Visto

 
Tópico Aberto

 
 
ORDENAR MENSAGENS: da mais antiga para a mais recente
 
Índice  
 
 
VISTO CONCEDIDO - BRASÍLIA

 mensagem postada em 14/06/2007 - 10:06:34hs
 
 

PEssoal, antes de mais nada, gostaria de agradecer pela força... Realmente, é uma adrenalina danada!!!!!!!!

Agora, vamos a minha entrevista.

Cheguei na embaixada americana em Brasilia às 6:30. Já tinham 24 pessoas na nossa frente!!!!

Ficamos na fila até a abertura dos portões, às 8:00.

Entramos. Fomos até o guiche 01, pois já tinhamos pago a taxa, e pegamos nossas senhas e deixamos os nossos documentos. Eu e minha mãe deixamos contra-cheque, minha irmã, ainda é estudante, mas não deixamos nem a declaração dela. O meu sobrinho de consideração, que tem 10 anos, só deixou o passaporte e os formulários.

Bem, tiramos as digitais e somente às 10 horas fizemos a entrevista com a Consul.

Ela não perguntou nada demais. Só perguntou qual o vínculo que tínhamos com o André Gustavo, se minha irmã estudava, se eu trabalhava e o que eu fazia e se minha mãe era médica aposentada.

Todas as respostas dadas, em menos de 2 minutos ela devolveu nossos documentos e disse que o visto tinha sido concedido e que era para pegarmos na segunda...

Ufa!!!!!!!!!!!!!!

Agora eu vou colocar, de vez, a mão na massa para fazer o nosso roteiro. E claro, quando estiver pronto, passo para vocês!!!!!!!!!!

Bjos da Paty

 


 
Visto Aprovado.

 mensagem postada em 04/06/2007 - 03:06:54hs
 
 

Caros amigos,

Gostaria de agradecer imensamente pela ajuda da Renata Besagio Ruiz e Mirelle Vieira Scheydegger. Na última quarta-feira (30/05) foi o dia onde eu e minha noiva fomos a entrevista no consulado e como não podia ser diferente com nós dois, esse foi um dos dias mais frio do ano aqui em SP.

Vamos a entrevista, logo na chegada percebi que o agendamento serve apenas para dar um norte as pessoas, pois nesse dia, pessoas que tinham agendado entre 8 e 11 da manhã estavam entrando juntas, a fila para pagamento no citibank estava enorme consumindo mais de uma hora do total de 3 horas que fiquei para concluir todos os passos. Uma boa dica é pagar antes a taxa da entrevista. Lá dentro fui super bem atendido pelo moça da pré-entrevista e inclusive ela permitiu que eu e minha noiva fisessemos a entrevista juntos, mesmo sem sermos casados ainda (o que foi um alívio para nós), com ela somente deixamos os documentos e fomos para fila da segunda etapa que era a de deixar as impressões digitais e também fomos bem atendidos. Aí começou todo nosso problema, pois a fila estava enorme e o frio estava nos castigando, pois para estar-mos bem vestidos optamos por roupas leves (ela um terninho e eu terno), sem se quer uma blusa de lã, após um tempão fomos chamados para a entrevista e lá uma moça com sutaque americano nós atendeu, já com cara de poucos amigos começou a me perguntar um monte de coisas e a cada vez que eu não entendia (devido ao sutaque) ela ficava mais emburrada, olhando para mim como se eu fosse um -- palavra censurada -- , começou a me questionar porque no meu holerith o meu salário é dividido em dois itens (Salário Base e Comissão de cargo - coisa de bancário), visivelmente contrariada com aquilo queria saber o porque e eu dizia para ela que era norma dos bancários e que o meu salário era a soma dos dois, aí ela me pediu a documentação dos carros que tenho e algum comprovante que eu fosse realmente me casar em novembro, graças a uma dica de uma amiga, levei o convite de casamento e entreguei a ela, mesmo assim ela continuava com aquela cara de quem esta insatisfeita e me pediu o meu Imposto de Renda, foi quando percebi que ela ficará mais calma, pois acho que ela percebeu que eu não estava mentindo e que o meu salário era realmente a soma dos dois itens e que estava compatível com o Imposto de Renda.

Depois disso ela pediu para entrevistar a minha noiva e ela somente perguntou quando iria casar e a quanto tempo trabalhava na empresa, sem sequer pedir nenhuma prova e dispensou nós dois falando uma pequena frase "vocês foram aprovados, pegue a fila a sua direita.".

E foi só isso, após três meses de agonia, e 3 horas de muito nervoso, deu tudo certo e a partir de agora, vou pesquisar preços e ver a forma mais economica e divertida de curtir a Disney.

