Voltei - Relato da minha viagem!

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
6º dia - Islands of Adventure

 mensagem postada em 29/05/2007 - 10:05:50hs
 
 

Seguindo o mesmo caminho que fizemos no dia anterior para Universal Studios, nos dirigimos para o Islands of Adventures. Estacionamos e andando pela Citywalk vimos vários grupos de escolas. Começou um medinho de ter muitas filas. Era por volta de 09:30. Entramos no parque tranquilamente e logo soubemos que várias escolas da Flórida estavam em excursão naquele dia e, consequentemente, muitas delas (para mim pareciam todas) estavam no Islands. Fazer o que?. Fomos direto para a Marvel Super Hero Island enfrentar a Incredible Hulk Coaster. Eu achei demais, muito rápida, com algumas partes até inesperadas. A Tati também gostou, mas achou ela meio bruta, saiu com um pouco de dor de cabeça. De lá, fomos para The amazing adventures of Spiderman. Estava bem cheio (quase 40 minutos de fila) e como não queriamos perder tanto tempo assim, deixamos para ir depois. Corremos para Toon Lagoon e já no caminho começamos a nos preocupar, pois a galera que passava ao lado estava encharcada, dos pés a cabeça. Mesmo assim não desistimos, enfrentamos o Dudley Do-Right´s Ripsaw Falls. Como uma Splash Mountain, com o detalhe de ser um pouco mais radical. A queda se assemelha a um tobogã. Eu gostei bastante. A dica para quem não quer se molhar muito é ir na parte de trás do barquinho. Porém, nada assegura que você não se molhará. Agora se for no primeiro esquece, é banho na certa. Como estávamos um pouco molhados, fomos direto para Popeye & Bluto´s Bilge-Rat Barges. Gente, que negócio insano. Não digo isso por ser um brinquedo muito radical, pois sua concepção segue o mesmo padrão de todas as outras atrações com botes – (Como kali rivers no AK, Congo river no Busch, etc. - Apesar de neste ter algumas quedas um pouco mais divertidas, mas nada que assuste. Pessoas não adeptas ao quesito “radical” não se preocupem, qualquer um encara este, estando disposto a ser molhar, é claro!) – Digo isso pois é impossível sair do bote sem se encharcar, um absurdo o que molha. Não contente em molhar os participantes, os que ainda estão relativamente secos, no final do trajeto temos "apenas" uma cachoeira.......Nota 10. Extremamente divertido, rende boas risadas.

Completamente encharcados, fomos a outra atração em água, O Jurassic Park River adventures. Antes, paramos para várias poses para fotos na entrada da área Jurassic Park. O portão é idêntico ao do filme, inclusive com vários carros iguais aos das filmagens. Rende boas fotos. A atração em si é muito legal, uma queda forte no final, mas não molha não, só um pouquinho. Crianças muito pequenas geralmente se assustam.

Como estávamos completamente molhados, resolvemos almoçar e trocar de roupa (graças as dicas deste site levamos outra muda de roupa na mochila – salvou o dia. Cá entre nós, é muito divertido se molhar e tal, mas passar o dia todo molhado e com frio enche o saco vai?) e fomos almoçar. Comemos no Thunders falls terrace. Espaço legal, comida boa. Um prato (as famosas costeletas com barbecue, batata frita, um pedaço de frango – que parecia um frango inteiro – e ainda um milho cozido) serviu a mim e a Tati com sobras. Indico por ser bom e o preço justo.

Para fazer a digestão, passeamos um pouco mais na parte do Jurassic Park e fomos à infantil Seuss Landing. É uma área muito bonitinha e que a criançada com certeza vai adorar. Para adultos, só uma passadinha é suficiente. Entramos no The cat in the hat. Realmente, muito infantil. Parada para sobremesa. A tati comeu a maior maça do amor do mundo (ou tentou pois o negócio era tão grande que ela só aguentou metade). A danada tinha cobertura de caramelo, em cima do caramelo tinha chocolate e para fechar a fatura, um mundo de MM´s. Aquele treco parecia uma bola de boliche.....
Meia hora depois, terminada a comilança, fomos para The lost continent, uma parte muito legal do parque. Poseidon´s Fury é muito legal e ótimo lugar para fotos, mas o que marca essa área é realmente a Dueling Dragons. Ambas são muito radicais. Particularmente, preferi a do gelo (azul). Não deixe de ir nas duas. São trajetos completamente diferentes. Excelente.

