Voltei - Relato da minha viagem!

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Sérgio e Tati

 mensagem postada em 11/01/2008 - 02:01:01hs
 
 

Em primeiro lugar, ogrigado pelo elogio. Estamos tentando relatar com o máximo de detalhes.

Bom, o Fastpass funciona da seguinte maneira:

Após retirar o Fastpass, ele virá com um intervalo de 1h (exemplo: 13:05 às 14:05) que é o intervalo onde você poderá utilizá-lo.

Abaixo, uma outra informação que diz quando você poderá pegar outro Fastpass.

No caso do meu relato o que aconteceu foi o seguinte:

Pegamos um Fastpass para o Jungle Cruise que informava que após às 10h poderíamos pegar outro.

Saímos da Splash eram umas 10h05 e já pegamos o da Big Thunder.

(não sei se foram esses horários, mas é assim que funciona).

Outro fator é a questão do intervalo em que você volta na atração. Por exemplo:

Quando você chega cedo em um parque (que abriu às 8h da manhã - exemplo), acima das máquinas onde você retira o Fastpass sempre são informados os intervalos que estão sendo impressos no Fastpass naquele momento. Então, se o parque abriu às 8h da manhã e você está retirando um Fastpass, provavelmente o intervalo para você retornar na atração será entre 8h30 e 9h30. E às 8h30 você já vai poder retirar outro Fastpass.

Um abraço!

 


 
Dia 24 de dezembro: chegada em Miami

 mensagem postada em 10/01/2008 - 06:01:52hs
 
 

Chegamos em Miami as 18 horas, véspera de natal... Aeroporto VAZIO, portanto muito tranquilo. Fomos na Alamo pegar o carro, um Pontiac G6 0 km com teto solar!! Amei! o cara da Alamo foi super querido, nao quis empurrar nada adicional. Pegamos tb o GPS ( minha querida Catarina...) e fomos para o hotel Winter Haven em South Beach, na ocean drive. Hotel ótimo, todo reformado, de frente para o mar ( nosso quarto tinha um janelao de cara para praia, lindo!) e com custo acessível (129 dolares a diária). Ah, a minha primeira dica: aluguem GPS, é ótimo! Na minha viagem para califórnia nao alugamos e foi MUITO mais difícil... Bom, nos arrumamos e fomos caminhar na ocean drive... Outra dica: Estacionar o carro nos Public Parking... Diária de 8 doletas e tinha um na esquina do nosso hotel ( collins com 13 street).
Jantamos em um restaurante na calcada da praia... Comida muito boa e um astral divertidísssimo, pois ficávamos vendo as pessoas e os carrões passando.. AHHHH, já me deu saudade!

 


 
Capítulo 3: MGM Studios - 26/12/2008

 mensagem postada em 10/01/2008 - 05:01:32hs
 
 

E mais uma vez o despertador tocou às 6h30 da matina. Dessa vez os nossos pés já doeram ao tocar o solo.
Tomamos o nosso café da manhã no quarto e partimos para a MGM (depois vou pegar com a Pri a marca dos muffins que comíamos no café da manhã – sensacionais, trouxemos até para o Brasil).

Chegamos na MGM às 7h50. O parque estava abrindo. Na entrada, ganhamos um flyer que dizia: “Esse é um Fastpass extra. Pegue um Fastpass para a Torre do Terror e vá na Rock´n´Roller Coaster (ou vice-versa) e use esse Fastpass para assistir ao Lights, Motors, Action! Stunt Show às 10h.

Dito e feito. Parque vazio, pegamos o Fastpass da Torre e fomos para a Rock´n´Roller. Pegamos uma fila de uns 10 minutos e entramos. Na entrada da atração, ganhamos um cordão com pins, premiados pelo ano de Um Milhão de Sonhos. Bem bonito! Quanto à atração em si, pensei que fosse mais rápida e o som mais alto, mas vale pela ambientação. O som na fila é mais alto do que o som da atração em si, mas adoramos!

Saímos e fomos direto para a Torre. Nem precisamos usar os nossos Fastpass. Entramos direto, sem fila. Ficou muito melhor com esse programa de quedas múltiplas. Atração clássica e indispensável. Guardamos os Fastpass de recordação.

Depois da Torre tomamos o nosso rumo para o Lights, Motors, Action! Stunt Show. No caminho passamos pelo Star Wars e pegamos um Fastpass. Eram 9h30 e ficamos em um bom lugar. É espetacular!