Obrigado a todos desse fórum por tantas dicas importantes e que ajudam efetivamente a muita gente.

 


 
Lena, Dayse e Andreia

 mensagem postada em 01/06/2007 - 04:06:22hs
 
 

LENA , o caso do meu pai com a minha madrasta é exatamente igual ao seu. Moram juntos há mais de 10 anos, mas não são casados, moram de aluguel, têm uma filha de 8 anos, e meu pai possui um escritório com uns 5 empregados registrados também, e possui um outro apartamento próprio. A diferença é que eles foram jutos tirar o visto. O que eles fizeram foi o seguinte, nos formulários, nos campos onde pede nome e dados do conjuge, eles preencheram um com os dados do outro, como se fossem realmente casados. E não foi pedido nenhum documento extra para que comprovassem a união estável (mesmo eles possuindo sobrenomes diferentes). Acho q você deve levar as 3 ultimas mensalidades pagas dos seus filhos, mais uma declaração so seu marido que eles estará viajando junto com vocês, os documentos desse apartamento próprio que será entregue futuramente, mais tudo que você lembrar que possa ajudar na comprovação da união de vocês dois. Eu, me baseando no caso deles, acho que isso não será problema. Qualquer coisa dúvida é só perguntar.

DAYSE, é revoltante mesmo a maneira que eles nos vêem... Quando fui tirar o visto, tinha uma moça lá esperando também reclamando que algumas perguntas que eles fazem, dá vontade de responder: "Não interessa... eu tô indo no seu país, gastar o meu dinheiro, e ainda tenho q ficar te dando satisfação da minha vida?? Quem tá te fazendo um favor sou eu! Não é você não!"

ANDREIA, boa sorte na sua vez! E acho que você tá com um pensamento certíssimo! Espero que dê tudo certo, e caso não dê, rumo à Europa! Outra dica boa também é a Austrália. Morei lá um tempo e é absolutamente maravilhoso aquele lugar! E é dollar também! Só que é um dollar ainda mais barato!
Bjs

 


 
UNIÃO ESTÁVEL

 mensagem postada em 01/06/2007 - 03:06:57hs
 
 

Estou viajando em novembro para Orlando com meu marido, meus dois filhos (5 e 7 anos)e um grupo com mais 4 casais cada um com dois filhos cada. Eu irei para a entrevista em julho apenas com meus dois filhos, pois o meu marido já tem o visto de 10 anos (tirado antes de set/2001) que é válido até março/2008 (ele tinha o visto mas não chegou a viajar para os EUA na época). O meu medo é que como eu não tenho certidão de casamento e os bens no Brasil estão em nome do meu marido; que eles pensem que estou indo para os EUA para morar com meus filhos. Meu marido tem uma empresa há mais de 10 anos com 5 funcionários registrados e prédio próprio(ele declara IR na pessoa física com um valor pequeno (tributável) pois ele já paga imposto na pessoa jurídica, mas consta no IR um valor razoável de rendimentos não-tributáveis que ele recebe da pessoa jurídica). Quanto a moradia, moramos em casa alugada, porém compramos um apartamento que será entregue em 2008. O que devo fazer para comprovar vínculos no Brasil se a empresa é em nome do meu marido, o prédio da empresa também, bem como o apartamento que compramos. Meus filhos estudam em escola particular, mas o que devo fazer quanto a mim, já que o único bem que tenho em meu nome é um automóvel e um extrato bancário que dá para o gasto. Ouvi falar de uma certidão que é feita em cartório referente a União Estável; será que devo fazer, ou será que é pior?

 


 
Neusa

 mensagem postada em 01/06/2007 - 11:06:05hs
 
 


Vc pode sim recorrer por e-mail, fazer um Pedido de Revisão de Entrevista.
Este pedido, é solicitado, qdo o entrevistado discorda da decisão de recusa da concessão do visto pelo oficial americano que o entrevistou. Como no meu caso, que não olharam nenhum documento, NADA, e me negaram o visto.
Vc envia o e-mail para o Consulado Americano que vc fez a entrevista.

Pelo que li, a sua entrevista foi em abril não foi?
Não sei te dizer se considerariam seu recurso depois de tanto tempo.
Eu mandei o e-mail no mesmo dia de minha entrevista, ainda estou aguardando o retorno.
Entre no site da Embaixada e na página de agendamento, vc vê a opção visto negado. Lá vc encontra o e-mail referente ao Consulado que vc fez a entrevista.