Como tinhamos andado o parque todo, voltamos ao Spiderman. Surpreendentemente sem fila. O Homem-Aranha foi para mim a melhor e mais surpreendente atração de todos os parques de Orlando (fora montanha russa). Não tenho palavras para descrever o quão divertido é esse brinquedo. Não deixe de visitar, nem que tenha de ficar 2 horas na fila. Vale a pena. Andamos 3 vezes seguidas e queríamos a quarta, mas resolvemos ir bater perna em Citywalk.

Passeamos um pouco e voltamos ao hotel para um banho e fomos jantar no Red Lobster. Delicioso. Atendimento excelente e a comida dispensa apresentações. Destaque para o Crabcake de entrada e para as patinhas de caranguejo e lagosta no prato principal. Não deixe de ir. Gastamos quase 50 dolares com taxas e tips. Só de pensar já dá vontade.....De lá fomos dormir. Estávamos exaustos. O cansaço acumulado é o maior inimigo em Orlando.

 


 
Chegada 13-05

 mensagem postada em 28/05/2007 - 06:05:17hs
 
 

Saimos de Nova Iorque as 8:30 com destino a Orlando , voo muito bom pela American Airlines, sem nenhuma restrição , apenas aquela demora na hora do embraque para passar no RX, muita gente, sempre é bom estar bem antes, pois essse procedimento de vistoria de malas de mão é muito rigoroso e demorado.
Chegamos em Orlando 12hs, pegamos as malas e o carrinho da minha filha de 2 anos e fomos ao guiche da Avis pegar o carro que havia alugado aqui no Brasil no sistema de seguro completo. No balcão em nenhum momento me foi oferecido um seguro complementar ou tentar empurrar alguma coisa a mais, então foi só entregar o voucher e pegar o carro, um Corolla automático novinho e com tanque cheio.
Logo na saída do aeroporto já vimos a placa sentido International Drive, aí me senti em casa. É muito facil dirigir por lá. Em 15 minutos estavamos na International Drive e resolvemos ir direto ao Camilas almoçar, era dia das mães e queriamos comemorar a data comendo arroz e feijão, já que estivemos antes 10 dias em NY e não aguentavamos mais aquela comida típica americana. No Camilas a comida é boa pagamos 27 dólares o casal com refri e taxas.
De lá fomos para o check in no Hotel Hampton Inn South Universal, dica do Ronaldo, hotel ótimo , inclusive coloquei comentáriaos dele na seção do hotel.
Meus planos inicias eram de dormir um pouco a tarde e no final de tarde ir ao Wall Mart para as compras básicas e depois passear em Dowenton Disney.
Acabamos dormindo a tarde no hotel , estavamos muito cansados, aí acordamos 17:30 e fomos ao Wall Mart.
Realmente é um local imperdível. Compramos água , refri, e lanche para levar nos parques( a melhor coisa que fiz), pois no parque a água estava 2,10 dólares e no Waal Mart 30 centavos de dólar, isso mesmo 7x menos. Refri a mesma coisa. Segui as dicas do colega aqui do site Thiago e lá comprei umas papinhas tipo nestlé da marca gerber , muito bom para crianças pequenas,quebra um galho enorme. Tomávamos café no hotel, e nos parques faziamos um lanche que levamos de casa e a noite na volta dos parques jantávamos na International Drive.Olha não sou chato para comer não , aqui no Brasil só não como giló, o resto traço de tudo,mas comer fast food todo dia é difícil, depois de 5 dias só de sentir o cheiro daquelas frituras meu estomago embrulhava todo. Comemos basicamente em 3 restaurantes, Camilas, Vitorios e Cicis pizza e um dia fomos ao Ponderosa experimentar, achei péssimo, horrível, trash, comida oleosa, lugar cheio, atendimento ruim, enfim HORRÍVEL, naõ aconselho perder tempo e dinheiro lá!
Voltando ao relato, acabamos ficando no Wall Mart vendo as coisas de lá e qdo olho no relógio já eram 21hs, putz.. Quase 3 horas e aqui dentro, o tempo voou!
Mudamos de planos, pois estava tarde para ir a Downton Disney com criança pequena, daí então fomos ao Cicis Pizzaria, dica aqui do site, com cupom de desconto e pagamos 11 dolares o casal com refri e taxas, uma pechincha! Rodizio de pizzas muito bom , pizza estilo pizza hut, mas ao invés do garçom ir até sua mesa te servir, as pizzas ficam expostas em uma estufa e vc vai lá e pega seu pedaço quantas vezes quiser..Ah, tbém tinha uma massa , uma salada verde básica e uma sobremesaincluida no rodizio.
Da pizzaria fomos para o hotel 23hs, dormir , pois o dia seguinte seria o melhor de todos, Magic Kingdom...
Amanhã escrevo sobre o MK, o melhor de todos!!!