Voltamos para o Star Wars e entramos direto com o Fastpass. Essa atração sim precisa de uma modernização. Acredito que a Disney pode “brincar” muito mais em cima de um filme como Star Wars. Parece que agora, com a mudança de nome do parque, estão prometendo diversas novas atrações. Já pudemos observar alguns canteiros de obra por lá.

Almoçamos no Backlot Express: o double cheese da Priscila estava bom, mas o meu frango...uma porcaria!! Aliás, deixo aqui uma sugestão para o Luiz que depois vou postar no tópico apropriado: poderíamos ter uma seção no site destinada a fotos dos pratos referentes aos respectivos restaurantes, o que acham? Acredito que ajudaria muita gente a escolher o que comer nos parques (acreditem, é difícil!). Eu posso contribuir com algumas fotos. No Busch Gardens eu almocei em um excelente lugar graças a uma dica do Feres, e uma foto que ele postou das Ribs on the BBQ que comeu.

Bom, depois do almoço fomos no Muppet Vision 3-D (continua muito divertido – fila de 10 minutos apesar do parque já estar lotado), The Great Movie Ride (fila de 30 minutos que acabou sendo de uns 20 minutos) – atração legalzinha, eu já conhecia, mas a Pri não. Ela gostou. Pena que a cast member do nosso carrinho era muito sem graça, apesar de esforçada. Tadinha.

Tiramos fotos com os personagens do filme Monstros S.A., Minnie e Goofy. Fomos ainda no Sounds Dangerous (muito chato, só é bom para descansar – ainda bem que não tinha fila!), show da Beauty and the Beast, Walt Disney One Man´s Dream (bem interessante) e às 6h estávamos na arena onde acontece o Fantasmic!. Pegamos um excelente lugar e assistimos ao melhor show de Walt Disney World. É emocionante!
Depois do Fantasmic! Fomos tirar fotos do parque iluminado (lindo) e assistimos ao Spectacle of Lights (bem legal). O local onde ocorre o show estava abarrotado de gente, mas com um clima muito legal (rolando música, nevando...).

Saímos do parque e fomos direto para o Wal Mart, que estava todo revirado e lotado de brasileiros (parecia até um Carrefour da vida). Compramos algumas comidas, uma torradeira e eu comprei uma calça Jeans Wrangler por US$ 12,00, além de outras coisas (vale ressaltar que depois de ir no Target você provavelmente não vai querer mais saber do Wal Mart).

Quando vimos às horas, já eram umas 23h e precisávamos de comida (não ia dar para ficar mais um dia lanchando à noite). Tem um Dennys dentro do complexo onde fica o Wal Mart da John Young e lá fomos nós. A comida estava boa: Steak com um arroz maluco e baked potato. O preço também é ótimo. Já conhecia o Dennys e confio na cadeia, mas dependendo da loja você pode ser mal atendido e a comida estar ruim, vai entender.

Voltamos para o hotel, banho e cama, pois o dia seguinte reservava grandes emoções: Busch Gardens e Cirque du Soleil.

Até lá!

 


 
minha viagem !

 mensagem postada em 09/01/2008 - 09:01:39hs
 
 

GEnte, voltei 2a. feira, e já estou morrendo de saudades de Orlando. Segue aí meu relato !

1º. Dia 28/12/2007 – embarque – era uma sexta-feira, véspera do feriado do Reveillon, temíamos o trânsito da Ponte Rio-Niterói e a Perimetral. A operadora marcou às 19h, saímos de Botafogo 17h30min, mas não tinha trânsito, chegamos 18h no aeroporto, uma hora antes do horário marcado. O vôo só saía às 22h50min, mofamos no aeroporto.

2º. Dia – 29/12/2007 - dormimos mal, classe econômica é f..... Chegamos em Atlanta e perdemos muito tempo na imigração, resultado perdemos a conexão e ficamos 4h no aeroporto de Atlanta aguardando outro vôo, todos lotados, muito frio em Atlanta. Qdo. chegamos em Orlando direto para o Sea World, sem passar sequer no Hotel. Muito calor em Orlando. Cansativo, mas o Sea World é lindo. Alimentamos os golfinhos, vimos as arraias, os tubarões, almoçamos no Smoky Creek Grill, lotado o parque. Encerramos com o Show da Shamu e fomos para o hotel Quality Inn – na International Drive – local é ótimo, um Wallgreens do lado, uma Pizza Hut em frente, um shopping em frente, dentro do hotel uma delicatessen, um restaurante, uma lojinha de souveniers. O hotel tem secador, ferro de passar, tábua de passar, aquecedor/ar condicionado, frigobar, máquina de gelo e lavanderia no hotel, mas quem está acostumado com conforto dos hotéis brasileiros, estranha muito.

