre outras...já fui direto pra old navy porque e uma das lojas que eu mais gosto...e estava com preços muito bons..camiseta polo masculina estava u$8!!! Essa loja não tinha muito turista não...fomos pra ross e estava bem organizada, assim como a tjmaxx... fomos para party city comprar fantasia de halloween para a festa da disney, mas desistimos na hora que caiu a realidade e vimos que só usaríamos uma vez, então era melhor gastar o dinheiro com roupa...hauahua..
Partimos para a disney springs, que por ser sábado estava cheio, como estão arrumando o estacionamento demoramos um pouco para estacionar, mas tudo organizado...como tínhamos ganhando ingresso pro disney guest fomos para lá, nunca tinha ido e achamos muitos brinquedos bons, mas a maioria estava bem desatualizado, acho que um dos motivos de estarem fechando, mas valeu a pena conhecer...estava tendo shows, e fomos jantar no smokehouse...lá tem uma área aberta nos fundos, muita agradável e os sanduíches estavam bons...fomos embora descansar para o magic kingdom no outro dia...

 


 
Comentários dos relatos

 mensagem postada em 18/11/2015 - 06:11:28hs
 
 

Poliana,
delícia ficar na Disney, né? Eu quero muito me hospedar em um hotel do complexo na próxima vez. Na última viagem não fiquei em um, mas visitei tantos que fiquei com gostinho de quero ficar aqui!

Vane,
fiquei no Super 8 também e achei que pelo preço, valeu. Não tivemos problemas com o hotel. E a localização é linda. E sério que tem ônibus? HAHAHAHAHA... Nem sabia!

Nathalia Loures,
eu também AMO o MK. Já fui durante o Spring Break e mesmo sem ir em muitas atrações pela lotação, curto o parque apenas por que ele é lindo e mágico e incrível <3 <3

Eu também não levanto os braços na Space Moutain não. Vai saber! E tem sinalizações falando pra não levantar o braço. LOGO!

 


 
Trio em Orlando - Dia 3 - PT Final

 mensagem postada em 18/11/2015 - 06:11:52hs
 
 

O que fizemos depois não me lembro com clareza absoluta. Se muito não me engano, fomos comer no Olive Garden. Meu restaurante do coração! <3 <3 AMO este lugar, gente. A comida é delícia, comemos super bem e a conta deu ridiculamente barata. Pedimos 1 prato de massa para dividir (noivo e eu) e minha mãe pediu uma entrada que comeu só metade (ela se alimentou porcamente nessa viagem) mais as bebidas e aquele pão DIVO que é cortesia. Acho que o total foi menos de 10 dólares para cada um!



Aqui, só para não gerar baixas expectativas: para pedir 1 prato para 2 pessoas, é necessário pedir uma entrada ou algo extra. Por que apesar de o prato ser grande, ele não é enorme. Inclusive, acho que reduziram um pouco ou pedimos uma opção menos bem servida. Por que tinha memórias mais abrangentes de entrega. eeheh... Mas dá sim para não gastar horrores indo no Olive. A comida é deliciosa, é comida de verdade e tem o pão delícia. Da última vez, teve uma saladinha também, desta não. Não sei se é por que dividimos o prato ou o que. Mas nem precisou.

De lá, fomos para o hotel. Banho e caminha, por que o dia seguinte era dia de madrugar (para acordar e para dormir), por era dia de Magic Kingdom divo! <3

Será que conseguimos chegar a tempo da abertura do parque?
Estava lotadão? Conseguimos aproveitar? E conseguimos ver o Kiss Goodnigth que eu queria tanto?

 


 
Trio em Orlando - Dia 3 - PT3

 mensagem postada em 18/11/2015 - 06:11:12hs
 
 

Seguimos então para a REPRISE DA MANTA! Mua haha. Dessa vez noivo não foi e mamãe resolveu ir - após básica pressão social e noivo dizer que era de boa e ele repetiria se não estivesse meio enjoado. Agora, a dica de ouro: se você chegar ao parque e a fila estiver muito cheia, deixe ela para lá um pouco e vá aproveitar a atração no final do dia.