 


 
Conservations Station e Affection Section

 mensagem postada em 24/05/2007 - 12:05:52hs
 
 


Luiz, é exatamente o que o Augusto descreveu. Você vai de trem (não tem outra ligação até lá). Fica afastado das demais atrações do parque.

Quando estive no Conservations Station (abril/07), os pesquisadores estavam demonstrando as características de uma espécie de lagarto. Tem x sessões diárias com hora marcada.

O Affection Section fica ao lado, e lembra uma fazenda, um sítio. Tem cabras, bodes, pavões e galinhas soltas. Você entra no cercado onde ficam os animais. São bem mansos. Quem faz a festa é mais a criançada. O pessoal do AK deixa algumas escovas para fazermos massagem nos bichos.

É um tipo de atração mais relax, mas bem interessante. Deve ser feita quando a pessoa já viu todo o Animal Kingdom e já está mais cansada.

Ah, depois você volta para a mesma estação de desembarque para pegar o próximo trem, que volta para o parque (Africa). Os trens passam a cada 10 min.

 


 
5º dia - Universal Studios + Hard Rock Café

 mensagem postada em 24/05/2007 - 10:05:54hs
 
 

Novamente, por volta das 09:00 estávamos chegando a Universal Studios. Estacionamos e andamos por toda a citywalk em direção ao parque. Vimos uma concentração grande de gente no miolo de Citywalk, o que fomos descobrir depois ser uma competição de cheerleaders mirims em frente ao lago que divide Universal e Islands of Adventure. Pose para fotos em frente ao enorme globo da Universal, meio preocupados com o fato de a molecada invadir o parque. Entrando na universal, uma grande surpresa, estava vazio. Como de costume pegamos nosso mapinha e andando decidimos ir ao 3D do exterminador do futuro. Muito legal, exatamente como me lembrava. A interação de atores junto ao filme deixa a atração ainda mais divertida.

Do exterminador fomos direto para outro 3D, o do Shrek (que lá eles chamam de 4D). A maior fila do parque para a gente, 20 minutos. Outra atração sensacional. Não se pode deixar de visitar esse filminho. Uma grande aventura do ogro, do burro e da princesa Fiona. Como estávamos ali do lado, decidimos entrar no Jimmy Neutrons Nicktoon Blast´s, um simulador legalzinho, ótimo para as crianças.

Depois do Jimmy Neutron, resolvemos começar a volta no parque pela Hollywood Blvd. Entrando na Woody Woodpeckers´s Kid Zone. Como o nome diz, zona para a criançada que se esbalda nessa área do parque. Apesar de infantil tem coisas bem legais como o show Animal Actors on Location! Para os que gostam de animais, ótima pedida. Os bichinhos e técnicas usadas em gravações de cinema que envolvem animais. Um showzinho muito interessante. Depois disso, E.T. Adventure. Muito bonitinho para quem assistiu e gostou do filme.