3º. Dia – 30/12/2007 – fomos para o Magic Kingdom. É lindo. Chegamos de barca. Lindo de ver de longe, lindo de ver de perto. Parque lotado, fomos direto para os brinquedos com maior fila. Começamos pelo Pirates of The Caribbean, lindo ! Fomos para a Big Thunder Mountain Railroad, Splash Mountain, Cinderella Castle, Peter Pan’s flight, amamos o Mickey’s Philharmagic. Vimos a casa da Minie, a casa do Mickey, a parada da tarde, a parada da noite, o show de fogos, e compras e mais compras.. Comemos o melhor cachorro quente da Disney na Main Street. Saímos do parque de railroad.

4º. Dia – 31/12/2007 – Epcot – Cansativo, ou melhor extremamente cansativo. Parque lotadíssimo. Como era reveillon, tivemos que chegar no parque 8h, pq o parque iria lotar e fechar. Dito e feito. Chegamos no parque às 8h, qdo. abria. Amamos o Test Track, custamos a sair de lá. Fomos no Mission Space, Universe of Energy, Wonders of LIfe, Honey I Shrunk the Audience, The Living Seas e amamos a Soarin. Perdemos um tempo enorme na sala dos autógrafos para tirar fotos e autógrafos com os personagens, mas valeu a pena. Tiramos foto com o Mickey, a Minnie, o Pluto, o Tico e Teco e o Pateta. Almoçamos no Electric Umbrella Restaurant, hamburguers, fritas e refrigerantes. Passeamos na World Showcase, lotados, mais o pavilhão mais lotado era o do México e o mais animado era o do anfitrião, ficamos fugindo da chuva no pavilhão da Alemanha, tomando cerveja e comendo salsichão com chucrute. A chuva passou fomos para o pavilhão do anfitrião com música latina, ficamos dançando, tocou até a Ivete Sangalo. Fomos para o pavilhão da França, tomar champagne, já era quase meia-noite, voltamos para a frente do lago para ver os fogos e voltamos exaustos para o hotel.

5º. Dia – 01/01/2008 – Animal Kingdom – Começamos o dia mais tarde e fomos para o Animal Kingdom. Começamos pela arvore da vida e seu cinema3D (It’s Tough to be a bug!), fomos para o Kilimanjaro Safári (os animais não ficam tão pertinho, mas dá para vê-los bem). Fomos ao Festival ao Lion King (bonito, mas chatinho que dá sono !). O mais legal do Animal Kingdom para minha turma foi a Expedition Everest – muiiito legal !!!!! Fomos a Dinoland – um horror para a coluna. Almoçamos no McDonald’s. Estava esfriando ! Depois do parque fomos para Downtown Disney, jantamos no Planet Hollywood, fomos a loja da Lego e a megaloja da Disney (Disney Downtown Marketplace). Esfriou muiiitto !!!! Hoje também era noite de Cirque du Solei. Um gelo !!!

6º. Dia – 02/01/2008 – Busch Gardens – MUITO FRIO EM TAMPA !!!!! Começamos pela Montu – muito frio lá em cima. ! Muito looping, legal ! Não gostamos da Gwazi, balança muito. Amamos a famosa Sheikra, demais ! Fomos passear de trem pelo prem pelo parque e o frio piorou. Almoçamos no Desert Grill Restaurant. Saímos do parque e fomos para o Premium Outlet para as compras e a loja de eletrônicos. Jantamos no Vitório´s um restaurante brasileiro, cansados de comer hamburguers.

7º. Dia – 03/01/2008 - Universal – Muito legal. Fomos no ET, no Jaws, no Jimmy Neutron’s Nicktoon blast, no Men in black Alien Attack, no Shrek 4-D, o exterminador, o desastre, mas minha turma votou como o mais legal do parque o Revenge of the Mummy – muiiiito legal !!!! Tanto a história, qto a montanha russa em si, qto. os faraós dando susto em quem saía do brinquedo. Valeu !!! Fomos ao Prime Factory Outlet World para mais comprinhas.


