Voltei - Relato da minha viagem!

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
3o. DIA - 25/11 - ANIMAL KINGDOM

 mensagem postada em 26/11/2007 - 11:11:57hs
 
 

Outro dia... outra dificuldade para acordar... o corpo doía mais ainda...

Vamos em frente, estamos na Disney:
Fomos ao Animal (que no final foi o parque que eu menos gostei, achei meio parecido com Beto Carreiro).
Chegamos ao parque, tiramos algumas fotos do Photo Pass (que vale a pena, pois as fotos são lindas, porém tem que aproveitar bastante, pois se tirar 100 ou 200 fotos, o preço é o mesmo).
Fomos ao Expedition Everest - Como não tinha fila alguma, falei para o namorido, vamos, ela é bem fraquinha, olha quanta criancinha... e lá fomos... coitado, quando a montanha russa começou a descer de ré, pensei que ele ia ter um treco, até compramos a foto onde eu estou com cara de felicidade total e ele com cara de apavorado. Eu fui mais uma vez, ele prometeu que não iria em mais brinquedo emocionante algum.
Saímos de lá e fomos ao 3D It´s Tough to be a Bug, bem legal...
Depois fomos ao Dicovery Island Trails, Kilimajaro Safaris, Kali River Rapids (que achei pouco emocionante pelo que se molha), e ver os diversos animais do parque.
Almoçamos no Rainforest Café, uma delícia, o garçom soube que éramos brasileiros e pediu para colocar música de axé para tocar.
Saímos de lá mais ou menos ás 14:00 h e fomos para o hotel descansar.
No outro dia teríamos um dia longo... Magic Kingdom...

 


 
2o. DIA - EPCOT - 24/11

 mensagem postada em 26/11/2007 - 11:11:39hs
 
 

DIA 24/11 -
Acorda cedo que é dia de ir para o Epcot.... quando levantei da cama, quase desisti... minhas pernas doíam, minhas costas doíam, meus braços doíam... tudo doía. Me arrependi amargamente de não ter deixado este dia morto, sem fazer nada, quem sabe curtir a piscina do hotel.
Mas, vamos encarar. Pegamos o ônibus para o Epcot... achei muito comodo e o trajeto é super rápido (10 min).
Oba, hj tem brinquedo !!!
Chegamos lá e o parque estava vazio, pegamos um fast pass para o Soarim e fomos tomar um café da manhã ali perto, no Sunshine Seasons, comemos um lanche super gostoso, eu tomei Coca-Cola e o namorido um café (US$ 18,00).
Após o café fomos The Seas With Nemo... bem brinquedo de criança, mas após o café não poderia ir em algo muito emocionante, até porque o namorido não gosta de brinquedos radicais.
Tinha uma pequena fila e de lá fomos ao Mission Space... Depois que entrei pensei que ia passar mal e neste o namorido foi comigo (lá dentro ele queria sair - não deixei, não podia passar vergonha). Super legal, a sensação é bem estranha.
Saímos de lá e fomos ao Living With The Land. Legalzinho.. bem tranquilo.
Depois fomos ao Soarin... Adorei...aquele cheirinho de laranja.
Ainda não estávamos com fome e fomos dar uma volta pelos países. Amei todos, lá encontrei o Pluto e pedimos para um Frances tirar uma foto nossa.... o doido cortou a cabeça pode ? Deixa pra lá, ele não falava inglês e até pedirmos novamente...
Vimos o filme do Canadá, da Noruega, o show lindo nos EUA, a Oktoberfest na Alemanha. Aliás, no pavilhão da Alemanha resolvemos comprar dois casacos da Adidas e ficamos conversando com a vendedora (que é alemã), falei para ela que a minha cidade (Blumenau) é de imigrantes alemães e que temos a Oktoberfest, que é considerada a 2a. maior festa da cerveja do mundo... e a guria não conhecia... do Brasil só tinha ouvido falar do RJ e SP... Ok, deixa pra lá.
Na Noruega eu provei o perfume Laila, mas acabei não comprando. Resolvemos jantar no México. Pedimos um prato e o vendedor disse que deveria ser dois... pensanmos e ok, tudo bem. Besteira pura, 1 prato deu para nós dois e o outro prato sobrou, só peguei algumas tortillas. Depois desta, não pedíamos mais dois pratos, primeiro pedíamos 1, se ficávamos com fome, pedíamos outro.
Voltamos aos brinquedos, fomos ao Honey, I Shrunk the Audience e fomos ao Test Track (que eu amei).
Saímos de lá e ficamos próximo ao México para ver o show Illumination.
Hora de voltar para o hotel.. banho e cama.

