Alfândega - Relatos

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais recente para a mais antiga
 

O objetivo do presente tópico é o de servir de espaço para que possamos postar - relatos - sobre as nossas experiências com a alfândega (exclusivamente). Peço que questionamentos sobre a "cota de isenção" sejam reservados para o seu tópico específico - Alfândega - Cota de Isenção.

leia essas informações
 
Índice  
 
 
*mi*nunes

 mensagem postada em 24/08/2011 - 05:08:48hs
 
 

A cota é de $500,00.

Notebook maior que a cota, tem duas opções:
1 - Declarar, pagar imposto e poder levar em futuras viagens ao exterior.
2 - Não declarar, passa batido ou ser descoberta e pagar multa + imposto.

Celular + Chip do Brasil e Câmera Fotográfica estão isentos segundo resolução dos posts anteriores.

Máquina de Café, está dentro da cota, mas como vai trazer o Notebook e se for declará-lo, obviamente terá que declarar a cafeteira junto.

Acho que é isso....

Abraços!

 


 
DÚVIDA

 mensagem postada em 24/08/2011 - 06:08:51hs
 
 

TENHO UMA FILMADORA SONY QUE CUSTOU ACHO QUE 329,00 NA ÚLTIMA VIAGEM. QUERO LEVAR ELA COMIGO AGORA, MAS COMO FAÇO PARA ELA NÃO ENTRAR NA MINHA COTA 500? PRECISO TRAZER UM TABLET P MEU FILHO QUE CUSTA 499 E SÓ ISSO VAI COMSUMIR TODA MINHA COTA.

 


 
Rosane - Filmadora

 mensagem postada em 24/08/2011 - 06:08:05hs
 
 

Rosane, boa tarde.

Temos duas situações:
1 - Filmadora comprada aqui no Brasil, basta apresentar a NF, ou verificar se tem o selo Indústria Brasileira.

2 - Comprada lá, apresentar Darf da viagem anterior comprovando a nacionalização do produto.

Fora isso, desconheço como comprovar que a filmadora não foi comprada nesta viagem, pois a DST (Declaração de Saída Temporária) está extinta.

Abraços!

 


 
Rosane

 mensagem postada em 24/08/2011 - 06:08:48hs
 
 

Se vc comprou ela há algum tempo mas ainda tem a nota fiscal, leve ela!
Acho que eles não podem tributar uma coisa q foi comprada em outra viagem..
a data da sua atual viagem, nao vai estar de acordo com a data da nota fiscal!

 


 
Rosane e Isa - Filmadora.

 mensagem postada em 24/08/2011 - 06:08:09hs
 
 

Faz sentido levar a NF mesmo que seja de fora.

Mas sendo um produto que foi comprado lá fora e ter entrado no país sem ser nacionalizado, não seria aplicada uma tributação retroativa?
Uma vez que filmadora nunca foi considerado um bem pessoal?

Aí caímos na boa vontade e entendimento do Fiscal, mas isto é algo que pode vir a dar certo, com certeza!

Abraços!

 


 
Juliano

 mensagem postada em 24/08/2011 - 06:08:12hs
 
 

Nem sabia que existe isso de taxa retroativa!
mas e se na outra viagem, ela só comprou a camera q foi 300 e poucos dolares...ela nao precisou declarar! Logo, ela não fez Darf, certo???
Entao, nessa viagem, eles não poderiam incluir um produto q estava dentro da cota dela da outra viagem pq reduziria a cota da vez! hauhauhaua...
Entendeu o q eu quis dizer??
Acho q tem logica... pelo menos eu ia tentar desenrolar com o fiscal...

 


 
Isa - Retroação.

 mensagem postada em 24/08/2011 - 07:08:01hs
 
 

Eu não disse que a retroação é uma regra, apenas levantei a lebre....kkkkk

Mas com certeza eu até tentaria mostrar uma NF anterior também, mas existe o risco de entendimento e boa vontade do fiscal.
E depender de sorte nestes casos é dureza...

É isso!

Abraços!

