Notícias - Gripe Suína - AH1N1

 
Tópico Trancado

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais recente para a mais antiga
 
Índice  
 
 
AOS ALARMISTAS CATASTRÓFICOS globais!

 mensagem postada em 09/05/2009 - 12:05:14hs
 
 

Pessoal, texto retirado do UOL/Folha de SP em que um infectologista fala sobre o AH1N1.
Segue:
09/05/2009 - 09h04
"Vírus da gripe suína não é mais grave que o de gripe comum", diz especialista
Publicidade
FERNANDA BASSETTE
da Folha de S.Paulo

Dois dias depois de o Brasil ter confirmado casos de gripe suína, Caio Rosenthal, infectologista do hospital Emílio Ribas diz que não há razão para pânico. "O quadro clínico provocado por esse vírus é um quadro nem mais nem menos severo do que qualquer outra gripe."

*
FOLHA - Por que a gripe suína causou tanto pânico no mundo?

CAIO ROSENTHAL - É um vírus novo que "pegou" e como todo agente novo ele causa um certo pânico por causa do desconhecimento do que ocorrer. Como é um vírus que ninguém tem imunidade, então pode atingir uma boa parte da população mundial. O quadro clínico provocado por esse vírus é um quadro nem mais nem menos severo do que qualquer outra gripe que acomete a população nos meses mais frios.

FOLHA - O total de casos confirmados até hoje no mundo é o esperado? Poderia ser muito maior?

ROSENTHAL - A gente não pode fazer uma dedução. Mas tudo indica que uma grande porcentagem da população ainda será atingida. E isso está ocorrendo com uma certa velocidade porque o vírus surgiu faz menos de 20 dias e já temos vários continentes com casos. Então, tudo indica que o poder de transmissão do A (H1N1) é muito alto.

FOLHA - É possível saber o grau de morbidade do vírus?

ROSENTHAL - Não. O que sabemos é que o vírus tem características que nos possibilitam prever que ele não terá uma severidade tão grande quanto o da gripe aviária.

FOLHA - A pessoa que contraiu o vírus e se curou fica imunizada?

ROSENTHAL - Teoricamente, sim. O problema é que o vírus é muito mutante.

FOLHA - A Anvisa autorizou a fabricação da vacina contra o vírus no Brasil. Ela será instrumento fundamental para evitar a gripe?

ROSENTHAL - Sim, mas não a curto prazo. A vacina requer um tempo muito grande de produção, pois é feita através de ovos embrionários de galinha. Para cada dose, é necessário um ovo. Para o país produzir milhares de doses é preciso ter uma tecnologia muito grande.

FOLHA - É preciso usar máscaras na rua?

ROSENTHAL - Não, isso é fanfarronice. Totalmente desnecessário, o vírus não está circulando. Tanto os casos suspeitos como os casos que estão com a doença estão sendo isolados. Além disso, depois de duas horas a máscara não protege mais.

FOLHA - O que as pessoas devem fazer para se proteger?

ROSENTHAL - Ela precisa procurar um posto médico quando tiver sintomas e sinais compatíveis com uma gripe e, principalmente, se tiver os dados epidemiológicos que fecham a definição de casos suspeitos (pessoas que tiveram em países com foco da doença e que apresentam os sintomas). E lavar as mãos com frequência, pois 25% dos pacientes diagnosticados até agora apresentaram quadros de vômito, diarreia e náusea --o que difere um pouco da gripe sazonal e nos faz pensar que pode haver transmissão oral-fecal.

Bem, é isso. Nem mais nem menos grave que outros quadros gripais.

Rodrigo

 


 
Rodrigo

 mensagem postada em 09/05/2009 - 12:05:57hs
 
 

Ainda nao tinha lido os seus comentarios quando postei minha ultima mensagem sobre a Eliane Camargo.
Nao posso deixar te parabenizar pelos seus comentarios, infelismente os meios de comunicacao do Brasil, adoram alarmar a populacao.
Ja comentei isso aqui e vou repetir, a uma hora atraz, percorri todos os canais de TV americanos aqui do sul da Florida, e somente em 1 (um) Canal estavam fazendo comentarios sobre a Gripe, com uma entrevista de um medico explicando os procedimentos para prevenir o contagio e tambem dizendo que todos os casos suspeitos estavam sob total controle.