Acho que por ser o PRIMEIRO brinquedo do parque e um dos mais disputados, ele fica lotadão no início do dia. Todavia, o parque não é exatamente longo e muita gente faz ele rápido para ir fazer mais coisas depois. Então, quando voltamos para o remember, a fila tinha APENAS 10 minutos. Não demorou, no entanto, nem 5. Foi apenas o tempo de andar e chegar lá. Tanto que sentamos no meio, com um assento vago de cada lado nosso. Já que não tinha quase ninguém para ir.

Minha mãe quase me xingou quando o banquinho virou, mostrando a quem eu puxei. Foi xingando até a subida. Quando o brinquedo terminou, ela amou! E ficou toda orgulhosa por ter ido. (:



De lá, partimos para xamar o shamu. Comprei meu sorvetinho de bolinhas (deli!) e sentamos no estádio.

Honestamente, terminar o parque com este show foi uma escolha ruim. Achei o show desnecessário e com um ar de que aquilo era errado. Não sei explicar exatamente. Acho que foi o mix de muitas coisas, dentre elas o vídeo inicial que fica falando sobre como eles amam as baleias, mais o fato de que o show é focado 100% nos animais, não deixando tempo para eles descansarem nem nada, mais a situação de os adestradores aparentarem um EXTREMO desconforto com aquela situação. Além da visível sensação de que as baleias não querem fazer aquilo.

Não sei explicar. Amei o resto do parque, incluindo o show dos golfinhos. Todavia, nele, os animais aparecem pouco, há uma interação direta com os adestradores e você vê que todos estão confortáveis. Mas no show das baleias, todos parecem com medo. Os adestradores quase jogavam basquete com os peixes para jogar na boca das baleias. Muitas coisas saiam claramente fora do programado por que as baleias não queriam fazer nada do que era indicado. Antes, não havia baleias bebês nos shows, agora têm. Acredito que como incentivo para que os animais façam as ações.

Acredito de verdade que sem este show o parque fique perfeito!! Se eu voltar a visitá-lo, com certeza não farei a menor questão de assistir a este show (inclusive, deu para notar que muita gente não faz questão, porque o auditório estava bem mais vazio que o dos golfinhos). E sei que é estranho falar isso só deste show, mas no outro não senti os animais tão tensos assim. Talvez pela estrutura toda ser diferente também.

Enfim, não quero polemizar. MAS, não gostei! Estragou um pouco o clima todo do dia para mim. Fiquei com lágrimas nos olhos algumas vezes #drama #masérealjuro

Saindo do parque partimos rumo ao shopping (por volta das 17h). Depois de muito pensar, decidi comprar o iphone 6 (e aproveitar o desconto por que o 6s logo mais sairia), já que o que eu queria não tinha em lugar algum. Aliás, este telefone foi roubado 2 semanas depois que voltei de viagem e antes de dar tempo de fazer seguro. Sim, triste. Tenso. Fiquei chateadíssima. Mas né? Não vamos lembrar disso aqui. hehehe...

 


 
Trio em Orlando - Dia 3 - PT2

 mensagem postada em 18/11/2015 - 06:11:08hs
 
 



De lá, saímos rumo a Journey to Atlantis. GENTE! Que brinquedo le-gal! Sério, amei. Os efeitos são ruins, muito ruins. Mas a emoção dele em si é incrível. Várias quedas e o mix entre montanha-russa e splash que você não acha em outra atração. Além desta surpresa, veio a de que este brinquedo realmente molha. Molha mesmo. Eu falei para ninguém se preocupar, achei que fosse tipo a Splash Moutain. Mas enganei a todos (e a mim!). Ele não chega a te encharcar como os da Universal, mas molha bem, principalmente o tênis.