Na sua entrevista, eles olharam seus documentos, então não sei exatamente como vc entraria com esse Pedido de Revisão.
Espero que vc consiga alguma coisa.

Fique com Deus.
Abraços.

 


 
Entrevista

 mensagem postada em 31/05/2007 - 12:05:13hs
 
 

Neusa:

Tb tive meu visto negado recentemente, mas não tive a mesma oportunidade que vc de mostrar os documentos.
Apesar de declarar IR e ter levado os de 2005,2006 e 2007, extrato de conta bancária e documentos de faculdade e outros.

Creio que não tive mesmo muita sorte, qdo entrei para a sala das cabines, fiquei observando os atendimentos, tinha 3 cabines em funcionamento, 1,2 e 3.
Na 1ª cabine, uma americana mais nova, baixinha, parecia se mostrar simpática ao casal que estava atendendo e pelo que vi, eles e mais um rapaz que entrou depois, conseguiram o visto.
Na 2ª cabine, uma americana que aparentava seus 30 e poucos anos, estava atendendo uma moça loira, e negou o visto, foi qdo a tal moça, começou um escândalo dentro da cabine que todos nós ouvimos de fora.(Na hora eu pensei, não quero ir com essa atendente, já deve estar nervosa).
Depois desta moça uma outra e tb negou.
Na 3ª cabine, uma americana que aparentava uns 40 e poucos anos, me pareceu mto simpática, vi entrevistando um casal, um rapaz e uma moça, todos concedidos.

Qdo meu número apareceu no painel, foi justamente para a cabine 2, a que tinha acontecido o escândalo. Na hora pensei, puxa, logo esta, mas pensei tb que ela seria mais profissional, o que não aconteceu, estava com o semblante transtornado, nem a culpo, mas não me entrevistou da maneira que seria a mais justa. Me fez umas perguntas e me negou, sem ver NADA.

Como a Marcela aí embaixo, creio que ela me julgou um "perfil comprometedor".
Divorciada, sem filhos, moro sozinha, sou estagiária e vendedora autônoma.

Mas não aceitei este NÃO e recorri por e-mail.
Ainda estou aguardando uma decisão, mas já vou marcar nova entrevista.
Programo esta viagem de férias desde o ano passado, e tenho me programado para isso.
Creio que se vc quer proporcionar a seu filho esta viagem, deva tb tentar novamente.

Espero que dê tudo certo para vc tb como para mim.

Fique com Deus.
Abraços.

 


 
meu visto foi negado

 mensagem postada em 31/05/2007 - 11:05:03hs
 
 

Estive no consulado em abril e tive meu visto negado pela segunda vez e do meu filho de 15 anos tbem.
Na 1a vez eu era autonoma trabalhava como massoterapeuta e levei imp de renda de isento, quase dois anos depois tentei novamente,só que desta vez levei meu imposto de renda com restituição, pois faz um ano que trabalho na Assembléia legislativa como funciorária contratada. Sou solteira e tenho 43 anos e um unico filho, moro de aluguel com um salário bem razoável. Coloquei meu filho e minha mãe como meus dependetes,levei documentos do colégio particular dele,extratos bancários holerits e cracha da assembléia,a pergunta da consul q me atendeu por incrivel q pareça foi a mesma q me atendeu dois anos atrás foi:
Vai para onde? eu: Orlando
Faz o que hoje? eu: assess. parlamentar
Pq a mudança? eu: apareceu uma oportunidade e eu entrei
Tem imposto de renda? eu: sim
Dei o imposto junto com os extratos, ela olhou olhou e disse: não pode viajar, fiquei indignada e disse não precisa dar o meu dá somente o dele, ela disse Não, e virou as costas. no papel q me deram estava q eu não tinha vínculos, será q é pq sou solteira
e tenho só um filho?
Devo tentar novamente?
não sei o que é vínculo para eles
Abraço a todos

 


 
Dayse

 mensagem postada em 26/05/2007 - 12:05:44hs
 
 


As perguntas foram mais ou menos essas:

- O que você faz?
- Faz faculdade onde?
- Para onde vai nos EUA?

Ps: seguindo a dica de outras mensagens do Forum, no dia ela foi bem social, terninho etc. Na verdade é a roupa de trabalho do advogado.

Aí que acredito ter sido meio caminho para a concessão do visto. No DS-156/157, deixamos bem claro o nosso itinerário, datas de chegada / retorno ao Brasil, cidades a serem visitadas nos EUA, hotel para estadia. E em NY, facariamos em casa de parentes. Tudo em inglês.