 


 
COMEÇAREI O MEU RELATO - 1o. DIA 22/11

 mensagem postada em 26/11/2007 - 10:11:58hs
 
 

"Primeiramente quero agradecer todos que postaram suas dicas no site, pois foi de extrema importância para o sucesso da minha viagem. Desta forma quero dividir minha experiência para que eu possa contribuir de alguma forma".

Vamos lá:
Depois de ter conhecido todo o Brasil (não que isto era minha prioridade, mas não tinha $$ sucifiente para ir ao exterior da forma que eu queria). Então este ano decidi que iria fazer a minha primeira viagem internacional...

Como nunca tinha ido para o exterior, decidi pelo seguinte:
Usar minhas milhas
Pacote terrestre contendo:
Transfer Aeroporto - Hotel
5 dias no All Star Resort
5 dias no Quality Inn
7 dias de carro com seguro completo

Saímos dia 22, numa linda manhã de sol de domingo. Pensei.. estava viagem será o máximo. Eu e meu namorido (namorado/noivo e futuro marido), fomos de carro até Floripa, pegamos um vôo para Congonhas, de lá pegamos um ônibus até Guarulhos. Estava usando minhas milhas e não tinha outro jeito...
Ok, chegamos em Guarulhos ás 14:00, sendo que nosso vôo seria ás 2:00 do dia 23. Matamos um tempo, quer dizer, um tempão até fazer no check-in. Fomos para a sala de embarque e a primeira parada no Duty Free:
Base MAC - US$ 25,00
Pó MAC - US$ 22,00
Rímel MAC - US$ 12,00
Pincel para aplicar base MAC - US$ 36,00 (dura 10 anos).
Ok, hora de embarcar... apesar das minhas milhas serem TAM, me colocaram num vôo da AA. Nem dei muita bola, estava indo para os States, não me interessa como... grande engano... quando entrei naquele avião eu queria morrer.... as poltronas super apertadas, meu joelho batia no banco da frente e o coitado do meu namorido então com 1,93 m. Engoli a minha raiva e fomos, acordadinhos até Miami. Chegamos em Miami ás 7:00 h e foi super tranquilo passar pela imigração: Passamos juntos e o cara perguntou:
- Nosso grau de relacionamento.
- Propósito da nossa viagem.
- Quantos dias.

Passado isto fomos matar mais um tempo no aeroporto de Miami (fiquei alucinada com o tamanho do aeroporto), apesar de viajar muito pelo Brasil, nunca tinha visto um aeroporto daquele tamanho. Hora de comer e meu primeiro susto: Pizza só de Peperoni ou Queijo (frango com caturipy, milho, palmito... nem pensar). O refrigerante pequeno era um copo gigante. Conhecemos um americano que estava vindo do Brasil e tinha ficado alguns dias em Campo Alegre, uma cidade aqui do interior de SC e a primeira coisa que ele me falou: Você vai estranhar a comida (mas eu entrarei em detalhes mais tarde).
Ok, embarcamos para Orlando e chegamos em uma linda tarde de sol, e este sol perdurou pelos 10 maravilhosos dias que eu fiquei por lá.
Pegamos o ônibus para o All Star Resort.
Chegamos lá... (que hotel encantador), corre para desfazer mala, tomar banho e pegar o ônibus para o MK, íamos a festa do Mickey Merry Very Christimas.
Quase tive uma parada cardíaca quando cheguei ao MK, era de noite, tudo decorado de natal... Até aquele momento não tinha caído a minha ficha que eu estava na Disney.. sim, eu estava lá... nossa, eu me diverti tanto com a parada, estava pior que aquelas criancinhas pequeninhas que acreditam em tudo. Eu olhava o castelo todo iluminado e não tinha como não achar que ali mora uma princesa, que tem um príncipe, etc.
Ok... vimos a parada, comemos umas besteirinhas (pipoca, doce) e retorno para o hotel, pois no outro dias iríamos ao EPCOT.