8ª. Dia – 04/01/2008 – MGM Studios – Muiiito legal ! Fomos no Voyage of The Little Mermaid, a Torre do Terror (a preferida da galera lá de casa, fomos várias vezes), a montanha do Aerosmith (muito legal !). o show dos muppets (chatinho), O Indiana Jones, o Light Motors Action (muito legal !) e o Fantasmic (lindo !!!!). Saímos do parque e fomos para o Wallmart e terminamos jantando novamente no brasileiro Vitorio’s.


9. dia – 05/01/2008 – não fomos a parque, optamos por passar o dia todo no Florida Mall. Entregues ao consumismo.. Muitas compras, muitos brasileiros.

10º. Dia – 06/01/2008 – hora de voltar.

Já estamos planejando voltar em Orlando !!!

 


 
Capítulo 2 - Magic Kingdom - 25/12/2007

 mensagem postada em 09/01/2008 - 01:01:37hs
 
 

O despertador tocou às 6h30. Pulamos da cama na maior disposição, como se tivéssemos dormindo 10h seguidas. Fazia um pouco de frio, mas ao longo do dia a temperatura se manteve muito agradável (em torno dos 25°C), a propósito, durante essa viagem pudemos perceber como o clima do nosso planeta está mudando: pegamos muitos dias de sol, calor e 3 dias de muito frio, com temperaturas abaixo dos 0°C.

Tomamos o nosso café da manhã no quarto (pão com cream cheese, queijo, achocolatado, muffin de chocolate...). DICA: Comprem o cream cheese do WALGREENS (marca própria). O nome é DEERFIELD FARMS. Uma delícia! Melhor que o Philadelphia e mais barato.
Alimentados, fomos para o Magic Kingdom. Os parques abriam às 8h da manhã nessa época e às 7h45 já estávamos no estacionamento. Aquela organização peculiar, com marca registrada Disney. O estacionamento estava começando a encher, mas pegamos o trenzinho que nos leva ao Transportation e Ticket Center sem fila.

Já estávamos com os ingressos, então fomos direto para o Monorail. Uma pequena fila e em 5 minutos já estávamos em direção ao mais mágico de todos os parques.
Chegando lá, passamos pela revista, pois eu estava com uma mochila. Rapidinho também. DICA: Os americanos adoram uma fila. Reparem que eles sempre buscam a maior fila. Tinham uns 20 caras para revistar as bolsas e eles se concentravam em 3 ou 4. Era só caminhar um pouco para o lado que tinha uma fila bem menor ou inexistente. Esse tipo de comportamento se repete em praticamente tudo que tenha uma fila (alguém já havia dito isso aqui no fórum).

Bom, entramos no parque. Somos dois fanáticos pela Disney e Walt Disney World, então não preciso nem descrever a nossa emoção e satisfação em estarmos ali, na Main Street, com um mapinha na mão e o Castelo da Cinderella ao fundo (até porque é impossível de descrever essa sensação). O parque estava começando a encher, mas não tínhamos pressa. Logo na entrada pegamos uma fila para tirar foto com o Pluto (o favorito da Pri). E muitas fotos!

Depois tomamos o nosso rumo para a Adventureland. Tiramos um Fastpass para o Jungle Cruise e entramos direto no Piratas do Caribe direto, sem fila. Ficou muito legal depois da atualização. Depois do Piratas fomos para a Splash Mountain. Nos colocaram na primeira fileira do tronco e por sorte estávamos com as nossas capas (que levamos do Brasil, fruto das nossas viagens anteriores, afinal, nenhum de nós queria gastar US$ 7,00 em um pedaço de plástico). A queda em si não molha tanto, mas o problema é uma hora em que o tronco que está caindo joga água em cima de você (muita água).

Saímos da Splash e já pegamos um Fastpass para a Big Thunder. Fomos para o Jungle Cruise usar o nosso Fastpass. A atração é muito antiga e achamos que deveria ser revitalizada.
DICA: Usem e abusem do Fastpass. É uma verdadeira mão-na-roda e tem muita gente que não sabe ou não lembra (vai saber?!) de utilizá-lo.
Depois do Jungle Cruise fomos usar o nosso Fastpass na Big Thunder. Já era hora do almoço. Almoçamos no El Pirata y el Perico Restaurante (perto do Piratas do Caribe). Comida mexicana. Você compra o taco e pode rechear com um monte de coisa. Estava gostoso e tem umas opções de Taco Salad muito boa. Recomendo para quem não quer comer hamburger e o preço é aquele padrão dos restaurantes baratos da Disney (tudo deu uns US$17,00).