Devidamente molhados, seguimos para a Kraken! Primeiro brinquedo radical. Eu gostei da montanha-russa, mas não amei. Ela é muito forte e dá uma tremida meio feroz. Não foi minha favorita e nem fiz questão de repetir. Rolou aquela pequena dor de cabeça.

De lá, mamãe parou para fumar e ficamos passeando um pouco, passando pelas atrações do parque que são animais sem atração nenhuma relacionada. Aproveitando o ar condicionado digno deste lugares. Partimos então para Manta! Enfim!



A fila estava em torno de 30m, mas 'bora encarar. Minha mãe não quis ir, então fomos o noivo e eu. Gente, a hora que você senta e o carrinho te abraça e você vira de barriga para baixo. DEUS! Comecei a xingar ali mesmo. O que raios eu estava fazendo naquele lugar, por que me submetia àquilo. NOSSA, que idéia péssima. Ai a bichinha começou a subir, subir e eu rezando que não tivesse nenhum brasileiro naquele brinquedo para entender o que eu estava falando. A sensação de liberdade era maior ainda por que fui na ponta, já que o boy era novo nesta coisa de emoção e eu fui caridosa com ele. Estava agarrada naquela trava de segurança (antes do brinquedo sair, apertei ela bem apertadinha), mas a hora que a queda começou eu notei a delícia que é este brinquedo.

Sério, o ingresso vale a pena se você quiser ir somente nela. Eu ficaria facilmente repetindo este brinquedo over, and over again. Em looping infinito. A montanha-russa é super suave, não dá nenhum tranco e tem uma sensação incrível. ÓBVIO que gritei como louca (a sensação do looping é ótima!), mas amei! Saí com aquela adrenalina deliciosa que só uma boa montanha-russa pode nos dar.

Então, saímos e fomos em mais algumas atrações. Passamos por uma que esqueci o nome, mas que você entra em uma enorme sala redonda, coloca um óculos 3d e "vira" uma tartaruguinha. Adorei! Fofa. E mais animais em seus habitats, alguns resgatados com ferimentos e eventualmente um ou outro funcionário do parque alimentando-os e explicando a situação de cada bichinho.

Paramos para comer (lanchinhos de pão-queijo-peitodeperu, água e chocolate) em algum momento e fomos para o show dos golfinhos. Gente, que show lindo! Gostei por que os golfinhos não aparecem 100% do show (na verdade, acho que não aparecem sequer por mais de 50% do tempo) e há um mix de atores, com circo, aves e tudo mais. Gostei muitomuito! (:



Saindo de lá, fomos para a ala direita do parque (olhando pelo mapa) que ainda não tínhamos explorado. Fomos naquele tanque subterrâneo muitíssimo incrível onde passamos por peixinhos e tubarões. Deixamos o show (que nem lembro do que era. Ia falar Nemo, mas acho que não era) para lá, tiramos foto na estátua da Shamu e passamos pela área infantil (com vontade latente de entrar naquele monte de água jorrando do chão <3, mas resistindo bravamente). Ali decidimos que finalizaríamos o dia vendo o show da Shamu - que era por volta das 17h.

Seguimos então para para a Wild Artic. Que, DEOS, nunca irei novamente. O brinquedo é datado demais, o simulador é só um monte de balançar louco e doido. Eu nunca fico enjoada em simulador e tive que fechar os olhos em alguns momentos para não vomitar. Foi tenso. Não recomendo. Ah, fomos no "forte". Acho que se for no fraco você tem só o filminho.

O legal desta atração é que tem a baleia beluga no final! Gente, que baleia FOFA! Queria abraçar com ela e rolar por morrinhos de neve. Mas não deu, infelizmente.

 


 
Trio em Orlando - Dia 3 - Parte 1

 mensagem postada em 18/11/2015 - 06:11:38hs
 
 

Gente, voltei! ehhe... Meus relatos vão sair meio truncados. Mas é só clicar nas minhas mensagens e reler os passados. heheeh... Me empolguei nesta escrita, então 'bora lá.

Nosso terceiro dia seria enfim de parque! YUPI!!!