 


 
Conhecer Primeiro o Brasil

 mensagem postada em 26/11/2007 - 10:11:39hs
 
 

Essa história todo mundo já ouviu aqui pelo menos uma vez tenho certeza.

Que desculpa mais esfarrapada não é? Se perguntar para essa pessoa: Você ganhou uma viagem para o Nordeste ou Pantanal, ou para a Disney, o que você prefere, com certeza a resposta vai ser diferente, o Brasil vai ficar para trás.

Acho tão legal quando um amigo ou alguém da família vai fazer uma viagem (nacional ou internacional), fico bombardeando a pessoa de perguntas e faço questão de saber tudo depois, pois acho muito legal. Se conheço dou dicas, se não conheço quero pegar dicas, para ir algum dia.

Tem pessoas que são muito invejosas mesmo...Dá até dó!

 


 
Vouchers Disney e Universal

 mensagem postada em 26/11/2007 - 09:11:37hs
 
 

No pacote que comprei da agência de viagem (já inclui os ingressos da Disney e Bush Gardens), com os valchers da Disney, pegamos os ingressos na MGM que foi o primeiro parque que fomos. Pegamos uma fila com umas três pessoas na frente, foi rápido uns 20 minutos, e sem problema algum. Eles já nos deram os ingressos para os 6 dias, que usamos em todos os parques que fomos.

Já do Bush Gardens já nos deram os ingressos mesmo, só passamos eles pela catacra quando chegamos.

Os ingressos da Universal comprei pela internet. Vi alguém aqui falando que via as folhas de sulfite. É isso mesmo, comprei pela internet, imprimi aqui, sai um para cada pessoa com nome e código de barras, você imprime numa folha de sulfite.

É só chegar na island of Adventure ou MGM, e passar direto na catraca, onde eles lêem o código de barras. Só tomem cuidado para não molhar, principalmento no IOA que tem brinquedos que molham muito. Molhamos um pouco os nossos, sorte que não foi no código de barras.

Mas sabe o que fizemos para nos previnirmos, deixamos o e-mail com os ingressos no computador de uma amiga aqui no Brasil. Se perdessemos ou acontecesse algo com nossos ingressos, ligariamos para ela, ela passaria o e-mail para o hotel, ai era só imprimir e usar de novo. O engraçado é que logo no primeiro dia você cadastra suas digitais na catraca, acho que já teve algum engraçadinho que tentou passar os ingressos para outras pessoas. Ai com digital não tem jeitinho de brasileiro que dê jeito. Mas não era só para brasileiros a digital não, era para todos.

Veja bem, os meus ingressos valiam para 7 dias, usei 2 dias, se tivesse alguém que eu quisesse passar meus ingressos logo que fui embora, eles poderiam usar por mais 5 dias de graça? Não poderiam não pois os ingressos, estavam vinculados ás minhas digitais, e se não me engano nos parques da Disney também era assim, tinha dia que pediam para por nossos dedos, outros não... Muito legal esse sistema!

 


 
02/11 SEA WORLD / "MAGIC" Compras

 mensagem postada em 26/11/2007 - 08:11:15hs
 
 