Fiquei muito chateado quando li aqui no site que o simulador do De Volta para o Futuro não estava mais funcionando, mas quando vi aquele galpão enorme fechado, bateu uma sensação de perda muito grande. A primeira vez que estive em Orlando, uma das atrações que mais me impressionou (e me fez querer voltar lá um dia) foi exatamente o de volta para o futuro. Uma pena. Tiramos fotos no DeLorean e paramos para comer alguma coisa.

Depois de um bom descanso no almoço fomos ao Men-in-Black Alien Atack. Tem os mesmos moldes do brinquedo do Buzz Lightyear no magic kingdom. Nos divertimos bastante atirando nos monstrengos do filme MIB. Super divertido, principalmente porque a pontuação da Tati ficava quase 60.000 pontos abaixo da minha e ela ficava brava comigo....muito legal. Logo depois uma paradinha para descobrir o que era o Fear factor live. Para quem não sabe, vou dizer aqui. Nos EUA, existe um reality show chamado Fear Factor. Neste, dentre outras provas os participantes devem comer coisas nojentas, participar de provas de resistência, etc. (como um “No limite”, onde os caras comiam olho de cabra, essas coisas maravilhosas!) Pode-se assistir ao show, ou, se quiser, participar do show. Basta chegar com algum tempo de antecedência ao teatro e participar da seleção de candidatos. Isso mesmo, a galera faz a inscrição lá mesmo e participa do show enquanto os outros menos corajosos assistem. Que coisa não!

Outro clássico: JAWS. Por mais que este brinquedo seja antigo, ele sempre é uma boa diversão, ao menos para mim. Ir para Universal e não tirar uma foto enfiado dentro da bocona daquele tubarão enorme é tão imperdoável como ir para Magic Kingdom e não tirar uma foto no castelo. Vocês devem fazê-lo. Após o tubarão uma paradinha em outro antigo, o Earthquake (Terremoto). Também legal. Apesar de não existir interação, impressiona bastante. Não vou entrar em detalhes para não estragar a surpresa de ninguém.

Antigamente respondia sem pestanejar que o melhor brinquedo de Universal Studios era o De volta para o futuro. Isso mudou, tenho outro preferido (visto que não temos mais o de volta para o futuro). Revenge of the mummy. Imperdível. Uma montanha russa fechada, cheia de reviravoltas, emocionante, e muito divertida. Não chega a ser radical se comparada com Busch Gardens ou a Kraken do Sea World mas diverte bastante por ser veloz e ter partes inesperada. Fomos 3 vezes seguidas.

Com tempo de sobra paramos para um bom sorvete e fomos ao Twister – Ride it out. Nos moldes do earthquake, também interessante para ver. Não aconselho para crianças pequenas, ela podem se assustar muito. Boa parte da criançada que entrou na atração com a gente saiu chorando. Tem explosões, fogo, chuva, vento....é bem barulhento.

Depois algumas lojinhas pra comprar um monte de tranqueiras e tínhamos feito a Universal inteira. Um parque muito legal, especialmente para aqueles que são ligados em cinema, como eu.

Fomos passear em CityWalk e jantamos muitissimo bem no Hard Rock Café. A Tati foi de Fajitas (deliciosas) e eu comi um chesseburger com barbecue exageradamente grande. Gastamos algo em torno de 45 dolares com taxes e tips. Recomendo, até mesmo porque vocês tem que ver o tamanho daquele lugar. Absurdo.

E de lá, fomos descansar pois estávamos acabados de andar o dia todo. Próximo dia, Islands of Adventure, esse sim é radical!

 


 
4º dia - Compras

 mensagem postada em 23/05/2007 - 02:05:18hs
 
 

Como não conhecíamos quase nada sobre compras em Orlando (só sabíamos as dicas do site que valeram muuuuito), resolvemos dar uma olhada geral nos principais pontos. Começamos por eletrônicos e fomos direto na Best Buy. Sinceramente, não gostei. As opções de máquinas fotográficas eram poucas e o atendimento inexistente. Passamos na Comp USA e melhorou um pouco. Na Circuity City foi tudo nota 10. Compras uma tonelada de coisas. Eu comprei 2 consoles Xbox 360 (um para mim e outro para um amigo) por 399 dolares cada (No brasil custa 3.000 reais) e uma máquina fotográfica samsung 6.0MP com capa, pilhas e memory card de 512M por 100 dolares. A tati comprou uma sony de 7.2 MP por 140 dolares e uma cartão de memória para o palm dela, mas não lembro o preço.