Eu sempre dou preferência a começar uma "rota de parques" pelo MK para entrar no clima, deixar a magia entrar em nosso coração e tudo mais. Todavia, por motivos de Festa de Halloween e calendários de previsão de lotação, preferi colocar um na frente. Fomos então ao SEA WORLD.

Ano passado assisti ao documentário BLACKFISH e desde então dei uma consumida meio louca em materiais sobre o parque. Muita coisa falando que o filme distorceu depoimentos e dando vários pareceres. Muita opinião divergente e pontos de vista diversos. Eu realmente fiquei cogitando não ir ao parque, todavia, eu queria muito conhecê-lo novamente (por que, né? 99 nem me lembro de nada a não ser alimentar os golfinhos), e meu foco era a Manta! Antes de qualquer coisa. HAHHA. Decidi ir e tirar minha conclusões com base nas informações todas que havia consumido. Além disso, o parque estava incluso no pacote do Discovery Cove.

Então acordamos não tão cedo assim, por que o parque abria somente as 10h e fomos lá. Do nosso hotel chegamos rapidamente (coisa de 15 minutos). Aconteceu uma coisa engraçada que achamos que acontece sempre. Na hora de selecionar o destino, apenas pesquisamos no Waze "Sea World" e pronto. Eis que o danado nos mandou para a entrada de FUNCIONÁRIOS do parque ao invés da entrada principal. A hora que o noivo desceu do parque para perguntar, o funcionário respondeu antes mesmo de ele dizer um "ah". E essa é uma dica que dou: SEMPRE confirme o endereço que o Waze te deu. Olhe no mapa o lugar final para onde ele está te levando. Caso contrário, você pode acabar em um lugar inesperado. Lembre-se desta dica e, se não acreditar nela, lembre-se que mais para frente no relato vou fazer você acreditar.

Então chegamos com nossos voucher impressos, passamos na catraca (e entramos com nossos alimentos sem problema! Estava com medo por que ouvi gente falando que lá não podia levar comida, mas ninguém falou nada) e aproveitamos para tirar algumas fotos.




Eu queria correr para a Manta e já aproveitá-la, mas a galera estava com medinho. Queria começar light, já que era o primeiro parque. Nada de brinquedo tão radical logo de primeira, disseram. Acatei!

Olhando o mapa, decidi começar pelas atrações mais concorridas que sabia que ficariam lotadas e que naquele momento estavam lindas e vazias. Eu usei o app do UndercoverTourist para ver as lotações de filas (tinha de todas, menos do Busch Garden).

Corremos então para a Antártica. Na verdade não corremos não, pois o parque estava tranquilo, aquelas sombrinhas deliciosas estavam tranquilas e a gente foi na paz. E logo estávamos naquela área linda e toda fingindo ter neve. A fila do brinquedo foi super rápida. Nem 5 minutos (isso sem contar as salinhas que, para mim, já são o próprio brinquedo, ok?). Optamos por ir na opção mais agitada, por que eu TINHA que invejar adrenalina naquela gente! Mas gente, entendi o que todo mundo fala deste brinquedo. Que coisinha mais sem graça!



Primeiro que o negócio acaba em questão de segundos. Segundo que não tem nadica de mais. É fofinho, mas não é extraordinário. Se não fosse por um detalhe ou outro e o 3D de qualidade, poderia ser um brinquedo que estava lá há anos, na minha opinião. O ponto forte é ver os pinguins sem vidro nenhum! <3 <3 Apesar do fedô de peixe, valeu a pena e foi lindo. O frio nem foi tão frio assim. Acho que a fila foi tão rápida que nem deu tempo de tremer de verdade.

 


 
 
A atração Space Mountain foi concebida originalmente para a Disneyland durante os anos 60, mas a tecnologia necessária não estava disponível. Inaugurado o parque Magic Kingdom em 1971 os convidados estavam ansiosos por uma atração mais radical, uma montanha-russa e por isso o projeto foi reativado. Do conceito original até a sua criação passaram-se 11 anos.