Aí a Consul perguntou o que eu fazia e onde trabalhava. Minha namorada respondeu e perguntou se ela queria ver meu passaporte com visto. Ela pediu e concedeu o visto.

Algumas considerações:

1) No nosso caso, em todos os documentos declaramos a viagem em dupla.

2) O visto foi concedido, mas com uma observação: tourism to NYC and Florida (1 entrada).

3) Essa questão de visto é complicadíssima. É subjetiva demais!

Não tivemos problema algum na imigração.

Boa sorte! Não desista!


 


 
Patricia Batista

 mensagem postada em 24/05/2007 - 01:05:20hs
 
 

Obrigada pelo incentivo...

No caso da sua prima, se ela tinha 18 anos, e estava cursando a faculdade, mesmo que não trabalhava, mas seu pai que é empresário estava custeando a viagem, não haveria o menor problema para a obtenção do visto, a não ser que ela alegou estar indo sozinha, como já sabemos, NUNCA diga que vá sozinha.
Mas é o que todos já dizem aqui, eles NÃO tem critérios, e assim fica difícil entender, começo a acreditar no que ouvi hj do Sr. americano, está parecendo uma loteria e ela tb não foi "sorteada".

Qto a sua dúvida, vc tem que tirar o passaporte antes sim, mas a Polícia Federal está em greve, assim que retomarem o trabalho, vc já o tira. Pq sem ele, vc não pode agendar a entrevista do visto.
E qto ao tempo para vc tirar o visto, depende de qdo for sua viagem.
Hj vc só consegue agendar para agosto sua entrevista, se quizer antecipar, vc tem direito a um reagendamento, mas tem que entrar no site todos os dias, pra conseguir uma vaga de desistência.

Os documentos para o passaporte são:

*Taxa GRU paga, emita pelo site da PF(www.dpf.gov.br), para passaporte comum estava em R$87,31 e pague em qualquer banco.
*2 fotos 5x7 com fundo branco(datadas)
*Formulário impresso e preenchido(site da PF).
*Carteira de Identidade.
*Certidão de nascimento(solteira) ou Casamento(Se separada judicialmente ou divorciada, já com a averbação).
*Título de Eleitor e comprovantes da última eleição, se não tiver, carta da Justiça Eleitoral, dizendo que está em dia.

Aqui o passaporte estava demorando em média 12 dias, com a greve não sei te informar com precisão.
Mas um funcionário aqui da PF me disse que em São Paulo, na Superitendência da PF, vc consegue tirar em 5 dias.

Depois de passaporte em mãos, pague a taxa de R$38,00 que vc emite pelo site da Embaixada (www.embaixada-americana.org.br) e pague da melhor maneira que achar, vc tem opção de boleto bancário, cartão de crédito ou débito em conta, no próprio site da embaixada.
Depois de 24 horas da taxa paga, o sistema vai gerar uma senha pra vc, e vc agenda sua entrevista no próprio site.
Essa taxa te dá o direito de agendar até 5 pessoas da mesma família, parentes direto(marido, esposa, filhos, irmãos, pai e mãe).
Aconselho a sua prima tb pagar a taxa e agendar para o mesmo dia que vc, e vcs dizerem que vão juntas, se for o caso.

Depois que vc agendar, eu te explico melhor o procedimento para sua prima, preparar os documentos para a entrevista, com o pai dela custeando.

Espero ter ajudado.
Fique com Deus.

Abraços.

 


 
NÃO VOU DESISTIR!!

 mensagem postada em 24/05/2007 - 11:05:06hs
 
 


Vou começar este relato dizendo que:
NADA ACONTECE POR ACASAO, TUDO ACONTECE DE ACORDO COM A "VONTADE" DE DEUS!!

Creio que esta recusa neste momento tem um propósito.
Não desisti de concretizar o meu sonho, programei esta viagem de férias com carinho. Ontem mesmo, assim que cheguei aqui, passei a tarde toda scanneando documentos, no total de 42 folhas, escrevi o e-mail, conforme fui orientada pelo funcionário, relatei toda a minha entrevista, enfatizando minha indignação por não ter tido a oportunidade sequer de mostrar os meus documentos, sendo que estava com a pasta cheia.
Agora tenho que aguardar a resposta, que poderá vir em 48 horas. Espero que reconsiderem.
Caso não aconteça, não vou desistir, pagarei nova taxa, marcarei nova entrevista e tentarei novamente.

