Parques - Atrações - Radicais

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
Para Flávia

 mensagem postada em 21/06/2009 - 11:06:45hs
 
 

Olá, Flávia, ano passado minha filha tinha 4 anos e fui com ela na verde e meu marido na laranja, para pequenos e ideal é a verde mesmo, mas meninos costumam gostar de mais adrenalina, o laranja é realmente mais power. Qual a idade e tamanho dos meninos?

 


 
Luciana - Mission Space

 mensagem postada em 19/06/2009 - 07:06:37hs
 
 

Complementando o relato Fabio, na entrada do brinquedo vc faz a opção por ir na verde ("no spinning")ou laranja (spinning"). A diferença entre as duas opções é justamente o "spinning", o brinquedo gira e simula a força da aplicada sobre o astronauta no lançamento da espaçonave, o resto é exatamente a mesma coisa. Se vc não tiver problemas com brinquedos fechados que giram, escolha a laranja, pois na minha opinião a verde não tem graça nenhuma...hehe

 


 
loopings

 mensagem postada em 18/06/2009 - 12:06:07hs
 
 

Vi muita gente aqui com medo dos loopings mas, gente, os looping na verdade são a parte "menos pior" da montanha russa!
O duro são as quedas e etc, o looping na verdade você só vê o trilho na sua frente e sente uma pressão, mas só. Nem dá pra sentir que tá realmente virando de ponta cabeça...
Pelo menos é o que eu acho! hehe

 


 
Luciana

 mensagem postada em 17/06/2009 - 11:06:30hs
 
 

O Mission Space e uma simulacao de um voo a Marte, voce gira, mas nunca vai ficar de cabeca para baixo.
Eu tambem ja vi varias pessoas que nao se sentiram bem, porem essa Atracao tem duas versoes, acho que voce deveria ir primeiro na Ligth que e menos radical, se voce se sentir bem entao tente a outra versao.
Na primeira vez que fui, acho que estava um pouco aflito e senti na decolagem que o meu cerebro parecia que estava sendo empurrado para traz, voltei outraz vezes e ja me senti mais tranquilo.
Eu tambem nao sou muito fa dos Roller Coasters principalmente os que tem caidas muito bruscas

 


 
Mission Space

 mensagem postada em 17/06/2009 - 11:06:05hs
 
 

Pessoal, quanto a montanhas sou muito medrosa , só fui na Splash Mountain, na primaveri Hill(acho que escrevi errado) e a montanha do MK, que é numa mina e quase morri.Mas minha grande duvida é quanto ao Mission Space.O que realmente se oassa la dentro?A gente fica de cabeça pra baixo?O brinquedo gira?Porque já ouvi muitos elogiarem e gente que saiu muito nauseada mesmo.Queria ir mas sabendo o que ocorre.Por favor me contem sua experiência nele.

 


 
Luiz Gustavo

 mensagem postada em 26/10/2008 - 02:10:20hs
 
 

Vamos ver se ganho coragem para ir na Aerosmith, porque na Hulk tenho certeza que não tenho...rsrs

Mas já vou ficar satisfeita em ir na Everest e Múmia, porque ano passado não fui pois meu marido não vai e eu não quis ir sozinha, na época meu filho não tinha altura ainda.

Também vamos em dezembro

 


 
Doriane

 mensagem postada em 25/10/2008 - 07:10:36hs
 
 

Acho terrível é vc não ir nessas atrações, tanto a Rock'n rollercoaster e a Hulk tem uma das melhores saídas de montanhas russas do mundo, no meu caso ir para Orlando e não visitar essas atrações é não colocar a cereja no topo do bolo, já cheguei a ir em ambos os parques (Universal Island of Adventure e Hollywood Studios) só para visitar essas atrações. Sei que cada um tem um limite dentro de sí doque é suportável, ou não, porém estando por lá acho um desperdicio vc poder enfrentar esse seu medo e nem tentar!!! Assim estou indo agora em dezembro e vou viajar junto com meu irmão que nunca foi para lá, e diga-se de passagem ele não é o tipo de pessoa que gosta muito de emoções, mas já o convenci a no mínimo experimentar se gosta ou não ele vai me dizer assim que sair da atração!!! Coitado acho que ele vai sofrer!!! HUAHAHUAHUA...

 


 
RSRSRS....ERA PARA A DORIANE

 mensagem postada em 25/10/2008 - 07:10:57hs
 
 

Vou entrar na conversa de vcs....rsrsrsr
Adoro brinquedos radicais, aliás, adoro todos os brinquedos, vms em todos, um por um da listinha dos mapas. Em setembro, só pra vc ter uma idéia fui na Sheikra 4 vezes e a molecada 12.
Saber se uma crinça vai bem ou não depende só dela mesmo. Faça seu roteiro com os parques que possuem menos brinquedos radicais, assim vc vai aumentando a dose de adrenalina para ele aos poucos.
Um bom teste, na minha opnião é o Everest, que assusta pelo tamanho, mas que é muito tranquila. Digo isso por meu marido, que só vai em simulador e acabou indo nela e gostou.
A única que detesto é a Gwazi, é de madeira, sacode muito e não tem nem onde se segurar, o modelo é muito antigo.

abçs.....

 


 
Juliana

 mensagem postada em 23/10/2008 - 11:10:56hs
 
 

A do dinossauro que meu filho foi é a do Island Adventure, aquele brinquedo que tem a queda final, na verdade não é montanha russa, tem só a queda.

Sobre A Aerosmith ele encara, não sei se eu encaro...kk... me fala mais dela ai.

E o elevador?

Esse simulador do AK, é muito ruim? Dá para passar mal?

Para mim um dos piores é a Splash Mountain pq sempre os carrinhos engarrafam e eu tenho que ficar olhando aquela ladeira...kk

 


 
Para ganhar coragem

 mensagem postada em 22/10/2008 - 09:10:20hs
 
 

Amigos,

Acho que uma boa maneira de se preparar para andar nas montanhas-russas mais radicais de Orlando é compará-las com algumas existentes na rede de parques Six Flags e ver que em Orlando o bicho não é tão feio como parece. Se derem uma olhada na montanha-russa chamada Kingda-Ka, com queda vertical real de 135 metros (são mais de duas Sheikras) ou a Goliath, classificada como Hypercoaster em virtude da força G brutal verão que, em Orlando, não têm com o que se preocupar...

Boa Sorte a todos.
Paulo.

 


 
 
A atração Spaceship Earth está para o Epcot, assim como o Cinderella Castle para o Magic Kingdom. A famosa esfera geodésica tem peso superior a três vezes o de uma espaçonave totalmente carregada de combustível para lançamento. Ela é composta por 11.324 peças - triângulos compostos de alumínio e plástico - sendo que a água das chuvas é canalizada ao longo da sua estrutura e conduzida até a World Showcase Lagoon.