Depois de muito rodar, optamos pelo Premium. Acho que é o melhor outlet de orlando. Muitas lojas, muitas pechinchas, a gente não sabia por onde começar. Fomos no trivial: Nike. Comprei um para mim e um para meu irmão. A tati também comprou dois. Passamos o resto do dia passeando e gastando. Chegamos a pensar se o Orlando é mais legal para compras ou para disney. Escolhemos disney, mas as compras não ficam muito atrás não viu! Quanta tentação.

Como não havíamos feito nada de mas o dia todo, resolvemos bater perna em dowtowm disney. Fiquei assustado com o tamanho daquele lugar. Não me lembrava direito. Jantamos um delicioso macarrão em um restaurante (que não me lembro o nome) perto do Rainforest Café (que tinha + de uma hora de espera) e passeamos por quase todas as lojinhas do complexo.

Fomos dormir um pouco mais cedo para descansar bem para aproveitar o dia seguinte, Universal Studios.

 


 
3º dia - Magic Kingdom

 mensagem postada em 23/05/2007 - 01:05:05hs
 
 

Magic Kingdom, como não poderia deixar de ser é o que melhor personifica o espírito disney. Na verdade, para a maioria das pessoas, a primeira coisa que nos vem a cabeça quando pensamos em viajar para Orlando é a imagem do castelo da cinderela e conosco não foi diferente. Sentia uma grande ansiedade em voltar a este parque. Chegamos por volta de 09:00 horas, estacionamos e pegamos o monorail, tudo muito tranquilo. Na entrada, parada básica para fotos, inclusive em frente a faixa enorme que melhor descreve a disney: “Where dreams come true”. Pegamos nosso mapinha e lá vamos nós para outra interminável sessão de fotos em frente ao lindíssimo castelo. Depois disso, decidimos começar nosso passeio pelo Jungle cruise (já que o “swiss family treehouse estava fechado) novamente, bem engraçado pela pessoa que dirige o barquinho. De lá, direto para o piratas do Caribe, que sinceremante, está bem mais bonito do que eu conhecia. Dentro do barco a atmosfera realmente é muito legal. Quando estiverem no piratas, reparem na perfeição do céu. Certamente você esquece que está dentro de um galpão. Uma brincadeira a parte é ficar procurando pelo Johnny Deep. Ele aparece três vezes eu acho e a perfeição das feições do boneco com o ator impressiona muito.

Do piratas, direto para Splash Mountain. Quando íamos entrar na fila o diacho do brinquedo quebrou então como não sabíamos se voltaria a funcionar, não resolvemos arriscar tirar um fast pass. Fizemos isso na Big Thunder Mountain Railroad para voltar mais tarde e resolvemos matar o tempo em uma lojinha de souvenier e passeando na Tom Sawyer Island. Quando voltamos andamos na big thunder mountain, que apesar de ser um clássico do magic kingdom ainda diverte bastante. Como a splash voltara a funcionar, tiramos nosso fast pass e fomos comer alguma coisa. Depois do almoço The Haunted Mansion. Achei bem divertido, apesar de não botar medo em ninguém. Não lembrava direito desta atração e fiquei impressionado com algumas partes. Não vou falar aqui senão tiro a graça do brinquedo, já que neste tipo de atração, o mais legal é ser surpreendido.

Já estava na hora de usar o fast pass, então voltamos para a Splash Mountain. Muito legal. Um passeio tipo montanha encantada e uma bela queda no final. Um pouco molhados e muito felizes fomos direto tirar um fast pass para o Mickey´s Philharmagic mas quando chegamos lá, surpresa, nada de fila. Entramos e assistimos à esse maravilhoso filme 3D. Imperdível. Donald aprontando um monte neste filminho, que na minha modesta opinião é uma das melhores atrações de Orlando.