Demorei, mas voltei!
Continuando depois de Epcot e MK no terceiro dia fomos ao Sea World.
Coloquei no meu roteiro Sea World e compras no mesmo dia porque achei que no maximo as 3h ficaria livre...Mas não foi bem assim.
Tenho uma filhinha, ”um doce de criança”, signo escorpião, me desculpem os escorpianos, mas que gênio indomável, ela com certeza vai trabalhar para o IBAMA, a própria defensora dos animais, super ecológica!
Chegamos às 9h estava abrindo, o estacionamento ainda estava bem vazio, na entrada quem revistou minha bolsa foi uma “senhorinha” brasileira uma graça, só que ela deu dicas demais.No meu roteiro coloquei os horários seguidos às 10h (clyde&seamore), 10:45(Pets Ahoy), 12h (Odyssea), Almoço, 1:30h(Believe), 2:30h(Blue Horizons) e missão cumprida, rumo as compras, ate parece, conseguimos cumprir o roteiro acima , mas meu bebezinho que ouviu todas as dicas daquela brasileira não esqueceu e quis conferir, meu marido também “ecológico” foi na dela, afinal coitadinha da criança, ela se encantou tanto com toda aquela natureza que analisou cada arvore, visitaram tudo, tubarões, tartarugas, arraias, lagos, jacaré, joaninhas, taturanas, minhoquinhas e tudo mais que vocês possam imaginar eu em alguns lugares até andava na frente, depois chamava os dois no radio e me encontrava, fiquei estressada, quase 6h o parque ia fechar consegui ir embora.Estava desesperada para ir as compras não consegui colocar no meu roteiro um dia só para compras, fizemos em dez dias, ou melhor, oito noites, sete parques e Cirque Du Soleil.
Saímos do parque, não sei se vocês se recordam meu marido foi campeão em se perder, conclusão cheguei no Florida Mall às 7h, parecia uma louca, criança cansada, meu marido quis comer, depois entramos na loja da Disney uma horinha perdida, ai meu marido ecológico caiu na real que estava em Orlando, começou a ver os preços dos óculos, calças, perfumes e surtou!Queria comprar tudo só que faltava uns vinte minutos para fechar, entramos na Abercrombie e só sai de lá quando apagaram as luzes.Fui embora frustrada, não comprei nada pra mim.
Se bem que toda essa correria de parques deixou meu marido sensibilizado, vou ate contar só para vocês do site o lado bom desta historia, como fui uma coitadinha, não trouxe quase nada, só presentes para os outros, meu marido esta me mandando de volta em fevereiro com meu bebe, preciso comprar muitas coisas da lista da Waldete.
Amanha continuo meu relato sobre o dia 03/11 tem Animal Kingdom, Bibbidi Bobbidi Boutique...Uma emoção para qualquer mãe e Cirque Du Soleil.
Beijos

 


 
17/10 - Ainda Epcot - A Missão

 mensagem postada em 26/11/2007 - 04:11:17hs
 
 


Continuando...