 


 
Rosane

 mensagem postada em 24/08/2011 - 08:08:21hs
 
 

Boa noite
Vou lhe deixar meu relato de como procedi ano passado quando levei minha filmadora depois de extinta a DST.Primeiro liguei para a RF visto que as novas regras haviam sido implantadas naqueles meses,o atendente me informou que se o bem tivesse mais de 2 anos era considerado artigo ultrapassado e que não haveria problema.
Mesmo assim não confiei muito na informação fiquei com medo e tentei registrar em cartório a propriedade e não consegui,então tirei várias fotos dela,do número de série em minha casa,com meu cachorro e tudo o mais que pudesse comprovar que havia levado ela daqui mesmo sem ter mais a nota.
Mas não foi preciso nada voltei com ela e eles não falaram nadinha,passei normal.
Foi isto.

 


 
Oi Eduardo!!!

 mensagem postada em 25/08/2011 - 01:08:03hs
 
 

Eu tava procurando esse tópico já pra relatar... rs
Nós fizemos o seguinte: eu fui pra fila do a declarar e ele do nada a declarar.
Acho que fui a única a declarar naquele voo... kkkkk
Chegamos em Cumbica às 7h do dia 17/08 e não percebi outros voos internacionais no mesmo horário.
Eu já tinha decidido que iria declarar pq comprei um iPad e queria deixá-lo legalzinho pra levá-lo numa próxima vez. Nós ñ trouxemos mtos bens eletrônicos, e o resto acho q ñ daria a cota, então o Marcão foi direto pro Nada a Declarar, ele e todo o voo.
Qdo cheguei no Bens a Declarar, tinha um povo lá segurando umas malas, mas batendo papo, nem pareciam que iam declarar nada. A sala tava meio vazia, aí vi as mocinhas no raio x e elas olharam pra mim e falaram: vai declarar alguma coisa? Foram tão simpáticas q deu vontade de sair correndo... rs
Aí respondi que sim, e mandaram eu colocar minhas malas na esteira.
Ai coloquei tudo e tirei. E foram falar com um cara, como se dissessem: a louca ali quer declarar alguma coisa. Eu tava meio que passando mal pq minha rinite atacou mto feio durante o voo, tava sem dormir direito pq foi voo noturno, cansada, c/ sono, e o homem da RF foi falar cmg, pediu pra eu escrever o nº de série no papelzinho, ir no computador, fazer a DARF, ir no banco lá na esteira de bagagem e voltar. Eu tava achando que ele ia revistar as malas, pq vi umas malas abertas atrás dele. Nisso entrou um dos tripulantes do meu voo e já foi fazendo todo o procedimento. Corri no banco, paguei a DARF e voltei. Aí o cara me deu chá de cadeira, liberou o tripulante e foi atender um senhor que tinha vindo no meu voo e teve mala que não tinha chegado no voo e que tinha bem a declarar. Depois da canseira, ele me liberou e fui encontrar o Marcão.
Ele disse que no Nada a Declarar, o povo tava passando direto, nem olhavam pro pessoal e que não viu ninguém sendo parado.
Mas nós 2 estávamos com 3 malas de 32kg, uma mala de 14 kg, uma mochila e uma bolsa, além da mh bolsa "de mulher". Mas pelo jeito, ninguém da alfândega ligou pro povo do nosso voo.
Foi isso!!!
Bjks!

 


 
Meu relato (GRU)

 mensagem postada em 25/08/2011 - 08:08:42hs
 
 

Olá amigos! Cheguei ontem de manhã em Guarulhos as 7:00, vôo vindo de Miami. Trouxe 2 Macbooks pro, 1 IPad, duas máquinas fotográficas (sendo uma Canon de 900,00), jogos de PS3, 1 IPod, 1 carrinho de bebe, 1 cadeirinha de carro e e muitas roupas. Mandei minha mulher e filha na frente com uma Mala de mão com os eletrônicos , uma mala grande e o carrinho. Quatro das nossas malas estavam no limite de peso. Eu passei no free shop, comprei uns chocolates e fui na certeza que seria parado. Porém, comomesta sem nenhum eletrônico, fui mais tranquilo. Tinha somente uma fiscal, com cara de muito sono, que até estranhou a quantidade de malas, mas só pediu a declaração e me deixou ir de boa. Pra minha mulher, nem olharam... Guarulhos esta realmente muito tranquilo.

 


 
 
Na atração Piratas do Caribe, o Pirtata que fica sentado na ponte, possui pêlos verdadeiros em suas pernas e sujeira no seu pé porque ele é o único pirata que os visitantes podem ver bem de perto e os Imagineiros o fizeram de forma bem realística.