Depois fomos na Haunted Mansion e pegamos uma fila de uns 15 minutos. Em seguida, Mickey´s Philharmagic: SENSACIONAL (fomos 1 vez com o Fastpass e repetimos pegando uma fila de 15 minutos). Uma das melhores atrações de Orlando. É o puro espírito Disney. Vimos a parada e depois seguimos para a casa do Mickey. Entramos na fila para tirar a foto clássica com ele (uns 20 minutos) e fomos para a Tomorrowland. Tiramos um Fastpass para o Buzz e fomos no Carousel of Progress: um clássico e a música não sai mais da sua cabeça.

Seguimos para o Monsters Inc. Laugh Floor ( fila de 10 minutos): adoramos! Uma das melhores atrações na nossa opinião. A tecnologia empregada é incrível. Demos boas risadas.
De lá, direto para o Buzz: Fastpass! Zero minutos de fila. Entramos direto. A arma é meio dura de apertar. É bobinho, mas eu ganhei da Pri! Minha maior diversão nessa atração foi ficar girando o carrinho sem parar.

Fizemos ainda o Transit Authority para descansar e das atrações do MK que queríamos fazer só ficou faltando a Space Mountain (que estava com os Fastpass esgotados e fila de 120 minutos. Como teríamos um repeteco de Magic Kingdom, nem esquentamos. Fomos no It´s a Small World (10 minutos de fila), outro clássico de WDW e seguimos o nosso rumo para o Casey´s Corner para comermos Hot Dog. Muito bom. Ficamos ali para assistir a Spectro Magic e o Wishes de Natal (muito bonito, mas preferimos o tradicional). Antes do término já fomos nos dirigindo para a saída do parque por dentro das lojas.

Ficamos sabendo através de uma vendedora que o parque estava lotado e tinha fechado às 11h da manhã! Estava realmente muito cheio e nessas horas nem a poderosa Disney consegue manter os padrões de limpeza e organização: as latas de lixo estavam transbordando, alguns banheiros bem sujos...
Como profissional de marketing e comunicação eu me sinto no dever de escrever para eles relatando esse tipo de experiência e tenho certeza de que vão me responder (depois divido essa resposta com vocês).

Fomos embora cansados e felizes. Era só o segundo dia (primeiro de parque). Como era Natal e estava tudo fechado, fomos para o hotel e lanchamos no quarto. Fomos dormir às 12am. Ainda tinha muito o que acontecer e o dia seguinte era dia de MGM, ou se preferirem, do rebatizado Disney Hollywood Studios (mas quando fomos ainda era MGM).

DICA FINAL DO DIA: Alta temporada? Não tem jeito! Levante cedo e esteja por dentro dos horários de funcionamento dos parques (muita gente não sabia que eles abriam às 8h nessa época). Evite as Extra Magic Hours. Nesse dia de lotação máxima do MK só faltou a Space Mountain. Fizemos tudo com calma, parando para tirar fotos e a maior fila deve ter sido de 20 minutos. É claro que não deu para ficar repetindo as atrações, mas curtimos muito mesmo assim.

Até o próximo dia (MGM).

 


 
Dia 07/01 Epcot

 mensagem postada em 09/01/2008 - 12:01:50hs
 
 

Pulei 1 dia. Fomos no dia 07 para epcot. Seguindo orientaçoes daqui do VPO programamos o parque para segunda. Chegamos antes de abrir. quando abriu corremos..corremos... fomos os terceiros no SOARIN. Otima atracao... depois fomos ao test track para pegar o fast pass. nem precisou..fila de 10 minutos. o parque estava vazio mesmo. um sol lindo uma temperatura agradavel. tiramos fotos com todos personagens sem fila...brincamos em todas as atracoes. foi otimo. nao ficamos para o show final pois estavamos cansados. otima pedida de ir segunda.
amanha temos universal dia 09/01. depois 10/01 mk e 11/01 bush para acabar animal kingdom no sabado. voltamos dia 13/01. abs
Bruno e Julia

 


 
Silze

 mensagem postada em 08/01/2008 - 09:01:55hs
 
 