Após ir ao Soarin, fomos para o Pavilhão Living The Seas para ver o Nemo, é claro. Brinquedo fofíssimo! Prá criança então, um dos melhores! Pai, põe no seu roteiro aí, porque é obrigatório. Depois vá dar uma volta nos aquários que tem no Pavilhão e ponha seu filho(a) dentro da boca do tubarão para uma foto ótima. Eles adoram! Tinha um que não saiu de dentro do tubarão, então eu tive que tirar a foto dele mesmo. Não sei quem é, mas não tinha jeito: ou a foto era com ele ou com ele!
De lá, nos encaminhamos para o “Honey, I Shrunk the Audience” e vou te falar, de todos os 3D que eu vi, este é o pior. Chato, chato... Acho que é porque eu já não gostava do filme e não gosto do ator principal, então não vi muita graça não. Depois passamos na Coca-cola para tomar um pouquinho dos refrigerantes que tem no mundo. Um dos melhores é o de Israel (acho que é de lá). Vale à pena conhecer. Mas não se empolga, pô! Vai na manha, pega um pouquinho só e se você gostar, encha o copo! Se for na empolgação, vai travar a língua, porque nem todo refri é bom, sacou?
Feitos os principais brinquedos desta parte e já que a Spaceship estava em “refurbishment”, fomo para o World Showcase e como da outra vez, comecei pelo México. Genten, o México é tudo de bom, né! É o mais lindo, o mais legal, parece que você está numa vila mexicana. Além do que é noite lá dentro. O artesanato é muito dez e você fica perdido sem saber o que comprar, já que não é muito caro (a maioria U$ 7,00). Fomos no Gran Fiesta Tour, que tá fofo. Você tem que ir!
“Dispois” chegamos na Noruega. Não tinha boas recordações deste país, porque quando eu fui em 94, eu e meu irmão (na época eu com 17 e ele com 15 anos) fomos impedidos de ir no Maelstron, nos tiraram da fila na hora de entrar no barquinho. Não sei porque até hoje, na época pedi explicação, mas meu Inglês era péssimo, portanto não tive alternativa senão sair de lá. Desta vez, não tinha escapatória, eu ia nesse Maelstron nem que eu enforcasse uma daquelas loirinhas... e fui!
Feito o passeio de barquinho, que é bonitinho, vc vai pra um auditório assistir um filme da Noruega. Se soubesse que era tão chato, teria feito o que o José Carlos falou, na hora de entrar, aproveitar a porta da saída que estava aberta e fugir de lá! Kákákáká!
Agora a lojinha deles, é um espetáculo. Linda e cara. Umas roupas de inverno super pesadas e bem feitas. Dá vontade de trazer, mas vc fica pensando “não faz tanto frio em São Paulo que justifique ter no armário uns casacos daqueles”. Mas se vc é moça “viajadoira” e está sempre na Europa, recomendo! Para não dizer que não gastei nada, comprei um chaveiro de 0,90 (mais feio que aqueles que vc ganha no final de ano na empresa!), um chocolate de 5,00 (papel azul) e uma mini estátua por 14,00. O chocolate é tudo de bom, comprem que não vão se arrepender. Ah, moças, lá tem o tal do perfume Laila (é isso?) que todo mundo gosta, um pouco caro, mas só tem lá.
O próximo é o pavilhão da China e se você tiver sorte vai encontrar uns chineses muito fofos que ficam fazendo acrobacias na entrada do pavilhão. Uma espécie de mini prévia do Cirque du Soleil! Rsrsrs.
China é lindo, vá ver o cinema 360° deles que é bem legal. Depois você vai dar na lojinha que nada mais é do que uma filial da 25 de março! Tem de tudo, porcelanas, roupas, bolsas, sapatos, perfumes, incensos, etc. Faça a festa, porque o precinho é bom! Aproveita pra comprar o presente da sogra e das cunhadas chatas. Você paga baratinho e fala que é da China mesmo, afinal tudo é feito lá! Elas vão ficar contentíssimas e vc vai gastar uns U$ 15,00 com todas elas!
Isso dá raiva. Pensa só, você dá o presente pra pessoa, aí ela faz questão de ver a etiqueta e tudo da Disney é feito na China. Aí o pessoal tira um sarro: Nossa você foi para os States e os presentes são da 25 de março? Vai te catar!
Bom, continuando, vem a Alemanha e aí meu marido resolveu comprar uma cerveja irlandesa no carrinho da Irlanda. Custou a bagatela de U$ 7,00. É possível? Porém a atendente irlandesa era, praticamente, uma modelo, linda de olhos azuis que só faltava cegar. Aí eu entendi porque meu marido queria tanto tomar a bendita da cerveja de U$ 7,00!
Mas na Alemanha, que não tem nada pra fazer, existe uma mini cidade onde passa um trenzinho. Quando nós chegamos, tinha um rapaz (meio moça) que trabalhava lá, quase tendo um chilique: não era para menos, afinal uma lagartixa “suicidou” nos trilhos do trem, o trenzinho de mentira passou por cima dela e esmagou a coitada! Ela ficou grudada nas rodinhas do trem e o rapazote tava com nojo de tirar! Háháháháhá. Veja a situação, numa cidade em miniatura, o trem passa por cima da lagartixa e esmaga ela. Kákákáká! Num achou graça, beleza então. Te pego na saída...
Saindo de lá, vem a Itália. Lindo para tirar fotos, não tem nada pra fazer, apenas comprar e comer alguma coisa e fotos, muitas fotos. Continua....

 


 
17/10 - Epcot

 mensagem postada em 23/11/2007 - 04:11:50hs
 
 