 


 
Ir ou Não ir eis a Questão!

 mensagem postada em 09/05/2009 - 12:05:34hs
 
 

Oi pessoal sou novo por aqui , mais talvez possa ajudar eu morei em Orlando há 8 anos atrás e depois disso vou sempre, pelo menos 2 vezes por ano.Vale cada centavo da viagem , os parques , as compras , os amigos etc... só não vale pegar o Virus AH1N1!

Eu embarco com minha esposa e mais 2 casais de amigos ,dia 15/05 e não vou deixar de ir , minha esposa é cirugião-dentista e trabalha muitas vezes com pacientes de risco do tipo soro positivo(HIV), hepatite.... Os procedimentos padrões podem evitar até 100% dos contágios se forem feitos corretamente, lavar sempre as mãos(levar alcool gel 70% anti-séptico) , evitar aglomeraçoes se não for possivel, e se achar necessário usar a mascara BICO DE PATO OU N95 , evitar alimentos de origem duvidosa, mais sem muito stress , eu vou pois estou tranquilo mais se for pra ir e ficar com fobias é melhor não ir pois não vão aproveitar nada!!E pelo o que já li essa gripe não é tão letal como aparentava(essa é a minha opinião) , se forem viajar não esqueçam do seguro viagem pois os procedimentos médicos e hospitalares na terra do Tio Sam são bem salgados, abraço a todos
Quando chegar em orlando mando News todos os dias , A VANTAGEM É QUE OS PARQUES ESTÃO SUPER VAZIOS , FILAS DE NO MÁXIMO 15 MINUTOS!!!!

 


 
Enquanto isto a Febre Amarela ...

 mensagem postada em 09/05/2009 - 01:05:09hs
 
 

A Globo só fala da gripe suína e dos casos de febre amarela no Estado do Rio Grande do Sul que já quadriplicou, ela comentou?!

http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,,OI3754756-EI715,00-Febre+amarela+avanca+para+o+Sul+n+de+casos+quadruplica.html

Depois são EUA que ficam escondendo os problemas internos com a gripe suína?!
Acho que o governo Brasileiro ou ensinou a eles ou então aprendeu com eles.

Enquanto as pessoas estão pegando a gripe e não morrendo e podendo até ir para casa fazer o tratamento, eu não cancelaria a minha viagem.

Porém, isto é uma decisão pessoal, que além de pesar as notícias que nos chegam, a pessoa deve se conhecer para saber se vai querer correr o risco ou não, ou então para quem está grávida ou vai levar filhos pequenos a decisão deve ser ainda mais prudente.

Eu iria, porque mesmo sem ir peguei uma gripe complicadinha também, mas esta nada tem haver com os porquinhos!

Beijos,
Greicy

 


 
Cristina

 mensagem postada em 09/05/2009 - 07:05:33hs
 
 

Olá Cristina, não há motivos para desespero. O mais importante é vc fazer um seguro saúde pra sua viagem, e caso aconteça alguma coisa (o que eu acho muito pouco provável), eles te darão todas as instruções de como proceder. Todos eles possuem um telefone para contato.
Esse seguro é fundamental mesmo que não estivéssemos passando por esse situação. É uma tranquilidade a mais.
Abs
Alessandro

 


 
Por favor

 mensagem postada em 09/05/2009 - 08:05:27hs
 
 

Gente vamos achar outro problema para discutir. Esse (Gripe A H1N1) já é passado...

Não é pior do que uma gripe comum. Existem doenças mais graves. Exemplo: Dengue e febre amarela.

Isso sem falar em violência...que no nosso país é algo bem mais crítico!!

 


 
Alessandro

 mensagem postada em 10/05/2009 - 09:05:02hs
 
 

Alessandro,

Antes de tudo mando um grande abraço ao meu colega e amigo, e desejo muitas alegrias na sua viagem!! Queria dizer que no seu lugar também iria sem pestanejar, pois por todos os relatos que vejo aqui, a gripe suína hoje não está atrapalhando em nada a rotina dos parques e da cidade de Orlando.

No meu caso, entretanto, é um pouco mais complicado. Eu fecharia um pacote agora para viajar em julho, e decidi cancelá-lo por hora.

Francamente, eu realmente não acho que eu, minha esposa ou filho venha a morrer de gripe suína. Provavelmente as chances de morrermos pela queda de um raio sejam maiores.