Por medo de não conseguirmos um fast pass para um bom horário a gente correu até a Space Mountain e tirou um fast pass para lá e voltamos para o Snow White´s Scary Adventures. Como não poderia deixar de ser, muito infantil porém muito bem feito e bem bonitinho. Novamente a Tati ficou encantada. Íamos emendar outro super infantil, o brinquedo do Puff só que no meio do caminho fomos interrompidos para uma sessão de fotos com o Tigrão. A Tati é apaixonada pelo Tigrão e nos fez entrar na fila da criançada para tirar uma foto com ele. Meia hora de fila depois, fomos ao The many adventures of winnie the pooh que é tem o mesmo molde da atração da branca de neve.

Como ainda tinhamos um tempinho até usar o fast pass, fomos conhecer a casa da minnie e do mickey. Muito legal e engraçado. É estranho mais fiquei até meio emocionado quando entrei na casa do mickey. Cresci assistindo desenhos e filmes da turma de Walt Disney então para mim foi uma experiência diferente. Para todas as idades, com certeza. Saindo de lá, fomos a Space Mountain. Outro clássico que não pode ficar de fora da listinha de atrações a ser visitada. Outra atração que não pode, de maneira nenhuma, ficar de fora do passeio é o novo Monster Inc. Laugh Floor, do aqui no Brasil Monstros S.A. Super engraçado, pode não ser tão bom assim para quem não entende inglês, mas mesmo assim vale umas boas risadas, pois grande parte do show as pessoas conseguiram entender através dos gestos e poses do monstinho zoiúdo.

Depois fomos ao Stitch´s Great Escape que também é muito legal,demos boas risadas nesse simulador que como o próprio nome diz, simula a fuga do Stitch e ao Buzz Lightyear´s Space Ranger Spin que também é bem divertido, especialmente para os pequenos.

Depois de tudo isso, sentamos na calçada perto do castelo para aguardar a parada Spectromagic comendo maça do amor e funnel cake. A parada é linda e impressiona pela perfeição de detalhes nos carros. Além da Spectromagic, ficamos esperando um pouco mais para assistir ao espetáculo Whises. Aqui uma dica importante que pegamos com um simpático casal de americanos de New Jersey que conhecemos enquanto esperávamos pela parada . Para ter um bom ângulo de visão do whises, não se deve ficar de frente ao castelo da cinderela pois ele tampa boa parte dos fogos que explodem por trás dele. Dito e feito. Assistimos ao Whises perto da entrada da Tomorrowland, em uma pracinha onde deu até para sentar. O espetáculo em si é novamente IMPERDÍVEL. As luzes, os fogos e a música emocionam, e muito. Não a toa a Tati caiu no choro. Muita coisa passa pela cabeça da gente ouvindo aquela musiquinha. Fantástico.

De lá pegamos uma pizza na pizza hut, comemos no quarto. Tomamos banho e cama. Muito, mas muito cansados. Lembro que fui dormir pensando que o tamanho daquele parque está diretamente relacionado à emoção que ele nos propicia. Enorme.

 


 
Eu fui ao Discovery Cove,

 mensagem postada em 22/05/2007 - 07:05:31hs
 
 

E posso dizer que vale muuuuuuuuiiiiiitto a pena. A experiência de nadar com o golfinho, ficar junto dele, beijar, vê-lo fazendo gracinhas é ótimo... Eu sou da época do seriado Flipper (não esse que passa atualmente, o 1º mesmo)... e é como o Heaven disse, está tudo incluso, o ingresso para o sea world ou bush gardens ou com + 30, esse 2 parques. Estacionamento gratuito, café da manhã, almoço, lanches durante todo o dia. Roupa de borracha, snorkel, toalhas para o banho e para a praia. Aliás qtas toalhas vc quiser, elas ficam no banheiro a sua disposição... shampoo, condicionador, sabonete... ah, e tem 2 fotos minhas na galeria de fotos aqui do site, no item do sea world... bjs.

 


 
Discovery Cove

 mensagem postada em 22/05/2007 - 05:05:36hs
 
 

Concordo que o preço é bem salgadinho... mas lembrem-se que estão pagando por algo mais exclusivo... aqui você não pega filas, não tem que "lutar" por um local para descansar.. eles limitam a 1000 o número de visitantes por dia.