Vamos para o Epcot! Êêêêê!!!!
Acordamos cedo, como todos os dias, cafezinho booommm... e, pegar busunga pro Epcot! Acordei animadaça, todos os problemas resolvidos (até então), porém uma forte, inesperada e -- palavra censurada -- dor na lombar estava lá, me matando desde o Magic Kingdom. Se levantava doía, se agachava doía, se deitava doía, se sentava doía! Ou seja, uma múmia tinha mais mobilidade do que eu àquela altura do campeonato. Mas fazer o quê? Tava na Disney, pó! Não tinha dor, nem olho gordo que me parasse naquele momento. Isso “memo”, OLHO GORDO! Alguém aí acredita nisso? Porque eu acredito piamente, depois dessa viagem. Aconteceu tanta coisa errada, que só pode ter sido olho gordo. Sabe aquela parentada que fica assim: “Nossa, vc vai para os “estaduzunidossss”? Com aquele olho que vc já sente o arrepio, antes mesmo de embarcar, pois é...Vai me dizer que não aconteceu isso com você? Aquela vizinha chata, invejosa, aquela amiga da onça, os cunhados (esses são os piores, né?)! Tá bom, a parentada na sua vida é toda boazinha... Que lindo! Fia, só muda o endereço, porque é tudo igual. O povo não sabe nem o que é Disney, mas fica com raiva mesmo assim, porque é nos “estaduzunidossss”...Quero ver se alguém vai ter coragem de comentar e se juntar à mim! Bom, voltando ao que interessa, me perdoem o ódio expressado, não costuma ser assim (falou, então!), mas é que, realmente, vocês vão ver pelo meu relato, que nem tudo são flores...
Chegando lá, felizona, já vendo aquela bola maravilhosa (como é linda, não?), um monte de gente chegando de monorail, lindo, já começou a lotar e vamo pra fila, pq o povo de lá é doido por fila e o pior, são desesperados, muito mais do que a gente, parece que o mundo vai acabar, eles passam correndo na sua frente, pisa no seu pé, mas...
O parque abriu, a fila andou e chegou nossa vez de passar o cartão na catraca e adivinhem? O cartão não passou, pois estava dando inválido e tivemos que parar no Guest Relations, again, e falar com o atendente tudo de novo. E, de novo, ele nos deu dois tickets individuais e lá vamos nós adentrar ao parque.
Passadinha no Leave a Legacy para fotos, ultra legal! Se tiver grana sobrando, aconselho deixar a cara lá nas pedras.
Primeiro brinquedo Ellen´s DeGeneres Adventure no pavilhão do Universe of Energy. Cara, não tinha ninguém! Entramos e lá cabe muita gente, devia ter umas vinte pessoas. Olha, o troço é demorado, porque primeiro passa um filme com a Ellen sobre como a energia afeta a nossa vida (se vc entender tudo, parabéns, seu Inglês é fenomenal!). Aí, depois, vc entra em outro lugar, onde tem uma espécie de auditório, mas fica claro que o auditório é um carrinho, então vc sabe que vai se mover...Ela aparece de novo, piada vai, piada vem, o carrinho começa a andar e aí você vê o tititi, o tótótó (não vou contar tudo que fica sem graça pra quem nunca foi) e quando o carrinho estava voltando para a sala inicial, o que acontece? A porcaria quebra no meio do caminho! Ficamos 20 minutos lá sentados, olhando para o nada. Meu, quebra o clima, maior “goza fora”, porque “os tiozão” da manutenção vem arrumar o carrinho na sua frente, pô. Não falo que é olho gordo? Mas o pior é que no filme, ela participa de um concurso e justo na última pergunta, que ela ia responder e talvez ganhar o jogo, o carrinho quebrou! Foi hilário, até agora não sei se ela ganhou, perdeu, qual a resposta? Se vc sabe, pelo amor de Deus, me diga! Ficou aquela sensação de quando o último pedaço de chocolate cai no chão, sabe?
Bom, indo em frente, resolvemos ir ao Test Track, marcava 30 minutos de espera, fomos para a fila e aí: o brinquedo quebra e nós levamos mais de uma hora para andar no brinquedo. Diz aí se não é olho gordo?! Se convenceu?:
O Test Track, te digo sinceramente, só é bom na hora que o carrinho faz a corrida na pista, porque o resto...
Aí, meu marido já começou a ficar irritado. Dois brinquedos quebram, consecutivamente, na hora que a gente vai entrar, já não tinha comido direito, aí veio o mau humor. Fala sério? Mau humor na Disney, acho que só meu maridão conseguiu esta façanha!
De lá fomos para o Mission Space, filinha até que rápida e fiu no laranja, que tem o tal do spinning. Mas convenhamos, a atração é ótima, interativa, eu era a piloto, o meu marido foi o engenheiro de bordo (?). Não lembro, acho que é isso mesmo, mas não senti nada de spinning. Mas muito bom, vale muitíssimo à pena ir.
Daí resolvemos almoçar e é claro, fui para o Pavilhão The Land, onde ficam o Soarin e o restaurante Sunshine Seasons. A comida é barata, boa quantidade (aliás tudo lá é feito na régua de Itu, porque vai ter comida assim lá nos quintos...) e parece suculenta, mas é sem gosto, sem tempero, mas cara, pra mim, tudo bem. Não ligo muito, mas meu marido, ai que tormento, só reclamação... Fomos para o Soarin, tempo de espera: 60 minutos. Foi a maior fila que peguei lá. Mas a atração é muito boa, e na fila você fica jogando num telão junto com a galera. No começo vc fica um pouco envergonhado, mas depois ta lá você pulando com as mãos pra cima, tentando furar bolhas, subir balão, levantar morro (não tá entendendo nada, né?). Você vai saber quando tiver lá.
O cheirinho da laranja é supra sumo! Né galera? Lembra só! Lindíssimo o brinquedo, se der, repita.
Continua...