Por outro lado, o que me preocupa é que a doença se espalhe nestes dois meses, e que mais tarde isso venha a modificar a rotina dos parques, ou o clima. Observe que pegar a gripe pode não matar ninguém, porém já é o suficiente para ficar restrito a um quarto de hotel por uns dez dias (este é o procedimento que me parece estar sendo aplicado em casos suspeitos). A gripe não mata, porém viajar e ficar doente também não é vantagem nenhuma.

Em que situação não viajaria? Caso houvesse vários casos reconhecidos na cidade de Orlando, e caso já fossem conhecidos vários casos de transmissão de pessoa para pessoa na própria cidade. Caso os parques já tivessem sua rotina modificada, e se o uso de máscaras estivesse já difundido dentre os freqüentadores dos parques.

Como não tem nada disso acontecendo por lá, vai fundo, meu chapa, e boa viagem!!!

Já no meu caso, como não sei o que vai estar acontecendo daqui a dois meses, decidi colocar a viagem “no gelo” por enquanto, porém confesso que continuo acompanhando o noticiário. Chegando mais perto de julho, caso essa questão da gripe esfrie, então rapidamente retomo os preparativos.


Abraços

 


 
João

 mensagem postada em 10/05/2009 - 10:05:27hs
 
 

Olá João, em primeiro lugar obrigado pela mensagem. Acho que cada um sabe bem o que é melhor pra si. Respeito e até concordo com o seu ponto de vista, realmente não temos como prever a situação daqui a dois meses.
No meu caso, não tive muito tempo pra pensar, já estava com tudo fechado e apenas resolvi monitorar as notícias, sem dar muita bola pra sensacionalismo. Como todos que estão em Orlando ou que acabaram de voltar, disseram que tudo está tranquilo por lá, vou sem medo e sem ficar na paranóia.
Grande abraço
Alessandro

 


 
Alessandro

 mensagem postada em 10/05/2009 - 10:05:03hs
 
 

Concordo, há uma boa dose de sensacionalismo
correndo na mídia.

Teve um presidente americano que disse “não há nada
a temer, senão o próprio medo”. O sentido é esse
mesmo, no caso da gripe suína, até o momento a
“cura” tem sido pior que a “doença”, ou seja, as
medidas de prevenção podem estar sendo exageradas,
face o perigo potencial da gripe.

No meu caso, tentei encarar isso tudo sob um ponto
de vista muito pragmático. Só não iria se afetasse
a rotina dos parques. Também, se tudo por lá está
normal, deixe o cérebro na alfândega e curta de
montão o passeio, pois é o melhor que se tem para
fazer.

Tem outro aspecto que não mencionei, em Orlando é
verão, assim as chances de se propagar um vírus do
tipo influenza são bem menores. Talvez esteja
perdendo uma oportunidade por nada, e depois não
consiga fechar um pacote em cima da hora. Quem
sabe?

Houve um poeta que dizia: “a experiência é um carro
com os faróis virados para traz”, ou seja, é sempre
bem mais fácil ter opinião depois que tudo
aconteceu. Mais tarde vou saber se a minha decisão
foi acertada ou não.

Pra vocês, na prática, esse lance da gripe suína só
vai ser mais um ingrediente de uma história para se
contar depois, e vai marcar a vida de vocês. É como
no episódio do 11 de setembro, todos se lembram o
que estavam fazendo naquele dia. Neste caso, quando
falarem da gripe suína, poderão dizer: “nós fomos
para a Disney e curtimos adoidado”.

Nota final, importantíssima: Tem um brinquedo
maneiro no SeaWorld, o “manta”, acho que é novo.
Uma montanha russa que resvala na água, deve ser um
grande barato. Fica a dica.


Abração, e boa viagem!!!


 


 
Antonio

 mensagem postada em 10/05/2009 - 02:05:24hs
 
 

As suas informações "ao vivo", ajudaram muito a chegar na decisão de viajar.

Agradecemos muito a sua ajuda!!!

Quanto ao parentesco, somos de Santos e o Camargo é do meu marido. Pode ser, hem???

Um abraço
Eliane

 


 
 
Em Libery Square você encontra um enorme carvalho ("Liberty Square Tree" - "Árvore da Liberdade") onde existem 13 lanternas que representam as 13 colônias independentes americanas.