Além disso, no preço está inclusa a entrada no Sea World ou Busch Gardens por 7 dias, e com mais $30 por pessoa você poderá visitar estes 2 parques durante 14 dias, com translado para o Busch Gardens. Está também incluso o snorkel (a máscara, que fica para você), uma foto à entrada, o estacionamento, as refeições (não só café da manhã e um almoço Buffet, mas também todos os snacks ao longo do dia).

Eu não fui ao Discovery Cove, mas tem pelo menos uma pessoa neste fórum que já foi, porque já vi fotos na galeria deste fórum.

 


 
2º dia - Animal Kingdom

 mensagem postada em 22/05/2007 - 11:05:47hs
 
 

Chegamos no Animal Kingdom por volta das 09:30. Estava um pouquinho cheio, dado que era domingo, mas nada que pudesse assustar. Tranquilamente estacionamos e pegamos o trenzinho que nos leva ao parque. Pegamos um mapinha e ainda perdidos fomos levados pela multidão. Íamos acompanhando no mapa o caminho que estávamos fazendo e nos guiamos pela enorme árvore , a Tree of life, onde tiramos mais ou menos um milhão de fotos. Meio que sem querer saímos na frente do 3D “It´s Tough to be a Bug”. Diversão garantida. De lá, rumamos para Dinasour, mas antes pegamos um fast pass para a Primeval. O Dinasour foi bem divertido e quando saímos corremos para assistir ao musical do Nemo. Gente, esse aqui vou escrever em caixa alta: IMPERDÍVEL. O espetáculo é lindissímo, e apesar de ser em inglês (claro!) mesmo crianças conseguem acompanhar e se encantar pois conta a mesma história do filme em pequenas partes. Quase todos saem do teatro (que é gigante) imitando aqueles bichinhos que ficam falando: meu, meu, meu!!! Cômico.

Passado o Nemo já podiamos usar nosso fast pass para a Primeval Whirl que é uma montanha russa pequena e até bobinha, mas vale pela experiência.


Pegamos um fast pass para o Kali River Rapids e fomos ao Kilimanjaro Safari. Nessa atração conseguímos ver a grandiosidade do Animal Kingdom. Uma experiência muito agradável e bem engraçada. Os que entendem inglês poderão dar boas risadas com o motorista do caminhão. (Aliás, em todas as atrações que são guiadas, sejam por carro, caminhão, barco, etc., os “motoristas” são muito engraçados, e não só em parques disney).

Ainda tinha um tempinho para o Kali então resolvemos almoçar. Fomos no Rainforest Café, também para matar a saudade do tempo em que moramos no Canadá e comíamos lá sempre. Estava beeeeem cheio, por isso sentamos no bar e almoçamos ali mesmo. Essa é uma boa dica. Se você quiser comer no Rainforest e não tem reservas, vá ao bar pois é espaçoso, você será muito bem atendido e não pegará fila, mas só serve para pequenos grupos, no máximo 6, caso contrário será muito difícil achar lugar para todos sentarem juntos. Gastamos 35 dolares com taxas e tip.

De lá direto para o Kali River. Coincidência ou não, eu e Tati fomos os únicos no bote a sair de lá molhados. Desculpem, molhados não é o termo correto, encharcados. Não dava pra acreditar. Todo mundo sequinho e a gente encharcado. Pelo sim pelo não, levem pelo menos uma camiseta para este parque porque vocês podem se molhar. Por ser um parque com muuuuuuuuitas arvores, a gente fica muito tempo na sombra e pode ser que fique bem gelado pelo vento. Do Kali pegamos um fast pass para o Expedition Everest e no meio tempo fomos para Conservation Station e Affection Section. Interessante porém bobinho. Para quem vai com crianças é um passeio bem interessante pois a criançada pode passar a mão nos bichinhos. Voltamos e entramos no Expedition. Esse sim não tem nada de bobinho, outra atração imperdível para quem visita Animal Kingdom. Fomos uma vez mais confesso que fiquei com um gostinho de quero mais, mais por ser domingo a fila estava meio grande e desistimos. Fomos correndo ao festival do rei leão, a última apresentação do dia. Eu achei muito legal, a Tati amou. Sabia todas as músicas e ficava cantando como uma criança, e olha que tem 25 anos nas costas hein. Vendo ela, tive a certeza que realmente, quando falamos em disney, a idade é apenas um número a mais, tolo, pouco importa se se tem 8 ou 80. Acho que isso é o que nos deixa mais fascinados e emocionados com aquele lugar.