 


 
16/10 - Typhoon Lagoon e Disney Quest

 mensagem postada em 21/11/2007 - 05:11:51hs
 
 

Vamos lá que é dia de brigar...
Acordamos às 07hs, tomamos nosso café da manhã e seguimos para a recepção do hotel, pois conforme já disse no relato anterior, tive problemas com os ingressos da Disney. Lá chegando, apresentei o voucher dado pela agência de viagens de Sampa e falei que o meu pacote de ingressos deveria estar na chave do quarto (que é um cartão). Aí foi uma hora em pé (é isso mesmo!) na recepção, ligando para tudo quanto é lugar, falando com um monte de gente, passando fax e tudo que tinha direito. O que aconteceu: meu “maravilhoso” agente de viagens fez duas reservas em meu nome em dois hotéis diferentes, uma no Swan e outra no Pop Century, porém os ingressos estavam cadastrados no Swan, para onde sequer imaginei me hospedar e no Pop Century não havia nada.
Imagina só! Até descobrir isso, tiveram que ligar pro Papa! Bom, conseguidos os ingressos e como já tava meio perdido o dia (eram 10hs), resolvi testar o cartão no Typhoon Lagoon e para lá nós fomos.
Chegamos lá, aquela musiquinha tipo “você está no Caribe”, tudo bonitinho e aí vc tem que alugar um armário, que custa U$ 5,00, mas vc tem que dar U$ 10,00 e depois que vc entrega a chave, eles devolvem U$ 5,00.
Bom, não precisa dizer que, onde ficam os armários vira a maior farofa da Praia Grande, porque todo mundo dá de tirar a roupa lá fora mesmo para não perder tempo. O saco é que não dá para ficar carregando máquina, chinelo, canga, etc, porque fica muito longe dos brinquedos, então mesmo que vc ache uma esteira para sentar, alguém tem que ficar olhando as coisas (é Disney, mas não dá para facilitar, né?). Como só estávamos eu e o meu marido, deixamos os chinelos numa esteira e fomos andar pelo parque. Aí fomos nos tobogãs (todos), agora não sei os nomes, mas já digo que não sou muito fã de parque aquático. Neste parque achei todos os tobogãs muito fraquinhos e acho que o mais legal é a prainha artificial, que a cada três minutos vem uma onda enorme, faz um p... barulho e todo mundo começa a gritar! É engraçado de ver! Pra quem for depois, acho que a melhor opção é ir no Blizzard Beach ou no Wet´n Wild, que parecem ser mais radicais. Ah, e a comida? Sem opção de restaurante, umas duas lanchonetes com a já famosa ribs, que depois de comer duas vezes, cê enjoa que não quer nem saber mais disso por um ano!
Aqui, não há muito o que falar, tanto que ficamos lá por umas duas horas e meia e resolvemos voltar para o hotel, afinal tinha que ligar para a agência de viagens em Sampa para ver como ficaria meu ingresso do Cirque du Soleil, que até aquele momento, não havia sido entregue.
Chegamos no hotel, fiz a famosa ligação de U$ 187,00 e tiramos um cochilo. Lá pelas 17hs resolvemos ir ao Downtown para ir no Disney Quest, que é um parque de diversões de fliperamas e afins (tudo para agradar o maridão). Entramos, tudo certo com o ingresso e lá tem três andares, em cada andar tem tudo quanto é tipo de fliperama de todos os temas: lutas marciais, boxe, futebol, corrida de carros, o que vc imaginar, tem. Um p.... saco pra mulher! Até tentei jogar um pouco, mas tenho a coordenação motora de uma preguiça com dor de barriga e aí já viu, né? Perdia tudo, não conseguia passar nenhuma fase! Chega enjoar, porque vc paga a entrada (no meu caso o tíquete “more fun”) e joga a vontade, o quanto vc quiser. Se seu marido ou filho forem viciados em jogos de vídeo-game, finja que este lugar não existe, se perguntarem o que é diga que é um shopping gigante de coisas de cozinha que eles não vão querer entrar!
A única coisa mais interessante para mim, é um brinquedo que vc monta a sua montanha-russa virtual e depois vc anda nela num carrinho que simula os movimentos que vc criou. Só que já te falo, é a pior montanha-russa que vc vai (tirando a Gwazi) em Orlando, porque a gente se empolga na hora de montar a bicha e vai colocando tudo o que é fisicamente impossível de acontecer, entendeu? Na hora que chega no simulador, tudo tem que ficar de fora (moeda, boné, colar, etc...), porque o negócio gira de acordo com o que vc quis, é uma b....! Fiquei super enjoada, minha cabeça começou a doer, acho que é porque os movimentos são mais lentos do que a montanha-russa comum. Então, não se empolgue, pô! Fica na sua, que vc se dá bem....
Bom, descemos ao primeiro andar e quase na saída tem um jogo que é dentro de um jipe, o qual tem uma tela gigante e parece que vc tá dentro do jogo. O problema é que só tem quatro desses e o povo entra e pensa que comprou o jipe com o ingresso, porque não tem Cristo que tire a galera de lá depois que entra. A porcaria é que o jogo nunca dá game over, porque vc sempre pode continuar, aí o resto fica chupando dedo. Só para ter uma idéia, ficamos meia hora em pé em um dos carros, esperando a vez, isto porque já tinha outras pessoas esperando nos outros carros, e nada da gente brincar. Fomos embora, porque, tive a impressão, que a galera ia dormir dentro do jipe, mas não ia desistir de jogar! Tô mentindo?
Saímos de lá eram umas 20:30h, demos umas voltas no Downtown, comemos uma pizza de uma barraquinha (não precisa nem falar da pizza, né?) e bora pro hotel dormir, que amanhã tem Epcot! Bjs.