Tenho um relato pra deixar pra vcs:

Ontem, ainda sem entender o que tinha me acontecido, liguei para minha irmã, foi qdo ela de repente se lembrou de um senhor que é conhecido dela, mora em BM é um americano, funcionário do Consulado aposentado, casado com uma amiga.
Então, ela ligou para ele e pediu se pudesse ir hj de manhã em sua residência para conversar sobre o que tinha me acontecido.
Acordei hoje, com ela me ligando dizendo que estava na casa dele, e que ele queria falar comigo ao telefone.
Um senhor mto simpático, com um sotaque americano ainda enorme, está aposentado desde 1988. Ele pediu que eu relatasse tudo, contei. Então o que ele me disse, creio que serve para muitos aqui hj, mas imaginem em "americanês" bem arrastado. Rss...:

Minha querida, pelo que sua irmã me descreveu, vc é uma moça mto bonita, e as americanas que os entrevistam nem sempre contam mto seus vínculos, mas agem de maneira pessoal, pode ter sentido uma inveja dos seus cabelos(tenho o cabelo longo, pretos), e riu, vc não foi com uma roupa justa, foi? (respondi que não, estava com uma calça jeans normal, mas comprimento cigarrete, uma blusa de malha fria, mas tinha detalhe em bordado fosco(talvez pequei aí tb), um scarpan, e jaqueta de couro vinho).
Pois é minha filha, vcs tem que ir meio que "freiras", qto mais tampada melhor, não chamem mta atenção pra vcs, tem que ser roupas sóbrias, acessórios discretos, essas coisas.
Outra coisa que pesou contra vc, foi o fato de vc ter 32 anos, não ter filhos, morar sozinha, se imagine vc entrevistando agora, isso é um forte indício de que é um imigrante em potencial.
Mas o fato de ela não ter verificado seus documentos, é um erro grave, sua faculdade, declaração de IR, a sua audiência marcada, tudo são vínculos fortes. Na minha época lutei mto contra isso.
Mas infelizmente não entendo como estão acontecendo essas concessões agora, depois do 11 de setembro, tudo mudou mto, desde a minha época, hj parece uma loteira, como se dissessem assim: "Hj vamos aprovar só 12". E vc tem que ter sorte de ser um deles.
Então, vcs tem que fazer tudo para que seja um forte candidato a isso.
Sua tia poderia ir com vc, se ela dissesse que vc estaria indo com ela e ela era sua responsável na viagem ajudaria mto(questionei pq aqui sempre disseram que não poderia acompanhantes, mas ele disse que poderia sim).
Então ele disse que não poderia interferir em nada, mas que eu aguardasse a resposta do e-mail e caso ainda assim, recebesse nova recusa, eu tentasse novamente nova entrevista.
É o que vou fazer, não vou desistir...

Mas creio que esta "experiência" me serviu para ajudar os que ainda estão aqui no forum, antecedendo suas entrevistas e quero e vou contribuir com vcs no que eu puder. Creio que Deus sabe o que faz, as vzs a minha recusa neste momento, pode ser um fator importante para ajudar alguém que está aqui.
Sendo assim, aqui vão minhas dicas:

*Preencha corretamente os formulários DS156 e Ds157, preenchendo todos os campos. O que não tiver resposta, coloque N/A (não se aplica).
*Leve o passaporte de algum parente ou amigo que já tenha o visto, ou vá com um parente tirar o visto.
*Use roupas sóbrias:
-Para as mulheres, use calça social, ou jeans não justo, blusa social de tecido ou lã, uma maquiagem leve, discreta, acessórios discretos, tudo em tom pastel ou o pretinho básico, se o cabelo chama mta atenção, faça um "rabo" ou "coque", mas não chame mta atenção.
-Para os homens, um terno dependendo de sua profissão pode ser exagerado, use calça social ou jeans e uma camisa bem alinhada, é o suficiente.
*Não demostre mta ansiedade com a viagem, seja o mais controlado possível.
*Olhe nos olhos, e responda todas as perguntas com convicção.

Aprendi mto com essa experiência e creio que estou preparada para uma nova tentativa.

Obrigada a todos pela consideração e palavras de ânimo.
Me sinto entre amigos neste fórum.
Podem contar comigo, ganharam mais uma frequentadora, disposta a colaborar com o propósito do fórum, de ajuda na obtenção do visto.
E espero logo, tb dar a boa notícia a vcs.
Creio no Deus que eu sirvo, e sei que na hora devida, receberei minha Benção.

Fiquem com Deus.
Abraços.


 


 
 
Mais de 1.6 milhões de pernas de peru - as famosas "Turkey Legs" - são consumidas anualmente nos parques temáticos do Walt Disney World Resort: Magic Kingdom, Epcot, Disney’s Hollywood Studios and Disney’s Animal Kingdom.