Quando acabou o show o parque já estava fechando e fomos embora. Comemos no MC Donald´s ao lado do Premium Outlet e rumamos para o hotel. Caímos mortos na cama, sonhando com o dia seguinte, Magic Kingdom.

 


 
1º dia - Chegada e NBA

 mensagem postada em 22/05/2007 - 10:05:02hs
 
 

Em meio a uma ansiedade enorme, peguei minha namorada no trabalho as 5 horas da tarde e fomos direto para o aeroporto de guarulhos. Era uma sexta-feira, o que já indica que o transito é meio barra pesada, mas tinha um agravante: saída para o feriado, era dia 27 de abril. Chegamos no aeroporto por volta de oito horas, o vôo era quinze para as dez. Corremos para o balcão da american e graças a deus a fila de check in não estava grande. Conseguimos fazer tudo com relativa rapidez, mas infelizmente não deu para registrar na polícia federal a máquina fotográfica que estávamos levando. Ficamos meio chateados com isso, mas paciência, ficamos felizes por termos conseguido o check in. O vôo foi super tranquilo, eu consegui descansar a maior parte do tempo, a Tati que estava indo pela primeira vez não pregou o olho. Ficava o tempo todo olhando aquele mapinha que tem na tela do avião, com os dados do vôo.

Chegamos em Miami às 05:15 da manhã e fomos direto para a Alamo. Super rápido, e quase as seis horas estavámos saindo de Miami em direção a Orlando. A viagem foi ótima, mas realmente fica meio puxado dirigir quase 4 horas depois de uma niote inteira no avião. Fora o sono na estrada tudo correu bem. Chegando em Orlando fomos direto ao escritório do Ronaldo pegar ingressos para o jogo do Orlando Magic naquela mesma tarde. Gente, aqui, vale a pena uma aspas para o Ronaldo. Cara super atencioso, nota 1000. Pena não ter conhecido o site antes de comprar minha viagem. Na próxima certamente fecharei tudo com ele.

Conseguimos um early check in no Comfort suites em Orlando, tomamos um banho voando e fomos para o jogo n.º4 dos playoffs da NBA: Orlando Magic X Detroit Pistons. A NBA é um espetáculo a parte. Já tive a possibilidade de assistir um jogo do Toronto Raptors no Canadá e por isso quando vi que daria para ir a outro jogo nesta viagem não pensei duas vezes. Eu sou supeito para falar pois adoro nba, mas mesmo quem não gosta terá divertimento garantido nesses jogos. Tudo é um show. Apesar de o Orlando ter levado uma surra nesses playoffs, foi muito emocionante para mim poder ver as grandes feras do detroit pistons em quadra. Nos divertimos muito.

Depois do jogo passeamos um pouco no Florida Mall, muito grande e bem bonito. Não compramos nada, mas já ficamos meio tentados com algumas coisas. Fomos ao Wal-Mart e compramos alguns salgadinhos, água, suco, e toddynho. Super barato. Estava tendo uma promoção de disc-man por 9.99. Queria comprar uns 10 para dar de presente pro pessoal aqui no brasil (visto que um chaveirinho da disney custa + ou – 6 dolares) mas me segurei, não teria como carregar tudo isso, fora que o pessoal da alfadenga me pegaria com certeza......contrabando de disc-man.....

Depois disso, por volta de umas 10 da noite fomos dormir, já muito cansados, porém extremamente felizes. Nossa viagem começou a 1000 por hora.

 


 
 
Os trens da Big Thunder Mountain Railroad tem os seguintes nomes: I. M. Brave, U. R. Courageous, I. B. Hearty, U. B. Bold, I. M. Fearless e U. R. Daring.