 


 
Mais fotos e Videos

 mensagem postada em 18/11/2007 - 02:11:42hs
 
 

Continuando seguem mais fotos e videos da viagem:

FOTOS

Universal Studios Florida
http://andrejbr.multiply.com/photos/album/62


Sea World
http://andrejbr.multiply.com/photos/album/61

Downtown Disney & Universal City Walk
http://andrejbr.multiply.com/photos/album/60

Orlando
http://andrejbr.multiply.com/photos/album/58

VIDEOS

Sea World - Wild Artic
http://andrejbr.multiply.com/video/item/26

Sea World - Peixe-boi (é isso?)
http://andrejbr.multiply.com/video/item/27

EPCOT - Dança
http://andrejbr.multiply.com/video/item/25

EPCOT - Dança 2
http://andrejbr.multiply.com/video/item/28

Animal Kingdon - Apresentação
http://andrejbr.multiply.com/video/item/24


Ai que saudade... gente, sério... agora que já se passaram quase 2 meses que eu voltei, nossa está batendo uma saudade...rs

 


 
 
A atração Spaceship Earth está para o Epcot, assim como o Cinderella Castle para o Magic Kingdom. A famosa esfera geodésica tem peso superior a três vezes o de uma espaçonave totalmente carregada de combustível para lançamento. Ela é composta por 11.324 peças - triângulos compostos de alumínio e plástico - sendo que a água das chuvas é canalizada ao longo da sua estrutura e conduzida até a World Showcase Lagoon.