Oi Silze,

as vantagens de trocar travellers são:

- Travellers tem uma cotação mais baixa do que papel moeda, portanto, você está comprando papel moeda por 1,85 quando na verdade está 1,89 em casas de câmbio (por exemplo);

- Quando você voltar para o Brasil e for trocar os seus travellers que sobraram, eles serão muito mais depreciados do que papel moeda, ou seja, vale a pena trocar alguns travellers para você não voltar ao Brasil com eles;

Os travellers são realmente muito bem aceitos, mas você não pode dispensar andar com papel moeda na carteira, e a melhor forma de fazer isso é comprando travellers por uma cotação mais baixa e depois trocá-los quando chegar lá.

bjs!

 


 
BRUNA

 mensagem postada em 08/01/2008 - 08:01:04hs
 
 

Desculpe me intrometer mas, porque vc quer trocar os travellrs? Vc os usa para pagar qq coisa até sorvete na barraquinha e o troco vem em espécie. Não precisa fazer a troca com ninguém, muito menos pagar por isso.

 


 
Bruna

 mensagem postada em 08/01/2008 - 06:01:29hs
 
 

Oi Bruna!

O Ronaldo troca travellers e não cobra nada por isso. É claro que não é para abusar, né? Ele troca dentro das possibilidades dele. Antes de vir embora trocamos todos os poucos que restaram.

bjs!

 


 
Atlanta - Imigração - Orlando (final)

 mensagem postada em 08/01/2008 - 06:01:23hs
 
 

Depois do almoço demos uma volta pelo Mall at Millenia (shopping muito bonito e com lojas de todas as grandes grifes – os preços são mais caros). Entramos na Macy´s e foi impossível não começar a gastar: A Pri comprou maquiagens da MAC e foi toda maquiada pela vendedora, enquanto eu renovei todas minhas cuecas e algumas meias sociais.
Saímos do Millenia e fomos para o Florida Mall, que mais tarde seria eleito pela gente como um dos melhores locais para compras. Deixamos mais umas verdinhas na Oakley, demos uma olhada nos preços da Swatch e o corpo já estava pedindo um break. Eram quase 18h e o shopping estava fechando (véspera de natal). Os dias de compras ainda estavam por vir.

Fomos para o hotel: Quality Inn Plaza.

OPINIÃO SOBRE O HOTEL: Para chegar morto e dormir, é o suficiente (custo x benefício). Fica muito bem localizado, perto da Sand Lake, com um Walgreens e uma Victoria´s Secret em frente, Ponderosa, Sizzler e Olive Garden ao lado e uma Pizza Hut literalmente no estacionamento, entre outras opções. É muito fácil ir para qualquer lugar a partir desse ponto.

Como nem tudo são flores, tivemos alguns problemas: No dia da nossa chegada ficamos sem chave, pois eles estavam com um problema na máquina que as codifica. A arrumadeira teimava em não deixar o quarto arrumado todos os dias, mesmo deixando tip.

Ficamos em um quarto no 4º andar, de frente para a piscina e para a I4. Era barulhento, mas graças ao estado em que os nossos corpos se encontravam no momento do retorno ao hotel, isso não incomodou.

O quarto era de fumantes, mesmo eu tendo pedido um quarto de não fumantes. Tentei trocar e não consegui, pois todos os não fumantes estavam ocupados.

Conclusão: Apesar de ser "suficiente", não voltaria a ficar nele, pois acredito que existem opções melhores dentro da mesma faixa de preço. Além disso, o problema da chave foi uma dor de cabeça e fomos dormir às 12am no dia da nossa chegada por conta disso. Mas para quem vai agora e já está com ele reservado, fique tranqüilo, pois não é nenhum show de horror.

Ufa! Estamos cansados! Fui até o Walgreens e comprei o nosso café da manhã, muffins, Pringles e outros itens de sobrevivência mais imediatos. Fizemos um lanche, matei a minha saudade do Mountain Dew (apelidado de "foco de dengue" pela Pri - por ser na cor amarela) e desmaiamos.
Mas amanhã é dia de Magic Kingdom! Como vamos encarar um parque lotado em pleno dia de natal? Quem viver verá!

Até lá!

 


 
 
Quando anoitece é possível observar no segundo andar da Mansão Mal-Assombrada na janela acima da porta de entrada a figura de um fantasma passando entre os cômodos.