Embarque - Declaração de Bens

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Esclarecimento (mais uma vez)

 mensagem postada em 05/02/2011 - 02:02:08hs
 
 

A DST não existe mais. Não se declara a saída de bens!!! As antigas, poderão ou não, a critério do agente fiscal serem aceitas mas, se ele quiser, pode exigir prova na regular nacionalização (prova da entrada regular com o pagamento do imposto). Depende de sorte ou azar, infelizmente.

Quanto às câmeras, também a critério do fiscal, poderão fazer parte da cota de $500 já que todas filmam e filmadoras entram na cota!!!

Tenho certeza que a redação do Decreto foi dúbia de forma proposital e, infelizmente, tudo depende de sorte ou azar na hora da fiscalização!!!

 


 
Felipe - Adendo

 mensagem postada em 05/02/2011 - 02:02:24hs
 
 

Somente um adendo, a DST (Declaração de SAída Temporária) foi descontinuada em 2011.
Em suma, a partir de 01/2011 quando se tratar de saída de bens, para que os mesmos não constem na cota na data do retorno basta levar as Notas Fiscais dos produtos em questão.
Não há necessidade de declarar mais nada na saída, apenas estar com as Notas Fiscais no regresso.

Abraços!

 


 
Mônica - e agora

 mensagem postada em 23/11/2010 - 08:11:40hs
 
 

E agora é que ferrou tudo. Quem tem já tem a declaração, ela ainda é válida, mas quem não tem então o jeito é deixar os equipamentos aqui no Brasil, pois você não tem como comprovar que ele entrou legalmente no Brasil na viagem anterior.

Também estou com esse problema, pois comprei uma filmadora de 800 dolares nem maio e não registrei ela. Agora não posso levar a filmadora, pois corre o risco do fiscal argumentar que comprei a filmadora nessa próxima viagem.

Uma possibilidade, teria que checar, é você apresentar a nota-fiscal do aparelho junto com o passaporte com a data da viagem anterior e dizer que perdeu a declaração. Se bem que pela lei, nós somos obrigados a guardar por 5 anos os documentos oficiais. Na minha interpretação, isso poide significar que equipamentos com mais de 5 anos não deveriam ser problema na alfândega na volta.


 


 

 mensagem postada em 13/09/2010 - 09:09:59hs
 
 

Pessoal,

meu irmão foi na Receita Federal esse final de semana, para registrar a filmadora, celular, máquina... Enfim, vamos lá:
- Eles não registram celular;
- Eles só registram máquinas acima de 8 megapixels... Máquinas com megapixels inferior não precisam ser registradas;
- E, o próprio pessoal da Receita ainda não sabe o que acontecerá depois do dia 1º de outubro. Se essa declaração vai continuar valendo...

 


 

 mensagem postada em 09/09/2010 - 08:09:53hs
 
 

Pessoal, ATENÇÃO _ a declaracao de saida temporária, nao foi extinta!!! e NEM SERÁ !!!

A legislacao só foi aliviada para se adequar com algumas praticas que alguns fiscais ja vinham seguindo.

Se o equipamento é nacional vc nao precisa de DST.

Se for importado é bom ter a NF, mas muitos fiscais fazem sem DST. Só se o cara for chatolino. Vc pode dizer que alguem trouxe de fora e a pessoa trouxe dentro da cota dela.

Na maioria das vezes se o equipamento tem sinais claro de uso e idade, o fiscal vai até nao querer fazer a DST, pois se é visivel que o aparelho é usado, nao vao causar problema quando vc voltar com ele.

 


 
Fabio

 mensagem postada em 08/09/2010 - 06:09:17hs
 
 

é, realmente um mistério se nem Darth Fabio sabe a resposta! hahahahaha!!

bom, ficamos aguardando alguém do VPO que passar pela mesma situação nos contar como proceder.
até porque NF tem 'validade' a tinta é tão porcaria que em pouco tempo ela vai sumindo..tenho comprovantes bancários de janeiro que quase não se lê mais nada. Deve ter algum outro meio!

mas obrigada, vamos aguardar pra saber..!

 


 
Fabio

 mensagem postada em 08/09/2010 - 04:09:12hs
 
 

oi Fabio!

aproveitando a dúvida da Natacha.. eu viajo em Dezembro, quando a DST não mais 'existirá'. queremos levar o netbook da minha mãe para usarmos a internet de vez em quando. ela comprou lá ano passado, então o modelo é recente aqui, ficaria difícil de comprovar que é usado há 1 ano, até porque foi comprado lá nos EUA, tá todo em inglês. não temos a menooooor idéia de onde esteja a nota fiscal... como proceder?
a DST ainda vai estar disponível para esses casos?
obrigada!

 


 
Fabio Liporace

 mensagem postada em 08/09/2010 - 01:09:16hs
 
 

Fábio me tira uma dúvida.
Vou levar a minha máquina, que eu não tenho Nota Fiscal. Se eu fizer a declaração de bens antes da lei, e na viagem apresentar ela, eles vão aceitar?

Viajo em outubro, quando a lei já estiver em vigor.

 


 
ALFANDEGA

 mensagem postada em 23/08/2010 - 04:08:12hs
 
 

Gostaria de saber o seguinte:
Irei levar em minha viagem um notebooK e uma maquina fotografica.
pelo o que eu entendi a maquina nao há mais problema com a alfandega. Já o notebook tenho que estar com a NF em mãos. Se eu não tiver a nota há algum problema? Não tem nenhuma declaração na PF dizendo que eu já sai com este bem daqui do Brasil?

 


 
Luciana Greice

 mensagem postada em 23/08/2010 - 04:08:34hs
 
 

A declaração de bens você faz na Receita Federal no aeroporto, preenche um formulário com os dados do seu objeto, normalmente exigem que você apresente a nota fiscal (mas nem sempre). Com a nova lei, a partir de outubro não existirá mais declaração de bens... se você for viajar com um aparelho eletrônico novo (tipo um notebook, filmadora, etc), você precisa levar junto a nota fiscal do produto pra provar que você já saiu do país com ele. Se você não possuir a nota, seu produto pode ser tributado na volta, pois o fiscal pode deduzir que você comprou no exterior... acho que objetos velhos, com marca de uso não correm perigo!

Ou você faz a declaração antes da nova lei entrar em vigor, ou então viaje sempre com as notas fiscais, se não tiver as notas, é melhor deixar o equipamento em casa.

 


 
 
Enquanto você caminha pela casa da Minnie em Mickeys Toontown Fair ouça a sua secretária eletrônica, pois o Mickey e o Pateta deixaram mensagens para ela enquanto ela estava fora.